4 Questões para se perguntar antes de comprar preparações

Eu sempre mantenho uma lista de coisas que quero aprender, fazer e comprar dentro da área de preparação e sobrevivencialismo. Essa lista me ajuda a trabalhar focado em aprender e me preparar com consistência, mas algumas vezes, olhar para essa lista é assustador… Tem MUITA coisa lá! E parece que toda vez que risco um item da lista, eu adiciono mais duas outras coisas. Como é que vou terminar ela? E com certeza, como é que vou comprar tudo tendo tão pouco dinheiro?

Esse tipo de situação pode causar ansiedade e até mesmo trazer um “pânico desativador de preparadores”, onde você decide que em vez de enfrentar a grande lista, você coloca seus óculos coloridos felizes de volta e não faz mais nada.

“Sério, não existe forma de fazer tudo e me estressa só de pensar nisso.”

Conhece alguém assim? Pois é, isso acontece. Então para ajudá-lo, aqui vão quatro questões para você perguntar a si mesmo e deixar mais fácil a tarefa de priorizar objetivos quando a sua lista de preparações parece imensa.

  1. Este item/habilidade manterá minha família viva se uma grande crise começar e o inferno abrir as portas? Foque nestas coisas que podem manter sua família viva primeiro. Ter um suprimento de água limpa, comida para curto prazo, treinamento médico e talvez armas de fogo (e treino com elas) devem estar na sua lista muito antes de “aprender a enlatar minha própria comida”. Conservar comida é uma habilidade importantíssima e que você deve ter, porém, se você não conseguir sobreviver aos primeiros dias de desastre devido a água contaminada, sua habilidade de enlatar não lhe fará bem algum.
  2. Quais itens/habilidades na minha lista terão mais uso para mim? Por exemplo, você quer uma alternativa para cozinhar comida quando estiver sem energia. Antes de sair apressado para comprar um forno solar, tenha certeza que a sua região tem dias de sol suficientes para fazer este investimento ser melhor do que outro tipo de item (como uma espiriteira). Outra situação é talvez você tenha uma situação especial na sua família, um bebê, alguém com condições médicas ou algum familiar que deve ser levado em consideração para a tomada das decisões, então pense primeiro. Só porque algo é bom para o seu vizinho, amigo ou seu blogueiro favorito não significa que é uma boa escolha para você;
  3. Qual é o caminho de melhor custo/benefício? Se você tem toneladas de dinheiro, vá em frente e gaste o que quiser com suas preparações. Porém, a maioria de nós temos fundos limitados. Por mais que eu ame uma boa faca Ka Barde duzentos reais devido a confiabilidade e facilidade de manuseio, se eu tiver apenas duzentos reais para gastar com preparações é melhor comprar algo mais barato e ainda ter dinheiro para outros itens importantes como aulas de primeiros socorros, filtros de água, um fogareiro e etc;
  4. Eu preciso disso? Essa daqui tem muita semelhança com o item três e pode lhe ajudar a gerenciar o seu dinheiro e tempo conforme você vai trabalhando suas preparações. Eu adoraria ter um belo estoque de comidas liofilizadas da Mountain House, porém já tenho uma boa quantidade de grãos e enlatados armazenados que poderão me dar a mesma segurança. Muitas vezes buscamos ter o item ideal em mãos quando na verdade já temos vários outros que tem função muito semelhante e podem nos poupar tempo e dinheiro.

De maneira geral, fazer a si mesmo estas poucas perguntas vai lhe ajudar a entender melhor quais são seus objetivos e prioridades de preparação, mantendo você longe do pânico desativador e cada dia mais perto de alguém que está pronto para o que der e vier.

Traduzido e adaptador do blog FoodStorageAndSurvival.

Anúncios

13 comentários

  • Muito legal como o habitual. Eu também mantenho uma lista assim… e essa lista tem mesmo uma ordem de prioridades e aumenta frequentemente. Acho que isso ocorre com quase todos nós. Quanto ao quesito “dinheiro”, também penso que todos passamos pelo mesmo dilema, porém eu penso que a verdade é: que a melhor e principal preparação não precisa de dinheiro algum, todavia quanto menos dinheiro mais difícil é de pô-la em prática.

    Realmente não deve existir um modo de fazer tudo, contudo entendo ser possível fazer tudo o que é necessário.

    Primeiros socorros (numa instituição particular de qualidade); Defesa pessoal (Ninjutsu, Aikijujutsu, Krav Magá, Kombato, Sotai, Systema, Keysi, Zipota, Savate, Bartitsu, Kali Silat, Viet Vo Dao etc.) enfim, a que melhor se harmonizar com você.

    Hahuahuhau, depois desse texto certamente eu vou fazer logo o meu curso de tiro, e comprar a minha 380. Hoje fiz a minha primeira aula de Ninjutsu, mas acho que é interessante fazer Krav Magá, Sotai ou Kombato concomitantemente, afim de um resultado mais imediato, nem que seja sozinho em casa com as informações disponíveis gratuitamente no Youtube e na Internet em geral. Além disso acho muito importante o conhecimento fitoterápico, sendo que não é lá muito caro, pois pode-se adquirir vários livros por um preço reduzido em sebos, ou mesmo aprender pesquisando na net. O mais importante sempre é desenvolver uma consciência saudável e forte, e a organização.

    Saúde a todos. Até o dia da morte!

  • É exatamente isso que acontece comigo: A cada item que eu risco da minha lista, parece que surgem mais dois.
    Acredito que devemos nos focar bastante nas habilidades, e depois em equipamentos, eu aprendi a me conformar que minha realidade financeira não permite que eu tenha todos os equipamentos que eu quero, mas procuro comprar o melhor dentro do meu orçamento, e depois me tornar o mais familiarizado com ele possível, conhecendo suas limitações, mas sempre bate aquela insegurança.

  • Comecei a pensar em uma forma de proteger minha família, cheguei à conclusão de que era preciso ter ao mínimo uma arma de fogo para proteção. Investi em treinamento, acho fundamental como falaram nos comentários de que é preciso saber o que se tem e como utilizar quando for preciso. Depois parecia que algo ainda faltava, pesquisando sobre várias formas de proteção, achei comentários sobre bunker, refúgios, quarto do pânico, entre outros. E por conseguinte, cheguei ao sobrevivencialismo, onde existem diversas formas para sua aplicação em diversas situações.
    Hoje levo o assunto como filosofia de vida, não como paranoia, acredito que devemos ter tranquilidade e discernimento. Percebi a grande variedade de situações que podem ocorrer, simplesmente do dia para a noite, basta uma noticia nos meios de comunicação e a cidade onde vivemos transforma-se em um grande alvoroço.

  • Rodrigo Pires Ribeiro

    ´Li todos os comentarios e pra mim estão ótimos, mas pelo pouco que sei e acho, o mais importante é o conhecimento como diz nosso amigo Léo Lima, não adianta ter os melhores equipamentos e não caber usá-los. Pode se ter alguns kits de sobrevivência com pouco dinheiro, como por exemplo equipamentos indispensáveis que custa pouco como pederneira, uma boa faca ou fação, uma serra de dedo ou arame, anzóis e linhas de pesca etc… tenho meu kit e gastei muito pouco para monta-lo.

  • Seja onde for sempre teremos necessidades de sanar os itens básicos para sobreviver como: pROTEÇÃO E SEGURANÇA; ABRIGO; ÁGUA; ALIMENTO; FOGO; ILUMINAÇÃO; HIGIENE E SAÚDE(física e mental); VESTIMENTAS.
    Minha sugestão é sempre ter o básico para cada item, assim vc prioriza e limita o que adquirir tanto em conhecimentos, habilidades e práticas quanto em itens que lhe ajudarão a sanar tais necessidades.

  • Tem um teste que se faz que é mais ou menos assim:
    Se pudesse levar apenas um item, qual seria? Separe!
    Se pudesse levar mais um, pense, separe este também!
    E assim vai, mas está lista tem limite! De peso a ser carregado, condições de saúde e física de cada um, distancia que cada um vai querer e poder fazer! Habilidades e por aí vai!
    Só precisamos pensar sério e refletir, esse item realmente é de supra importância? Dessa forma as preparações ficam mais “enxutas”!

  • Murilo Almeida

    Depende do seu nível de preparação e até aonde você pretende ir (e gastar)… Acho que o primeiro ponto é pensar (planejar) como responder a um evento (desastre ou caos social, por exemplo)… segundo é a preparação : o que é necessário (leia-se indispensável) adquirir, o que alterar no meu comportamento e quais treinamentos individuais buscar… terceiro é se questionar se realmente é preciso… Creio que montar kits tipo EDC, BOB, BOV e etc ajudem a organizar o pensamento e na decisão de que adquirir…

    Muito bom tópico, Julio…

  • Julio, eu queria comprar equipamento, mas tenho poucos recursos
    Por exemplo: um canivete Victorinox é maravilhoso, mas o preço é impeditivo (no meu caso). Tem alguma alternativa viável no campo dos canivetes?
    Outro: isqueiro Zippo, resistente à água e impactos. Fora de cogitação no meu caso. Mas aqui tem o bom e velho BIC. E barato.
    Mochila vou pegar uma simples mesmo. Estou pensando em utilizar uma que tenho que é discreta, não chama a atenção.
    Por aí vai.

    • Eu também não tenho grana para investir, então resolvi montar meu humilde (mas funcional) EDC assim:
      – Canivete multiplo Guepardo (R$ 15,90): http://www.americanas.com.br/produto/6871560/canivete-multiplo-guepardo
      – Canivete Survival Guepardo (R$ 79,00): http://www.americanas.com.br/produto/108698050/canivete-surival-guepardo?ranking=1&p=canivete%20survival%20gue&typeclick=3&ac_pos=header&origem=ac
      – Lanterna Fun Preta com Chaveiro – Mormaii (R$ 28,00): http://www.americanas.com.br/produto/111710304/lanterna-fun-preta-com-chaveiro-mormaii

    • Se me permite uma sugestão…
      Pegue aquilo que vc pode alcançar, teste e aprimore as habilidades para usar estes itens, aprenda os pontos positivos destes itens descubra suas falhas e aprenda maneiras de sanar estas falhas.

      Um Vitorinox é uma grande peça de cutelaria porem por si só não vai garantir sua sobrevivência, um isqueiro BIC vai lhe atender tão bem quanto um Zipo e por aí vai!

      Vc já nasceu equipado com uma grande ferramenta, o seu cérebro, aprimore-o!!!!

      • Grande lição. Levei umas porradas no Face porque disse que tinha grande apreço em comprar lanternas baratas, entre R$ 10,00 e R$ 20,00, ou um pouco mais, caso da Ultrafire C3. Compro sempre duas ou três de cada. Não é para toda situação que você precisa de uma Surefire de 400 dólares. Viajando de férias encontrei em um mercadinho uma lanterninha de R$ 1,99. A danadinha é lanterna, mas a lampada gira e na parte de trás é um lampiãozinho. É descartável? É. mas funciona que é uma belezinha.Mas em um apuro, posso inclusive distribuir lanternas para o pessoal que me auxilia na Defesa Civil eventualmente sem ter que me preocupar se vão devolver ou não. Com isso, consegui montar um mix de umas 40 lanternas, desde das Surefires da vida, recarregáveis, quanto a pilha, baterias, solares, manivelas…. Mesma coisa para cutelaria. Tenho umas duas facas caras, o resto são facas simples e confiáveis. Abração

  • Foram meus primeiros passos quando comecei a pensar de forma de um sobrevivente, primeira coisa que passou em minha cabeça, algo que conseguisse manejar para me defender a distancia, como não tinha idade para comprar uma arma de fogo, comprei uma besta desde então treino sempre.
    Em uma crise, nada adianta um quarto cheio de comida, se você precisar evadir, ou sem condições de defender o que é seu.

    Estejam preparados!

  • Realmente hay muchas cosas que son necesarias para la supervivencia, algunas de las cuales son mas importantes, pero creo que lo mas importante que el conocimiento, y ese conocimiento debe tenerse antes de shtf, después no hay tiempo, tener conocimeinto básico medico, manejos de armas, filtrado de agua, etc es lo impresindible.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s