Como não ser uma vítima?

Você já parou para pensar que a maneira como você anda e se comporta em locais públicos pode aumentar ou diminuir as suas chances de ser um alvo de criminosos? Pois é, fato é que existe toda uma ciência chamada “Análise comportamental” que pode nos dar dicas de como parecer menos convidativo para os criminosos oportunistas. 

Quando falamos de comportamento é importante mostrar exemplos bem claros, então nada melhor do que fazer isso em vídeo:

Além das dicas colocadas acima também podemos listar aqui outros pontos importantes que podem te ajudar a ter uma postura mais atenta e dominante:

  • Mantenha sempre a coluna ereta, uma postura “corcunda” é interpretada como fraqueza ou doença;
  • Ande de maneira assertiva, com passos largos e demonstrando certeza do que você está fazendo. Passos pequenos e andar desajeitado também representam fraqueza;
  • Sua cabeça deve estar sempre levantada e olhando para o ambiente à sua volta. Cabeça baixa representa fraqueza ou desatenção;
  • Caso tenha de parecer mais agressivo/dominante, caminhe com as mãos fechadas (como se fosse dar um soco), isso representa agressividade para as outras pessoas;

Lembre-se que aqui estamos nos remetendo ao aspecto mais instintual do ser humano: Quando mais forte você parecer, menos oponentes terá. Na natureza os predadores sempre buscam pelas presas mais fracas, doentes ou desatentas – e na nossa sociedade não é diferente.

Se você gosta do assunto e quiser saber mais, nos avise nos comentários! Assim podemos abordar este conteúdo de maneira mais completa em matérias futuras.

Até.

Anúncios

8 comentários

  • Gostei muito do seu blog, nunca tinha visto nem um blog com essa finalidade !!! Gostaria que vocês fizessem mais posts dando dicas e ajudando mulheres. Eu tenho 16 anos e passei por uma situação muito revoltante. Um cara me seguiu eu estava de a pé e ele de carro. Eu tive algumas reações tipo raiva extrema (pois fechei as mãos em forma de soco e quando ela passa por mim eu olhava pra ele com uma cara de quem ia matar ele), e peguei o celular e fingi que estava ligando pra alguém. Eu acredito que foi isso que me salvou daquele psicopata. Por isso que queria mais dicas, pois sou muito nova e cada vez cruzam mais caras assim na minha vida.

  • Com a invenção do smartphone e redes socias temos aí mais um grupo de vulneráveis aos ataques de oportunistas, pois as pessoas vivem distraídas e não ficam atentas às situações que ocorrem ao redor.

  • Observando a mim mesmo, vejo o quanto era desatento em todos os aspectos.
    Hoje estou aprendendo, exercitando a atenção plena e procurando melhorar continuamente.

    Curioso que, quanto mais se desenvolve estes quesitos básicos de segurança, que é atenção e observação, mais facilmente notamos que a absoluta maioria das pessoas anda pelas ruas como ovelhas dóceis e desatentas, que não oferecem qualquer perigo a agressores.

    Pessoas com a atenção totalmente focada em seus celulares, muitas vezes com fones de ouvido, que sequer prestam atenção em quem vem em sentido contrário para evitar uma trombada. Pessoas que andam na calçada e seguram seus filhos pelo lado da rua, mais expostos ao perigo do trânsito. Mulheres, as mais jovens principalmente, andando totalmente despreparadas em locais que são verdadeiras armadilhas. E tantos outros exemplos…

  • O vídeo e o texto desprezam elogios: dicas de extrema importância para aqueles que sobrevivem em grandes centos, especialmente terras como as nossas.
    Outros aspectos que podem ser mencionados: o uso de óculos escuros que impossibilita o candidato a agressor saber para onde se está olhando, bem como protege os olhos de agressões com areia ou líquidos em um primeiro momento. Camisa para fora da calça que pode deixar dúvidas ao candidato a agressor quanto a possibilidade de se estar ou não armado. Embora, se você está armado, pode dissimular o porte em outro local, com um coldre de tornozeleira ou abdominal. Não ser afobado ao entrar no transporte público, esperar todos entrarem, observar a atitude de cada um. Dentro do ônibus, metro, ou trem sentar em locais nos quais se possa observar a entrada dos passageiros (No Rio de Janeiro, o último banco, onde em última instância pode se quebrar o vidro traseiro e fugir). Ladrões de ônibus costumam entrar juntos e sentar em locais distintos, geralmente ocupando a frente e a traseira do coletivo.
    No trânsito, evitar ser o primeiro veículo a parar no sinal. Se ver o sinal fechado, ir reduzindo a velocidade aos poucos até o sinal abrir novamente. Carro com vidros filmados, é claro. É falta de educação e infração de trânsito, todavia, por motivos de segurança, trafegar a noite com farol ligado, para ofuscar um possível agressor. São tantas as coisas…
    E claro: the gray man directive sempre.
    Agradeço aos autores do site pelo nobre trabalho efetuado.
    Abraço a todos.

  • Muito bom mesmo, eu gostaria de ver mais assuntos relacionados a esse conteúdo. Parabéns pela qualidade alcançada.

  • Cara, vocês estão mandando bem demais. A qualidade do site e dos assuntos abordados subiu 1000% comparando há um ano e pouco pra trás. Valeu!

  • Fabrício Costa

    Muito boa as dicas, sempre procuro fazer isso.

  • Predadores e fêmeas são os melhores analistas de postura e comportamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s