Autor: xiquo

Historiador, Técnico em Segurança do Trabalho, voluntário da Defesa Civil.

Como fazer uma avaliação de riscos

Para nos prepararmos devemos ter uma ideia básica sobre o tipo de ameaças que estamos enfrentando. Se é possível ter uma ideia sobre os riscos potenciais, podemos obter as habilidades, conhecimento, treinamento, equipamentos e planos que podem nos ajudar a superar, prevenir e reduzir os efeitos destes riscos.

Governos, empresas, organizações militares e Agências de inteligência gastam uma fortuna a cada ano na coleta de informações visando entender as ameaças e evitar que elas se manifestem em realidade ou catástrofes. Os riscos são também uma questão de percepção. As instituições e os meios de comunicação formam a aceitação daquilo que é considerado aceitável como risco potencial ou não.

O modelo Westfalian de gestão de risco

Essa é mais outra tradução adaptada, desta vez do blog SibitotiqueAchei interessante pelo fato de ajudar aos que estão começando e até  mesmo quem já tem um certo tempo. Hoje falaremos sobre uma análise de risco que vai te ajudar a entender melhor a sua situação, seu cenário, como avaliar os riscos que está exposto e auxiliar no planejamento de preparação.  

O objetivo é fornecer ferramentas para que as pessoas compreendam as suas próprias situações e tomem medidas que façam sentido para sua vida atual.

As dez principais habilidades para sobrevivência urbana

lens18998904_1325135148urban_survival_manual_cra

Inspirado na postagem do Selco sobre questão de equipamentos e habilidades, fiz uma pesquisa em outros blogs sobre quais seriam as habilidades básicas que podemos adquirir. Mesmo que não seja para um SHTF (Fim do mundo como conhecemos) real, muitas delas serão úteis para o cotidiano e imprevistos e cruciais para a auto suficiência que muitos desejam.

Quatro hábitos diários que farão de você um sobrevivencialista urbano melhor

Preparações  podem ser demoradas e caras, por isso é importante que você crie alguns pequenos hábitos diários que vão lhe auxiliar na construção do seu estoque de alimentos, no treino de suas habilidades e no condicionamento físico.

Ao incorporar os quatro hábitos listados abaixo em sua vida diária, você eventualmente (com o tempo) irá se tornar um sobrevivente urbano preparado.