9 dicas para você se preparar melhor para a crise iminente

A maioria dos preparadores que eu conheço parecem ter um talento em comum: Eles são bons em avaliar riscos e então criar planos para eliminá-los de maneira inteligente. O que isso significa, em pleno português, é que eles têm a habilidade para entender as situações, fazer planos, aprender e mais importante… Agir de maneira responsável.

Seguindo esse pensamento, mais recentemente eu fiz várias análises nos meus planos e coloquei mais foco no que eu chamo de “Tempos difíceis chegando”. Com minhas preparações contra desastres mais ou menos em ordem, eu quero ter certeza de que a minha casa consiga passar por um período de dificuldade onde não haja comida, trabalho ou dinheiro para conseguir comprar itens básicos.

Você está pronto para os tempos difíceis? Aqui vão nove dicas que você pode seguir a partir de agora

1.  Acumule dinheiro e o guarde “debaixo do colchão”

Não, não estou dizendo para você guardar dinheiro realmente embaixo do seu colchão. O ponto aqui é que seria interessante ter pequenas quantias de dinheiro guardadas em lugares seguros e bem escondidos, apenas por segurança. Muitos afirmam que o dinheiro não valerá muito em cenário de crise, porém ainda assim valerá alguma coisa, principalmente nos primeiros períodos.

Se a sua casa ficar inacessível por algum motivo, ter pequenos cachês espalhados com recursos e dinheiro com certeza farão sua sobrevivência mais plausível.

2.  Pratique se misturar e parecer alguém normal e sem muita definição

Mesmo que você seja normalmente mais recluso e fechado, saia no meio da comunidade para ser visto. Use roupas simples e pareça normal. O ponto aqui é que você deve ser visto como alguém “comum”, não como alguém que pareça melhor, pior ou estranho para a comunidade.

3.  Pratique a arte da troca entre produtos e serviços

Um bom lugar para começar são as feiras abertas e lojas de usados. Leve itens que possam ser de interesse para o comerciante e experimente fazer uma troca, ao invés de pagar tudo com dinheiro. Muitas pessoas oferecem também seus serviços (limpar o terreno, podar as plantas) em troca de outros recursos como comida e afins.

Comece de maneira modesta para não se frustrar (trocar é difícil!) e vá aumentando a complexidade das trocas conforme for pegando prática.

4.  Tome conta dos “probleminhas” e “problemões” de saúde agora

Vá fazer uma limpeza nos dentes e resolver qualquer problema que você tenha na boca. Se você precisa realizar algum procedimento médico que você tem enrolado, faça agora. Você está obeso ou em forma física ruim? Corte os doces e comece a caminhar para melhorar sua energia e saúde, a última coisa que você quer é estar com uma unha encravada e infeccionada em um cenário onde não há nenhuma atenção médica à vista.

5.  Mantenha seus veículos no melhor estado possível e sempre com o tanque de gasolina cheio

Um veículo não precisa ser lançamento deste ano para estar funcionando bem. Na verdade, parte do processo de “se misturar” significa que se você tiver um carro mais velho, você tem mais vantagem.

Se você está ouvindo barulhos estranhos, precisa alinhar, revisar… Faça agora. Um carro quebrado em cenário de crise não servirá para mais nada. O mesmo serve para o tanque de combustível! Tem gente que adora andar só com o “bafo” da gasolina antes de abastecer novamente.

Se houver uma crise na distribuição de gasolina (como já aconteceu antes), você ficará na rua.

6.  Repare o que está quebrado na sua casa, principalmente aqueles itens que você têm enrolado

Este ponto é importantíssimo. Se sua casa está com alguma infiltração ou umidade vinda do telhado, rachaduras que precisam ser investigadas… Resolva agora. Tudo aquilo que você deixar de checar e resolver agora vai te perseguir no futuro .

A última coisa que você quer é ter uma casa quase desabando e cheia de mofo em um cenário onde reparos não serão possíveis.

7.  Aprenda a cozinhar em grandes quantidades e de maneira saborosa

Sem nem questionar, feijão,arroz e trigo são os itens mais baratos para serem armazenados hoje em dia. Em vez de você excluí-los da sua lista pois sua família não os come, aprenda a preparar estas comidas de maneira saborosa e as implemente na dieta familiar. Por pouco dinheiro você pode guardar um ano destes itens! Eles podem não ser tão gostosos quanto um sanduíche de bacon, mas você não vai morrer de fome.

Respect for the Lowly Pinto Bean - Backdoor Survival

8.  Faça arranjos para ter uma casa secundária caso seja necessário

Esta é uma via de duas mãos. Se algo acontecer e você não poder viver em sua casa, para onde você iria? Seria ótimo ter um acordo recíproco com familiares ou amigos próximos, mesmo que eles não sejam preparadores.

Falando por mim, eu tenho alguns acordos com familiares e se por acaso eles vierem para a minha casa já tenho preparações extras para acomodá-los.

9.  Aprenda a se entreter sozinho e sem gastar dinheiro

Aprenda a curtir seu tempo livre sem depender de dinheiro, televisão ou viagens ao shopping. Leia, pedale, jogue cartas ou jogos de tabuleiro, dance ou caminhe. Existem muitas formas de se ocupar e ainda assim me impressiona quantas pessoas não conseguem suportar a solidão.

As palavras finais

Por mais clichê que pareça, se preparar é algo que nos sobrecarrega. Então, é uma escolha de adotar um estilo de vida diferente e que proverá segurança contra possíveis desastres. Vamos tomar controle dos nossos futuros e nos preparar para tempos difíceis. Eles podem ou não acontecer, mas ao menos nós estaremos prontos.

Texto traduzido e adaptado do blog Back Door Survival.

Anúncios

16 Comentários

  • De tempos em tempos passo pelo blog pra ver como anda o movimento e hoje me deparo novamente com essa frase sob uma nova perspectiva:
    “Sem nem questionar, feijão,arroz e trigo são os itens mais baratos para serem armazenados hoje em dia.”

    Parece que o jogo virou não é mesmo?

  • deve morar no SAARA

  • Uma outra dica, que acho que vale a pena, valorizar produtores da região, alimentos de qualidade e preços mais acessíveis, fortalecer quem esta por perto de você.

  • João Vtitor C.

    Bom eu até gostaria de me preparar para algo desse tipo mais meus pais a chão isso coisa de louco e já que só tenho 16 anos é meio complicado fazer algo.
    Bom espero que minha vida em cidade pequena no sito do meu avô me ajude um pouco se algo acontecer

  • Excelente texto: Mais uma dica: livre-se de empréstimos bancarios, vamos fazer nossa parte e boicotar esses parasitas.

    • Não só livre-se de empréstimos, como também se possível quite suas dívidas e não crie novas.

  • Como sempre um excelente texto, de todas as dicas, creio que o quisito se misturar seja o mais complexo para uma mulher em tempos de crise, posto que é sempre um alvo preferêncial, na minha opinião, o melhor seria uma “camuflagem” no caso de necessidade de descolamento, usar roupas unissex como agasalhos, sobretudo ou capas de chuva (tudo com capuz), para dificultar a identificação de gênero da pessoa, afinal, durante um evento de crise, com toda a confusão e desordem, as pessoas tendem a perder o foco nos detalhes, e em caso de uma merd…generalizada é muito mais seguro se parecer com um homem de porte mediano, do que como mulher, que é sempre o alvo favorito.

  • Um ítem fundamental a ser estocado é o sal grosso. Pois não é fácil produzí-lo e na falta de eletricidade, será fundamental na conservação de carnes. Sou do RS e até meados do século passado, as charqueadas eram importante produtoras de charque. Para ser um bom preparador é útil conhecer História; saber como nossos antepassados sobreviviam – e com sucesso – sem tecnologia e energias que hoje somos perigosamente dependentes.
    Um pescador amador como eu sabe que em um dia podemos pescar 20 quilos de peixes e passar 10 sem pescar nada, daí o sal será imprescindível para conservação de pescados ou, se nos depararmos com um boi dando sopa, quantos meses de proteína garantida para um família de 4 pessoas se houver sal suficiente?!Já experimentei salgar camarão, método em desuso por aqui, mas quis testar e ficou muito bom!
    Ter uma vara, um molinete razoável, linhas e anzóis além de algum tipo de rede seria interessante, pois o mar e rios são fontes importantes de recursos.

  • Algumas dessas dicas eu já coloco em prática, mas é sempre bom aprender mais e mais sobre como sobreviver numa crise.

  • Uma duvida que tenho com relação a abrigo secundário. É possível uma barraca de camping ser um abrigo temporário?

  • Ótimo post, como sempre nos faz pensar e se mexer um pouco mais.

    Penso que seria bom se publicasse um Post sobre as vacinas (atualizada) necessárias no Brasil e quais são oferecidas pela rede publica.

    Obrigado mais uma vez pelas dicas.

    Edson

  • Bom post.
    Guardar dinheiro, mesmo em cenários de crise, acho muito perigoso, além disto numa crise inflacionária (como já aconteceu no Brasil) o que você guardou de dinheiro por 1 ano, pode se diluir em poucas semanas e você perder tudo… solução: OURO !! Em TODAS AS GUERRAS DA HISTÓRIA DA HUMANIDADE, o ouro nunca perdeu o seu valor, é um investimento seguro, não se deteriora ( o dinheiro dá fungo, apodrece, etc), e tem seu valor atrelado a todas as moedas do mundo !!!!

    • È verdade! Dinheiro mofa mesmo… tive que fazer um depósito de uma quantia razoável às pressas porque as cédulas ficaram pretas, a ponto da caixa consultar os colegas se deveria aceitá-las!

    • Dependendo do dinheiro que você tem para investir, ao invés de trocar tudo por ouro, aconselho comprar uma área de terra no interior. Aqui na minha região sei de áreas que foram compradas por R$ 3.000,00 o hectare, é um investimento pequeno, que valoriza MAIS QUE O OURO e você pode utilizar como abrigo secundário, produção de alimentos e tudo mais. Uma área de 10 ha = + ou – R$ 30.000,00
      O ouro apenas mantem seu valor se você puder troca-lo, caso contrário ele não serve para nada. Você não pode come-lo nem matar bactérias, nem nada.

      • MARCOS RIBEIRO

        Qual região vc vive Ismael?

      • Concordo… Mas, já tenho meu pedaço de chão, meu BOL…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s