SHTF School: Sobrevivência urbana no apartamento

Como meus planos incluem fugir de casa para ir ao meu abrigo secundário se houver uma crise, a maioria do meu tempo e esforço é usado nesta ideia, mas ser um preparador em um apartamento também é um tópico interessante a ser discutido.

Contexto: O Selco (Autor deste texto) é sobrevivente da guerra Balcânica e passou um ano sitiado em uma cidade sem recursos e com muita violência. No blog dele ele relata várias experiências reais e, com sua autorização, os traduzo para colocar aqui no blog.

Alguns de nós não temos outras opções, então muitos planejam ficar onde estão, ou seja, em seus apartamentos.

Outra boa razão para falar sobre preparação em apartamentos é porque todos os nossos planos podem simplesmente falhar e de repente podemos nos ver forçados a ficar dentro do nosso apartamento enquanto o sistema entra em colapso.

Então não coloque todo o seu planejamento em uma possível fuga, talvez você não tenha essa opção disponível no momento ou tenha de esperar um pouco no local onde você estiver.

Gerenciamento de informação

Aqui vão algumas reflexões:

Conheça muito sobre os outros e deixe que eles saibam apenas o que você decide compartilhar sobre você.

Viver em um apartamento significa que normalmente você vai encontrar seus vizinhos hora ou outra, não há como evitar. Então seja curioso sobre as pessoas que vivem ao seu redor. É uma boa coisa saber que tipo de pessoas são, o que fazem, suas visões, hobbies e preocupações.

Claro que isso não quer dizer que você deverá se tornar um espião ou perseguidor da vizinhança, apenas use um pouco de tempo para descobrir o que puder sobre eles quando você estiver conversando ou quando eles estão fazendo alguma coisa.

Por exemplo, eu sei exatamente quem deixará minha vizinhança se uma crise acontecer, quem tem alguma casa de campo próximo daqui ou quem não tem lugar para ir. Eu sei quais os carros que eles dirigem, horários do dia em que estão em casa ou no trabalho, algumas de suas condições médicas, visões políticas, quem gosta de caçar durante a temporada de caça (e tem um rifle em casa) e etc.

Como eu disse, não tem nada a ver com espionar e sim dedicar tempo o suficiente para observar e prestar atenção às conversas aleatórias.

E sim, é verdade, em termos de segurança você precisa ficar de boca fechada, especialmente sobre suas preparações. Mas isso não significa que você tem que ser o rabugento que odeia pessoas na vizinhança. Seja um cara normal, isso também lhe ajuda a coletar informações de forma mais fácil. Um outro bom argumento é que ser um cara normal não chama atenção de ninguém. Ser diferente é algo ruim nesse contexto.

Não existe razão em parecer completamente diferente porque você é um preparador. Mantenha essa diferença somente para você.

Recursos

É claro que você precisa ter comida e água armazenada em seu apartamento também, não importando se você pretende ou não fugir de casa aos primeiros sinais de colapso.

Existem ótimas sugestões em vários sites de como você pode guardar várias coisas em pequenos espaços, desde colocando dentro de camas, atrás das portas e muito mais.

Claro que você precisa manter tudo isso em segredo, caso contrário não há sentido em fazer tudo isso se um dia o seu vizinho for lhe pedir algo na porta e ver ao fundo um apartamento que parece um estoque contra o fim do mundo.

Já quando se trata de energia existem várias sugestões sobre painéis solares para apartamentos e semelhantes, porém tenha em mente que manter 4 a 5 painéis solares no seu abrigo secundário é diferente de tê-los em um apartamento, principalmente no que se trata a manter o perfil baixo e instalação.

Por exemplo, na minha vizinhança há mais ou menos cinco ou seis apartamentos com painéis solares visíveis, de um total de 300 apartamentos. O ponto aqui é que eles atraem atenção e, em um cenário de crise, eles vão parecer muito interessantes para todas as pessoas querendo recarregar suas coisas.

Se você planeja ter painéis solares procure pelos pequenos, portáteis e feitos para carregar baterias. Dê um jeito de usá-los sem que estejam visíveis para outras pessoas, no meu caso eu tenho várias baterias e somente um pequeno carregador solar.

Aquecimento

Dependendo do clima onde você vive, você absolutamente precisará de uma fonte alternativa de aquecimento. Quando uma crise acontece tudo se torna muito pior quando você tem que enfrentar todos os desafios enquanto está congelando.

Meu prédio tem um antigo sistema central de aquecimento que funciona com madeira, porém não deve ter sido usado pelos últimos vinte anos. E convenhamos, as pessoas usam aquecedores modernos hoje em dia. Ainda assim, o sistema antigo aqui ainda funciona e é um jeito de conseguir se aquecer sem fazer fumaça na sua janela.

Se você morar em um lugar frio faz sentido você ter um pequeno fogão a lenha guardado em algum lugar para ser usado se for preciso. Guarde alguma lenha também, contudo no cenário pior possível você pode queimar móveis, portas, livros e etc. No melhor cenário você vai até os parques pegar madeira das árvores.

Pense fora da caixa, se o seu apartamento não tem esse sistema de chaminés (acho que a maioria dos prédios modernos não tem) tenha alguns pedaços de cano de metal para que você possa levar a fumaça para a sua sacada, janela ou buraco na parede.

Parece sujo e estúpido, mas muitas pessoas usaram esse sistema durante a guerra nos seus apartamentos, lembre-se, quanto maior for o seu exaustor para a fumaça, mais no centro da casa o aquecedor pode ficar.

Existem dois problemas aqui, a intoxicação por gás carbônico que pode ser resolvida por um exaustor bem construído ou um detector de fumaça e o outro é a fumaça saindo do seu apartamento, o que pode ser um convite para encrenca.

Na verdade em uma guerra real vai haver muita fumaça (e cheiros) nas cidades, mas se for possível evite usar fogo durante a noite e “esconda” o exaustor um pouco, para que não pareça óbvio de onde a fumaça está saindo. Tente dispersar a fonte de fumaça para que não pareça um foco muito “controlado” e mais como um apartamento em chamas.

Estes são apenas alguns pensamentos que eu tenho sobre este assunto. Como você se planeja e se prepara caso não possa sair do seu apartamento ou casa?

Traduzido e adaptado do blog SHTF School.

Anúncios

9 Comentários

  • Morei alguns anos em apartamentos e meu conselho é o seguinte: Procure uma casa.
    Como já foi dito em alguns comentários, só existem desvantagens, nem vou citar aqui os outros perrengues que já passei e presenciei. A questão do cheiro da comida na hora do preparo não é problema se vc queimar borracha por exemplo, existem vários jeitos de disfarçar o cheiro da comida.

  • Em um primeiro momento ainda não tenho a opção de local de fuga, então estou relativamente preparado em meu apartamento. Coloquei uma grade na porta, chumbada na parede de concreto, fica a dica se forem colocar, pois em muitos lugares as serralherias apenas a parafusão na esquadria, e ai na hora que o bicho pega não funciona.

    Mas minha principal preocupação mesmo é ter muitos suprimentos e conseguir esconder das pessoas que moram perto. Imagina você em uma crise cozinhando e as pessoas sentindo aquele cheiro de comida, como o Supertrump falou? Você não pode sair do seu apartamento e conforme os dias vão passando todos no prédio começam a passar fome, inclusive chegam até você,crianças que não comem a dias. A pergunta é como lidar com esta situação?

    Penso muito sobre isso, até mesmo se descobrirem que você tem suprimentos tentem uma invasão ou até mesmo um sequestro de um familiar seu para usarem como moeda de troca, acreditem as pessoas farão qualquer coisa que puderem para elas próprias e mais ainda por seus entes queridos.

    Já pensei na possibilidade de tentar convencer as pessoas que elas tenham seus próprios recursos, mas pensando bem poderia ser algo que elas não fariam e só lembrariam quando estivessem precisando e ai saberiam que eu teria o que elas precisam. Esta experiência tive com os parentes os quais tentei convencer em terem uma forma de se prepararem, mas como muitos aqui passamos desacreditados.

    Queimar lenha, colocar painéis solares, luz, tudo isso chama a atenção em um cenário de crise e acho que todo mundo vai querer saber o que você esta fazendo em um cenário de crise, então seu imóvel não poderá ficar totalmente fechado e esse não permitir que entrem isso causará desconfiança, e se perguntaram do porque você não quer que entrem no imóvel.

  • carlossilvapb

    Eu não considero um apartamento um lugar seguro para se estar durante SHTFs, pelos seguintes motivos:
    1) Dificuldade para entrar e sair, especialmente se ficar em andares mais altos.
    2) Possibilidade de problemas em outros apartamentos, como incêndios e vazamentos possam atingir o apartamento no qual se está sobrevivendo.
    3) Quanto mais pessoas em um local, maior a possibilidade de tumultos. Prédios de apartamentos, mesmo os de alto padrão, tem bastante gente em um espaço relativamente pequeno.
    4) É mais difícil manter-se discreto. Sempre vai ter alguém que vai perceber alguma coisa que você gostaria que não percebessem.
    5) O seu meio de transporte, em caso de problemas, pode ficar simplesmente preso numa garagem, devido à alguma confusão.

    Na verdade, eu não gosto de apartamentos nem em dias normais…

    • Concordo…mas quem não tem outra opção, melhor ter uma estratégia para esse ambiente.

  • Excelente texto. =), as vezes permanecer em casa dependendo a situação é melhor que morrer no tumultuo.

  • Um ponto em que muita gente vai ter dor de cabeça vai ser quanto ao uso dos banheiros. Não precisa ir muito longe como num caso de crise. Basta pegar o exemplo da falta d’água em SP. Vi várias reportagens em que moradores de apartamentos ficaram loucos com a situação dos banheiros. Estavam simplesmente impossíveis de serem utilizados. Pode parecer besteira mas, acredito eu, a limpeza dos banheiros será um agravante para adquirir doenças. Moro em sobrado (que é muito, muito pequeno), só consigo fazer estoque de 3 dias de água, e isso é racionando mesmo. É deixar louça acumular, roupa acumular e limpeza a desejar, pois sei que conseguir água aqui na vizinhança é quase impossível, quem dirá conseguir um caminhão pipa. A água é totalmente utilizada para lavar a louça essencial, beber, dar descarga no vaso sanitário e higiene pessoal. Resto é resto. Ano passado ficamos 3 dias sem água e, se não fosse eu enchendo os três baldes de 20L, estaríamos completamente ferrados (só eu,o retardado mental que assiste filmes demais, faço o estoque de água e comida aqui em casa, além de estudar sobrevivencialismo) Numa situação de crise, sem dúvida, morar em apartamento será péssimo. Outra coisa é que pode ser fácil fácil ter dezenas de pessoas perigosas lá e você nem imaginar que elas existam. E pior, você nem imagina quem entra e quem sai. Porém, um ponto forte, se for realmente necessário, será fácil conseguir alguns recursos arrombando algumas portas de apartamento inabitados. É realmente complicada essa questão dos apartamentos. Acredito eu que, se você tiver alguma experiência em acampamentos e souber de um local seguro, é melhor ir pra lá mesmo com seu equipamento do que ficar a mercê de tudo e todos confinado num apartamento. Por isso estude a área que você mora pelo menos num raio de 20km. Estou fazendo isso e já sei de uns pontos que posso conseguir frutas facilmente, além de duas nascentes.

  • fabiano oxust

    Deixe-me dizer-lhe uma coisa: Se um SHTF começar amanhã, vou ser humilde. Vou olhar como todos os outros Desesperados com medo. Talvez eu até comece gritar e chorar um pouco.

  • Eu imagino que seria difícil uma evacuação rápida mas acho que permanecer em casa/apartamento seria pior. Então tenho várias formas de como sair e rotas diversas para chegar ao abrigo secundário.

  • Boas dicas essas apresentadas acima!
    Penso que em um cenário urbano um bom local para se abrigar provisóriamente durante a movimentação para a evasão ds Cidade até seu abrigo secundário seria os poços de elevadores. Estou ou pesquisando na Internet as dimensões solicitadas em projeto para estas instalações para ver se está hipotesé é plausível.
    Outra coisa importante em cenário de crise penso eu, é o preparo do alimento. Creio que cozinhar qualquer alimento será algo bem delicado, lendo em conta que o cheiro pode despertar o olfato de qualquer encrenqueiro por perto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s