SELCO: "A situação é ruim. A vida que tínhamos talvez tenha acabado. Aceite."

Por Selco Begovic

Nota do editor: Logo depois do Selco escrever este artigo o estado de emergência foi declarado na Bosnia, o que significa que a lei marcial foi estabelecida. Parece que tudo está acontecendo de novo para ele, as fronteiras foram fechadas e os trabalhos essenciais precisam continuar rodando mesmo que isso signifique expor os trabalhadores ao vírus. Ele me disse esta manhã que ele planeja continuar escrevendo e compartilhando sobre esta situação enquanto ele conseguir.

As pessoas estão enlouquecendo.

“As pessoas estão enlouquecendo”, você deve ter ouvido ou dito. Sim, as pessoas estão realmente ficando loucas por conta dessa situação, em todo lugar. Ponto.

Agora, vou tentar colocar da forma mais gentil e educada possível: “Puta merda, recomponha-se!”

Claro, a situação é ruim. mas vamos voltar ao começo e tentar entender o que provavelmente nós estamos vivendo agora. Essa é a minha visão da coisa toda, e não, não sou um médico especialista, economista ou profeta… Sou apenas uma pessoa normal como a maioria de vocês.

Vamos conferir algumas coisas.

O que nós sabemos?

Bom, graças a disponibilidade da mídia no mundo atual nós sabemos de tudo mas ao mesmo tempo não sabemos de nada de maneira garantida.

O que fazer quando nós “sabemos” de tudo mas não sabemos o que fazer e estamos incertos de tudo?

Nós “projetamos” cenários possíveis, e geralmente simulamos os piores cenários possíveis, e no meio de tudo isso muitos de nós entramos em pânico e começamos a correr em círculos.

Eu vejo um dos padrões de medo que eu mencionei várias e várias vezes, causada pela inabilidade de manter a vida que nós tínhamos. As pessoas ficam preocupadas e entram em pânico, perdendo a paz por essa situação.

O correto é começarmos a aceitar o fato de que o momento e dia em que nossas vidas não serão mais como eram chegou. Sem empregos fixos, segurança, estabilidade, paz… Até mesmo as coisas simples como pedir comida e férias.

O dia em que precisamos aceitar que todas essas coisas já eram pode ter chegado. Por um período de tempo, curto ou longo. Ou talvez muito longo. Não podemos saber.

Entender e aceitar tudo isso pode nos impactar muito, eu sei. Pode ser difícil de aceitar que é verdade. É normal.

Todo seu estoque não será capaz de preparar você para isso, e mesmo que você tenha muito você ainda vai precisar se adaptar ao fato de que o seu estilo de vida mudou por um tempo específico. No melhor dos casos, por um período curto de tempo.

Aceite. Engula. Siga em frente.

O que vai acontecer agora?

Parece que a situação vai ficar feia, até onde consigo enxergar existem poucas opções para a maioria das sociedades. Todas as formas de lidar com essa pandemia tem seus pontos positivos e negativos.

Se o sistema pegar pesado demais nas quarentenas e fechar tudo por conta do vírus a economia vai quebrar. Se o sistema pegar leve para manter a economia isso pode dar bem errado e aumentar demais os números de contágio.

Então a maioria dos Estados ao redor do mundo estão tentando encontrar o meio do caminho. Essa é a razão do porque parece que as ações governamentais não são “fortes o suficiente”.

Se os governos apertarem, podemos mandar a economia de volta para a idade da pedra. Há estimativas de que se a resposta estatal for forte demais, o número de vítimas será maior do que o que for causado pelo vírus.

Então… Eu acredito que há uma batalha constante sobre o que fazer quando se trata do governo. Mas tenha certeza de que com qualquer ação, a economia e estilo de vida vai mudar drasticamente. Não importa onde você vive agora, nós estamos entrando em uma nova condição de vida após o final dessa história toda.

É inacreditável.

“As esquipes médicas das piores situações estão escolhendo quem vai viver e quem vai morrer… Como isso é possível?

Frases assim são comuns em vários comentários ao redor da internet sobre a situação em hospitais de países que estão bastante afetados… Mas pessoal, isso é triagem. Esta é uma situação onde você tem muito mais vítimas para cuidar do que você tem em recursos e pessoal.

Então, como resultado, você escolhe cuidar de quem tem mais chances de sobreviver. Isso acontece nas guerras, terremotos, acidentes com múltiplas vítimas… Acontece em vários acidentes de carro e muitos outros lugares.

É a vida real.

Sim, como resultado, se essa coisa bater forte pra caramba e você é um cara de 75 anos diabético que precisa de um respirador e vários remédios a chance é que vão deixar você morrer. Não tem nada a ver com você, seus direitos, religião, liberdade ou opinião política.

É por conta do fato de que nenhum sistema no mundo consegue lidar com eventos de larga escala como esses. A Itália é prova disso.

Este é um fato difícil, mas é a vida.

Então… O que voCê pode fazer?

Nada na maioria dos casos.

Mas, se você é um sobrevivencialista, você pode fazer coisas para não se ver naquele momento onde você será escolhido durante a triagem para morrer.

E entrar em pânico não é uma dessas coisas.

Eu já mencionei em alguns momentos que quando os tempos ficam difíceis ou algo inesperado acontece as pessoas buscam encher barris de água em seus apartamentos, encher suas banheiras e semelhantes.

Então por exemplo, se há uma crise política ou rumores de guerra, as pessoas aqui enchem seus barris de água. Se há um pequeno terremoto, as pessoas enchem seus barris… Isso pode parecer ridículo para muitos, mas o ponto é que quando há revoltas ou rumores sobre guerra as pessoas se preparam. É isso que elas fazem.

Não fique questionando com os outros se isso é uma teoria da conspiração ou um golpe da indústria farmacêutica… Ou até mesmo o fim do mundo. Faça o que você pode dentro das suas habilidades para garantir o que é de importância para manutenção da sua vida – encha seu barril de água.

Então “encha seu barril de água” não importa onde você está.

A vida vai continuar depois que isso acabar, seja como acabe. Pode ser que leve algum tempo para o sistema se recuperar. Talvez um mês, talvez vários, talvez anos. Mas não vai significar muito para você se estiver morto.

Eu não tenho conselhos mágicos para você, especialmente se você já é um preparador e tem tudo coberto. Eu só tenho a orientação de que você precisa ficar calmo e esperar.

Eu sei, a partir da minha experiência, que um número grande de erros são feitos e muitas vidas são perdidas enquanto as pessoas ainda não conseguirem se adaptar a essa nova realidade. É confuso, então as pessoas entram em pânico e fazem burrices.

  • Cubra o básico. Sente-se e observe;
  • Vá novamente revisitar seu “círculo de sobrevivência” e verifique se há algo que você pode fazer para proteger sua família;
  • Se você não tem certeza do que fazer, cubra o básico até você entender o que está acontecendo.

Não, eu não acho que essa praga vai matar todos nós. Mas sim, muitas pessoas vão morrer e isso é claro. É uma mudança no jogo. Nós vamos ter um tempo muito difícil reparando os danos para a sociedade.

Nós vamos sentir o resultado do que está acontecendo agora por anos.

Sobre o Selco:

Selco sobreviveu às guerras na Sérvia durante a década de noventa em uma cidade sitiada, sem eletricidade, água ou distribuição de comida.

Nos seus trabalhos online ele dá uma visão de como é a realidade da sobrevivência nas piores situações possíveis.

Texto traduzido do site Organic Prepper.