A bicicleta no conceito Sobrevivencialista… Será?

Em meio a tamanha modernização e tecnologia que nos roda atualmente, será que a simples bicicleta encostada no fundo da garagem não está sendo um recurso ignorado e desperdiçado? Em meio a tantos modelos de veículos motorizados, é muito provável que o simples o ato de pedalar possa se encaixar perfeitamente na sua vida.

Vamos pensar por partes, afinal é de partes que se compõe a vida!

Pontos positivos

Compra: É fato, comprar uma bike é muito mais barato que comprar uma moto ou um carro, com exceções de bikes profissionais, claro. E pra você que não tem nenhum veículo, talvez ela te economize um bom dinheiro com passagens no final do mês;

Regularização: Todo mundo sabe que os preços para se conseguir uma CNH no Brasil não são nada agradáveis, mas em contraste a bike você sobe nela e sai pedalando, não precisa se preocupar com as regularidades de um veículo a motor, sem falar que não tem IPVA todo início de ano;

Manutenção: Tanto em custo, quanto no aprendizado, a bicicleta é um veículo simples. É muito mais fácil aprender a concertar uma corrente quebrada do que aprender a mexer no motor de um carro popular, tanto que o Cavallari (colaborador do portal) consegue manter a dele em funcionamento nas diversas aventuras em locais remotos que ele já fez, e até mesmo você que não tem nenhuma aptidão mecânica e nem vontade de aprender sobre isso, novamente entra o fator financeiro, a troca de um pneu por exemplo, nem precisa dizer que é muito mais barato.

Pequenas vantagens: Sim, aquelas pequenas coisas que no final fazem toda a diferença, vamos a exemplos:

  • Não fica presa no trânsito, ao contrário, existem faixas exclusiva pra elas;
  • Vagas pra estacionamento, em qualquer poste ou árvore você deixa a sua;
  • Em caso de problemas, se não tiver os recursos para o conserto de imediato, é mais fácil transportar a bicicleta do que um veículo maior, tanto seja para casa ou para a oficina mais próxima.

Pontos negativos

Como nem tudo na vida são flores, a pontos que ela tem desvantagem em relação aos veículos motorizados.

Segurança: É obvio que nesse quesito ela perde, você está com seu corpo totalmente exposto, diferente de um carro, onde inclusive pode-se adicionar blindagens, etc.

Velocidade: Não tem comparação, por melhor condicionamento que tiver, você não será mais rápido que um carro ou moto.

Espaço: Com um bom bagageiro você consegue levar o essencial, mas não tem a mesma capacidade de carga de um carro, e em comparação com a moto, na bicicleta você terá que puxar todo o peso com a sua força.

Ahh, e se você estiver se perguntando sobre o uso da bicicleta como veículo de fuga, tem um texto específico respondendo a sua pergunta.

Conclusão…

A minha conclusão basicamente é, “Sim, vale a pena ter uma bicicleta”, mesmo que os pontos positivos não anulem os negativos, o contrário também é verdade. Um bom Sobrevivencialista deve manter a maior gama de possibilidades de deslocamento, além de que ter um bom condicionamento físico é essencial, e a bike é um meio pra isso.

Em crises como a recente greve dos caminhoneiros as bicicletas foram muito usadas, inclusive pelo Júlio Lobo, que economizou gasolina indo ao trabalho pedalando… Peço a ele que complete este texto com a sua visão de como a Bicicleta pode estar presente no meio Sobrevivencialista.

Texto escrito pelo sobrevivencialista e ciclista: Welthon Tavares.

Insert do Julio

A bicicleta é, na minha opinião, o casamento perfeito entre exercitar-se, gastar pouco dinheiro e aumentar a qualidade de vida em tempos tranquilos. Se você vive em uma cidade relativamente amigável aos ciclistas (com ciclovias e semelhantes) recomendo que experimente a sensação impagável de sair do trabalho e pedalar para casa vendo o sol se por e movimentando seu corpo! Eu sempre tive a impressão de que ao voltar para casa pedalando forte o estresse ia se dissolvendo e quando você chega em casa já riscou também a necessidade de se exercitar, sobrando mais tempo para você e sua família se curtirem. Enfim, sou suspeito de falar sobre o tema, até porque já produzi muitos conteúdos voltados para o ciclismo aqui no portal. Ótima iniciativa, Welthon.

Outras postagens já feitas sobre bicicletas aqui no portal:

FALANDO SOBRE BICICLETAS

COMO IR DE BICICLETA AO TRABALHO

SOBRECAST 35 – VIAJANDO 4.500KM DE BICICLETA!