COMO PERMANECER SAUDÁVEL EM UM CENÁRIO DE CRISE DE LONGO PRAZO

Muitas pessoas se preparam para todo tipo de situação, mas algumas negligenciam um fator crucial, como lidar com doenças em um evento de desastre. Doenças após cenários de crise serão mais mortais do que qualquer bando de saqueadores.

Hoje, se estamos doentes, podemos simplesmente ir ao médico e pedir que nos prescrevam medicamentos. Após um colapso, esse luxo desaparecerá. Algo tão simples como um pequeno corte ou uma infecção ocular pode eventualmente se tornar fatal.

Isso faz com que lidar com doenças após um desastre seja uma das coisas mais importantes para as quais você pode se preparar.

Maneiras comuns de contrair uma doença após uma emergência

Depois de um cenário como este haverá muitas mudanças na maneira como vivemos nossas vidas. Sem conveniências modernas, como água corrente, encanamento interno e coleta de lixo, certamente haverá muito mais pessoas ficando doentes e provavelmente veremos um ressurgimento de doenças que não são comuns há décadas.

As pessoas simplesmente não estão mais acostumadas a se livrar de seu lixo, então certamente haverá lixo e dejetos humanos nas ruas em certas áreas. Eu nem acho que será porque eles são preguiçosos, provavelmente será porque eles não saberão como lidar com o lixo que produzem.

Falta de higiene

A higiene se tornará ainda mais importante após um colapso do que é hoje. A parte ruim é que manter-se limpo vai se tornar muito mais difícil!

Após um colapso, provavelmente não estaremos nos limpando diariamente. Será simplesmente muito difícil para nós coletar a quantidade de água necessária para lavar todo o nosso corpo todos os dias.

Em vez de limpar todo o corpo, mantenha as mãos limpas e lave as axilas, a virilha e os pés diariamente. Tomar banho a cada poucos dias é mais do que suficiente quando a água pode ser escassa.

A falta de higiene pode levar a uma série de infecções bacterianas, virais e parasitárias. Essas doenças são transmitidas diretamente, que é mais comumente a via fecal-oral, ou indiretamente, o que significa que pessoas ou animais infectados entraram em contato com sua comida ou água.

Saneamento pobre

O saneamento é outro aspecto da sobrevivência que todos devem levar a sério. Há muitas maneiras de lidar com o saneamento em uma emergência. As possibilidades incluem construir um banheiro externo, usar um banheiro de compostagem ou usar opções pré-fabricadas.

Para uma solução temporária, você pode cavar um buraco simples e descartar seus resíduos nele. Estes são muitas vezes referidos como buracos de gato.

A desvantagem deste método é que toda vez que você deseja enterrar seus resíduos, você deve encontrar um novo local para cavar um buraco e não uma área que já foi usada antes. Outra desvantagem é que você deve se certificar de que está descartando seus resíduos longe o suficiente de onde você está morando para que insetos e animais não sejam atraídos para sua área de residência.

Água contaminada

A coleta de água limpa e potável se tornará uma atividade diária em um ambiente de desastre. Mesmo se você tiver equipamentos, vai ser um trabalho árduo.

As fezes são muitas vezes a causa da água contaminada em torno de áreas onde os seres humanos vivem. Portanto, temos que ter um cuidado excepcional para descartar nossas fezes e resíduos adequadamente. Se não o fizermos, podemos facilmente contaminar uma fonte de água perfeitamente boa.

Doenças Causadas por Insetos

Em muitas partes do mundo, as doenças são comumente transmitidas por insetos. Alguns dos surtos de doenças mais mortais da história foram espalhados por meio de insetos.

Em alguns lugares, muitos desses insetos são mantidos afastados por inseticidas pulverizados por comunidades e governos locais. Se ocorrer um grande desastre, muitos desses programas se tornarão insustentáveis. Isso significa que devemos estar prontos para esperar um aumento maciço na população de insetos em um ambiente pós-colapso.

Uma das melhores maneiras de impedir que os mosquitos cresçam é garantir que não hajam poças de água estagnada. Isso pode ser feito cobrindo os dispositivos de coleta de água com uma tela ou simplesmente não permitindo que a água se acumule em coisas como pneus sobressalentes, baldes e etc. Uma ótima maneira de evitar que a água se torne um terreno fértil para insetos é usá-la para regar plantas, caso ela não seja potável.

Outra ótima maneira de evitar que os insetos espalhem doenças é a rede mosquiteiro. Certificando-se de que todos na família tenham uma rede mosquiteiro, você pode evitar que picadas de mosquito e muitos outros tipos de insetos tenham a chance de picá-lo enquanto você dorme.

Carrapatos e pulgas também podem espalhar doenças. Ter os meios para evitar que eles infestem seus animais é uma necessidade. Isso vale tanto para o gado quanto para qualquer animal doméstico.

Malária, dengue, febre amarela, doença do Nilo Ocidental, encefalite japonesa, doença do sono, doença de Lyme e febres maculosas transmitidas por carrapatos são todas transmitidas por insetos.

Regiões geográficasDoenças
América do NorteLeishmaniose, Doença de Lyme, Doença do Nilo Ocidental
América Central e do SulMalária, Dengue, Febre Amarela, Leishmaniose, Doença de Chagas, Doença do Nilo Ocidental
norte da ÁfricaLeishmaniose, Doença de Lyme, Doença do Nilo Ocidental
África SubsaarianaMalária, Vírus Chikungunya, Dengue, Febre Amarela, Filariose Linfática, Tripanossomíase Humana Africana, Doença do Nilo Ocidental
ÁsiaMalária, Vírus Chikungunya, Dengue, Encefalite Japonesa, Filariose Linfática, Leishmaniose
EuropaLeishmaniose, Doença de Lyme, Vírus da Meningoencefalite Transmitida por Carrapatos
OceaniaMalária, Vírus Chikungunya, Dengue, Encefalite Japonesa, Filariose Linfática, Leishmaniose

Doenças e infecções pulmonares

As doenças pulmonares são uma das condições médicas mais comuns encontradas no mundo. Como a saúde pulmonar é tão importante para viver uma vida plena, isso torna essas doenças uma das mais importantes a serem observadas.

Doenças pulmonares que afetam a traqueia são coisas como asma, bronquite, enfisema e fibrose cística. A bronquite é uma infecção súbita das vias aéreas que geralmente é causada por um vírus. As doenças pulmonares que afetam os alvéolos são pneumonia, tuberculose, edema pulmonar e pneumoconiose.

A pneumonia geralmente é causada por bactérias. A tuberculose é uma forma de pneumonia lenta e progressiva causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. O edema pulmonar é causado quando o fluido vaza dos vasos sanguíneos para os sacos de ar dentro dos pulmões. Isso pode ser causado por insuficiência cardíaca ou lesão no pulmão. Pneumoconiose é causada pela inalação de uma substância lesa os pulmões. A doença pulmonar negra por poeira de carvão inalada e poeira de amianto inalada são exemplos disso.

As causas mais comuns de infecções respiratórias são a gripe comum e a dor de garganta. No entanto, outras doenças causadas por bactérias e vírus também são possíveis. Estas serão uma das principais causas de morte em um ambiente de desastre a longo prazo.

Viver com outras pessoas em condições apertadas pode tornar a transmissão de doenças pulmonares extremamente comum. Isso significa que famílias com bebês, idosos e feridos precisarão garantir que fiquem atentos aos sintomas de doenças pulmonares.

Cobrir a boca ao tossir, lavar as mãos com frequência e não compartilhar utensílios sempre que puder ajudar a conter a propagação de doenças respiratórias. Se você, ou um membro do seu grupo, contrair uma doença respiratória, é melhor manter alguma distância do restante do seu grupo e não dormir no mesmo quarto.

Doenças transmitidas por alimentos

A intoxicação alimentar é algo extremamente desconfortável, mas raramente fatal na sociedade moderna. No entanto, no caso de um colapso social, diarreia e vômitos graves podem se tornar uma sentença de morte.

Alimentos que você coleta de fontes animais, como laticínios, ovos e carne, têm o potencial de serem contaminados com salmonela. Esses itens também podem causar contaminação cruzada em outros alimentos, como hortaliças e vegetais.

Um bife mal passado sempre tem um ótimo sabor, mas em uma situação de sobrevivência, você vai querer ter certeza de cozinhar bem toda a carne antes de consumi-la.

Alimentos enlatados podem ser outra fonte de doenças transmitidas por alimentos. O botulismo também pode crescer em alimentos enlatados que não são processados ​​adequadamente.

Uma maneira de evitar contrair qualquer doença de alimentos enlatados caseiros é fervê-los por 10 minutos antes de consumi-los. Para itens enlatados de fábrica, você deve garantir que a lata não esteja amassada, perfurada ou vazando. Se for, é melhor pular uma refeição do que arriscar uma intoxicação alimentar.

Ferimentos

Sem acesso fácil a um médico, a probabilidade de ter acesso a uma vacina antitetânica ou a grandes quantidades de antibióticos é limitada. Ferimentos simples que você recebe durante uma situação de sobrevivência podem se tornar grandes problemas a longo prazo se não forem tratados adequadamente.

Certifique-se de limpar quaisquer feridas, cortes, arranhões que você possa obter o mais rápido possível. Use água e sabão ou outros meios para esterilizar a área e, em seguida, cubra-a com um curativo.

Como saber se você tem uma ferida infectada

Se você está se sentindo exausto e esgotado ou começa a dormir mais do que o normal, isso pode ser um sinal de que seu corpo está lutando contra uma infecção.

A febre é uma das maneiras mais fáceis de saber se alguém está sofrendo de uma infecção. Temperaturas acima de 38° graus normalmente significam que o corpo está sofrendo de algum tipo de infecção.

A drenagem de fluido de uma ferida deve ser esperada, no entanto, a cor deve permanecer clara ou apenas levemente amarelada. Se o fluido estiver turvo, verde ou tiver um cheiro desagradável, isso significa que a ferida provavelmente está infectada.

Após contrair uma ferida, a dor é normal, porém, nos próximos dias, a dor deve diminuir gradualmente. Se a dor continuar a aumentar ao longo do tempo, isso às vezes é um sinal de infecção ou dano adicional.

Inchaço, vermelhidão e calor são esperados no local da ferida. Semelhante a dor, se o inchaço e a vermelhidão não começarem a desaparecer em poucos dias, ou piorarem, isso pode ser outro sinal de que a ferida está infectada.

A maioria desses sintomas aparecerá em conjunto, por isso deve ser relativamente fácil identificar uma ferida infectada.

Conclusão

No momento, temos conveniências modernas, como água encanada, coleta de lixo e médicos de plantão 24 horas por dia. Se alguma vez perdermos as coisas que nos mantêm limpos, saudáveis ​​e livres de doenças, há uma série de problemas com os quais teremos que aprender a lidar diariamente.

Doenças em um cenário de crise vão correr soltas em certas áreas, mas a esperança certamente não está perdida. Aproveite o tempo para aprender agora, enquanto temos acesso à internet e quantidades infinitas de conhecimento.

Doenças em um colapso serão uma coisa real, todos teremos que lidar com elas, mas isso não significa que não possamos descobrir como viver com elas. Aprenda maneiras básicas de se manter limpo, se livrar do lixo e até mesmo dos mortos, e você ficará bem se tudo acabar desmoronando!

Texto traduzido e adaptado do site: Ready Lifestyle.

um comentário

Deixe uma resposta para Alexandre Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s