Como comprar uma arma de fogo? (PF) – Cetral Treinamento

Existem vários mitos e confusões quando falamos do processo de comprar uma arma de fogo. Hoje vamos abordar este tema de maneira mais descontraída conversando com alguém que atua diretamente na área.

Aí vai o vídeo:

E então, o que você acha? Tem mais alguma dúvida ou opinião para compartilhar? Aguardo seu comentário.

Até.

Anúncios

17 comentários

  • Na verdade a maior dificuldade de se utilizar uma arma é o preço e a tal renovação de registro que custa muito caro não é tão sinples

  • O Brasil tem muitos problemas. Se resumem a duas letras: PT

    • Pistola Taurus ??? KKKKKKK

  • Pingback: Podcast 06: Como se defender em um cenário de crise? |

  • Murilo Almeida

    Brasil é o picadeiro do circo onde nós, o cidadão de bem, somos os palhaços … Por aqui, ninguém tem o direito de defender a si e seus entes queridos… No Brasil, resguardar-se e proteger a família desta corja de vagabundos, ladroes, drogados, estupradores e assassinos é, na concepção das autoridades, um erro… Por aqui, num país sem segurança, somos vitimas antes mesmos de que o crime aconteça…

    • luiz felipe nascimento jr

      Ninguém deve estar preocupado neste momento em apenas adquirir uma arma legal, afinal, você pode comprar uma boa arma, com bom preço de um amigo ou conhecido. Ninguém deve se preocupar com documentação legal, motivo: o que vale mais…a vida da sua família, ou um pedaço de papel ? Recomendo que tenham duas armas a saber: uma arma para defesa da casa e família ( PT 380 Taurus) e uma Carabina 5.5 (Cal.22) Taurus Montenegro. A PT 380 será sua arma contra pessoas mal intencionadas; já a Taurus Montenegro 5.5 (Cal.22) será sua arma para abater pequenos animais, para suprir a alimentação da sua família de Proteínas Animais, a munição dessa arma é barata e você pode estocar de 1.000 a 2.000 chumbinhos de ótima qualidade, logo, você terá munição para caça com folga. Já a munição para a Pistola PT 380 você poderá adquirir mais um carregador, devendo mantê-los sempre municiados e guardados junto com a arma em lugar seguro. Importante: não mostre suas armas para ninguém, assim como, não faça comentários, por medida de segurança.

  • Primeiramente, obrigado ao Júlio e ao Gildo pela disposição em ajudar.
    Estou com um processo em andamento na PF de aquisição de arma de fogo e gostaria de deixar aqui minha humildade e recente experiência sobre o tema. Aqui no DF encontrei uma realidade bastante diferente da citada no vídeo, começando pelo preço, sem querer desanimar a todos, mas meu orçamento total saiu nada mais nada menos do que R$ 3.450,00, sim isso mesmo três mil quatrocentos e cinquenta reais (sem munições), isso porque como tinha algumas economias destinadas a esse fim consegui alguns descontos pagando à vista, logo detalharei o orçamento. Optei por um revólver de 2 polegadas de cano em calibre 38 com capacidade para 5 tiros, Taurus RT 85S 2 (praticamente só temos essa marca), pois meu propósito é para defesa da minha família e patrimônio, esse perfil de compra é o mínimo do mínimo de um cidadão interessado em defesa, pois como sabemos, em que pese o baixo custo de uma arma e munições em calibre 22 esta não é recomendada para defesa, mas sim para esporte e caça de pequeno porte devido ao seu reduzido poder de parada. Ora se você vai usar sua arma para defender sua família ou patrimônio e precisará atingir um inimigo o ideal é que ela elimine a ameaça antes que esta consiga infringir algum dano. Lembrando também, como me ensinou meu instrutor de tiro, que a arma de fogo foi feita para matar, então quando se está em uma situação de stress e não há outra alternativa a não ser abrir fogo, não pense que você irá acertar na perna do inimigo e ele vai se render ser socorrido ficar bem e todos serão felizes, em defesa quando se abre fogo é para matar, é literalmente matar ou morrer. Mas voltando ao assunto, além do exorbitante custo que teria que pagar, me deparei também com o pesadelo burocrático necessário para a compra, como já era conhecedor da legislação ilegítima em vigor, Estatuto do Desarmamento, cito aqui algumas fontes que travam uma verdadeira batalha contra isso e também esclarecem bastante os temas que envolvem armas de fogo: Alexandre Lima BR, Gosto de Armas, no YouTube, além do Movimento Viva Brasil com Bene Barbosa, Defesa.org entre outros, prometi a mim mesmo que iria até à última instância para fazer valer meu direito à defesa, assim toda a “burrocracia” colocada propositadamente ao processo para induzir o cidadão à desistência, não seria capaz de me fazer desistir, então passei por psicotécnico (bem mais criterioso do que para obtenção de CNH, nada difícil, mas fica o comentário pois acredito que um carro é muito mais perigoso do que um revólver), curso de tiro(não obrigatório, mas altamente recomendado), teste tiro(sim mesmo após vc efetuar 300 tiros no curso vc ainda tem que dar acho que mais 10 tiros em um alvo e obter 60 pontos, fácil), no meu caso contratei serviço de despachante pois não podia ficar me ausentando do trabalho para ir à PF para acompanhar o processo (não há em pleno séc XXI acompanhamento eletrônico do processo na PF) então ainda tive que ir a 2 cartórios para procuração, autenticação, etc. Todos tbm têm que fazer a tal da “Declaração de Efetiva Necessidade”, cá entre nós nosso país tem números de guerra, um verdadeiro caos, as pessoas estão sendo assaltadas, sequestradas, assassinadas, estupradas, todo santo dia é só isso que passa na TV e sai nos jornais, e ainda assim vc precisa declarar a efetiva necessidade, como se alguém precisasse declarar a efetiva necessidade de um Direito à Vida, enfim fiz a tal da Declaração. Uma coisa que me chama a atenção no vídeo, que não me entenda mal o Sr Gildo, é uma aparente harmonia de um proprietário de loja de armas com a atual estrutura montada para levá-lo à falência, como quando entra na questão do porte, não deveria estar de acordo com essas conversinhas desarmamentistas da PF de que porte é algo que não pode ser facilitado, nos países onde o cidadão anda armado não impera a criminalidade e zona como aqui, então na minha visão, vendedores de armas deveriam estar em total desacordo(politicamente) com a atual legislação sobre armas apesar de cumprir todas, é claro. Com muita luta, paciência e persistência, protocolei meu pedido na PF, o despachante informou que são analisados em um período médio de 90 dias, então estou na expectativa, existe a possibilidade de negação tbm… Enquanto isso nos EUA uma pessoa vai até uma loja de armas com sua habilitação para dirigir e por uns poucos dólares e alguns minutos sai dela com 1 fuzil. Meu orçamento: Revólver 2.200,00
    Curso 570,00
    Exame Psicotécnico 120,00
    Teste de Tiro 150,00
    Taxa PF 60,00
    Despachante 350,00
    Esse comentário não é para desanimar ninguém, muito pelo contrário, não importa quão grande seja o desafio, quando se trata de proteger sua família todo esforço vale a pena. Boa sorte a todos!

    • Vc abordou todos os obstáculos que tornam a aquisição LEGAL de uma arma algo proibitivo para muitos brasileiros. Tenho um revólver como o seu, comprado em 1999, ainda com registro da polícia civil. A própria loja encaminhou o registro. Registrei na PF gratuítamente, mas na renovação gastei mais de 500 reais, ano que vem tem de novo. O psicotécnico consumiu uma tarde inteira; o teste de tiro uma manhã inteira.
      Eu estava pensando em comprar outro .38, cano 4″, reforçado, para poder usar munição +P ou +P+ com segurança, e assim aproveitar o psicotécnico e teste de tiro na nova arma, mas o valor é absurdo para a realidade brasileira!
      Ah, não precisamos ficar invejosos dos americanos na aquisição menos burocrática de arma de fogo, pois no Uruguai mesmo é fácil também e, no entanto, esse mesmo país tem um dos menores índices de mortes por arma de fogo na Américia Latina….(mas não vamos nos enganar, ainda muito alto para a média mundial).
      O que mata no Brasil (e na Amércia Latina) não são as armas, mas a legislação favorável a reincidência do criminoso; nos EUA, por exemplo, homicídas dificilmente escapam da prisão perpétua ou pena de morte, conforme o Estado que são condenados, ou seja, depois que são detidos, o criminoso nunca mais matará mais ninguém.

  • Miguel Flores

    Muito bom, obrigado

  • Próximo mês estará sendo votado mudanças no estatuto do desarmamento, trata-se de um momento crucial em que é necessário o máximo de apoio.

    Esta semana recebi como de costume email do Viva Brasil solicitando recursos.

    “O MVB já faz muito e pode fazer muito mais com sua ajuda!

    Ao contrário das ONGs desarmamentistas, dos inimigos da liberdade, dos defensores do monopólio da força nas mãos do Estado, o Movimento Viva Brasil não recebe verbas públicas e não conta com milionário apoio financeiro de entidades estrangeiras.

    Dependemos única e exclusivamente de pessoas como você, que acredita e reconhece nosso trabalho diário e ininterrupto em prol do seu direito de defesa.

    Nas últimas semanas estamos sob fogo serrado por conta do PL 3722 que deverá ser votado na Comissão Especial ainda esse ano e isso mostra que teremos uma verdadeira guerra durante sua votação.

    Precisamos do seu apoio financeiro para que possamos fazer ainda mais! Filie-se ao Movimento Viva Brasil – são apenas R$100,00 por ano! – ou doe qualquer valor através doPagSeguro ou diretamente em nossa conta.

    Toda e qualquer colaboração é bem vinda e necessária!

    Para se filiar ou doar pelo PagSeguro visite o link: http://www.mvb.org.br/colabore

    Para fazer um depósito diretamente em nossa conta:

    Movimento Viva Brasil
    CNPJ – 07653594/0001-89

    BANCO SANTANDER – Código 033
    Agência 3630
    C/C 13000124-7

    Muito Obrigado!

    Bene Barbosa
    Presidente”

    Você pode doar qualquer valor através do PagSeguro no link presente na página do movimento.

    http://www.mvb.org.br/

    Não deixe de colaborar, sua arma pode depender disto.

  • O que não concordo nessa legislação é a tal “entrevista” com o delegado da PF para fins de adquirir porte de arma. Assim como para ter registro basta satisfazer todos os trâmites legais exigidos, deveria ser assim com o porte. Claro que haveria mais rigor para tal, mas que o cidadão não fique à mercê do “humor” do delegado! Afinal, todo ser humano tem seus critérios e sua empatia singulares e não diferente com um delegado da PF. Vá que o delegado não simpatize com determinado cidadão ou que ache que ninguém deva portar armas na sua jurisdição?

    • No Brasil a determinação é que ninguém possa ter porte de armas… Somente se você for um dos ‘escolhidos’, um policial civil, militar ou federal, militar das forças armadas, magistrado (juíz, promotor, oficial de justiça), ou deputado federal ou senador…. tirando estes casos, esqueça, você têm de acordo com o Estado Brasileiro o direito de pagar impostos, não reclamar e morrer quietinho na mão de bandidos. NO máximo pode usar uma camiseta branca do movimento Sou da Paz, e um bíblia…..

  • Excelente Júlio! Valeu.

  • Boa noite Júlio
    Vendo este vídeo, acrescento que a melhor a arma é aquela que está em sua mão na hora do perigo. Entretanto, opino em apontar o RT85 da Taurus como uma arma genérica, tanto para defesa residencial, da empresa ou para porte. Já para áreas rurais um modelo RT86 seria uma boa escolha. Lembrando que os dois modelos sao do cal. 38.

  • Nunca encontrei alguém que tentou comprar uma arma pra ter em casa e não conseguiu. O pessoal reclama demais mas nem vai tentar. Basicamente vc morre com uns 600 reais em psicotécnico, certidões e curso básico de tiro + a arma (com 800 reais vc compra uma 12 de tiro simples). E aí pronto vc tem sua arma pra defender sua casa! Brasileiro é tudo mto chorão! Tem que ir lá e fazer!!! Não ficar reclamando. Querem o quê? Comprar arma como se fosse sorvete? Tão de brincadeira!

    • Concordo… As coisas são difíceis, mas para o cidadão honesto, com paciência é perfeitamente possível e viável comprar legalmente uma arma de fogo. Adolescentes sem noção, criminosos, gente enrolada e que não liga para documentação, não vão conseguir comprar (ainda bem!!) uma arma. Critico apenas o fato de ter que renovar o registro a cada 3 anos e poder adquirir apenas 50 munições por arma curta, por ano.

  • iris paz lira filho

    bom é bem simples estamos no Brasil onde o cidadão de bem não tem direitos de se defender e guardar sua família porém para quem se considera um sobrevivente se adapte dá forma que a legislação permite deixe seu recinto preparado para supostos invasores e garanta que eles não saíram de lá de pé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s