Sobrevivencialistas X Preparadores: Qual a diferença?

Antes de tudo, deixo claro que não há no dicionário a explicação do que significam os dois termos, então a interpretação destes está completamente passível de diferentes entendimentos. Após sugestão de um colega, decidi traduzir o post abaixo e complementá-lo com minhas opiniões a fim de esclarecer um pouco as diferenças entre as duas “classes” do título.

Similaridades primeiro

Entender por que estes dois termos são tão confundidos pode nos fornecer a fundação para o entendimento das diferenças. Os dois, sobrevivencialistas e preparadores, tem uma atitude mental positiva quando se trata de não somente sobreviver a um desastre (natural ou feito pelo homem) mas também superá-lo com facilidade.  Os dois grupos tem o desejo de viver a vida da forma que preferem e não querem depender dos outros quando se trata de eventos imprevistos.

Os preparadores

Os preparadores geralmente podem ser descritos como aqueles que tem interesse em manter certa qualidade de vida e nível de conforto durante e depois de um desastre. Por meio de planejamento avançado e intenso, preparadores estocam suprimentos para a família inteira visando estarem prontos para desastres de curto e longo prazo.

Os estoques tendem a ser bastante expressivos dependendo da seriedade do preparador

Preparadores geralmente visam sobreviver por meio da auto suficiência e produção doméstica, dependendo menos de contribuições externas. Por exemplo, em uma situação de emergência, o preparador que precisasse de papel higiênico acessaria seu estoque de um ano do produto.

Este é o típico quintal de um preparador, muito produtivo!

A maior premissa do preparador é a defesa de seu território. Geralmente os preparadores confiam em um modelo de defesa estilo “fortaleza” e não pretendem sair de sua localidade, visto que seu estoque está centralizado no máximo em dois locais diferentes. Esta é a maior força e também fraqueza dos preparadores.

Os sobrevivencialistas

Sobrevivencialistas geralmente levam a auto suficiência à um novo nível. Isso inclui preparações para viver e se adaptar em qualquer lugar em que estejam. Sobrevivencialistas trabalham para entrar em conformidade com as condições que têm em mãos e visam criar uma forma de viver no ambiente em que estiverem inseridos.

O militarismo é bastante presente na ideologia sobrevivencialista

Os sobrevivencialistas trabalham para aprimorar suas habilidades em extrair comida e água da terra, caçar e rastrear, criar abrigos com o que há no local e se orientar em condições pouco amigáveis. Sobrevivencialistas se concentram no estilo de vida emergencial e minimalista. Por exemplo, um sobrevivencialista que precisasse de papel higiênico saberia qual planta da redondeza poderia servir como um substituto efetivo.

Dentro desta categoria podemos encontrar aqueles que mesclam a defesa da propriedade com a possibilidade de nomadismo. Geralmente os sobrevivencialistas são muito ligados à ideologia armamentista e apesar de basearem-se também em estoques de suprimentos, confiam em suas habilidades para conseguir suprimentos em quaisquer condições possíveis utilizando os meios necessários.

O deslocamento para busca de recursos é algo já planejado para um sobrevivencialista

Aqui infelizmente também entram os “conspiratórios” e “apocalípticos”, que acreditam em teorias duvidosas e profetizam o final do mundo. Também adiciono os “sonhadores”, que acreditam ter capacidade de sobreviver a todas situações e baseiam suas preparações em premissas completamente fantasiosas.

Pontos extras de diferenças entre os dois tipos:

Lembrem-se que aqui estamos generalizando para formar uma impressão geral dos dois tipos. Pode ser que você discorde com algumas condutas ou pensamentos expostos abaixo, porém tais declarações foram feitas baseadas no que se pode observar na maioria de pessoas de cada grupo.

  • Grupos: Preparadores tendem a dar mais importância à comunidades e grupos, sobrevivencialistas são mais individualistas e fechados em seus núcleos familiares;
  • Defesa: Se você conhecer um sobrevivencialista, a primeira coisa que ele irá lhe mostrar é a coleção de armas dele. Sobrevivencialistas são armamentistas de sangue e acreditam em defesas das mais diversas formas (como arcos, balestras e afins), pode-se dizer que são muito focados em defesa e ataque. Preparadores são mais controlados e visam ter recursos de resistência mais equilibrados e foco muito pesado na estratégia por trás do sistema de defesa;
  • Deslocamento: Como já dito, preparadores tendem a ser mais estacionários, sobrevivencialistas podem mesclar a defesa estilo “feudal” com o nomadismo;
  • Discreção: Os preparadores são muito mais discretos e focados em estocagem e planejamento. Não visam expor nada à ninguém. Sobrevivencialistas muitas vezes acabam mostrando seu estilo de vida aos outros visto que possuem uma ideologia muito forte;
  • Pontos fortes: Os sobrevivencialistas são focados na criatividade e desenvolvem-se para lidar com urgências inesperadas. Os preparadores são ótimos estrategistas e possuem grande quantidade de recursos à disposição.
  • Pontos fracos: Sobrevivencialistas confiam no deslocamento e conflitos armados para defesa e obtenção de recursos, o que pode causar ferimentos e baixas. Sua propensão a fantasiar pode levá-lo à situações que o surpreendam negativamente. Os preparadores por serem mais estacionários correm o risco de serem subjulgados por invasores e então perderem todo seu estoque e abrigo, tendo no máximo uma segunda localidade bem menos preparada e que também pode ser subjulgada. Sua falta de habilidades para conquistar novos recursos pode ser fator complicante em caso de perda de recursos ou esgotamento destes.

Conclusão

Em última instância, é difícil de marcar as pessoas em uma das categorias. Preparadores e sobrevivencialistas dividem muitas características, motivações e filosofias em comum. Preparadores e sobrevivencialistas também podem aprender muito uns com os outros já que dividem o mesmo objetivo de se tornarem mais auto suficientes e viverem fora da rede.

Em tempos de desastres naturais quando preparadores e sobrevivencialistas precisarem fazer o que planejaram, o que realmente importa é que ambos procuram causar o menor efeito negativo possível neles mesmos e em suas famílias. As habilidades de cada grupo são suficientes para contribuir para o bem estar daqueles que estão ao seu redor.

De certa forma, os dois tipos seriam muito funcionais se trabalhassem em conjunto visto que tendem a completar suas fraquezas e enfatizar seus pontos fortes.

Conteúdo traduzido do blog Bushcraft Prepping e complementado por Julio Lobo.