COMO DESENVOLVER maior CONSCIÊNCIA SITUACIONAL?

Muito provavelmente não é a primeira vez que você está vendo esse tema, não é mesmo?

Existem inúmeros artigos por aí que trabalham esse conteúdo, mas sempre de forma teórica demais. Embora muitos destes textos possam provavelmente descrever muito bem cientificamente o que o termo significa, será que o que está sendo dito ali significa alguma coisa no mundo real?

Vamos aqui abordar da maneira mais simples e direta possível, visando sempre a aplicabilidade deste assunto na prática.

O que é Consciência Situacional?

Se você realmente quer saber o que é, não precisamos de conceitos técnicos ou complexos para explicar. A Consciência Situacional é simplesmente a capacidade de avaliar seu ambiente em busca de ameaças para que você possa evitá-las ou controlar a situação e começar a tomar alguma ação a seu favor.

É isso! Sem fluxogramas, sem códigos de cores, apenas consciência e atenção.

Então, qual é o hype?

Bem, de uma perspectiva de preparação, espero que seja óbvio. Simplesmente não existe uma habilidade de sobrevivência mais importante que você possa possuir. Se você puder identificar uma ameaça antes que ela se volte diretamente para você, você se coloca à frente de 99% do público e faz um longo caminho para garantir sua segurança.

Infelizmente, no mundo de hoje, essa é uma habilidade, ou melhor ainda, uma mentalidade que a maioria das pessoas simplesmente não tem.

Vivemos em um mundo onde as pessoas vivem em um estado de constante distração. Desde andar por aí com a cabeça baixa olhando para o celular, até se estressar com o dia a dia ou tentar se lembrar de outra coisa que lhe passou pela cabeça, a maioria das pessoas é infelizmente ignorante do mundo ao seu redor.

Então, o que você deve fazer, viver em um estado constante de paranoia?

Este é um argumento que você ouvirá frequentemente de pessoas que não estão preparadas. Em vez de fazer o trabalho, eles apenas afirmam que é paranoia. Quero dizer, por que se preocupar com o que pode acontecer, certo?

No final das contas, são as pessoas que se preparam que são as menos propensas a viver com medo ou sucumbir ao medo quando as coisas vão mal. É o indivíduo preocupado com a preparação, que está confiante em sua capacidade de avaliar as ameaças em um nível subconsciente, que pode caminhar pela vida sem ter que sequer pensar conscientemente sobre os problemas que pode enfrentar.

Essas pessoas não precisam viver com medo porque estão confiantes em sua capacidade de detectar ameaças quando elas surgem.

Por que a consciência situacional é importante?

Bem, vamos examinar um cenário diferente.

Você está no cinema assistindo a um filme com sua família e o alarme de incêndio dispara. Uma série de coisas podem estar acontecendo agora. Pode ser um alarme falso, pode ser um incêndio real ou, pior ainda, pode haver um atirador ativo matando pessoas na sala ao lado. Infelizmente esse é o mundo em que vivemos agora.

Nessa situação, a maioria das pessoas entrará em pânico.

Você está em um lugar escuro, as crianças provavelmente estão chorando e os adultos provavelmente estão debandando pelos corredores sem saber exatamente o que fazer. Mas você, se for um indivíduo consciente da situação, já saiu à frente do perigo. Você sentiu o cheiro da fumaça, ouviu os tiros ou reconheceu a ameaça antes mesmo de o alarme ser acionado.

E se foi um alarme falso, você não foi ferido pela multidão em pânico porque calmamente se dirigiu ao ponto de saída que identificou instantaneamente ao entrar no local. Enquanto todos os outros estavam correndo para a entrada principal, você silenciosamente e calmamente ajudou sua família a escapar por aquela pequena saída de emergência na lateral.

Os criminosos são ótimos quando se trata de consciência situacional!

Vivemos em um mundo onde isso não pode ser ignorado; criminosos e ataques violentos existem, e não é novidade pra ninguém.

Infelizmente, quando se trata de consciência situacional, muitos criminosos são bons nisso e pior ainda, eles são bons em identificar pessoas que não conscientes do mundo ao seu redor! Esses indivíduos chegam a uma situação, na maioria dos casos com vantagem, eles planejaram diligentemente o que estão prestes a fazer e se deram ao trabalho de selecionar o alvo que consideraram mais vulnerável a um ataque.

Preste atenção, o treinamento de autodefesa é ótimo. Saber como usar uma arma de fogo é uma habilidade que todos deveriam ter, e eu recomendo fortemente que você saia e encontre um bom clube de tiro. Entretanto, nada disso significa muito se você não está ciente de seu ambiente. Qualquer curso de autodefesa que não enfatize esse fato é um curso no qual você não precisa gastar seu dinheiro.

Sua única chance real de não ser visado por esses criminosos é ser capaz de perceber a ameaça antes que ela chegue até você: Consciência Situacional.

O que você pode fazer para desenvolver sua consciência situacional?

A Consciência Situacional não é a habilidade sobrenatural que alguns filmes de Hollywood fazem parecer, ela pode ser aprendida.

Não vou mentir para você e dizer que isso é algo que será fácil. Não é. Mas se você parar para começar a olhar para o mundo ao seu redor e executar alguns desses exercícios, você começará a desenvolver as habilidades básicas de que precisa para se proteger.

Novamente, isso não é viver em um estado constante de medo e paranoia. Eu sei que disse que não era uma habilidade sobrenatural, mas é uma mentalidade subconsciente que permite que você saiba quando algo não está certo.

É aquela sensação que a maioria das pessoas foi condicionada a ignorar.

Etapa um: Dominando a Atenção Plena

Os budistas e aqueles que estão em práticas de meditação chamam isso de atenção plena. Mas não se preocupe, no contexto deste artigo, não é uma coisa religiosa. O que estamos examinando aqui é o conceito de liberar o seu estresse e tornar-se totalmente atento ao ambiente. Simplificando, você está presente no momento.

Muitas terapias de liberação de estresse e ansiedade são construídas em torno deste conceito porque permite que a pessoa pare de pensar sobre seus medos e ansiedades e, em vez disso, apenas viva o momento, realmente absorvendo o mundo ao seu redor – as imagens, os sons, etc. Isso é o que é importante aqui.

Ao compreender seu ambiente e ser capaz de reconhecer as realidades básicas do que está acontecendo ao seu redor, sua mente subconsciente será instantaneamente capaz de identificar o que não se encaixa e quais coisas sinalizam perigo à frente.

Etapa dois: análise honesta e identificação de ameaças

Algumas dessas informações não serão politicamente corretas. Eu sou realista. E eu percebo que vivemos em um mundo que muitas pessoas se tornaram incapazes de reconhecer os perigos reais na vida e em nossa sociedade.

Traçar perfil de pessoas é uma realidade aceitável!

Não é racista, sexista ou qualquer outro rótulo que você queira atribuir a isso, é apenas realidade.

O fato é que os criminosos se encaixam em certos perfis. A criação de perfil não tem nada a ver com raça, mas tem tudo a ver com aparência. Pense nisso; quem tem mais probabilidade de roubar você, a avó negra de 80 anos na cadeira de rodas ou o adolescente com cores de gangue e tatuagens de gangue? A cor da pele era importante ou a aparência geral da pessoa era importante?

Algumas dessas coisas são apenas senso comum, e outras requerem ignorar o que muitos dizem que é certo ou errado.

Etapa três: exercícios, jogos e táticas de consciência situacional

Portanto, agora o principal do artigo. Coisas que realmente podem ajudar a desenvolver uma mentalidade de consciência situacional.

Antes que isso possa se tornar parte de seu processo de pensamento ou de sua mentalidade subconsciente, você terá que ter um propósito e fazer coisas para aprimorar suas habilidades.

  • Jogue com você mesmo, se você tiver filhos, inclua-os no processo. Ao entrar em uma loja, veja quantos pontos de saída você pode identificar imediatamente. Procure por obstáculos, ameaças ou qualquer coisa que possa atrapalhar sua fuga caso algo aconteça.
  • Comece a observar as pessoas. Tente perceber como as pessoas normalmente se comportam, o que é normal e o que não é. Uma das melhores maneiras de detectar problemas é ser capaz de ler as peculiaridades de comportamento das pessoas.
  • Limite as distrações externas quando você está em público. Não estou dizendo que precisa desligar o telefone ou deixá-lo em casa. A vida continua, mas tenha cuidado com os excessos. Por exemplo, você não precisa andar com os dois fones de ouvido tocando musica alta, e se realmente tiver que usá-los para uma ligação importante, pare em um local mais reservado e seguro.
  • Comece a confiar em seu instinto! Talvez você possa estar errado, mas no final, você precisa estar atento aos instintos primários que estão embutidos em seu próprio ser. A resposta de lutar ou fugir é uma coisa muito real, algo que pode ser usado a seu favor se você aprender a controlá-lo e não ceder ao aspecto do medo que tantas pessoas na sociedade atual parecem estar oprimidas.

Conclusão

Não vou terminar o artigo com uma simples conclusão e até logo. Vamos aprofundar ainda mais os conceitos.

Aqui embaixo estão dois vídeos que explicam de forma embasada e pratica o quão a consciência situacional é essencial nos dias de hoje.

Texto traduzido e adaptado do site: Offgrid Survival.

4 Comentários

  • Excelente! Sempre me senti estranho por prezar por isso e dar importância, mas sempre continuei! Aprendi isso com meu cão pastor alemão, percebi que eles vivem exclusivamente atentos no presente, e começei a aprofundar também em mim
    Uma dica para aprender a “ouvir melhor” e com mais atenção é, quando em um local seguro e confiável, fechar os olhos e apenas ouvir. Sua mente sub-consciente se reprograma para ouvir outros sons que costumamos não dar atenção por conta da visão e costume. Mas quando se faz isso acaba mudando essa automatização: seus ouvidos serão mais atentos e a assimilação identificando os barulhos, apenas pelo som será mais presente;
    O andar de uma pessoa, o gatilho de uma arma e o movimento de uma faca, barulho de um carro/moto parando, quantidade de pessoas que tem por perto e tudo isso em suas respectivas distâncias que serão percebidas por você ao longo desse “treino de apuração auditiva”, abraços e obrigado pelo conteúdo, Equipe SV!

  • Excelente!

  • O livro “filos combate” (filosofia do combate) irá enriquecer muito sobre o tema para quem quer se aprofundar um pouco. Salvo engano é domínio público, basta “dar um Google”.

  • Muito proveitoso! Lembrei-me do seriado CRIMINAL MINDS, que aborda como pensar conforme meliantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s