Iniciar uma fogueira: Princípios básicos

Quando pesquisamos na internet sobre “como fazer uma fogueira” sempre encontramos diversos conselhos sobre qual a melhor forma de montar e acender uma. Percebendo que muitos estão iniciando na prática sobrevivencialista, decidimos explicar para vocês passo a passo os princípios mais básicos acerca de como iniciar uma fogueira, com todos os cuidados e dicas a serem levados em conta no processo.

Nada como uma fogueira em uma noite fria no mato

Antes de qualquer colocação, devemos levar em consideração que muitos parques nacionais proíbem o uso de fogueiras, então antes de fazer uma verifique com o dono da propriedade se tal ato não irá contra as regras do local.

Primeiramente, deve-se estudar o local onde a fogueira será feita, levando em conta a vegetação rasteira e também as árvores. Ao fazer isso você deverá pensar se a vegetação nas proximidades poderá se incendiar e o fogo se alastrar mato adentro, lembrando que árvores (mesmo que altas) podem incendiar seus galhos (mesmo que verdes) depois de muito tempo de exposição ao calor.

Então uma das primeras regras ao se montar uma fogueira é: Faça esta em um local aberto, o mais longe possível de vegetação e equipamentos. 

Você já decidiu o local da sua fogueira… e agora? Bom agora você deve começar a limpar o local onde o fogo será feito, afastando folhas secas e se possível tirando parte da grama ou outra espécie de planta no local (estas poderão se incendiar também). O ideal é que você faça um espaço de até dois metros de distância entre a fogueira e o mato, pois nunca sabemos quando um vento pode bater e levar uma brasa para a vegetação seca.

Mesmo sendo cansativo, limpar o local da fogueira é obrigatório

Depois de certo esforço você conseguirá limpar o local, então será a hora de cavar um pequeno buraco onde você fará o centro da fogueira. Este buraco poderá possuir cerca de cinco à dez centímetros, e o objetivo dele é fornecer um ambiente mais eficiente para iniciar o fogo (pois protegerá contra o vento e também concentrará mais o calor).

O buraco vai facilitar o início de seu fogo, e a lenha já pronta para ser usada ao lado aumenta sua chance de sucesso

Cabe então a você recolher a lenha e deixá-la organizada para aumentar as suas chances de sucesso. A ordem que você adotará para montar a fogueira é simples, você deve começar de fibras menores e vai subindo, até as fibras maiores (de gravetos até troncos). Lembre-se de deixar toda a lenha necessária próxima de você, para ir inserindo no fogo sempre que preciso.

Segue então uma forma simples de se fazer o processo.

Colocamos palha seca (fácil de se incendiar com um fósforo) no buraco, não exagerando na quantidade para que o fogo não cresça mais do que precisamos:

Palha colocada no buraco para servir de "cama" para o fogo

Ao acender a palha você deve colocar o fósforo embaixo dela, levantando-a e acendendo sua parte inferior, pois assim o fogo se alastrará facilmente (jogar o fósforo em cima da palha será desperdício):

Acender a palha por baixo fará com que o fogo se espalhe mais facilmente

Pronto! Você já conseguiu acender o fogo primário! Agora você deve inserir rapidamente alguns gravetos finos (o mais fino que conseguir!) para que estes peguem fogo e começem a formar um fogo mais duradouro do que o da palha. Após verificar que estes também se incendiaram, começe a inserção de gravetos mais grossos, e assim sucessivamente até chegar na lenha de tamanho desejado:

Inserir madeira cada vez mais grossa vai deixando sua fogueira mais estável

Algumas dicas para pegar lenha:

– Ao pegar um galho, raspe sua casca com a faca, se o interior estiver verde você pode descartá-lo;

– Uma forma fácil de descobrir se a lenha está seca é observar se o galho é flexível, se for, ainda está verde. Lenhas secas são quebradiças, o mesmo se aplica a palha e folhas;

– Evite pegar lenhas úmidas, se possível tente pegar galhos secos presos na vegetação alta, pois estes por não estarem em contato com o chão secam mais rapidamente;

– Ao chegar no acampamento, pegue o máximo de lenha que conseguir e a armazene em local protegido da chuva;

Caso você queira ver o vídeo deste tutorial (com algumas adições e subtrações de conteúdo), segue abaixo:


Lembre-se:

– O sucesso de sua fogueira depende principalmente do cuidado que você tem antes de acendê-la!

-Evite iniciar o fogo com materiais plásticos (a fumaça da queima é tóxica).

– NUNCA durma com a fogueira acesa no acampamento, o fogo pode se alastrar se não houver monitoramento!

Se feita com consciência a fogueira se torna um grande aliado do sobrevivencialista, então levem em conta todos os conselhos ditos aqui antes de praticarem o processo!

Até.

Anúncios

19 Comentários

  • quanta bobagem o cara ensino como fazer uma fogueira vcs não tem o que faze isso é crime por que diz a lei pq entraram na pagina pra ler se não tinham interesse e só querem criticar me tapo de nojo com isso ótima pagina gostei participo de escoteiros e gostei muito obrigado

  • Pingback: Como fazer: Fogo trincheira |

  • Dica aos amigos: Erguer uma cerca de pedras em volta da fogueira (15cm ja está ótimo) diminui drasticamente as chances do fogo sair do controle; reduz o consumo de lenha; acumula calor para o período da noite (as pedras continuam quentes por um longo tempo) e avisa para futuros grupos que aquele local é propício à acampamentos.

    Nada de engenharia no esquema, tudo mais ou menos mesmo.
    Essa aprendi na prática…

    Abrçs…

  • O nome do blog já diz tudo: Sobrevivencialismo, e para sobreviver é necessário saber fazer várias coisas principalmente acender uma fogueira, parabéns por ter explicado a fazê-la corretamente. Lí a lei antes de escrever e digo que a lei incrimina quem destrói a vegetação ou causa incêndios em áreas de preservação, mas prestem atenção: pegar lenha seca de galhos caídos no chão e acender uma fogueira corretamente como mostrado aqui não é crime galera, é muito diferente de cortar a vegetação e tacar fogo em tudo. A necessidade de sobrevivência sobrepuja leis, se for preciso acender fogo pra purificar água e cozinhar numa situação de sobrevivência temos o direito e dever de fazer. Claro que temos que usar o bom senso e evitar essas práticas em áreas de preservação e parques. Me admira falarem de cortar madeira pra fogueira por que madeira viva é verde e não pega fogo. Assim como me admira falarem de usar pederneira por que ela funciona até na chuva, ora, debaixo da chuva você pode ter até um maçarico que não vai conseguir acender fogo!

    • Magnus,

      Concordo contigo em todas colocações. Creio que é muito válido tentar ensinar à terceiros como fazer uma fogueira com segurança do que deixá-los tentarem aprender sozinhos e acabarem por incendiar a mata inteira… Quando alguém quer fazer fogo ele faz, então é melhor que ele ao menos tenha algum conhecimento prévio.

      Muitos adotam essa postura naturalista pois não compreendem que o blog não tem um foco apenas em trekking e camping, mas também aborda o lado da necessidade e da luta pela sobrevivência. Creio que todas as habilidades possíveis devem ser desenvolvidas para aumentar nossas chances de sairmos vivos de uma crise.

      Compreendo também a preocupação de muitos em não instigar indivíduos a fazerem fogueiras por aí, achando que por verem um pequeno tutorial serão os senhores do fogo…rsrs. Infelizmente não podemos controlar quem lê nossos posts, mas tentamos deixá-los da forma mais clara possível para não haver más interpretações.

      Abraços!

  • Muito legal, mas nada como uma boa e velha pederneira!!!, pode estar a chuva que for que aquele trem ainda solta faísca quiném um louco!!!….

  • Pingback: Não tema a noite na mata! |

  • Mostra ae como resolver o problema das queimadas no Brasil.

    Só aparece interessados em destruir, use headlamp e fogareiro e deixe fogueira para os índios.

    Você pode ate conhecer técnicas, mas muito tapado na internet fará de qualquer jeito e causará incêndios.

    • Olá Deivison,

      Infelizmente o problema das queimadas no Brasil é cultural. Vale dizer também que as estatísticas apontam que a origem desse problema vêm da prática de queimadas para o plantio e na agricultura em geral, não de praticantes de camping.
      Como dito no comentário abaixo, este blog visa trazer informações e conhecimentos que podem vir a ser necessários em um ambiente adverso, e o indivíduo que leu estas dicas aqui apresentadas poderá ao menos lembrar-se de algumas regras e diminuir as chances de causar um incêndio fora de controle.

      Sempre teremos pessoas para deturpar os propósitos e ideais de outros, mas não devemos simplesmente deixar de transmitir informações que podem salvar a vida de alguém por isso.

      Abraços!

  • Pessoal
    somente o Estado de Necessidade justifica uma fogueira. Fora desta situação, é crime ambiental, tanto o corte da madeira e a sua realização.Vejam os artigos 38 a 41, da Lei Federal nº 9.605/98, conhecida como lei dos crimes ambientais.
    Desaconselho veementemente esta prática. Em caso de flagrante, o autuado pode ser responsabilizado civil, criminal e administrativamente.

    • Olá Mônica,

      Primeiramente seja bem vinda ao blog! Não imaginávamos que o ato de fazer fogueiras se tornou crime. Também concordamos com a prática da mesma somente em estado de necessidade e visto que o blog trata de transmitir informações para emergências, nada mais justo que explicarmos este processo tão primário na área de sobrevivência.
      Vale lembrar que em nenhum momento cortamos árvores para fazer o fogo (pelo fato de essas estarem verdes) e recomendamos que a lenha seja apanhada do chão, utilizando material já morto.
      Uma das implicações que observo nesta lei é que ela vai de encontro a prática de grupos como o escotismo, que possui momentos de fogo de conselho (reuniões à fogueira) e outros… porém isso pode ser transformado para se adequar às novas regras.

      O descuido de alguns sempre acaba por prejudicar a prática de todos, pena que já estamos proibindo até a prática dos conhecimentos mais primários do homem.

      Abraços.

      • Prezados Mônica e Júlio;

        A lei em questão, especialmente no art. 41, não proibe explicitamente a fogueira. Ela trata de incêndio. “O incêndio florestal é qualquer fogo sem controle que afeta uma vegetação e pode ser provocado pelo homem ou por algum fenômeno natural”. Uma fogueira mal feita pode resultar em um incêndio, mas ela mesma não o é. Daí a importância da instrução para que se faça fogueira com segurança, no que o blog está de parabéns. A natureza deve ser respeitada e cuidada.

        Abraços,

  • Dica de sobrevivência: esteja preparado para não precisar consumir sua preciosa energia fazendo uma fogueira, conte com seus próprios recursos e não deixe rastros!

  • Melhor mesmo é respeitar – ao máximo – as Regras de Mínimo Impacto, usar fogareiro, head lamp, … Se todos resolverem fazer uma fogueira nada restará! Fogueiras destroem a vegetação, o solo, fornece uma iluminação deficiente e deixa tudo fedendo!

  • Boas dicas, é bom também sempre ter algum combustível sólido pra casos de chuvas; já fui surpreendido assim e não encontrava lenha seca e se não tivesse o combustível sólido eu não teria como preparar minha refeição.

  • mahuffenbaecher

    Se você tem sono pesado, não pense que dormir ao lado da fogueira acesa é legal.

    • Concordo, já me aconteceu tal situação! Acordei morrendo de frio (pois a fogueira se apagou), úmido devido ao sereno e com quase 10 carrapatos ahhaha. Mas realmente é perigoso, ainda mais se você estiver dentro de um saco de dormir, pois se este se incendiar você pode acabar perdendo sua vida por uma bobeira.

      • Num acampamento que fizemos depois de um dia inteiro de remada na expedição do rio iapó.
        Peguemos lenha suficiente para á noite toda, fizemos um varal para por as roupas molhadas e alguns calçados ficaram em volta a fogueira para secarem, como eu não conseguia dormir devido ao frio na barraca, levantei e resolvi tenta fica acordado com mais um camarada, bom tudo tranquilo até acontece um leve sono, quando acordei e observei a fogueira olho dois par de tênis queimados kkkkkkkk, ainda bem que não eram meu.

  • Se você visitou alguma cachoeira, ou passo por lugares úmidos, aproveite o calor da fogueira e faça um varal para suas roupas secarem e você no dia seguinte possa usa novamente, sem qualquer desconforto.

    Somente uma dica. vlw.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s