Realidade e Ficção: Profetas e Crenças

Passada a pauleira do período eleitoral, que consome cada segundo de meu tempo livre, volto a ter tempo para meus pequenos prazeres, como escrever para este blog. Aproveitando esse feriadão para renovar as energias, não pude deixar de ver essa notícia, de ampla divulgação: clique aqui.

Um suposto “profeta” conseguiu arregimentar uma centena de seguidores, que abandonaram família, emprego, bens, para habitarem em uma “arca” (na verdade, uma modesta residência) que seria poupada pela “besta-fera” na data de ontem, quando o mundo “acabaria”. Novamente, não entrarei na discussão sob o aspecto da fé. Nem de como um sujeito sem qualquer referência obtém credibilidade suficiente para isso. Quero discutir o tema sob o aspecto da fantasia.

Diversos colegas já abordaram aqui que aqueles que se preparam são por vezes motivo de zombaria. Mas quando vejo blogs sobrevivencialistas dedicarem quase que a totalidade de seu espaço para “zumbis” e coisas semelhantes, imagine se tais críticas não tem uma ponta de fundamento. Você deve estar preparado porque as coisas simplesmente dão errado. Deram durante a nossa história, e darão de novo. Já apocalipses, maias ou zumbis, não me lembro de qualquer relato.

Velhos escoteiros como eu, militares, policiais, campistas, gostam de estar preparados por várias razões: Prazer em juntar cacarecos úteis por toda uma vida, preparação pura e simples, segurança. Se você acha que um maia que acreditava que o sol só sairia no dia seguinte se arrancasse o coração de alguém poderia prever o fim do mundo para dezembro desse ano, ok, prepare-se. Se você acredita que por alguma razão os mortos sairão por ai devorando cérebros, ok, prepare-se. Mas sem abandonar seu bom senso.

Se Elias descer do céu em um carro de fogo, e te falar em aramaico “Ferrou”, ok, ai você deve se preocupar. Mas se o pedreiro da esquina, seu advogado ou o gerente de seu banco de repente resolver tentar te convencer que o mundo vai acabar no dia 12, às 16h00, sua primeira pergunta deve ser: “Em qual fuso horário?” É, porque 16:00h chega antes para mim do que para o Julio Lobo.

O que quero dizer é que você deve usar seu bom senso. Pense antes de acreditar no primeiro maluco que se apresenta, e de tomar decisões baseadas nisso.

Mas esteja preparado.

Anúncios

4 Comentários

  • É verdade, o bom senso é essencial em todas as situações,
    conhecimento é como uma caixa de ferramentas que vc leva pra
    todo lugar e quando algo acontece, dependendo da situação…. vc tem a ferramenta certa “mas sempre com bom senso”.
    Se todas as pessoas usassem o bom senso, grande parte dos
    problemas do mundo não existiria. Com as palavras do Hwidger,
    “Você deve estar preparado porque as coisas simplesmente dão
    errado”.A vida é uma caixinha de surpresa, apenas saia e viva “com bom senso, claro”.

    PS: “foi bom levantar essa questão, tem muita gente fissurada com o tema 2012, é que tão perdendo o bom senso”.

  • O problema ao meu ver não é apenas um profeta liderando uma pequena multidão para esperar o fim dos tempos, é o fato de ter sido encontrado veneno na casa e uma mente problemática pode se utilizar disso para por fim a vida de muitas pessoas inocentes que são vítimas dos delírios de alguém.

    A história recente nos mostra vários casos de loucos que cometeram suicídio coletivo para seguirem na calda de um cometa ou para livrar a alma da carne “pecadora”.

    Esses profetas e mensageiros dos deuses estão aumentando a cada dia, cada um com uma crença diferente.
    Piores, eu digo, são os que tiram o dinheiro da comida de uma família pobre e usam para comprar mansões e itens de luxo, tudo em nome de um ser superior, são aqueles que enganam massas através dos meios de mídia e falam com convicção que só eles ou a crença pregada por seus templos é capaz de dar o conforto do paraíso para as pessoas.

    Pessoas em desespero, com a mente fraca e sem preparo, tendem a acreditar em qualquer um que demonstre maior retórica. Essas pessoas precisam sim da nossa proteção e aconselhamento e sobretudo da proteção estatal, como nesse caso em que a polícia do Piauí impediu o que poderia ter sido uma tragédia.

  • Infelizmente algumas pessoas se aproveitam da fé de alguns com o que vem sendo difundido na tv

  • Nossa ainda acontece isso joje em dia?
    gostei do post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s