Bill Gates diz: Há uma pandemia chegando e que pode matar 30 milhões de pessoas!

A próxima doença letal que irá causar uma pandemia está chegando, Bill Gates disse na sexta feira passada em uma discussão sobre epidemias…. E nós não estamos prontos.

Segundo ele, uma doença como a gripe espanhola de 1918 poderia matar 30 milhões de pessoas em seis meses, também complementando que esta próxima doença pode nem mesmo ser uma gripe, pode ser algo que nunca vimos antes.

O mundo deveria se preparar como faz quando vai para a guerra.

Se existe algo que nós já temos como certo na história humana é que novas doenças letais vão surgir e se espalhar ao redor do mundo. Isso pode acontecer facilmente na próxima década.

Esta discussão sobre epidemias onde Gates disse tais informações foi promovida pela Sociedade médica de Massachusetts e pelo Jornal de medicina da Nova Inglaterra.

Bill Gates disse que geralmente ele é o otimista da sala, lembrando que nós estamos tirando crianças da pobreza e miséria ao redor do mundo e ficando cada vez melhores em eliminar doenças como a poliomelite e a malária, mas há “uma área onde o mundo não está tendo muito progresso”, disse ele, “e essa é a preparação contra pandemias”.

A chance de que tal doença apareça continuará a subir cada vez mais. Novos patógenos surgem o tempo todo conforme a população mundial aumenta e humanos vão entrando cada vez mais em terrenos selvagens. Além disso, está ficando cada vez mais e mais fácil para um único indivíduo ou pequeno grupo criar armas biológicas que poderiam espalhar como fogo de palha ao redor do mundo.

De acordo com Gates, até mesmo uma organização com poucos recursos pode construir uma forma muito mais letal de catapora em um laboratório clandestino.

E é claro, em nosso mundo altamente interconectado onde as pessoas estão sempre viajando para os mais diversos lugares, qualquer doença pode atravessar para novos continentes em questão de horas.

Gates apresentou uma simulação feita pelo Instituto de Modelagem de Doenças que descobriu que uma nova gripe como a que matou 50 milhões de pessoas em 1918 teria potencial para matar 30 milhões em apenas seis meses nos dias atuais.

E a doença que tentar nos pegar desavisados provavelmente será totalmente desconhecida para os cientistas atuais, como aconteceu recentemente com os vírus SARS e MERS.

Veja a simulação:

Se você contasse aos governos mundiais que armas de podem matar mais de 30 milhões de pessoas estão em construção agora, haveria um senso de urgência enorme para se preparar contra esta ameaça, Gates Disse.

“Neste caso de ameaças biológicas, o senso de urgência não existe”, disse ele”. “O mundo precisa se preparar para as pandemias da mesma forma como se prepara para a guerra”.

Parando a próxima pandemia

A única vez que os militares tentaram simular uma guerra contra uma pandemia contra a catapora o resultado final foi “catapora um, humanidade zero”, Gates disse.

Mas depois de tudo isso ele ainda citou que é otimista, dizendo que se quisermos nós poderemos nos preparar bem para a próxima ameaça bacterial ou viral.

De certa forma, nós estamos melhores preparados agora do que nunca para sobreviver a doenças globais. Nós temos drogas antivirais que podem ao menos aumentar a chance de sobrevivência e temos antibióticos para tratar infecções secundárias como a pneumonia, muito comuns em casos de gripes.

Nós também estamos chegando cada vez mais perto de uma vacina universal para a gripe. Gates anunciou em seu discursos que a Fundação Bill e Melinda Gates estão oferecendo 12 milhões de dólares para encorajar o seu desenvolvimento.

Além disso, também estamos conseguindo diagnósticos melhores – o que é essencial, visto que o primeiro passo para lutar contra uma epidemia é a quarentena. Ainda nesta semana um novo artigo publicado no periódico Science sugeriu uma nova forma de progresso usando a tecnologia de edição de genes chamada Crispr para rapidamente detectar doenças e identificá-las usando o mesmo tipo de papel que os testes de gravidez feitos em casa.

Mas… Nós não estamos ainda bons o suficiente para identificar as ameaças e elaborar uma resposta coordenada, como vimos durante a última epidemia de Ebola que o mundo mostrou.

É necessária uma melhor comunicação entre os militares e políticos dos diversos países para que eles possam coordenar melhor suas respostas, disse Gates. Ele acredita que os governos precisam buscar por ajuda nas iniciativas privadas para acelerar as ferramentas de desenvolvimento.

Melinda Gates recentemente disse que a ameaça de uma pandemia global, seja ela natural ou vinda de um ataque terrorista, é provavelmente a maior ameaça contra a humanidade.

Artigo traduzido e adaptado do site Business Insider.