Tag: polícia

Relato: Rebelião no Presídio de Ituiutaba

Esta semana enfrentamos uma rebelião aqui na minha cidade, uma ocorrência extremamente complicada, com diversas variáveis e dificuldades. Vou fazer um relato da visão de um soldado, não de um juiz, promotor ou algum dos comandantes da operação. Não vou entrar em detalhes operacionais ou jurídicos por aspectos profissionais, nem vou dar minha opinião sobre o sistema judiciário ou penal, vou falar do que eu senti, o que eu vivi e como estou agora. Se querem que eu diga como a polícia agiu parem de ler agora.

preso 1

Fui chamado pelo sargenteante da Cia TM da minha cidade: “Diego, farda e desce pra cia que a cadeia estourou (rebelião)”. Ao chegar na Cia deparei com o meu primeiro problema sobrevivencialista, a organização do material tático. Após certo tempo, consegui reunir os equipamentos: escudos balísticos, capacetes balísticos e ferramentas em geral.

Taser

Eu (Diego) estou em débito com este blog que me acolheu tão bem, então decidi fazer um post bem atual e “divertido” sobre o equipamento usado pelas forças policiais conhecidos como TASER.

Como já devem saber, é uma “arma” de choque que tem como objetivo imobilizar agressores e principalmente evitar lutas corporais e uso de instrumentos contundentes (bastão de madeira, tonfa).

Pistolas ou Revólveres?

Sempre que me perguntam sobre armas de fogo vem a velha competição…“qual você prefere, revolver ou pistola?”. Quando fazia faculdade um professor me ensinou a resposta para tudo, então lá vai: DEPENDE. Assim posso argumentar melhor. O revolver para quem não sabe (acho difícil) é alimentado pelo “tambor” e a pistola é alimentada pelo “carregador” (pente é de passar no cabelo).

revolver_vs_pistol

Ler mais

Eu errei?

Como muitos de vocês devem saber eu (Diego) sou Policial . Não me importo com o anonimato, pois carrego meu nome no meu colete e não visto a farda para parecer mais forte, faço isto para proteger os fracos. Mas proteger de que? Dos “bandidos”. Mas o que é bandido? Quem mata, quem rouba, quem vende drogas? Certo dia o pai de um jovem usuário de drogas entrou em uma “boca de fumo” e matou o traficante, três tiros. Então o homem honrado, trabalhador, se tornou um bandido. É em cenários de crise que os saques,  roubos,  furtos e outros crimes podem te transformar em um “bandido”.

The Darkest Hour – Heróis, Covardes e Armas

Ontem, resolvendo sair mais cedo do escritório, e precisando comprar uma camiseta para usar na academia (estou tentando entrar em forma, graças ao blog…), circulando pelo shopping resolvi assistir “A Hora da Escuridão”. Não havia visto nada sobre o filme, mas como o diretor é conhecido de um filme russo “Guardiões do Dia”, muito bom, resolvi assistir. Fique tranquilo, não vou contar o filme. Mas, basicamente, somos atacados por monstrinhos elétricos (não, não são “Pikachus”…) que matam quase todo mundo.

Enquanto via o filme, não podia deixar de lembrar do Selco, e sua experiência em sobreviver um ano em uma cidade sitiada. No filme, o covarde morre tão rápido quanto o herói. Quem sobrevive? O “malaco”….mas não por o ser, mas sim pela DETERMINAÇÃO em sobreviver. E se pensar em situações extremas, a sobrevivência é algo que depende de determinação. Absoluta. Sobreviver é algo feio, como já dissemos em posts anteriores. Não há espaço para a covardia ou para o heroismo sem sentido. Custer quis ser herói e levou suas tropas ao matadouro em Little Bighorn, nas mãos de Touro Sentado e Cavalo Louco.

Outra coisa que me chamou a atenção é o fato de que quando explode a confusão todos pensam em armas de fogo, ou em meios militares. Isso é curioso. Já vivi situações onde “anti armas” perguntaram se ninguém estava armado, em especial durante situações com risco de assaltos ou coisa pior.

Ficção: Uma história provavelmente real

Leia a seguinte história abaixo:

Você acorda em sua cama confortável, com o ar condicionado deixando o quarto bem fresquinho. Vai para a sala e come um ótimo café da manhã, aquele bom copo de coca cola gelada e um chocolate, típica coisa que lhe dá uma energia pra começar o dia. Liga a TV para ver o que anda acontecendo no mundo, nada de diferente.

Sai para o trabalho, sem nenhuma preocupação, o mundo continua igual e adequado às suas necessidades. Ao chegar em casa depois daquele trânsito terrível e aquela preocupação chata de ver o combustível piscando na reserva você vai tomar um belo banho quente de maravilhosos trinta minutos, porque você gosta de relaxar e acha engraçado ver suas mãos ficarem enrugadas. Se veste e vai pra sala arrumar o seu jantar, um enorme prato de arroz com dois ovos e bacon, porque depois de um dia pesado nada melhor do que um jantar bem calórico para te deixar satisfeito. Ao dormir vai tomar um copo de água da geladeira, a garrafa está quase vazia mas deu pra encher meio copo, então está ótimo. Você guarda a garrafa vazia na geladeira e vai dormir.

Vida tranquila, você consegue imaginar o que pode vir a acontecer?