Saco estanque: O que é? Para que serve?

Se há um equipamento pouco falado na internet, é o saco estanque. A maioria das pessoas investe um bom dinheiro em mochilas, facas e vestimentas mas acaba esquecendo deste pequeno item que pode colocar sua segurança em cheque.

Existem diversas formas de fazer um saco estanque, afinal, sua essência é simples: Um saco que mantém a água longe de seu conteúdo.  Eu mesmo já usei várias vezes a boa sacola de mercado amarrada e até sacos de lixo!

Algumas marcas se esforçam para fazer equipamentos que tem menos chances de falhas, como é o caso da Sea to Summit (apresentada em vídeo). Além de marcas internacionais, algumas empresas como Nautika e Guepardo têm oferecido esses produtos por aqui.

Deixo claro, no entanto, que o foco deste post não é fazer uma análise sobre um saco estanque específico e sim demonstrar a importância deste item quando usado em campo e em situações de chuva/submersão. Segue o vídeo:

Espero que tenham gostado da demonstração!

Vocês costumam usar sacos estanque em suas jornadas? Já tinham pensado em sua importância?

Anúncios

35 comentários

  • Costumo improvisar com os sacos de ração do meu cachorro.

  • Milanezi GRUPO GRAXAIM DO MATO RS

    Explicação excelente!

  • Olá alguém poderia me indicar uma loja física de Brasília que possui esse saco estanque?

  • uma opção barata e segura para substituir este equipamento são sacos de plástico, do tipo usados para colocar gelo, em minha experiência superaram as expectativas, e ainda são mais leves, usando apenas ligas de borracha(câmara de pneu de bike ou de moto). outra vantagem: por serem transparentes você pode ver como o conteúdo ficou após entrar na agua (inclusive depois de saltar de helicóptero a uns dez metros mais ou menos). Muito bom o blog parabéns.

  • Edayr Junior

    Dica preciosa, ótimo trabalho de vocês

  • Muito bem… Gostei!
    add no face- Bombardieri Luiz A.

  • Eu nunca acampei mais sempre tive vontade.Vou acampar ano que vem com meu avô por isso estou procurando dicas.

  • Luís Carvalho

    Legal o formato diferente do vídeo, o importante é não perder o perfil educacional. Brincou de Bear Grylls! (hehehe)

  • Origada pelo vídeo, Julio Lobo!

  • Yoseph Makabi

    Olá rapaziada! Sem polêmica e sem essa de “politicamente correto”…
    Como diria Guimarães Rosa: VIVER É MUITO PERIGOSO (Grande Sertão Veredas). Cada um faz o que quer. Eu já estou velho mesmo grande Júlio, mas já vivi muito. Saltei de paraquedas e vi colegas morrerem nessa aventura. Fiz mergulho submarino em Fernando de Noronha, Passei um ano na selva amazônica e vi colegas morrerem de várias doenças e acidentes. Rodei o Brasil todo de motocicleta e vi muita gente morrendo de acidentes. Rapel, escalada, MONTANHA, PARA FRENTE E PARA O ALTO! Vi um tenente despencar de uma corda e ir para o andar de cima. Vi um garoto quebrar o pescoço e morrer num pulo de uma cachoeira. Vi uma menina ficar tetraplégica num pulo de cachoeira. Já fiquei perdido na selva e na caatinga. Fiz canoagem (desci o Araguaia mais de mil quilômetros de caiaque). Fui pescador e caçador (quando não era crime já matei até onça). Já troquei tiros de verdade, com traficantes e outros criminosos menores. Vi colegas morrendo com tiro no peito, na cabeça. Já lutei com faca, de verdade. Já morei em aldeia indígena no Xingu. Já estive em cadeia, preso mesmo, na Bolívia, Argentina e Paraguai (poucos dias)… Já fiz resgates de prisioneiros no Paraguai e em fazenda com trabalho escravo (de verdade)… Fui instrutor de SOBREVIVÊNCIA NA SELVA… Fui AGENTE DE INTELIGÊNCIA. Fui OPERAÇÕES ESPECIAIS, Etc, etc, etc… Dava pra escrever um livro. Corri muitos riscos e enfrentei muitos perigos. Nunca fiz propaganda disso, mas ainda me empolgo com aventuras.e me preocupo com a segurança dos mais afoitos… E agora eu me pergunto: e daí?… Valeu a pena??? Tenho muitas histórias pra contar, mas poderia ter morrido inúmeras vezes… Me safei da morte precoce, de viver vegetando numa cama e hoje, com SESSENTA ANOS BEM VIVIDOS, moro num sítio, pacatamente Sou vegetariano, ZEN, criando galinhas, plantando uma horta, uma roça… vivendo o que me resta em pleno contato com a natureza…. Vão em frente… Mas vão na fé, na boa, na treita… Aventurar é preciso… Viver não é preciso… Os tempos que se aproximam vão precisar de pessoas bem preparadas…
    SELVA!
    BRASIL ACIMA DE TUDO!!!

    • Olá Yoseph,

      Fico muito feliz em saber que estou conversando com alguém com tamanha experiência, obrigado por dividir conosco parte de sua história. Por mais que eu tenha a perspectiva de preparação, grande parte de mim é apaixonada por aventura e por novas experiências! Como forma de tranquilização, saiba que tudo o que faço é bastante controlado, na medida do possível.

      Abração, amigo.

  • Cara, parabéns pelo vídeo. Ficou MUITO bom.
    Gostei também da parte do salto. A vida sempre precisa de um pouco de emoção, se não fica sem sentido. E, cá entre nós, ninguém aqui é criança e nem está assistindo aos desenhos do He-Nan pra estar sendo lembrados de forma clara e cansativas que esse tipo de coisa pode ser perigosa se praticada de forma irresponsável.
    Curti muito a dica do saco estanque. Não conhecia e, com certeza, vou adquirir uns 2 em breve. =}

    • Olá amigo!

      Muito obrigado pelo apoio, fico feliz que este novo tipo de formato dos vídeos está agradando a maioria. O principal é deixar o vídeo mais interessante porém sem perder o teor educacional.

      Abraços!

  • Júlio, de novo gostei do vídeo, mas na hora de clicar, deu problema: abre-se uma janela, pede-se meu E. mail, mas não aceita minha senha do E.mail nem do Face. Se puder, mande instruções ou consulte o provedor ou como se chame, para corrigir. Acho que muitos “antas” internéticos como eu têm deixado de lhe dar pontos por causa disso.
    Parabéns,
    FORÇA e HONRA!!!

    • Você precisa ter uma conta Google pra poder dar o “curtir” no vídeo no youtube.

  • Você poderia indicar algum lugar onde podemos comprar sacos estanque?
    Sejam sites, ou lojas físicas?

    • Olá amigo,

      MEus equipamentos relacionados à montanhismo/trekking eu compro na http://www.arcoeflecha.com.br. Apesar de serem um pouco mais caros que os outros, possuem uma entrega muito rápida e atendimento nota dez.

      Abraços.

  • Acauan Cordeiro

    Sou Biólogo e amante da pesca esportiva e uma das minhas “tralhas” que mais usei foi o saco estanque. Passei por situações que realmente ele salvou, principalmente quando está dentro de alguma embarcação de pequeno porte, pois a chance de molhar equipamentos eletrônicos e roupas sobressalentes é muito grande.

    Hoje no mercado existem além dos sacos estanques, existem também as mochilas estanques, que na minha opinião é muito mais confortável para carregar.

    Abs

    • Olá Acauan,

      Realmente as mochilas são bastante interessantes, porém ainda assim prefiro um saco que pode ser colocado dentro de uma mochila. Essa minha escolha vem principalmente pelo fato da mochila dividir o peso de maneira mais confortável e possuir várias tecnologias para propiciar maior conforto quando a carga é mais pesada e a jornada é longa. De qualquer maneira, muito obrigado pela complementação.

      Abraços!

  • Gostaria de ver mais reviews de canivetes etc.
    Valeu!

  • Além de muito boa a ideia, o vídeo ficou show!
    Parabéns grande Julio!

    • Valeu pela força!

  • cassilda ( sou homem )

    Só para esclarecer eu sou homem apesar do nome…

    Fora isso o vídeo foi muito bom

    • Cassildis…. kkkk

  • Yoseph Makabi

    Olá Júlio Lobo.
    A Cassilda tá certa. A sua idéia foi ótima de demonstrar a utilidade do saco estanque, mas a demonstração foi perigosa. Poderia ter sido simplesmente a travessia do rio. O pulo da cachoeira foi desnecessário e, pode com certeza estimular algum miolo mole a fazer o mesmo. Espero que você não esteja querendo brincar de Rambo… Com a vida não se brinca. Sobrevivência é coisa séria, eu acho. Pular de uma cachoeira só se estiver em extremo perigo, sendo perseguido como no filme APOCALIPTO… Fora isso é bobeira das grossas, mesmo a turma fazendo varredura pra ver se tem paus e pedras e se o lugar é profundo… Me desculpe, mas não gostei. Todo mundo tem seu dia de bobeira e seu direito de errar, mas no seu caso já é o segundo. Lembra do acampamento que literalmente deu merda? Pois é…
    SELVA!!!

    • Olá Yoseph,

      Compreendo seu posicionamento e entendo seus pontos, mas tenho visão diferente. Acredito que tudo na vida tem riscos inerentes, alguns maiores e outros menores. A diferença é se são ou não calculados.

      Obviamente não pretendo estimular ninguém a sair pulando de qualquer lugar com água que achar, mas no meu caso o processo todo foi muito bem pensado. Minha doutrina de vida é a preparação e prevenção, logo, não faria nada do gênero se não estivesse com ao menos 98% de certeza de sucesso (e ainda acho que preciso melhorar essa porcentagem).

      Eu sou amante de esportes radicais, gosto de me expor a situações de de risco calculado onde tenho meus comportamentos e habilidades testadas, é isso que me motiva a continuar acordando todos os dias.

      Há uma linha tênue entre ser irresponsável e aventureiro, e até o momento sei de que lado estou nela. Não quero ser Rambo algum, mas sou jovem e o dia que começar a pensar demais em todos riscos, me tranco em casa e não saio mais.

      Novamente, entendo seu ponto de vista, mas a vida é feita de diferentes formas de pensar e a minha é simples: Prefiro morrer com um belo sorriso no rosto do que sozinho em um quarto escuro pensando em tudo o que poderia ter feito mas não fiz.

      Espero que não se ofenda, não é minha intenção. Entenda este comentário todo como uma clarificação de minha personalidade.

      Abração.

      • Oooooou, vamos deixar de polêmica.
        Daqui a pouco seremos os sobrevivencialistas mais “politicamente corretos” do mundo.
        Que que tem um pulo de cachoeira, caras!!!
        Se não for pra fazer umas dessas de vez em quando, melhor passar o fim de semana no shopping ( e rezar pra não ter “rolezinho” nem roubo em joalheria- tá vendo como tudo na vida envolve risco?).
        Em resumo: se não consegue pular de uma cachoeira, pode se dedicar mais ao espírito, que no primeiro arranco da crise, virou presa, e adeus sobrevivência.
        PARABÉNS, de novo,
        Júlio.
        FORÇA e HONRA!!!

      • Olá Major,

        Não há polêmica alguma…rs. Concordo plenamente com sua opinião, em gênero e grau.

        Abração!

  • Chupa essa Bera Grylls!!!!

    Os ingleses tem o Bear nos temos o Wolf!!!

    Pô Julio Depois dessa tenho certeza absoluta que a Discovery vai mesmo te contratar!! kkkkkkkkk…

    Show este produto em, mão na roda para nosso tipo de clima onde as chuvas pegam agente de surpresa!

    • Fala Léo!

      ahhahaha, não to querendo assumir papel de ninguém não, só estou querendo deixar os vídeos um pouco mais divertidos e instigantes, porém sem perder a parte educacional. Realmente o saco estanque é algo muito importante para se ter, mas muito subestimado também.

      Obrigado pelo apoio!

  • edison johnny marques

    Eu não sabia que é para proteger objetos se molharem, eu pensava ser apenas um saco. Obrigado pelos seus ensinos.

    • Olá Edison,

      FIco feliz em ter clarificado a função do item.

      Abraços!

  • Poxa Júlio vacilo em, regra básica de segurança não pule do alto de cachoeiras mesmo que você conheça o fundo a chance de dar merda é enorme e os bombeiros para chegarem ai e te tirarem do meio do mato e levarem você para o hospital é muito difícil . E vai que algum miolo mole acha que pular de cachoeiras é normal e pula e morre, fica sequelado, etc olha o que poderia acontecer por causa de um vídeo não estou querendo ser chato mas é porque tem gente não tem consciência de que isso é perigoso, é o mesmo que, salvo engano, você citou em um vídeo que você cita os programas estilo bear grylls que é tudo feito de forma controlada e as pessoas querem repetir em qualquer situação sem saber que tinha toda uma equipe para apoiar o ator e que ele (o miolo mole) sozinho ou em pequenos grupos não iria conseguir dar suporte em caso de acidente.

    • Olá Cassilda!

      Compreendo seu ponto e acho ele muito válido, porém o meu erro na verdade foi esquecer a notificação em vídeo avisando que houveram várias precauções.

      Antes de saltar, meus colegas nadaram em toda a região da cachoeira em busca de pedras ou troncos, bem como quaisquer outros riscos. O local é usado por diversos banhistas que todo final de semana saltam ali. Aguardei que saltassem para então fazer o mesmo com maior segurança de sucesso.

      Obrigado pelo recado, neste momento vou ir colocar uma anotação no vídeo para evitar que os “miolos moles” se machuquem por falta de orientação ou bom senso.

      Abração!

    • Vc acha que o Julhão seria doido de pular sem ter certeza do que ele estava fazendo! Concordo que sempre é arriscado mas ele fez sabendo o que estava fazendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s