Proteção residencial: Tática de defesa por camadas

Existem muitas formas de olhar e planejar a proteção do nosso lar. Hoje vamos abordar uma das estratégias utilizadas em campos de batalha que podem ser aplicadas também na defesa da sua casa, seja ela urbana ou rural.

Você conhece a linha de Maginot?

Nós já abordamos anteriormente um pouco do tópico de defesa onde falamos sobre o pensamento criminoso, caso você queira conferir. No vídeo de hoje você conhecerá a história da linha de Maginot e aprenderá algumas dicas gerais para começar a planejar sua defesa residencial. Segue:

O objetivo de aprendizagem final é simples:

  • Não apostem todas suas cartas em uma só defesa, mesmo que ela pareça impressionante;
  • Evitem o pensamento de defesa estática, o combate é dinâmico;
  • Em cada camada de defesa utilizem formas de proteção diferentes, assim o inimigo terá de perder mais tempo para transpor cada linha de perímetro;
  • A defesa serve somente para organizar um contra ataque ou uma reação de fuga, não confie nas suas defesa para se entocar.

E então, acha que é um conceito fácil de ser aplicado na sua realidade? Acredita que é uma técnica eficaz ou conhece outras abordagens mais eficientes?

Até.

Anúncios

26 comentários

  • Parabéns pelo seu trabalho continui estou gostando muito mas eu acho fundamental os cachorros kkkkk eles entimidao muito doberman é o top

  • Eu tambem queria saber tecnicas de defesa por camada em apartamentos.

  • Caí aqui pq estou com problemas com os vizinho do fundo eles pularam o muro da minha casa e estavam tentando arrombar a janela a sorte que o vizinho do lado viu e colocou eles pra correr, Por causa disso saí até do meu serviço e depois desse fato eles repetiram pularam o muro durante o dia mas eu estava em casa e eles fugiram, moro só eu e meus dois filhos antes eu trabalhava a noite e as crianças dormiam fora.Ñ sei o que faço pq eles são menores de idade, pensei em usar a influência que tenho com criminosos de verdade mas temo uma retaliação com meus filhos.

  • Pingback: 7 erros sobrevivencialistas que podem te matar |

  • Acho que voçe está plenamente certo, pois não podemos proteger uma fortaleza pela frente e esquecermos dos lados, um exemplo é o Muro de Berlim, construiram uma base militar na frente e invadiram ela por trás, no final de nada adiantou.
    Vou dar instruções de como eu me protego baseando em minha se experiencia, pois ja fui assaltao duas vezes e depois de colocar a cabeça para funcionar nunca mais fui atormentado.
    Minha casa tem itens valiosos porém não os ostento e como não tenho um exercito particular fiz a seguinte segurança (vale lembrar que moro sozinho).

    1° CAMADA PROTETORA.

    FRENTE- Muro alto e com portões que ocultam a visão externa, não coloquei cerca eletrica para não mostrar que tenho dinheiro, então coloquei farpas de ferro, interfone e alarme conectado ao celular (pelo fato de que moro sozinho).

    LADOS- Tenho casas vizinhas então ergui muro alto com as farpas de ferro.

    TRASEIRA- Tenho um rancho muito alto mas mesmo assim com as farpas de ferro, garagem e quintal cobertos.

    2° CAMADA PROTETORA

    QUINTAL- Janelas e portas com grades, material anti-arrombamento na porta da frente e a de trás, pois säo as principais.

    PROTEÇÃO ANIMAL- Conto com meu cachorro adestrado da raça Pastor Alemão (Não trate seu cachorro como um soldado e sim como um amigo).

    3° CAMADA PROTETORA

    INTERIOR- Portas em madeira maciça e a janela de meu quarto é sem grade (De nada adianta ter um castelo e ficar preso dentro dele).

    EQUIPAMENTOS- Tenho aparelho de choque e estou na luta para conseguir porte legal de arma de fogo.

    NÃO SOU RICO E NEM PRETENDO SER, APENAS ZELO POR MINHA SEGURANÇA E DE MINHA FUTURA FAMILIA.

    ***SE QUER PAZ, ESTEJA PREPARADO PARA GUERRA***

  • victor o foda

    muito mais simples em vez de arrombar a porta pula o telhado

  • Um sistema de defesa que pretendo instalar em casa é uma variação daqueles espetos que o povo coloca em cima do muro. Sempre achei eles muito falhos, pois qualquer pessoa com um martelo pode entortar alguns e passar. Então pensei “mas e se eles não pudessem vê-los? E se eu colocar os espetos (bem afiados) na parte interna do terreno. Horizontalmente, digo.” O cara que tentasse pular o muro, muito provavelmente, terminaria com os dedos fatiados ao tentar se segurar na borda do mesmo. Sem falar que não chamaria atenção alguma, já q ficaria oculto pra quem olhasse pelo lado de fora.

  • Por gentileza … se tiver algum material sobre armadilhas no sentido de retardar o avanço quando estiverem transpondo as barreiras seria de extrema ajuda… ou alguma ideia de como fazer ou usar embasado não só em legislação mas no sentido de funcional como por exemplo esse spray ACDC que é nacional e pode ser usado por civil

  • Fabrício Jucá

    Muito bom Júlio!! Achei que só eu pensava assim. Parabéns pela iniciativa. Grande abraço.

  • Como funciona a defesa por camadas num apto? É possível?
    Obrigada!

  • Vídeo muito bom, estou no aguardo de mais posts sobre esse assunto tão importante nessa sociedade sem leis que vivemos.

  • Gostei, estava precisando de algo assim para projetar minha nova casa e estava exatamente pensando em segurança. Valeu, agora tenho um rumo por onde começar.

  • Laudelino Lima

    Ao fazer uma porta secreta de saída do quarto do pânico, cria-se uma vulnerabilidade.

  • Estevam Ischaber

    Senhores,

    Muito interessante a postagem.

    Agora vai uma reflexão, em um cenário de aumento de criminalidade (distúrbios sociais), seria muito interessante a presença de cães para resguardar um perímetro. Eles darão alarme em uma tentativa de invasão. Mas se esse cenário se agravar, e o caos social descambar a ponto da sociedade entrar em colapso, eu não gostaria de ter cães latindo e chamando atenção em meu quintal, chama muito atenção, pois se alguém tem cães é porque tem comida para alimentá-los, logo é um puta de alvo a ser invadido.

    Certamente pra coisa chegar a esse ponto é o ápice do problema aqui estudado nesse Blog.

    Acho interessante a utilização de cães, até certo ponto. Depois ou eles são treinados ou virão comida para sua família.

    Vi em um post do blog a questão de que pessoas normais numa situação de crise podem ter idéias que fazem a diferença, o exemplo no caso foi a questão da luz de freio de um carro que foi desativada para que o carro ao deslocar a noite não seja detectado. Essa pode ser a diferença entre manter cachorros latindo ou não, depende da situação.

    Abraços a todos.

    Estevam ischaber

  • Yoseph Makabi

    Muito bom Júlio! Didático e inteligível. Mas, como já falei antes, o que vale é a MENTALIDADE DE SEGURANÇA e PREVENÇÃO. Como você disse: todo castelo já foi invadido. Um dos problemas da casa com “camadas” ou “barreiras” é que o indivíduo entra e sai dela. Como um bicho que entra e sai da toca. Nesses momentos o predador pode atacar e, geralmente, é bem sucedido. Minha dica é PREVENÇÃO. Fique atento aos sinais e se esquive. Mas se estiver dentro de casa, nas horas de descanso por exemplo, construa suas barreiras. Eu particularmente prefiro ARMADILHAS. Um portão malaio pode matar o noiado que entrar no quintal. Quando eu morava na cidade, numa casa, meu hobby era bolar armadilhas de todos os tipos para espantar invasores, machucar, quebrar perna, essas coisas. Uma vez fui pro litoral e me hospedei num sítio de um amigo. Ele falou que ladrão entrava direto lá e roubava. Preparei algumas armadilhas e na segunda noite três manés cairam. Um deles ficou bastante machucado. Deu até B.O e processo. Mas eu prefiro ser julgado por sete do que ser carregado por seis. Toda vida é importante e nenhuma pode ser substituída, mas a minha vida é mais importante que qualquer outra.
    SELVA!!!!

  • Passando ao lado pratico:
    Na etapa 2, pátio da moradia, pode-se construir um canil contra o murro, no formato de um corredor que criaria mais uma barreira de proteção. De maneira que se um invasor pular o murro, cairia dentro do canil.

    Só tem vantagens:
    Os cães tem mais espaço para correr.
    Cria-se outra zona de proteção.
    Dependendo do densidade criminal da sua região você nem precisa mais comprar ração.
    Se os cães matarem um marginal, não foi você, foi os cães! Quem mandou o cara pular dentro do canil? Assim como nossa justiça só protege minorias, as ONGs dos bichinhos vão ajudar a defender seus animais.

    Não, não estou brincando. É sério.

    • Cara, essa foi genial!

  • Mais um vídeo extraordinário companheiro, parabéns!

  • André Cruz

    Muito legal, esse método de defesa por camadas pode ser aproveitado também num jardim, colocar uma área com obstáculos que causem barulho espalhados de forma aleatória com um pouco de mato para servir de cobertura inibe os ladrões silenciosos, escadas que rangem também são uma boa, entra bem no perfil baixo mas útil.

  • carlossilvapb

    Tão importante quanto a defesa em camadas é manter o perfil baixo, não chamar a atenção.

  • Parabéns novamente, Júlio. Ótimo vídeo, bastante ilustrativo e didático.
    Se me permite, complemento alguns detalhes que acredito possam enriquecer o trabalho:
    01. CACOS de VIDRO são, apesar das brincadeiras acerca do assunto, muito eficientes, pois causam medo nos meliantes menos decididos e realmente deixam o exterior da propriedade com cara de “casa de pobre” e isso é interessante ao sobrevivencialista. A pintura externa dos muros também não devem ser muito bem acabada e, se possível, um pouco gasta, o que contribuirá para que o imóvel “passe batido” para os “manos”;
    02. É tecnicamente possível a instalação de CERCAS ELÉTRICAS e CONCERTINAS ou ARAME FARPADO, mesmo, do lado interno do muro, o que dificultará muito a vida do “esperto que escalá- lo enfrentando os cacos, estes aparentes. O “problema” será acordar com um “magrão” enroscado de cabeça para baixo e sangrando. Avise à PM para trazer alicates de corte… (e tente não rir na frente dos colegas, enquanto o tiram de lá.
    É de bom tom emprestar a mangueira do jardim para uma rápida ducha antes de embarcarem o meliante na viatura- ao final do turno de serviço geralmente é o motorista que tem que lavar a barca para a próxima equipe);
    03. A ILUMINAÇÃO do lado interno da propriedade deve ser instalada de forma a ofuscar quem entra. Os beirais de telhados são locais ideais, já que holofotes ou mesmo faróis auxiliares de automóveis podem facilmente ser parafusados logo abaixo das telhas e se economiza em fiação. Colocar os interruptures ao alcance da mão de quem olha pela janela é bastante prático, mas não a instalação da luz diretamente sobre ela. Isso chamaria a atenção do invasor justamente para onde o defensor se encontra e podem servir de orientação para o fogo inimigo.

  • Seria interessante uma postagem sobre ofendículos

  • Apenas para complementar; a tática de defesa de maior sucesso foi a do general Nguyen Giap: manter-se muito próximo ao inimigo. Foi pensando assim que o general encontrou o local mais seguro contra os ataques aéreos americanos: túneis no subsolo das bases americanas.

    • Nathan.Scala

      ao bim laden ae ! 10 anos do lado dos pm

  • Nunca houve nem haverá defesa que resista ao traidor ou à obstinação do invasor e esta é proporcional ao interesse contido no local.
    Mas ao lado de ser e não parecer, está a tática de dificultar o trabalho do inimigo.
    Partindo-se do princípio que a oportunidade faz o ladrão, quanto menos facilidades, menores as probabilidades de acontecer o mal.
    Some-se que o bandido comum (eu disse comum) acima de tudo, rouba para não trabalhar, sua disposição está voltada para o fácil pois a rapidez e a surpresa são os dois maiores trunfos do atacante.

  • eulerbrandao1969

    Muito bom o material Julio, parabens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s