FUGIR A PÉ: ATÉ ONDE VOCÊ PODE IR?

Passar a cogitar a possibilidade de fugir a pé traz um novo conjunto de problemas para se preocupar.

Há muitas razões pelas quais alguém pode sair de casa e seguir para um local mais seguro. Desastres naturais e causados ​​pelo homem estão no topo da lista de razões.

O que é curioso sobre a situação atual é que está ocorrendo uma combinação de fatores. Entre a pandemia, uma depressão econômica e desastres localizados, as ruas estão parecendo cada vez mais perigosas.

Sair a pé

A maioria de nós não pensa sobre precisar sair caminhando a pé. Mas existem cenários possíveis que podem tornar essa medida extrema em algo necessário. Exemplos…

  • Nosso veículo é roubado, quebra, fica danificado por vandalismo ou há uma escassez de combustível tão severa que qualquer veículo se torna inútil.
  • As ruas e rodovias são intransitáveis ou inseguras devido a forças naturais como terremotos, furacões, incêndios florestais e outras condições extremas, ou a violência nas ruas é tão extrema que dirigir é uma opção perigosa, embora caminhar não seja muito mais seguro.

Independentemente do motivo, pode ser necessário andar a pé, mas é uma proposta perigosa. Os erros sempre têm o potencial perigoso durante a viagem e isso se intensifica quando se está a pé.

Pense um pouco

O que você faria se você ou sua família tivessem que andar a pé? Rapidamente, essa pergunta traz à mente todo um novo conjunto de perguntas que exigem algumas novas soluções e uma nova maneira de pensar sobre um problema.

Mochileiros experientes têm uma vantagem nesse tipo de situação. Eles conhecem as realidades da caminhada a qualquer distância e provavelmente têm muito do equipamento e conhecimento que fazem com que a caminhada a qualquer distância seja bem-sucedida. Se você nunca montou uma mochila de trekking, precisará considerar alguns fatores-chave.

Fatores que afetam a saída

Distância ao seu destino

Realisticamente, a maioria das pessoas não fará uma caminhada de 500 km a pé. Aqui estão alguns cenários mais prováveis:

  • Alguém em uma cidade tentando chegar à casa de um parente ou amigo nos subúrbios a uma distância por exemplo de 30 km.
  • Alguém tem um local já pré-estabelecido que fica a 100 km e sua única maneira de chegar a esse local é uma longa caminhada.

Independentemente da distância, qualquer evasão a pé requer um conjunto diferente de considerações do que uma fuga em um veículo.

  • Caminhar pela cidade ou pelos subúrbios talvez não ofereça a oportunidade de encontrar um acampamento fácil para a noite.
  • Um veículo oferece algum nível de proteção contra os elementos e as pessoas ao seu redor. Quando você está a pé, está totalmente exposto o tempo todo. Você está preparado com o conhecimento e o equipamento para sobreviver ao ar livre dia e noite?

A Situação Local

Se você está com problemas, é porque a situação na sua área se tornou tão extrema que você sente que não tem escolha. A pergunta imediata é: quão seguro será sair a pé?

A hora do dia da sua partida podem ser uma consideração importante se você estiver cercado por aglomerações de pessoas. Nesses casos, o início da manhã é normalmente o horário mais seguro para a partida, em oposição ao escuro da noite.

Se um desastre natural é a causa da sua evacuação, é realmente uma questão de avaliar o perigo atual e potencial.

  • Se houver inundações, as águas estão subindo ou diminuindo?
  • Se houver incêndios, você está se afastando deles ou indo em direção a eles?
  • Em uma pandemia, você está caminhando para uma área densamente povoada que é uma zona quente ou fora e ao redor da área?

O mesmo vale para desastres causados ​​pelo homem.

  • Se houver tumultos, você está entrando em uma área que é alvo de saqueadores e vândalos ou está se afastando deles?
  • Manifestantes estão bloqueando ruas ou rodovias conhecidas, impedindo não apenas o tráfego.

A chave é seguir as notícias locais cuidadosamente antes de partir. Certifique-se de planejar sua rota e mapear rotas alternativas como um plano B.

Sua condição física

Após alguns meses de bloqueio e permanência em casa, muitas pessoas estão fora de forma. As academias estão fechadas ou a frequência é restrita e até mesmo uma caminhada pelo quarteirão talvez não seja possível, seja o medo de alguém tossir e espirrar ou a possibilidade de encontrar uma multidão grande e indisciplinada.

Se você realmente deseja se preparar para uma saída de emergência, precisa encontrar uma maneira de fazer algum exercício.

  • Se você tem algum tipo de equipamento para exercícios em casa, use-o.
  • Se você mora em um prédio de apartamentos, pode usar as escadas para fazer um treino improvisado.
  • Reorganize os móveis, há diversas maneiras de treinar os usando, variando inclinações e etc.
  • Se sua área estiver relativamente calma e aberta, aproveite a qualquer momento para caminhar ou correr. Novamente, certifique-se de fazê-lo com sua mochila. Você quer se acostumar a carregar 15-20 kg ou mais.

Terreno local

As pessoas geralmente estão acostumadas com o terreno em sua área, mas se o seu destino for drasticamente diferente, isso afetará seu planejamento geral.

  • O que você precisa levar se quiser percorrer uma longa distância de uma área com temperaturas amenas a uma área com temperaturas extremas (quentes ou frias)?
  • Quão longe e com que rapidez você espera viajar se estiver caminhando de uma cidade ao nível do mar para montanhas montanhosas?
  • Você terá que passar por um bairro bem conhecido e perigoso ou poderá encontrar uma rota alternativa?

Se o seu destino está a uma distância relativamente curta, isso pode ser um problema menor. No entanto, se você estiver viajando longas distâncias, vale a pena pensar. Ao planejar sua rota, pense em que tipo de terreno você estará caminhando.

Clima local

Pense em qualquer temperatura extrema que você possa encontrar ao longo do seu percurso. A época do ano e a duração do seu trajeto são outra consideração. O mal tempo vai atrasar você, especialmente se você não estiver preparado para isso.

  • Se seu objetivo é caminhar 100 km ao sul, você está pronto para mudanças significativas no clima e na temperatura?
  • Sair a pé provavelmente significa que você terá que acampar em algum momento. Terá que se atentar as especificações dos equipamentos. Se o saco de dormir será suficiente para a temperatura e etc. Mesmo se você estiver viajando apenas 30 quilômetros, uma noite gelada em uma barraca com o equipamento errado pode ser perigoso.

Sozinho ou em grupo?

Há segurança nos números, mas os grupos tendem a viajar mais devagar. Especialmente com crianças e idosos. Seu progresso e velocidade serão determinados pelo membro mais lento do seu grupo. É impensável deixá-los para trás, mas gerencie suas expectativas e seu tempo estimado de viagem de acordo.

Conclusão

Há diversas coisas para se preocupar, inúmeras medidas a tomar para que se necessário sua evasão a pé seja o mais segura possível. Tudo dependerá do seu cenário e talvez você nem precise sair a pé, ou se sequer evadir, mas o plano tem que estar elaborado e você pronto para fazer o necessário.

Texto traduzido e adaptado do site Urban Survival.