Tag: School

SHTF School: Um dia típico durante a guerra

Um dos leitores sugeriu em um post recente que eu escrevesse sobre um dia típico durante a crise que enfrentei. Normalmente eu penso no tópico que vou escrever e depois escrevo, desta vez fiz o contrário e apenas escrevi. Este é apenas um típico dia durante meus dias de guerra.

Eu acordei com a sensação que não tinha pernas abaixo do meu joelho, apenas um sentimento estranho, algo entre dormência e dor.

SHTF School: Sobrevivência de senso comum – O retorno da seleção natural

Como você imagina um sobrevivencialista real?

Um homem escondido dentro de um bunker com comida para dez anos, completamente isolado do mundo externo? Ou é o cara com corte de cabelo estranho dirigindo uma moto movida a metano, usando uma roupa completa de couro, armados com espadas saídas de jogos de computador e talvez uma moto serra nas costas?

Os dois exemplos são como estranhas fantasias e para alguns até mesmo desejos (“Eu quero que seja assim”). Estes cenários já cansei de ver em fóruns de sobrevivência e programas de televisão.

SHTF School: Matar pessoas em um cenário de crise – Consequências que poucos pensam

Cerca de três anos atrás a mulher e o filho do meu amigo estavam no carro quando bateram em outro veículo. Era um acidente bem pequeno, os dois carros estavam devagar e somente ficaram arranhados. No outro carro haviam quatro caras bem bêbados que imediatamente saíram do carro e começaram a ofender a mulher e a criança. Ela trancou o carro e ligou para o marido.

SHTF School: Doces e tratos em uma situação de sobrevivência

 

survival food

Nós todos pensamos como uma crise iria nos mudar, mas é quase impossível de saber como nós vamos reagir a todas as coisas novas que surgirão nesse tipo de cenário.

As pessoas acham que será algo rápido e imediato, como se de repente hoje uma crise ocorreria e nos tornaríamos pessoas diferentes. Seria legal, mas não é assim para a maioria das pessoas.

SHTF School: Mantenha o povo alimentado e entretido

Nota do tradutor: Para aqueles que não conhecem, o blog SHTF School relata as experiências e pensamentos de um sobrevivente da guerra balcânica, que passou um ano morando em uma cidade sitiada onde não haviam leis, comida ou qualquer recurso. Peço também que percebam o quanto o texto abaixo se enquadra no cenário atual de nosso país e por favor, compartilhem este texto em suas redes sociais e afins para que possamos alertar mais pessoas sobre o que poderá nos abater em breve.

As pessoas que estão no movimento de preparação e sobrevivência no mundo e na internet estão fazendo diversas coisas para se preparar para possíveis crises.

Numerosos blogs e fóruns estão por aí, todos tentando descobrir quando a @!#@ vai bater no ventilador e como o cenário será. Meu tempo de guerra era o pior cenário possível e imagino que poucas pessoas enfrentarão algo tão ruim mesmo quando há completo colapso da lei (ao menos você não terá atiradores de elite e bombardeios se seu governo se comportar).

SHTF School: Andando na linha entre humano e animal

Como eu sempre digo em minhas postagens, gosto de falar da parte “não tão espetacular” da sobrevivência que não é muito divertida como falar da últimas notícias sobre armas e acessórios.

Hoje eu quero falar sobre dignidade e o que isso significa em um cenário de sobrevivência. Antes de falar sobre a minha própria experiência, leia o pequeno texto abaixo tirado do diário do Tenente Coronel Mervim Willett Gonin que descreve o que aconteceu quando sua unidade libertou vítimas de um campo de concentração durante a segunda guerra mundial.

SHTF School: Equipamentos táticos versus habilidades de sobrevivência

Ser capaz de lutar e sobreviver quando acontecer uma crise significa muitas coisas. É claro que isso significa estar treinado, bem equipado e pronto para lutar.

Mas há alguns mal-entendidos (assim como com muitas outras coisas quando se trata de crises e sobrevivência em geral) quando se trata do que você supostamente terá com você enquanto estará se movendo através de uma área perigosa em que você pode ter que lutar por sua sobrevivência.