7 erros sobrevivencialistas que podem te matar

Captura de Tela 2015-04-17 às 14.14.49

Existem erros muito simples que cometemos no dia a dia por pura desatenção ou falta de preocupação. Fechar alguém no trânsito, derrubar um copo no chão, contar algo que deveria ser surpresa… Contudo, quando estamos falando da área de sobrevivência alguns erros podem tomar proporções catastróficas. Vamos falar sobre eles hoje.

1. Se gabar por ter preparações – Algumas vezes é difícil resistir. Você gasta muito tempo pensando sobre preparações, guardando dinheiro, procurando bons negócios, coletando recursos… é difícil não ficar orgulhoso do seu esforço. E o que geralmente fazemos quando estamos orgulhosos de algo? Nós contamos para as pessoas. Mas neste caso, você só pode contar para pessoas que confia completamente. Caso contrário alguém poderá dizer, “Ei, lembra aquele cara do trabalho que tem comida armazenada? Vamos descobrir onde ele/ela vive”. A fome pode transformar pessoas em animais, se estiverem desesperados o suficiente vão fazer o que for necessário para pegar sua comida.

2. Não ter um plano – Então você tem purificadores de água, estoque de comida, kits médicos e tudo mais. Mas você tem um plano? É importante pensar quais são os tipos de desastres que podem acontecer na sua área e como você ou sua família devem reagir. Você precisa saber como sair de sua casa com segurança, ter uma local definido onde você pode se encontrar com amigos e familiares, saber as melhores todas para sair da cidade em caso de crise e tudo mais. Tenha certeza de pensar nestas coisas antes de ter de usá-las. Você pode também simular o seu plano para descobrir quais são as falhas que ele apresenta.

3. Quebrar a lei – Se você vê pessoas quebrando janelas de lojas e pegando tudo o que podem, você pode ficar tentado a entrar e pegar a sua parte. Afinal, os donos das lojas podem acionar o seguro, não podem? Talvez, mas mesmo que eles tenham um ótimo plano de cobertura alguém terá de pagar por isso. Nada é de graça. Mas questões éticas de lado, este tipo de comportamento pode te levar à morte. Você pode ser pisoteado na multidão, entrar em um prédio e colocarem fogo nas saídas, ser atacado por alguém mais ambicioso que você.. Enfim, mesmo que não haja polícia atuante, não quebre a lei a não ser que seja sua única alternativa.

4. Atirar em saqueadores prematuramente – Nós todos já vimos aquela política de “Entrou em casa, morreu”, mas existem três grandes razões pelas quais esta pode ser uma ideia complicada. 1 – Todos que sabem que você pensa assim saberão que você deve ter armas guardadas em casa; 2 – Se você atirar, eles podem atirar de volta; 3 – Depois que a lei for restaurada você pode ser julgado pelos crimes que cometeu. Agora para ser claro, não estou dizendo que você não pode se defender com suas armas, estou dizendo que você deve esperar até alguém efetivamente começar um ataque a você ou sua propriedade. Atirar à primeira vista não é auto defesa.

5. Negligenciar a segurança residencial – Se o seu plano é ficar dentro de sua casa, você pensou em transformá-la segura contra intrusos? Assaltos residenciais aumentam drasticamente durante desastres, mas existem várias coisas que você pode fazer para transformar sua casa em um local mais seguro.  Você estará muito melhor tomando estas precauções do que planejando atirar em alguém que tentar entrar no seu território. Esperançosamente os saqueadores vão julgar que sua casa será mais trabalho do que lucro e vão procurar outra mais fácil.

6. Se recusar a evadir – Fugir de casa é difícil e pode ser muito perigoso, então compreendo que a maioria das pessoas pretende ficar em casa em caso de desastre. Entretanto, existem certas situações onde você precisa fugir e, ignorar os fatos pode causar sua morte. Não seja um daqueles velhos teimosos que morrem por conta de inundações ou tornados pois se recusaram a deixar a casa onde viveram por décadas. Se existe uma chance de sua casa ser destruída, fuja. Se possível, desenvolva uma lista dos “gatilhos de fuga” da sua região, enumerando quais seriam as razões pelas quais você precisaria abandonar sua casa. Se você tiver esta lista pronta pode recorrer a ela para tomar sua decisão em vez de ficar preso ao apego emocional.

7. Não purificar água –  As pessoas estão tão acostumadas a ter a água segura saindo de seus canos que é fácil esquecer o quão simples é contaminá-la. Por exemplo, água encanada pode se tornar insegura em casos de desastres naturais visto que os canos podem ser danificados e permitir a entrada de substâncias nocivas. Já houveram cenários onde os departamentos de tratamento de água não mais estavam cuidando do reservatório pois seus trabalhadores pararam de aparecer devido a uma crise natural.  Purificar a água durante qualquer emergência é uma forma simples de permanecer no lado seguro.

Eu tenho certeza que existem muitos outros erros ameaçadores que eu poderia mencionar. Se você pensar em algum, fale nos comentários para agregar ao conteúdo.

Até.

Traduzido e adaptado do blog Urban Survival Site.

Anúncios

9 comentários

  • Acho q o maior erro que qualquer pessoa pode cometer, é achar q vai conseguir realizar algo só por ter visto e/ou se achar invencível só por conhecer técnicas de sobrevivência e defesa pessoal

  • Reavaliar nossos conceitos é sempre bom, por isso correr atrás de novas informações é fundamental para podermos ver uma determinada situação em ” 360º ” e assim verificar as mais diversas variáveis.

  • eulerbrandao1969

    Bom dia meu amigo Julio, cada texto seu nos faz repensar um pouco mas do que temos a aprender e a reaprender, obrigado

  • Acho que um erro grave também é o cara esquecer dos documentos! Ele leva tudo, um setup de primeira, mas aí não tem cópias em papel e/ou mídia digital. Se o cara perder tudo que tiver em casa num desastre, quando a ordem voltar vai ser uma dor de cabeça absurda se lhe faltar os documentos. Estou montando minha mochila beeeem aos poucos por causa da falta grana, mas já tenho todos os documentos de família em cópias autenticadas em cartório, plastificadas e mais uma cópia em pen-drive com senha e outra cópia em CD.

    • Bem lembrado! Afinal, basta um incêndio, uma enchente ou mesmo um roubo para perder toda a documentação pessoal, da casa, automóvel, etc. O ideal seria ter uma “cápsula” hermética e enterrada no quintal contento cópias ou até mesmo documentos originais, mas deixar (as cópias) na casa de uma pessoa de confiança seria interessante também..

  • julio hoje pensei nisso , e nem tanto em mim ou nos membros e sim em voce , porque tu mostra a cara e nos estamos escondidos na net e seguimos a maioria desses conselhos , de certa forma tu se expoe e nos protege, aqui no grupo a minha lingua tem 2 metros mais o meu vizinho jura que eu sou mudo

  • yogueimortal

    É muito difícil avaliar todas as possibilidades e ter recursos para se preparar para todas elas. A verdade é que nisso, os sobrevivencialistas que estiverem ou conseguirem se evadir para o ambiente rural ou selvagem quando o colapso for declarado tem muitas melhores chances de sobreviver e viver com mais qualidade.

    Um dos erros que nós podemos cometer e não nos preparar para tudo: Entendo que todo o conhecimento pode ser útil e suponho que muitas vezes negligenciamos um ou outro conhecimento – teórico ou prático – seja por preguiça, preconceito, descrédito etc. e isso pode custar a nossa vida. Certamente que existem saberes que julgamos ter mais possibilidade de serem necessários, porém ainda sim estamos sujeitos a imprevistos de diversos tipos.

    Confiar numa faca vagabunda, também pode te matar, se você se cortar quando a faca se romper ou porque ela tenha um corte ou uma pegada ruim, além de ser muito incomodo e te atrasar a própria infecção poderá ser fatal, pois hemos de considerar que numa situação de crise não teremos o podemos não ter todos os recursos adequados.

    Outro erro talvez seja um paradigma: Pertencer a um grupo ou não pertencer. Certamente que pertencer a um grupo é a opção ideal, porém há de se considerar que é preciso completa confiança e harmonia entre os seus membros, pois numa situação crítica naturalmente todos intensificaremos as nossas faculdades mais animais, o que pode ocasionar, brigas, traições e assassinatos

    Informo que nos dias 1, 2, 3 e 4 de maio ocorrerá a 2ª Semana de montanhismo, que irá ocorrer na praça da Praia Vermelha, na Urca, quando ocorrerão palestras, oficinas e várias outras atividades relacionadas.
    fonte: https://www.google.com/calendar/render?eid=ajY2bW9nOXJlcG5hZzJpMTdmdDcyaHU5MWMgbm90aWNpYXNAZmVtZXJqLm9yZw&pli=1&t=AKUaPmZpSmW63S2ZzvPO1cCJ4tpBTfvbuPxt6BinWCSuLE6GdrdEQMW84J7pRdcN2a0_wibTlpB8Tf5bEDckjJhYwgDDV-0K9g&sf=true&output=xml#eventpage_6

    Atentos também para a Semana de prevenção contra incêndio e pânico realizados anualmente na semana do dia 2 de julho pelo CBMERJ, confira se ocorrerá no batalhão da sua cidade.
    http://www.cbmerj.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=204:ciclo-de-palestras-da-semana-de-prevencao-contra-incendio-e-panico-aberta-ao-publico&catid=3:Concursos-e-Cursos&Itemid=7

    Ambos os eventos são abertos ao público e gratuitos.
    Vale a pena conferir!

    • Excelente comentário! Sou do Rio e, se conseguir tempo, com certeza irei na atividade do CBMERJ! Obrigado por compartilhar!

  • Luis Graça

    Medicamentos em stock,um item importante para doentes crónicos.por exemplo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s