SHTF SCHOOL: PRIVAÇÃO DO SONO DURANTE DESASTRES

É uma daquelas coisas que muita gente não se toca, que quando um desastre ocorre, muitos terão grandes problemas com e devido à privação de sono.

As razões são muitas, talvez seja muito perigoso, então você será forçado a ficar acordado por um tempo prolongado, ou simplesmente seu ciclo de sono ficará confuso porque você ficará deprimido ou não terá tempo suficiente para um sono de qualidade.

É importante entender o que você pode esperar quando a privação do sono te pegar.

O seu desempenho

Eu costumo chamar esse sentimento de “estar em uma bolha”.

É como estar drogado, faz você sentir que não se importa com as coisas ao seu redor.

Por exemplo, você se encontra em uma situação em que não se importa se você será baleado, você vê claramente que tem grandes chances de ser baleado por um atirador em um cruzamento muito perigoso, você vê que as chances são altas para isso, mas você aceita isso, essa pequena chance (de não ser baleado) enquanto passa por aquele cruzamento, em parte porque você não se importa e em parte porque você está se sentindo invencível.

Você está numa “bolha”, em um estado estranho de sentimentos e processamento de informações ao seu redor, e essa “bolha” veio, em grande parte, da privação do sono.

Sua percepção da situação de perigo fica distorcida de maneira estranha, e você reage de maneira diferente, às vezes você quer ser herói sem razões, ou às vezes você se torna covarde – novamente sem razão.

Vamos pelo menos dizer que isso te tira do seu “normal”.

Certa vez, eu estava escondido por três dias em uma casa em ruínas com meu amigo, enquanto uma unidade de soldados estava na rua.

Talvez 50 pessoas com um tanque, eles estavam bebendo e ocasionalmente entrando nas casas ao redor da nossa para verificar coisas, o tanque deles estava quebrado, algo com motor e eles o mantinham roncando quase o tempo todo, consertando algo com combustível ou óleo.

Nós não dormimos por esses três dias, estávamos prontos para pular em uma fração de segundo se eles entrassem em nossa casa. No terceiro dia meu amigo me anunciou que está escrevendo um poema sobre essa situação, e eu mesmo estive muito perto de sair com os caras e dizer a eles que não acredito na guerra ou algo assim, na crença de que eles iam responder “Ok, então vá, pode ir embora”.

Felizmente naquele dia eles foram embora depois que consertaram o motor.

Coisas estranhas

É subjetivo, mas com base na minha experiência pessoal, você pode esperar que, após 3-4 dias sem dormir, você veja coisas que não estão lá ou, por outro lado, não veja coisas que estão lá. Esteja ciente de que isso pode acontecer MUITO mais cedo em algumas pessoas, mesmo em menos de 24 horas, dependendo dos estressores ao redor, idade do indivíduo e nível geral de fadiga, entre outras influências.

Este fato foi motivo de muitas mortes, e também foi motivo de muitas lendas assustadoras naquela época.

Pessoalmente, vi algumas vezes pessoas que não caíram depois de serem claramente baleadas várias vezes, pessoas mortas andando, luzes estranhas, sons ou simplesmente “fantasmas”.

Aprendi com o tempo a perceber e observar coisas assim, mas não a reagir, caso contrário provavelmente teria enlouquecido.

Quando você ouve um bebê chorando a dez metros de você em uma casa abandonada e em ruínas no meio da noite e você segue o som e vai até lá, e não há nada lá, mas agora o mesmo som vindo de outro quarto que pode te dar uma sensação estranha nas suas entranhas. Você observa, mas não reage, senão você enlouquece.

Medo e falta de sono irão brincar com sua mente.

O que você pode fazer?

Assim como muitas outras coisas relacionadas a situações extremas, muitas vezes você não pode fazer nada em relação a privação do sono porque simplesmente estará lá, mas há coisas que você pode considerar porque ajudam:

Mantenha-se saudável

A privação do sono quando um desastre ocorre é sempre acompanhada de outras coisas, então é bom pelo menos tirar essas outras coisas. Se você está tendo diarreia ou está desnutrido, ou simplesmente está fora de forma, estar no meio da privação do sono tornará as coisas muito piores.

Se você está em boa forma e tem falta de sono, você provavelmente ainda poderá trabalhar nestas condições, o que significa que você pode sobreviver.

Não fique sozinho

É o bom e velho conselho – não fique sozinho. Estar com alguém significa que você pode ter apoio, alguém que pode rever suas decisões (ou vice-versa), alguém que pode assumir a liderança quando você está “para baixo” ou simplesmente alguém que pode estar acordado enquanto você dorme pouco.

Cuidado com estimulantes (drogas, álcool, etc.)

Talvez não seja “politicamente correto” dizer, mas, novamente, com base na experiência pessoal, drogas e álcool ajudavam na privação do sono, MAS, apenas em curtos prazos. Em prazos mais longos, na verdade, eles vão te foder ainda mais, então tenha MUITO cuidado com isso, nada pode substituir um cochilo, por mais curto que seja.

Tire sonecas curtas!

Posso contar nos dedos de uma mão quantas vezes dormi uma noite inteira durante o período de guerra. Mas eu tinha cochilos curtos, 20-30 minutos, e eles ajudam muito.

Mesmo no meio do bombardeio ou da luta, em algum lugar escondido, ou nem tanto, eu colocava óculos escuros e algodão nas orelhas e tirava uma soneca curta. Sempre era um sono muito “leve”. À noite, óculos de sol podem minimizar os efeitos dos flashes ao seu redor, e o algodão pode tirar um pouco do som das detonações.

Conclusão

Devo salientar que minha experiência foi um pouco “drástica”, então você pode não se encontrar no meio de um bombardeio, mas ainda posso garantir que você terá problemas com privação de sono se passar por um desastre de grandes proporções, então esteja preparado para isso.

Texto traduzido do site: SHTF School.

2 Comentários

  • Hoje com quase 20 anos de serviço policial – sempre à noite – não tem como não reconhecer um outro problema, que são os danos cumulativos a longo prazo de algumas noites não dormidas na semana… Quando comecei, 20 e poucos anos de idade, virava uma noite tranquilo e só sentia necessidade de dormir um pouco mais cedo no dia seguinte… Às vezes largava o turno e ia pedalar 100km pra “desestressar”! Hoje na casa dos 40, sinto que a carcaça está pagando o preço de tanta noite sem dormir…

  • Saudades dos textos do Selco🤗. Parabéns Welthon Tavares pela tradução e pelo trabalho como um todo.
    Ótimos textos os seus, abordagens maravilhosas e leitura agradável.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s