Tag: treinar

Treinamento de sobrevivência

Você tem armas.
Sua prateleira está cheia de comida.
Você tem tanto equipamento que suas mochilas e kits estão quase explodindo.

Mas você está realmente preparado para sobreviver?

  • Você simulou cenários de crise?
  • Você testou seus planos e descobriu os pontos fracos?
  • Você sabe como usar cada peça do seu equipamento e já as testou várias vezes?

Ter equipamentos é ótimo, mas quando se trata de sobrevivência nada pode substituir o conhecimento e a velha prática. Para estar realmente preparado você precisa praticar suas habilidades no mundo real!

Quatro erros que sobrevivencialistas podem cometer

Se uma crise de grande escala acontecer a maioria dos sobrevivencialistas acreditam que estarão prontos para fazer tudo o que é necessário para sobreviver. Mas será que você não está cometendo alguns erros comuns que podem colocar em risco sua chance de manter-se vivo?

O desespero é a consequência dos que cometem os erros abaixo!

Então vamos aos erros….

Princípios psicológicos de sobrevivência

Como já falamos em alguns posts sobre situações de emergência, todos nós já temos certa ciência que se nos encontrarmos em uma situação em que as práticas de sobrevivência devem ser utilizadas, não será nada fácil. Por sorte poderemos ter um de nossos kits ou quem sabe uma faca, porém se não tivermos conhecimento e nem ter praticado estas habilidades, de nada vai adiantar termos esses recursos à mão. Por isso é bom compreendermos alguns princípios da “psicologia da sobrevivência”.

A vontade de viver

Existem casos de pessoas que foram tratadas de todas as formas e, mesmo tendo chance de sobreviver perderam suas vidas, ou seja, perderam a vontade de viver. A experiência de militares, principalmente na 2º guerra mundial, isolados em combate, demonstram que a sobrevivência fundamentalmente é uma questão de perspectiva mental. A vontade de viver é o que vai falar mais alto, se você não estiver mentalmente preparado para vencer os obstáculos e esperar o pior, as suas chances de sair com vida são grandemente reduzidas.

Sobreviventes uruguaios de uma tragédia aérea ocorrida na cordilheira dos Andes em 1972 comemoraram o início do resgate dos 33 mineiros presos no Chile, certamente se os dois casos tivessem desistido, não estariam contando as suas histórias.