7 pecados capitais da sobrevivência

Você está estocado e preparado para muitos tipos de crise. Sua casa tem comida e meios de defesa, você tem planos B, C, D e quase todo o resto do alfabeto… E está pronto para garantir a segurança da sua família no primeiro sinal de problemas. Mas será que você deixou suas portas abertas para os 7 pecados mortais da sobrevivência?

Você tem o que é necessário para conquistar estes demônios internos e conseguir sair por cima? Leia abaixo e descubra que pecados são esses e como você pode superá-los:

Preguiça

lazycat

Ser preguiçoso é a forma mais fácil de falhar em uma situação de sobrevivência. Não espere que o desastre aconteça para se preparar. Quanto mais você trabalha agora, menos problemas terá conforme as situações se desenrolarem.

Teste seus equipamentos agora para saber se eles são bons e confortáveis para você. Não compre nada e deixe guardada… Use! Rotineiramente cheque seus suprimentos e os aprimore sempre que puder. Até mesmo armas não poderão te ajudar se você não faz manutenções regulares nelas.

Ser preguiçoso não importa apenas antes da crise, mas também durante uma situação de perigo. Foque em ser proativo em vez de reativo. Monte armadilhas e cace antes da comida acabar, tenha um abrigo secundário preparado em caso de necessidade.

Não existe desculpa para ficar à toa, sempre existe trabalho para ser feito.

Gula

bug-out-bag

“Minha mochila de fuga está pronta!”

No oposto da preguiça, imaginemos que você fez tudo para ficar preparado… Mas coisas demais irão te deixar mais lento.

Ter um arsenal de armas é ótimo, mas e se você tiver que deixar sua casa? Em vez de gastar dinheiro em equipamentos que você provavelmente nunca usará, concentre-se em ter a quantidade certa de itens e pratique carregá-los por aí. Assim que você se habituar a isso, você rapidamente conseguirá descobrir o que é uma real necessidade e o que é supérfluo. Aprenda a viver com pouco e você estará muito mais confortável em um cenário de escassez.

Inveja

61354564

“Verde de inveja eu estou”

Conforme o cenário fica mais complicado, você provavelmente cruzará caminhos com outras pessoas. Começar a ficar sem suprimentos poderá causar certo pânico e pode enfraquecer seu grupo se você não for cuidadoso.

Não cometa o erro de deixar seus instintos primitivos tomarem conta. É fácil pensar que na sobrevivência é “cada um por si”, mas na realidade a melhor forma de sobreviver é trabalhando em conjunto. Em vez de tomar o que você precisa pela força, comunique-se e faça o grupo se ajudar para conseguir o que vocês precisam. Este é o melhor jeito de sobreviver, trabalhando juntos.

Ira

2797109-hulk_marvel_4

Saiba quando é melhor “deixar queto”.

Se você encontrar outro grupo ou indivíduo que age de maneira ameaçadora ou está competindo para pegar os mesmos recursos que você, não deixe suas emoções entrarem no caminho. É sempre melhor jogar de maneira inteligente, mesmo quando você está sendo enganado. A vingança pode ser justificável mas eventualmente irá te matar.

Sobrevivência trata-se de controlar suas emoções. Você vai precisar se frio e calculista para manter-se vivo. Raiva e ira podem ser úteis em alguns momentos, mas não irão ajudar se você perder o controle.

Orgulho

african_lion_king-wide_1

Assim como a Ira, esta é outra emoção que vai lhe enfiar em problemas.

Ser muito orgulhoso pode fazer você pensar que tem todas as respostas, mas a verdade é que ninguém sabe o que o futuro nos guarda.

Aprender e treinar novos conhecimentos de maneira constante é o único caminho para se preparar para o inesperado. Quando se trata de lidar com adversários hostis, orgulho é a última coisa que você quer sentir. Ele pode te fazer ficar defendendo um abrigo que está perdido ou pode te levar para uma armadilha que você poderia de ter visto antes.

Não importa o quanto você pensa que é melhor que seus inimigos, nunca os subestime. Eles poderão estar tão desesperados quando você para continuarem vivos. Não apenas conquiste-os, mas também aprenda com seus erros.

Ganância e Desejo

f83aa7edb58fa7feecd592b5e00ba34f

Estes dois são bem semelhantes, então vamos agrupá-los. Saquear é um impulso natural quando encontramos a privação. Acumular comida e equipamentos sempre é sua prioridade, mas… O quão longe você está disposto a ir?

Quando enfrentando a morte, a mente humana começará a racionalizar todo tipo de decisões ruins. Você deveria matar todos que encontrar para pegar seus suprimentos? Ou ferrar o seu próprio grupo e ficar com tudo para si?

Não deixe a ganância lhe tornar um monstro. É melhor ter aliados com objetivos compartilhados do que estar sozinho, seja feliz com o que você tem. Sobrevivência é sobre aprender a encontrar um equilíbrio na vida.

Não seja uma vítima destes sete pecados capitais! Você pode deixar a sua fraqueza decidir seu destino ou pode controlar suas emoções e fazer o certo para manter-se vivo.

Você é capaz de lidar com estas situações? Me diga nos comentários qual desses pecados é o mais difícil de evitar para você.

Texto traduzido e adaptado do blog Survival Life.

Anúncios

9 Comentários

  • Anderson de Lima

    Acho que infelizmente a ira é o mais difícil para mim. Já tentei fazer várias coisas para melhorar esse aspecto,mas sinto que continuo na mesma, talvez eu só aprenda na hora do perrengue.

  • qwert 12345

    Vocês não sabem o que dizem. Encarem a realidade. Parece muito bonito no papel, mas quando o inimigo encontrar sua base, e você deixar ele ir, volte aqui nos comentários (se conseguir) e me diga se alguém do seu batalhão conseguiu dormir de noite. Saiba bem o que você faz quando decide seguir esse caminho, ou melhor, quando decide seguir qualquer caminho. A paz é justificável, mas a morte dos seus não. A regra máxima da sobrevivência; a melhor forma de sobreviver, é se mantendo vivo.

  • Brian jones

    Isso sem falar na idade, pois quanto mais velho ficamos as dificuldades aumentam. Não basta só a experiencia, mas também precisamos manter nosso vigor fisico e psicologico.

    • Sim e não. Veja bem, quanto mais velho, menos dependente de outras pessoas você se torna. Como disseram na parte da preguiça, não adianta começar a se preparar só em cima da hora, mas quanto mais novo você menos autoridade tem para começar a se preparar.

  • Marcelo Dutra Prado Passarelli

    Muito bom estou me preparando cada vez mais em meu dia a dia com esses seus pensamentos. Parabéns.

  • Minha maior dificuldade sempre foi a preguiça. As vezes me acomodo de mais com a situação em que estou, mas desde que conheci o canal e área de sobrevivencialismo eu tenho lutado constantemente contra minha preguiça. Só tenho a agradecer a você jovem.

  • Se nos tempos de “paz” já não conseguimos controlar nosso ego, imagine no caos. Sem dúvida o fator psicológico vai ser o maior assassino na crise (mesmo entre preparadores). Me pergunto quantos de nós investem na saúde física e emocional.
    Ótimo texto.

    • É a mais pura verdade, acho q a preparação psicológica é a melhor ferramenta, arma e recurso que podemos ter (não desprezando as outras coisas)

  • Lizandro Silva

    Ótimo texto Júlio!
    É sempre bom estar alerta ao que pode por tudo à perder!
    Obrigado amigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s