Comunicação de emergência: Bandeiras

As pessoas precisam se comunicar durante emergências. Quando um incidente catastrófico derruba a rede elétrica e os celulares, como você irá se comunicar com sua família e amigos? Como você irá manter todos informados?

O sistema que você conhecerá hoje é bastante primitivo e tem limitações em termos de alcance, porém é sempre interessante conhecer as diversas maneiras que as pessoas inventaram para se comunicar quando os sistemas modernos não estão disponíveis.

Sinalizando com Bandeiras

Sinalização visual pode ser utilizada quando você quer manter silêncio pelo rádio ou ele está inoperante. Não é apenas uma forma excelente de contatar outros sem fazer barulho, mas também uma maneira de criar mensagens codificadas que observadores não instruídos serão incapazes de entender.

Nas décadas de 30 e 40 as pessoas usavam caixas de gelo para manter a comida gelada. Um veículo de encomenda passava pela vizinhança todos os dias para entregar blocos de gelo para os residentes e, como gelo é algo que pode ser pesado, as pessoas nas casas colocavam placas de papelão na janela anunciando quanto gelo eles precisavam.

Era um sistema simples, eles apenas escreviam os quilos que iam comprar naquele dia para que o “homem do gelo” soubesse quanto carregaria naquela vizinhança.

Durante a Segunda Guerra Mundial as famílias colocavam uma bandeira na varanda que continham uma estrela para cada membro da família que estava servindo como militar (ou que havia morrido em ação). Abaixo segue um exemplo de uma bandeira que era utilizada para representar quando um membro familiar estava na guerra.

Outro lugar onde as bandeiras eram muito utilizadas era durante uma pandemia. Para evitar que as pessoas fossem infectadas, uma bandeira amarela era utilizada para anunciar quando havia doença dentro de uma casa específica e o local estava sob quarentena. Este sinal amarelo era colocado na frente de uma janela ou preso na porta da frente para avisar outros que aquele local não era seguro.

“Este prédio está sob quarentena. Mantenha distância”

Existem também as conhecidas bandeiras para anunciar uma área ou um material radioativo.

Os símbolos visuais estão em todos os lugares e estamos tão acostumados que não lembramos deles de maneira consciente. Aqui está um sinal hexagonal bastante familiar:

Agora pegue este conceito e aplique para criar um sistema de comunicação quando a rede estiver offline e as pessoas não puderem sair de suas casas. Aqui entram as bandeiras como forma simplista e direta mandar mensagens.

Uma bandeira de sinalização é um meio excelente de comunicação. No mundo militar e em navios no oceano as bandeiras possuem um código internacional de sinais e cada letra e número é representado por uma cor específica ou um padrão de cores.

É por isso que navios possuem tantas bandeiras.

É por isso que navios possuem tantas bandeiras.

Por exemplo, a letra “S” é representada usando uma bandeira branca com um quadrado azul no centro.

A letra “L” é representada com um quadrado contento um padrão xadrez amarelo e preto.

Usando tecido ou papel pintado, você pode criar sistemas de sinalização com bandeiras que se aproveitem destes códigos internacionais ou pode criar o seu próprio sistema. A chave é: Quando mais simples, melhor. E é claro, quem recebe o sinal precisa saber interpretar a mensagem que está sendo mostrada.

Se usar adotar as bandeiras do código padrão você também poderá criar significados para cada uma delas. Por exemplo, você pode colocar uma bandeira que significa “A” para dizer que você precisa de água.  A bandeira “C” pode significar que você precisa de comida, e por aí vai.

Existe também a possibilidade de combinar as bandeiras para mandar mensagens mais claras. Na verdade, frases inteiras podem ser soletradas usando bandeiras de sinalização. Segue abaixo as bandeiras do código internacional para que você veja de forma mais clara tais possibilidades.

Apesar de ser um sistema limitado (como dissemos no começo deste texto) ele não deixa de ser mais uma possibilidade para que você possa emitir informações para o seu grupo ou família em uma situação de risco. Espero que tenha gostado desta maneira incomum de se comunicar e adoraria saber a sua opinião nos comentários.

Texto traduzido do blog Survival Life e complementado por Julio Lobo.

Anúncios

5 comentários

  • Jose Mauricio

    Prezado JULIO.
    Existe um segundo código em que utilizando-se de duas bandeira podemos enviar mensagens , foi desenvolvido inicialmente pela Royal Navy, . quando eu fui escoteiro aprendi mais esqueci, tem mais de quarenta anos isso. Será possível relembrar. Post muito bom

  • Muitas vezes nos concentramos em técnicas de furtividade para sobreviver em uma situação de crise, mas na maior parte da emergências vamos precisar mesmo é de chamar a atenção para sermos socorridos.
    Um bom meio de comunicação visual de longo alcance são as pandorgas ou pipas, tanto que era usado (ou ainda é) nas favelas para informar a chegada de drogas ou algum perigo como a presença da polícia.

  • Show Júlio!!
    O que significam as últimas bandeiras? Sub1 Sub2 Sub3 Sub4.
    Abraço!

    • Elas são substitutas, elas podem repetir ou representar as primeiras bandeiras caso não tenha bandeiras iguais para representar um código.

  • Hattori Hanzo

    Show em! agora só falta complementar com alguma matéria sobre comunicação por rádio px.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s