Defesa Pessoal e seus conceitos básicos

Quando abordamos o tema “defesa pessoal”, geralmente, a visão romantizada da maioria das pessoas direciona o foco de toda a situação apenas para o combate. Mas nem de longe o combate é o tópico de mais importância na defesa pessoal, pelo contrário, o combate é o ultimo recurso caso todas suas estratégias falhem e você não tenha mais escolha, é algo extremamente indesejável – Porem, caso se mostre necessário, sim, é mandatório que o faça com maestria.
No âmbito da defesa pessoal, o fator mais importante a ser preservado e sempre ter em mente é a sua Integridade Física. Existem inúmeras estratégias para evitar que a sua integridade física seja comprometida, que vão desde criar hábitos na forma em que você se comporta para beneficiar seu entendimento do que está acontecendo em sua volta, até minimizar as chances de se enquadrar nas estatísticas de risco. Neste texto, vou elaborar algumas dessas técnicas e conceitos.

Evitação, Evasão e Mitigação de risco.

 Estes são três conceitos simples que lhe permitem tratar diretamente com os fatores de risco. 
  • Evitação: Seria literalmente não entrar em contato com o risco. Se algo lhe impõe um risco, não o faça, não se exponha, não corra o risco. Prefira outros meios para realizar a tarefa em questão. Mas, como nem tudo na vida é tão simples, as vezes precisamos nos expor à situações que possam trazer riscos por inúmeras obrigações do dia a dia. Então, entramos no segundo conceito:
  • Evasão: Caso não exista a possibilidade de Evitar o risco ou mesmo tomando cuidado, uma situação de risco se apresentou – saiba como sair dela. Boa parte da evasão de risco vai depender da sua capacidade de identificar o risco e de tomar decisões que te afastem disso. (Ao longo do texto, citaremos algumas técnicas para ajudar nesse processo). 
  • Mitigação: Caso um risco seja inevitável e sua evasão falhe, minimize os danos à sua integridade física. Seja, por exemplo colaborando com o assaltante caso a situação não seja favorável ou até mesmo neutralizando um agressor se as condições forem muito favoráveis.

Atenção Situacional: Identificando o risco

Grande parte das pessoas que foram assaltadas ou agredidas (ou até mesmo que se envolveram em acidentes) no cenário urbano relatam que tudo aconteceu “muito de repente”, que ficaram surpresas e sem ação… E todos nós sabemos que um assaltante ou agressor não brotam magicamente ao seu lado. O problema dessas pessoas foi justamente em identificar o risco. Existem alguns conceitos e técnicas que podem ajudar a aumentar as chances de que você note uma situação de risco iminente. 
Uma delas, é o Código de Cores de Jeff Cooper.
Esta técnica consiste em te ajudar a criar o hábito de manter uma mentalidade apta para identificar e reagir à uma situação de risco. O Código de Cooper descreve quatro estados mentais de atenção e os nomeia de cores (Branco, Amarelo, Laranja e Vermelho). Esses estados de atenção transitam entre um e outro, dependendo de como a situação se apresente.
brancoCondição Branco: É o estado em que o indivíduo está desatento, relaxado. Grande parte das pessoas vivem constantemente nesta condição. Ligam o ‘modo automático’ e seguem suas vidas sem se dar conta do que acontece em sua volta. Esse estado mental é o que devemos evitar a qualquer custo quando estamos na rua. Se alguém te abordar desprevenido, será muito difícil reagir. Em um momento, você estava andando tranquilamente, pensando na sua vida e nos seus afazeres – no outro, você se vê forçado a ceder à vontade de um agressor ou de lutar pela sua vida, possivelmente causando dano letal a outra pessoa. Não há uma transição gradativa no seu estado emocional para responder corretamente à essa ação, é tudo muito abrupto porque não houve nem tempo de entender o que está acontecendo – quanto mais, tempo para reagir. Portanto, só se permita estar em Condição Branco quando estiver relaxado em sua casa, ou quando estiver em um ambiente controlado e seguro.
amarelo.jpgCondição Amarelo: Define o estado mental de alerta relaxado. Você não precisa estar preocupado ou com medo de nada – não queremos que fique paranoico – mas é sempre bom ter em mente quem está à sua volta. Se existe alguém se comportando de maneira incomum ou aberrante aos demais. É como dizer a si mesmo: “Existe a possibilidade de algo ruim acontecer”. É o estado mental que devemos manter na maioria do nosso tempo em que estamos expostos à riscos. Mas só isso não basta. Para maximizar o efeito da Condição Amarelo, devemos incorporar alguns hábitos aos nossos comportamentos. (Comentarei sobre esses hábitos em outro tópico).
laranjaCondição Laranja: Ao identificar alguma coisa incomum no ambiente em que esteja inserido, como por exemplo, alguém com um comportamento estranho, tente contextualizar o que está acontecendo. Foque sua atenção no que está acontecendo de aberrante mas não fique cego ao ambiente em sua volta (lembre-se de que, por exemplo, um assaltante pode ter cúmplices). O pensamento que lhe deve ocorrer é “Existe a possibilidade desta coisa em específico causar algo de ruim”. Geralmente, a Condição laranja dura pouco tempo. Uma breve análise é o suficiente pra entender se o comportamento aberrante não é nada demais ou se é algo para realmente se preocupar. Se for um alarme falso, retorne à Condição Amarelo, Caso a suspeita continue, Condição Vermelho.
vermelho
Condição Vermelho: Prontidão mental e física para reagir. Algo de errado está acontecendo e você notou. Nesse momento, você deve estar preparado e apto à agir, seja pra evadir o local ou em ultimo caso, combater. Você deve criar um gatilho mental que defina quando você precisará reagir. Por exemplo “Se aquele cara de capacete que entrou na loja, fizer menção de sacar uma arma ou anunciar um assalto, devo agir”. Importante salientar que entrar na condição vermelho não significa que a ameaça é real. Pode ocorrer de ser um alarme falso e logo em seguida você volte à condição amarelo. Caso a ameaça seja real, bote o seu planejamento em ação.

 Alguns Hábitos para ajudar a desenvolver sua Atenção Situacional 

jeff-g-situational-awareness-main-1

Não seja uma pessoa completamente distraída!

> Sempre que entrar em um ambiente, observe onde estão localizadas as entradas/saídas.
 > Prefira escolher locais para se sentar que tenham visão das entradas e do banheiro (que são os locais com mais movimentação em um estabelecimento)
> Se precisar esperar em algum local público, prefira esperar em um local adequado – que não seja passagem de pessoas (como a entrada ou saída do estabelecimento) ou que não tenham objetos de interação próximos à você (como uma lixeira ou uma cadeira) – porque caso perceba alguém indo até o local em que você está, é muito provável que seja para interagir com você, já que não tem mais nada por lá.
> Tenha consciência do seu perímetro de segurança pessoal e de quem quebra esses perímetros em sua direção. É fácil notar alguém rompendo esses limites e se aproximando, e caso uma dessas pessoas seja suspeita, é sensato observar onde estão as mãos dessa pessoa, o que ela está segurando, se existe nas vestes dela algum vestígio de armas (De fogo ou branca) em porte velado. Se identificar algo suspeito, crie barreiras entre você e o suspeito: Ande para longe da pessoa ou mude a direção do seu percusso para confirmar a suspeita. Os perímetros de segurança são:
  • Zona Publica – Abrange a totalidade do ambiente em questão
  • Zona Social – Aqueles que estão na distancia de interações sociais, como por exemplo, conversar
  • Zona Pessoal – A distancia mínima para um  contato físico
  • Zona Intima – pessoas em direto contato físico com você

Combate

choke-eye-gouge-810x448

Se o pior cenário possível aconteceu, onde você não conseguiu evitar o risco e precisa neutralizar um agressor para manter a sua integridade física em dia, entra em questão o combate. Ser versado em algum sistema de combate ou artes marciais, ajuda bastante mas não é o suficiente dependendo da situação. Um combate pela vida é diferente de tudo o que você pode ter praticado em artes marciais. É bruto, desajeitado e sem regras.
Caso esteja em desvantagem numérica, ou não tenha um porte físico superior ou conhecimentos marciais, por exemplo, muito provavelmente você precisará de um equalizador. Seja uma arma de fogo, uma lâmina, literalmente qualquer objeto que te ofereça proteção – Use até os dentes se necessário. Não hesite, porque o seu agressor não hesitará.
Enfim – Com essas técnicas e dicas em mente, você pode ficar mais atento para o que está acontecendo em sua volta e com isso, reduzir bastante a probabilidade de se tornar uma vítima – Lembrem-se: Defesa pessoal é sinonimo de manter a integridade física em dia!

Texto escrito por Rodrigo Moreira Santos, acadêmico de psicologia e instrutor voluntário de grupos de defesa pessoal.

Anúncios

5 Comentários

  • WANDERLEY DE JESUS

    Obrigado pelas dicas.

  • Armando Neto

    O mais importante em defesa pessoal é você estar atento sempre, se conseguir aplicar o código de cores de Cooper toda vez que sair de casa isso se tornará um hábito e consequentemente poderá até prever situações de risco.
    Parabéns pelo ótimo texto.

  • Bem suscinto e direto…parabens ao autor, abordou as questoes objetivas do tema sem fantasiar.

  • Texto mais do que interessante, essencial.
    A consciência situacional salva vidas, e além de tudo, a paciência e a frieza nessas situações vão definir o futuro daquele momento.
    Meu pai é Policial Militar, e aprendi muitas coisas com ele. Um dos aspectos mais importantes é se posicionar no ambiente de forma que você consiga ver tudo e todos, desta forma não será surpreendido.

  • Achei muito interessante o post, devemos sempre estar atentos ao que ocorre à nossa volta. Para quem ainda não viu, recomendo o ótimo video que o Júlio fez sobre quão distraído as pessoas ficam enquanto estão mexendo no celular na rua: https://youtu.be/u_vHj_PlDWo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s