Para que os Preppers REALMENTE estão se preparando?

Não importa qual seja o seu “desastre”, todos estamos realmente nos preparando para a mesma coisa básica! Alguns diriam sobrevivência, outros diriam catástrofe ou crise. No final do dia, todos estamos nos preparando para uma interrupção na vida cotidiana a que estamos acostumados.

A mídia sempre parece mostrar que todos os “preppers” estão se preparando para algum grande evento, como algum caos bíblico do fim dos tempos. Não estou dizendo que não existe esse tipo de pessoa, mas isso está longe da norma! Muito longe.

A maioria dos preparadores são pessoas que nem percebem que o são. São apenas pessoas que vivem em áreas onde as coisas podem ficar um pouco loucas – geralmente por causa da Mãe Natureza. Aqueles que se rotulam de preparadores tendem a planejar pensando no “caos geral” e acabam por esquecer dos acontecimentos menores e igualmente perigosos. Isso não significa que estou julgando essas pessoas, mas sinto que é um pouco míope se concentrar em apenas um tipo de cenário. Parte da preparação é a flexibilidade e a capacidade de adaptação. Focar em apenas uma situação não faz muito sentido, a menos que você esteja dominando alguma coisa e depois siga em frente.

Então, se todos nós estamos nos preparando para uma interrupção do nosso dia-a-dia normal, o que podemos fazer para ajudar a suavizar isso? Para o que realmente estamos nos preparando? Estamos nos preparando para garantir que, se a água parar de cair pela torneira, teremos meios de consegui-la. Se um incêndio florestal ou infestação de insetos destrói toda a nossa horta, temos alimentos de reserva armazenados e prontos para serem consumidos. Se quem coloca comida na mesa de casa perder sua renda, temos suprimentos e alimentos armazenados para que não tenhamos que gastar dinheiro com isso – deixando que os fundos limitados sejam destinados a outras coisas. Se ficarmos com frio, temos maneiras alternativas de nos aquecer. A lista continua e continua. E claro, não é a mesma lista para todos. Por mais que muitos queiram, não existe apenas um plano de preparação “Tamanho único”. Todos os humanos precisam das mesmas coisas básicas para sobreviver, porém a diferença vem em como essas necessidades estão preparadas e como o seu ambiente pode te ajudar/atrapalhar.

Estamos nos preparando para uma interrupção da normalidade para que possamos passar por isso com menos estresse e preocupação.

Nós pescamos, caçamos e coletamos alimento para ajudar a complementar nossa comida. Eu também jardino o máximo que posso e estarei expandindo para um jardim maior, para que possamos oferecer mais para nós mesmos. Tenho conforto e orgulho de ter mais controle sobre minha comida – de onde vem, como foi cultivada/conseguida, como foi manuseada e como foi preservada. Recuperei o controle sobre minha comida. Eu não preciso de um adesivo dizendo que é orgânico, eu sei que é porque eu cultivei!

A linha inferior

Não importa se você se considera um “prepper” ou não, preparação é uma coisa diária. Pagar seu seguro, por exemplo, é uma maneira de estar preparado para os imprevistos. Garantir que o tanque do veículo não esteja na reserva, caso haja uma emergência é outro exemplo. Comprar alimentos básicos a granel, quando vendidos e armazená-los definitivamente se enquadra na categoria de “preparação”, porque a maioria da população não faz mais isso. As famílias brasileiras perderam o hábito da compra do mês, algumas delas tem cerca de uma semana de comida em casa.

Jogue o “hype” da mídia pela janela. Honestamente. Basta fazê-lo e começar a pensar por si mesmo novamente. O que há de errado ou “exagerado” em ter alguns suprimentos em estoque, caso você precise deles? Você não precisa de uma enorme despensa, abrigo subterrâneo ou arsenal de armas de fogo para sobreviver. O que você fizer o deixará passos a frente do seu vizinho despreparado. Começar com água e comida suficiente por uma semana para todos em sua casa. É uma meta fantástica e viável. Há um grande conforto em saber que você tem um “ás” para garantir sua família caso algo aconteça. Não precisa gastar todo o dinheiro que você tem no banco, não precisa ser extremo. Estamos nos preparando para uma interrupção da normalidade para que possamos passar por isso com menos estresse e preocupação.

Não seria melhor confiar em si mesmo, em vez de esperar que o governo ou outra autoridade venha e lhe dê o que você precisa?

Texto traduzido e adaptado do site Homestead Dreamer.