QUAIS OS PERIGOS DA INSOLAÇÃO?

Sobrevivencialistas costumam se expor a situações mais extremas buscando se desafiar e aumentar a própria resiliência, sendo muitos desses feitos, realizados em ambiente externo, exposto aos elementos e ao clima. Embora se fale muito sobre o frio e as consequências de uma exposição prolongada e desprotegida a ele, o seu oposto, o calor e as altas temperaturas não devem ser, de maneira alguma, subestimado.

Como bem sabemos, quando se está exposto a baixas temperaturas existe o risco de sofrer com hipotermia. Já quando se está sob sol forte, o aumento substancial da temperatura do seu corpo denomina-se hipertermia. Esta situação é antecedida por uma condição chamada insolação, e é sobre ela que falaremos hoje.

Sintomas da insolação

Você deve sempre ficar atento aos sintomas de insolação quando estiver sob condições climáticas extremas. É uma coisa que você não pode se dar ao luxo de ter, especialmente se você estiver no meio do nada, seja acampando, durante o trabalho extenuante ou em uma situação de evasão.

A insolação pode danificar o cérebro e outros órgãos vitais e, se não for tratada, pode rapidamente se tornar fatal. Na maioria das vezes, são as pessoas com mais de 50 anos que são afetadas, mas quando o sol está quente, ninguém está seguro. Isso é especialmente agravado quando você está caminhando, acampando ou carregando uma mochila pesada. É importante lembrar que a insolação pode começar como cãibras, desmaio ou exaustão pelo calor.

Se você perceber que tem os sinais e sintomas de qualquer uma dessas três doenças relacionadas ao calor, tente gerenciá-los imediatamente. No entanto, há momentos em que a insolação pode acontecer mesmo sem cãibras, desmaios ou exaustão.

A insolação é como se o termostato interno do seu corpo não estivesse trabalhando direito. Isso acontece quando seu corpo perdeu a capacidade de controlar sua temperatura. Esta condição é causada por além de estar em um lugar muito quente por um longo tempo, também estar desidratado. Uma vez que sua temperatura corporal central esteja acima de 40° C, você está com insolação e em sério risco.

Aqui estão os sintomas comuns de insolação:

  • Pele seca, vermelha e quente;
  • Sem suar mesmo quando o corpo está muito quente;
  • Enfraquecimento dos músculos ou cãibras;
  • Tontura;
  • Vômitos/náuseas;
  • Dor de cabeça pulsante e intensa;
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Desmaio;
  • Desorientação.

O que fazer quando alguém está com insolação

  • Ligue para a emergência imediatamente ou leve a pessoa a um hospital se achar que ela está com insolação. Não perca tempo.
  • Caso tenha conhecimento, aplique os primeiros socorros enquanto espera pelos médicos.
  • Leve a pessoa para um local fresco ou sombreado, de preferência um local com ar condicionado.
  • Remova as roupas que não são necessárias.

No processo, você também pode recorrer a algumas dessas estratégias de resfriamento:

  • Dê espaço para a pessoa respirar. Se for possível ventilar o ar, faça isso imediatamente enquanto o mantém úmido com uma esponja.
  • Reduza a temperatura da pessoa. Você pode resfriá-lo aplicando uma bolsa de gelo em áreas como axilas, virilha e pescoço. São áreas sensíveis à temperatura.
  • Se as compressas de gelo não servirem, você pode optar por deixar a pessoa mergulhar em uma banheira de água fria ou sob um chuveiro de água fria.

Fatores de risco para insolação

A idade é uma consideração na insolação. Os idosos são mais propensos a serem vítimas, principalmente aqueles que moram em apartamentos pequenos ou em locais onde há pouca circulação de ar. As pessoas que estão desidratadas, têm uma condição médica existente ou são alcoólatras também são mais propensas.

A insolação acontece quando o índice de calor é bastante alto. O índice de calor é o desconforto que você sente depois de sentir os efeitos combinados da umidade relativa e da temperatura do ar.

Quando a umidade relativa atingir 60% ou mais, você deve ficar alarmado, pois será mais difícil para o seu corpo reduzir a temperatura ao normal devido a diminuição da evaporação do suor. Pior ainda se as temperaturas estiverem muito elevadas.

A melhor estratégia é prestar atenção aos boletins meteorológicos. Observe que suas atividades escolhidas podem aumentar ou diminuir o índice de calor. Estar exposto à luz do sol aumenta muito o índice de calor.

Sua área residencial também é um fator de risco. Viver em áreas urbanas aumenta a probabilidade de insolação. Esses são lugares onde as condições atmosféricas estão estagnadas e, claro, o fluxo de ar é ruim. O efeito ilha de calor explica como o asfalto e o concreto podem absorver e armazenar calor.

Fatores de risco inesperados para exaustão por calor

  • Idade. A incapacidade de se ajustar ao calor vem com a idade. Bebês e crianças até 4 anos são pacientes em potencial, assim como idosos com idade acima de 65 anos.
  • Condições de saúde. Problemas de peso, doenças cardíacas, pulmonares, hipertensão, diabetes, doença mental, alcoolismo e condições que causam febre estão entre os fatores de risco para a saúde.
  • Medicamentos. Você está vulnerável se tomar qualquer um destes: drogas ilegais (por exemplo, cocaína, metanfetamina), anti-histamínicos, pílulas dietéticas, diuréticos, medicamentos para dormir (por exemplo, sedativos, tranquilizantes); estimulantes, medicamentos para convulsões, medicamentos para o coração e pressão arterial (por exemplo, betabloqueadores, vasoconstritores) e medicamentos para doenças psiquiátricas (por exemplo, antidepressivos e antipsicóticos).

Pessoas com diabetes são propensas a hospitalização e morte por causa de doenças relacionadas ao calor. Pior ainda é que muitas pessoas parecem subestimar esse risco à saúde, especialmente durante as ondas de calor. Assim, você também deve verificar com seu médico.

Tome medidas extras para conhecer seu estado de saúde e suas necessidades médicas, o que afetará a maneira como você lida com o calor e a umidade.

Prevenindo/Enfrentando os sintomas de insolação

Sua escolha de local durante o índice de calor extremo pode salvar sua vida.  Se possível, proteja-se em um ambiente com ar condicionado ou com uma boa quantidade de fluxo de ar para manter as temperaturas o mais baixas possível. Se você não tiver outra escolha e precisar estar ao ar livre, proteja sua saúde fazendo o seguinte:

  • Evite usar roupas de cores escuras e justas.
  • Use um chapéu, preferencialmente de abas largas.
  • Aplique protetor solar.
  • Tenha consigo uma garrafa de água. Beba muitos líquido para evitar a desidratação. Você também pode beber suco de frutas ou vegetais.
  • Tenha um suprimento pronto de bebidas esportivas ricas em eletrólitos, se você sentir muita sede. As bebidas esportivas substituem o sal e outros nutrientes que você perdeu por causa do calor extremo.

Quando se trata de exercício ao ar livre, lembre-se, a moderação é fundamental. NÃO EXAGERE! Você pode diminuir a probabilidade de insolação mantendo-se hidratado. Mesmo se você não sentir sede, beba.

Reprograme as atividades ao ar livre. Faça-os em um horário ou data posterior onde a temperatura seja mais baixa, possivelmente durante a noite.

Se você ainda está um pouco preocupado, aqui estão outras estratégias que você pode fazer para evitar e verificar os sintomas de insolação:

  • Verifique sua urina. Se for de cor mais escura, é provável que você esteja desidratado. O único remédio é beber muito líquido .
  • Preste atenção ao seu peso antes e depois de uma atividade física. Qualquer peso de água perdido pode ser reabastecido, novamente, bebendo muito líquido.
  • Escolha sua bebida com sabedoria. Evite cafeína ou álcool, que são substâncias diuréticas. Eles fazem você perder mais fluido corporal.

Lembre-se que aumentar a ingestão de líquidos também tem limitações. Se você tiver condições como epilepsia, doenças cardíacas, renais ou hepáticas, problemas alimentares que restringem a ingestão de líquidos ou problemas de retenção de líquidos, consulte seu médico primeiro.

Melhore sua ventilação ou sistema de fluxo de ar em casa. Você pode comprar ventiladores ou um aparelho de ar condicionado para mantê-lo fresco em climas quentes.

Além disso, você também pode fazer o truque de puxar as cortinas ou persianas quando estiver muito calor. Isso evita a entrada de calor e esfria um pouco a temperatura ambiente. À noite, abra as janelas para aumentar o fluxo de ar.

Conclusão

Agora que você conhece alguns sintomas de insolação como eles podem levar a condições graves e até a morte, você pode começar a tomar precauções para tal. Informe-se e prepare-se. Você deve observar o índice de calor de perto, prestar atenção às atualizações climáticas e planejar suas atividades de acordo, evitando trabalho extenuante durante temperaturas extremamente quentes.

Não se esqueça, aumentar a hidratação e o fluxo de ar são essenciais para a prevenção de insolação. Além disso, ouça seu médico. Preste atenção ao seu corpo, e se você começar a notar algum dos sintomas acima, se possível, procure um médico imediatamente.

Os sintomas de insolação não acontecem por acaso, é um conjunto situações relacionadas as altas temperaturas, começando com a exaustão pelo calor.

Texto traduzido e adaptado do site: Survival Life.

2 Comentários

Deixe uma resposta para Tania Isabel Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s