Sobrevivência em Pauta: Programa 4 – Entrevista com Selco (SHTF School)

Neste episódio tive a oportunidade de conversar com o Selco do blog SHTF School. Muitos já viram os textos dele por aqui e com certeza sabem que o conteúdo é muito realista e poderia dizer até que bastante cruel. Clique na imagem para ver o Episódio 04!

É quase impossível abordar os assuntos de forma completa quando falamos de uma experiência tão grande, porém creio que conseguimos fazer um pequeno “resumo” por meio de questões que abordavam o início da crise, como era viver na crise e o seu final. Acredito que o conteúdo passado na entrevista dá a capacidade de criticar seus próprios planos e verificar o quão “reais” estão suas preparações.

O Selco é um rapaz muito bacana e muito aberto a conversas. Ele estará disponível para responder algumas perguntas que vocês fizerem, por isso peço que acompanhem atentamente o programa e façam perguntas elaboradas, como não poderei enviar todas escolherei as melhores.

Espero que gostem deste programa.

Até.

Anúncios

8 comentários

  • o vídeo foi removido?

  • Júlio mais um episódio excelente. Entrevista perfeita. Eu poderia escrever mais um monte de coisas mas acho que PARABÉNS resume. Abraços

  • Anderson Mendes

    Gostaria de saber se o Selco teve alguma vez uma sensação estranha e inexplicável de fugir, um instinto qualquer ou presenciou um fato que fez mudasse de atitude ou de planos e que esta mudança foi crucial na sua sobrevivência. Gostaria se possível ele relatasse algumas destas experiencias. Sensações instintivas de medo inexplicável muitas vezes evitaram que mulheres fossem vítimas de ataques sexuais, por terem evitado um caminho ermo que sempre usavam, mas em um momento uma voz interior alertou para não agissem da maneira habitual e isso as salvou!
    A verdade é que somos cada vez menos instintivos e tendemos a ser muito otimistas e as vezes imprevidentes, achando que nada de mal nos atingirá, que o mal só acontecerá com os outros, o que evidentemente é irracional.
    Se a maioria dos judeus,com condições financeiras, tivessem sido mais cautelosos, teriam deixado a Alemanha quando as primeiras leis anti semitas foram aprovadas! Isto ocorreu com um povo que secularmente é sujeito de perseguições de toda espécie!
    Pessoas que atentas a debandada de aves de uma região próxima a um vulcão ativo e que resolveram abandonar as suas casas e assim se salvaram da erupção devastadora horas depois de sua retirada ocorreu também são exemplos de como os instintos podem ser a diferença nestes casos!
    Parabéns pela série e um abraço!

  • Muito, muito bom. Parabéns, Julio!

  • paulo ricardo prapos

    excelente entrevista…..a maturidade adquirida pela experiência traumática vivida pelo selco….a “lição” serve para todos nós……

  • marcelo mamone

    MUITO BOA A ENTREVISTA. PARABENS. SE ME PERMITE SUGERIR ALGUMAS QUESTÕES PARA A PRÓXIMA OPORTUNIDADE QUE VOCE TIVER DE ENTREVISTA-LO, PERGUNTE A ELE COMO LIDAVA COM A QUESTÃO DA ALIMENTAÇÃO NO DIA A DIA, NA QUESTÃO DA HIGIENE PESSOAL E COMO ELE FAZIA PARA LAVAR A LOUÇA SEM AGUA. PODE PARECER ATÉ ENGRAÇADO, MAS SÃO SITUAÇÕES DE EXTREMA IMPORTANCIA, EU ACHO. ABRAÇOS E PARABENS DE NOVO.

  • Exclente, comovente e esclarecedora entrevista. Que cara bacana! Canalizou todo o trauma de guerra, em algo útil para as pessoas, ensinando e esclarecndo. Que ele seja feliz, apesar das memórias.
    E Julio…vc arrasou!!!!

  • Marcos Ronald Roman Gonçalves

    Entrevista magistral e única, aqui no Brasil. Informações de qualidade imensurável. A experiência transmitida pelo Selco é da máxima importância e atualidade. Aliás, serve até como instrumento de aferição. Explico: Aqueles que não gostarem ou não absorverem isso como água no deserto ou não sentirem na boca um gostinho de quero mais estão aqui para brincar, para alimentar seus vícios ou, pior, justificar suas patologias mentais. Fazem jus àquele sambinha: “… bom sujeito não é; é ruim da cabeça ou doente do pé.” Eu tratei, logo, de inscrever-me no curso do Selco e já estou estudando.
    Ao Julio encaminho o devido agradecimento. Que trabalhão deve ter dado para trazer esse material único para cá. E, claramente, deixo uma pergunta: Quando poderei escutar (e ler) a próxima?

    “Interview masterful and unique, here in Brazil. Informations quality immeasurable. The experience transmitted by Selco is of utmost importance and timeliness. Moreover, it serves as a instrument of measuring up. Let me explain: Those who do not like or do not absorb it like water in the desert or not feel in the mouth one taste “I am wanting more!” are here to play, to feed their addictions or, worse, justify their mental pathologies. Is anyone worthy of that samba: “… nice guy is not, the head is bad or have diseased foot.” I put myself in Selco’s scholl and I’m studying right now.
    To Julio, I forward due gratitude. That must have given lot of work to bring this unique material here. And, clearly, I leave one question: When can I hear (and read) the next?”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s