Como uma pessoa com problemas médicos pode se preparar para desastres

Para aqueles que possuem problemas de saúde a preparação para qualquer tipo de desastre pode ser um belo desafio. Eu recebo vários e-mails de pessoas perguntando sobre como podem se preparar e ao mesmo tempo lidar com uma série de condições médicas em cenários de crise.

Eu não vou embelezar a situação: Se você possui problemas de saúde significativos você estará em grande desvantagem. Você terá de trabalhar muito mais durante a sua preparação para conseguir enfrentar e sobreviver uma crise ou desastre.

Por outro lado, eu não quero que você desista. Eu converso com muitas pessoas saudáveis que já desistiram porque não conseguem por seus planos em prática para proteger seus entes queridos de ameaças reais e possíveis desastres que estão lá fora. O simples fato de você estar lendo este texto já lhe coloca na frente da maioria das pessoas.

Mesmo que você tenha problemas de saúde para enfrentar, a sua vontade de fazer alguma coisa já diz muito sobre a sua habilidade mental para lidar com uma crise. É essa vontade de sobreviver que é o fator mais importante durante uma situação de emergência.

Coisas que você pode fazer para se preparar para desastres quando possui problemas de saúde

– Armazene medicações

Se você ou alguém de sua família depende de remédios para se manter vivo você precisa ter certeza de ter um estoque amplo e pronto para ser usado durante uma crise.

  • Peça ao seu doutor para lhe dar uma receita extra. Muitos médicos podem ficar relutantes em lhe dar uma receita extra, porém não é má ideia discutir suas preocupações com o médico;
  • Procure saber se existem complementos para sua medicação que podem extender seu estoque. Durante tempos de crise você pode encontrar meios alternativos de administrar sua saúde. Procure o que você pode fazer para melhorar seus sistema imunológico ou complementar sua medicação com plantas medicinais durante uma emergência;
  • Peça amostras ao seu doutor em cada consulta. Médicos sempre possuem uma série de amostras de medicações que eles dão de graça. Estas amostras podem cair bem para aumentar seus estoques de forma gratuita;

– Estoque suprimentos médicos

Faça um inventário de tudo o que você usa diariamente e então comece a criar um estoque destes suprimentos e uma série de reservas para os seus dispositivos médicos importantes.

  • Se você depende disso, compre um reserva. Considere adicionar reservas para todos os seus equipamentos médicos. Coisas como refis de bombas contra asma, baterias de aparelhos médicos, reposição de peças para cadeiras de rodas, oxigênio… Tudo que você utiliza e depende deve ser levado em conta;
  • Construa um kit médico de emergência. Todos, não importando em que condições de saúde estiverem, precisam ter um kit de emergências médicas à mão o tempo todo. O que vai no seu kit depende de sua condição médica, mas ter um é parte essencial para estar preparado.

Descubra quais planos de emergência seu médico tem.

Se você vive em uma rotina de tratamentos no hospital, fale com seu doutor para entender quais são os planos de emergência que ele possui. Verifique quais os planejamentos hospitalares para situações de crise e tente pegar o que puder disso e reproduzir em suas próprias preparações.

– Aprenda a lidar com sua condição.

Já que a sua habilidade de lidar com sua saúde sem assistência médica irá depender somente de você, procure o que pode fazer para lidar com os problemas sem ter um médico presente. Durante uma situação de crise quanto mais você souber sobre tratamentos e formas alternativas para lidar com sua saúde, maior suas chances de sobreviver ao desastre.

  • Sempre pergunte sobre alternativas em cada consulta. Pergunte ao seu médico o que você deve fazer se acontecer uma emergência e a medicação se tornar escassa. Pergunte, por exemplo, se você pode extender seu suprimento pulando uma dose por semana ou cortando suas pílulas pela metade;
  • Faça cursos de primeiros socorros. Descubra como pode tratar de si ou de seus entes queridos durante uma emergência onde a assistência médica não esteja disponível;
  • Pesquise, pesquise e pesquise. Você é seu advogado número um quando se trata de sua saúde, então tome tempo para pesquisar e aprender tudo o que conseguir sobre sua doença ou condição médica.

– Mantenha anotações detalhadas de seus suprimentos médicos.

Peça ao seu médico as cópias de todos os seus relatórios médicos, medicações e planejamento de tratamentos. Durante um desastre, onde você talvez tenha de ser tratado por alguém não familiar com sua condição, estes relatórios podem ajudar quem for lhe atender primeiro a fazer isso da melhor forma possível.

Estes relatórios devem conter também:

  • Lista de nomes (incluíndo os genéricos) de qualquer prescrições de remédios que você está tomando e a quantidade de cada dose;
  • Tenha escrito de forma detalhada os tratamentos que já fez e que está fazendo;
  • Tenha uma lista de todas instalações de saúde e hospitais na sua área.

Como disse no começo do texto, não é impossível sobreviver à uma crise tendo problemas médicos. Com planejamento e organização é possível passar por cenários difíceis protegendo seus entes queridos e a si mesmo.

Traduzido e adaptado do blog OffGridSurvival.

Anúncios

8 Comentários

  • é bom também que as pessoas saibam a melhor forma de armazenar os remédios, insulina deve ser acondicionada em ambiente frio, mas não tem que ser necessariamente na geladeira (é claro que nela a segurança da manutenção da temperatura é garantida) e seria adequado para paciente com doenças respiratórias criarem ervas medicinais para manter os fármacos reservados situações mais graves e ter alguns antibióticos, antitérmicos e antieméticos.

  • marcio de oliveira firmino

    Julio , podemos tomar remedios vencidos ?

  • Em uma crise, onde as leis não serão mais aplicadas, a maconha seria um baita remédio para MUITAS doenças, inflamações, dores (musculares, juntas…), dor de estômago e ainda dá uma fome que faz você comer broca como se fosse filé mignon!

    Pode ser plantada dentro de casa e dela se fazer óleos, cremes, ou o uso tradicional mesmo.

    • Cuidado pra não ficar rico Mateus, é um ótimo artigo de troca também.

  • E o ebola ninguem fala nele?

  • A melhor preparação seria se livrar da condição médica, se possível. Isso também vale para alcoólatras e viciados em drogas.
    Muitas condições podem ser evitadas e até controladas com a adoção de um estilo de vida mais adequado e investimento na prevenção.

  • Angelúzia Almeida

    Ótimo texto! Realista, porém encorajador e com respeito à vida humana. Parabéns!

  • Boa Julio, bom dia!

    Sim direto e reto! Tem que se preparar para superar a desvantagem em função do problema que tiver!
    Mesmo para uma simples viagem deverá estar com este espirito, pois dependendo do lugar que for pode não ter médico de plantão ou o deslocamento para o lugar que tem pode ser difícil sem transporte (em ambos os casos minha cidade, Angra dos Reis, entre os horários de 01:00 as 04:00 de segunda a quinta) farmácia então nem se fala fora dos grandes e médios centros.

    Abraços e na escuta aqui de Angra dos Reis

    Selva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s