3 passos para despistar alguém que está seguindo você

Você é alguém que genuinamente vive a vida na “área amarela”?
Em outras palavras, você se orgulha de estar sempre consciente do seu ambiente e de quem está lhe cercando?

Se sim, então provavelmente não é surpresa para você  que pessoas, carros e outros veículos podem não parecer o que são. Na verdade, alguém pode estar te olhando neste exato momento…

… Formulando uma maneira de te emboscar;
… Perseguindo sua esposa para um roubo;
… Estudando a rotina dos seus filhos ou netos.

Você sabe quais sinais deve procurar?

Se você sentir que está sendo seguido, você sabe como despistá-los? Vamos as três dicas que podem te ajudar quando sentir que está em perigo.

1. Confie no seu instinto

Essa é a primeira regra que todos – incluindo militares, guarda costas e agentes da CIA – vão dizer para você fazer.

Se alguém parece suspeito para você, você provavelmente está certo.

Se isso acontecer, você precisa encontrar uma forma de chegar em um lugar seguro em vez de se colocar em uma situação onde terá de lutar. Para isso, a próxima dica funcionará muito bem.

2. Crie um “Espaço tático”

Uma forma de se afastar de alguém te que persegue quando você estiver andando na rua é virar em uma esquina e correr o mais rápido possível – e voltar a andar novamente quando ele(s) estiverem próximo(s) de virar a esquina também.

Se ele estiver realmente tentando seguir você, esta técnica terá duas vantagens:

  1. Irá desconcertar e quebrar o planejamento do possível inimigo ao ver que você se distanciou;
  2. Poderá ver a reação deles e confirmar se realmente estavam focando em você.

Agora o próximo passo será crítico. Vamos lá.

3. Quebre a linha de pensamento

Nosso cérebro pensa em sequências lógicas: Primeiro isso, depois aquilo… Estabelecendo uma linha bastante previsível de ação.

Em um momento de pânico, seu cérebro vai dizer para você escolher a rota de fuga mais simples – tipicamente uma linha reta para o lugar mais aberto possível porque o nosso sistema de “fuga ou luta” está programado para tentar neutralizar ameaças por meio da velocidade (sim, correndo).

Isso é ótimo se você for um corredor profissional… Mas para escapar e evadir é melhor você agir de forma mais “esperta” do que a ameaça e quebrar a linha de pensamento do seu caminho.

Em outras palavras, em vez de seguir uma rota de saída lógica que o seu rastreador será capaz de antecipar, você pode, por exemplo, virar uma esquina e rapidamente entrar em uma loja.

Caso a ameaça seja evidente, você pode pedir para o atendente/gerente ligar para a polícia pois alguém está te seguindo.

Se você julgar que isso não é preciso e só quer sair de vistas, pergunte se pode sair pela saída de serviço.

Este é um truque simples e muito usado por agentes que atuam em países estrangeiros e pode salvar você ou entes queridos em um potencial ataque.

Conclusão

Vamos ser realistas… A pior coisa que você pode fazer é pensar “isso nunca vai acontecer comigo”.

Um verdadeiro sobrevivencialista sabe que sequestros e roubos acontecem todos os dias em todas as cidades do Brasil. Você não quer terminar como uma vítima de um criminoso qualquer porque simplesmente não estava atento ao o que estava acontecendo ao seu redor.

Que outras dicas você conhece que podem ajudar? Coloque nos comentários abaixo!

Traduzido e modificado do site Modern Combat and Survival.

Anúncios

24 Comentários

  • Uma vez,quando no ensino fundamental, sai da escola, atravessei a rua e um sujeito com aparência e voz de malandro me perguntou:
    -Ei pivete, onde é que tu mora. com voz de (gangueiro)…de fato parecia gangueiro.
    Eu respondi:
    -Aculá. (alí\local indeterminado)
    Também com voz de malandro, daí ele me encarou e eu correspondi, depois dei as costas e fui embora despreocupado.

    Moral da história: Nós não nos conhecíamos, ele tentou e eu dei um blefe convincente, acho que ele achou que eu realmente fazia parte de alguma gangue ou algo do gênero.

  • a saída mais interessante é votar em quem quer que o cidadão de bem possa se defender,e os criminosos tenham uma punição de fato exemplar,não essa vergonha que é o nosso código penal,eles fazem o que querem e logo estão em liberdade,nós nem pudemos termos o direito de portar um 32,é ridículo!Bolsonaro neles!!!

  • Antonio Rodrigues

    gostei muito Thank you?

  • No meu caso já aconteceram duas vzs uma estava acompanhada e o cara desistiu assim que cheguei perto da esquina de casa e tinha um amigo na porta da casa dele eu e a moça q estava comigo ficamos falando com ele e apontando pro carro, e então o carro saiu de ré e foi se embora. Mas dessa outra vez foi hoje e eu estava sozinha e a minha rotina é sempre a msm vou levar e buscar minha baby na escola e esse carro que estava me seguindo, passou por mim quanto estava indo deixar minha princesa na escola e falou que eu era linda, fingi que nem ouvi, mas já fiquei sismada pq ele foi até quase a porta da escola só que sempre a frente ,mas quando deixei minha princesa lá e voltei olhei para todos os lados e não o vi, mas quando foi um pouco mais a frente umas duas esquinas ele passou por mim e novamente tornou a falar que eu era linda e nisso foi me seguindo só que na minha frente e quando ele virou a esquina da minha casa senti q não poderia ir pra lá então passei reto e fui virando várias esquinas mas quando entrei em um comércio ele pisou no acelerador e foi embora, mas ainda fico com medo de talvez ele ter me visto saindo de casa na hora que sai.

  • Oque fazer? Minha irmã trabalha no shopping e sai de lá umas 23hrs, ela voltava de ônibus mas foi assaltada lá e nas outras vezes que passou por lá viu o assaltante lá novamente, então agora ela vem de metrô,, o último de 23hrs, eu moro na rua da estação e ontem um cara parado na esquina começou a seguir ela e ela veio pra casa, ele viu ela entrar aqui, então hoje nós fomos buscar ela lá no metrô e ele estava na mesma esquina mas não seguiu ela desta vez. A minha rua é bem vazia e o pior é que não da pra mudar o caminho pois os outros são ainda inda mais perigosos. Não sei se a policia faria alguma pq não teve nada mais grave mas uma pessoa ficar sozinho 23hrs numa esquina de uma rua deserta não é normal, eu nem dormi essa noite de preocupação com a minha irmã. Oque fazer numa situação dessa?

    • Descubra o que puder sobre a pessoa sem que ela desconfie. Endereço, local de trabalho, lugares que frequenta, nomes (inclusive dos familiares), parece difícil mas na verdade é bem simples. Caso ele tente alguma coisa no futuro, é só jogar as informações na cara dele, dizer que já estava esperando por isso e se algo acontecer muitas pessoas, inclusive a policia já estão cientes.

  • Quando for usar o transporte público, principalmente no período noturno, sente perto do motorista, essa dica simples já livrou muita gente de assaltos. Uma vez estava com minha família e decidi não seguir essa dica, sentei no fundo com eles e entraram alguns marginais, sendo que um estava com uma arma branca. Graças a Deus não aconteceu nada, mas se eu tivesse seguido os meus instintos de sentar perto do motorista nem teria visto esses indivíduos, já que as pessoas que estavam na frente seguiram sua viagem em paz. Outra tática interessante quando o suspeito está perto é gritar PAULO ou algum nome. Você pode gritar FOGO também, pois isso vai atrair curiosos e espantar o suspeito. Nunca grite SOCORRO, pois as pessoas são covardes. Não “embique” o carro na garagem antes de entrar em casa, deixe ele sempre reto para não precisar manobrar caso algum estranho apareça. NUNCA fique dentro de um carro parado/estacionado, pois é o momento que te abordam. Parou, desça imediatamente. Deixe sua bolsa ou objetos pessoais no porta malas, não deixe nada no interior do carro, pois isso atrai furtos. Se o sinal está fechado diminua a velocidade para evitar o máximo possível ficar parado no sinal. Pare seu veículo de maneira que você possa ver os pneus de trás do veículo da frente, isso dá uma margem segura para manobrar seu carro em caso de problemas. Graças a Deus nunca fui roubada ou furtada, mas sempre fui muito atenta. Sigam seus instintos sempre.

  • Paulo Guarnieri da Rocha

    Certa vez, numa noite em que voltava do trabalho as 23hs, 3 elementos indo a minha frente, uns 30 metros na minha frente, camisa bem folgada por cima da calça, boné… eles pararam subitamente em frente a uma casa, olhando para o portão, como se esperassem alguém sair dali. Não bateram palmas, não tocaram campainha, só pararam e ficaram olhando pra casa. Mas eu percebi que um deles me olhava pelo canto do olho, disfarçadamente. Onde eu estava, havia um pavilhão aberto, com um pessoal trabalhando, com um letreiro escrito serigrafia no alto, funcionando ainda naquele horário. Foi o que me salvou de ser assaltado ali mesmo. Na frente da porta havia um orelhão. Eu fui nele e chamei a polícia. Assim que cheguei no telefone, eles se mandaram, sairam correndo.

  • Comentando sobre este post com uma amiga, ela disse que percebeu estar sendo seguida uma vez e fingiu que tinha alguém do outro lado da rua a esperando… Ela gritou e acenou, em seguida atravessou a rua. A pessoa pensou que realmente alguém poderia estar vendo tudo e seguiu em diante.

  • Minha dúvida é: e se a pessoa já te conhece? Passei por isso recentemente, um ex vizinho ( um cara de quase 30 anos na época eu era criança e ele tinha uma ” rixa” com meu pai ), percebi q depois q ele me encontrou numa rua, ele começou a andar pela região, em horários diferentes, já fiz esses métodos deforma instintiva, inclusive, virar a esquina, e entrar numa cerca viva ( quem já viu as de cedro vai entender), ocasião esta que pude ter certeza q ele estava me seguindo… ultimamente mudei meus caminhos, mas ainda não sei o q fazer.

    • Dar queixa na policia.

    • Hassebrawbier

      Eu estou estudando o assunto, mas estou longe de ser um “especialista no assunto”. Existem várias fases da defesa. A primeira é evitar a situação de confronto. Despistar alguém que persegue é uma forma. Nessa fase também, a atitude com melhor relação efetividade/custo é não manter rotina. O que já começou a fazer. Mude caminhos, meios de transporte e horários. Use disfarce (diretriz do homem-cinza: óculos escuros, roupas neutras – enfim, tudo o que apague a “assinatura visual”).

      Imagine que você está indo do ponto A para o ponto E, passando pelos pontos B, C e D. O seu perseguidor tenderá a te esperar no ponto A um dia e segui-lo(a) até B. No outro dia, te espera em B e segue até C e assim por diante. Uma forma de essa pessoa te seguir é realizar um “boxing”. Geralmente isso é feito com quatro equipes, uma a frente, uma por trás e uma de cada lado. Nesse mesmo espírito, mesmo que seja um perseguidor único, lembre-se que ele pode te perseguir andando a sua frente.

      A sua melhor chance é evitar a agressão. Mas aumente suas chances caso ela seja inevitável: aulas de defesa pessoal (sugiro o Krav Maga) e armas (kubotan, spray de pimenta, karambit).

      Por fim, informe-se sobre a ajuda que a polícia pode oferecer.

      • HAsse, obrigado pelas dicas, conversei com amigo que é da policia, ele me orientou que o que a policia pode fazer é chamá-lo para um interrogatório, onde perguntaram o pq dele me seguir… após isso será liberado, mas me alertou que isso pode causar represálias, e que infelizmente seria por minha conta, a menos que tivesse algo concreto como uma tentativa de assalto ou algo pior ( fazer o que… ), ainda estou mudando meus caminhos, mas não é legal ficar nessa corda bamba…

  • As vezes, andar com uma blusa dupla face com a interna bem diferente da externa é perfeita, principalmente em multidões.
    Você só deu dicas para quem está a pé.
    Quem está chegando em casa de carro e perceba uma movimentação, passe direto e de uma volta para confirmar. Caso não desista, ligue para a polícia, informe a situação e continue em movimento.
    Quando for parar o carro, não desligue o motor, veja de tem algo suspeito. Se tiver vá embora e siga o passo anterior, caso contrário ligue para alguém em sua residência para abrir o portão.

  • Já estive em três situações em que tive que fugir de um possível assaltante pois geralmente voltava à pé do colégio, contarei a primeira pois é a mais interessante. Percebi que havia alguém me seguindo em uma rua relativamente longa e deserta. Comecei a andar rápido e assim fui por uns 250 metros até encontrar um pequeno bazar, entrei nele mas não me sentia seguro pois sabia que a única saída era pela frente e pouco depois havia uma rotatória cheia de movimento, então decidi sair para tentar despista-lo. Após sair e andar poucos metros percebi que o homem já estava em frente então continuei andando tentando esconder o rosto e fui abordado. Confesso que tive sorte pois à essa altura eu já estava bem perto da rotatória e se o sujeito estivesse armado não iria querer chamar atenção, o homem simplesmente me parou e ameaçou dizendo que se eu fugisse iria me buscar no meu colégio e além disso perguntou onde eu morava, eu ignorei as ameaças e corri atravessando a avenida com o sinal verde em uma brecha com a intenção de despistá-lo, pude ouvir o homem me xingando. Continuei e como conhecia bem o lugar saí da rotatória entrando em uma rua onde eu poderia criar esse “Espaço Tático” e corri nessa rua por mais ou menos meio quilometro. Após verificar que não havia ninguém me seguindo parei para colocar meu boné, óculos escuros e meu casaco com gorro que estavam na minha mochila. Desci e voltei pela parte sul da rotatória onde poderia pegar qualquer ônibus sem ter que esperar, consegui voltar sem ser assaltado ou ferido. Basicamente fiz todos os passos descritos por instinto e tendo calma para entender a situação sem ficar desesperado. Infelizmente a maioria das pessoas não é capaz de ter calma em situações como essa e é isso que torna essas informações tão importantes.

  • Meu irmão estava sendo seguido na rua, a noite chegando do trabalho, e fingiu estar falando ao telefone com o chefe, que na hora, de gerente passou a ser um delegado de polícia imaginário. O rapaz, que provavelmente ia assaltá-lo, desistiu. Boas dicas! Vou passar a segui-las!

  • Também tenha como “mudar de forma”, um boné, tirar o casaco ou moletom, arregaçar as mangas, são coisas que podem despistar seu perseguidor, principalmente em multidões. Tente não sair com seu uniforme, do trabalho ou da escola, para que não possam identificar um lugar ao qual você vai todos os dias e também evite ir sempre pela mesma rota, variar a rotina faz bem ao cérebro e dificulta que tracem sua rotina. Sempre tenha como se defender, você pode não ter tempo de improvisar uma arma ou nem encontrar uma dependendo do lugar, e não tenha vergonha de fazer um escândalo no meio da rua se for necessário, mais vale essa vergonha do que ser sequestrado/assaltado/estuprado/espancado.

  • eduardo manzotti

    No dia a dia e sempre bom procurar caminhos auternativos sair da mesmice conhecer novas rotas de fuga.

  • No dia a dia e melhor sempre procurar caminhos auternativos sair da mesmice do cotidiano e sempre bom conhecer novas rotas de fugas

  • A tática de virar a esquina e correr já usei muito, principalmente na saída da escola para fugir de valentões: Vire a esquina normalmente, corra por alguns segundos e volte a caminhar novamente, se correrem atrás de você, terá alguma vantagem para pensar no plano de ação(correr ou armar-se com algo).
    Quando notava que estava sendo seguido, eu dobrava a esquina, corria e colocava uma pedra que fosse mais ou menos do tamanho da minha mão no bolso do casaco ou da calça, ou pegava um bom punhado de areia para jogar nos olhos kkk… Podem até rir mas esse tipo de coisa pode te livrar de um espancamento, assalto, sequestro, estupro, etc. Bom artigo…

  • Muito bom.Como sempre…

    Só faltou a 4º : Você pode esperar o cara em uma esquina e meter uma pistola na cara dele e perguntar : “Tá me seguindo por que?” rsrs

  • Se estiver perto de casa logicamente não entre em casa.

    • Pois não é nada legal que o seu perseguidor saiba onde você mora para lhe fazer uma emboscada no futuro.

      • Conheço algumas pessoas que já usaram essa tática enquanto voltavam pra casa de carro. Passavam direto, como se não morassem ali, e começavam a dobrar esquinas, acelerando sempre que possível. Funciona.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s