Como se prevenir contra o vírus Ebola

Depois de perceber um crescente número de notícias relacionadas ao avanço do Ebola no continente africano, decidi fazer um vídeo informativo que compila tudo o que você precisa saber – até o momento – sobre essa ameaça e também forneço dicas de como lidar com ela caso a mesma apareça aqui pelo Brasil em alta incidência. 

Não me delongarei muito em texto, afinal, já basta o vídeo longo. Segue abaixo:

Caso você possua mais informações sobre a situação ou queira corrigir algum dado relatado, fique à vontade para colocar nos comentários abaixo. Vamos tentar manter este post atualizado com os dados mais recentes e comprovados para informar o maior número de pessoas possível.

Até.

Anúncios

16 comentários

  • muito importantes informações.

  • Bom dia Julio,
    Na noite de ontem teve a primeira suspeita do caso na Minha Cidade, Cascavel – PR, na verdade se confirmado me parece que é o primeiro caso da America Latina, o que mais me deixa preocupado é que , as fronteiras do nosso País são muito vulneráveis , segundo o que comentam aqui ele atravessou por Dionísio Cerqueira, que faz divisa com a Argentina,onde não existe um controle , segundo eles ele veio da Guiné, Então Fico imaginando quantas pessoas ele teve contato , e se confirmado realmente ser o Ebola, quantas foram infectadas, e o que a Nossa Presidente vai fazer com relação a isso??? , pq segundo ela, com terroristas que matam pessoas temos que Dialogar , não imagino que um caso de Ebola vá preocupa-la.

    Abraço

  • Ritchelle Porto

    http://oglobo.globo.com/sociedade/saude/virus-ebola-pode-sofrer-mutacao-se-espalhar-pelo-ar-alerta-onu-14114288?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_campaign=O%20Globo

    • Ritchelle Porto

      julio,parece que as coisas estão ficando piores,e isso é só a ponta do iceberg que estão nos contando… #Preucupado

  • Ola fiz este comentario em outro post mas ninguem respondeu

    tenho uma filha de 3 meses e um filho autista de 7 anos (ele nao fal?, mas obedece e entende bem..tambem aprende bem rapido)
    eu gostaria de sabe se alguem tem alguma dica, precauções e itens pra que eu na situação de 2 filhos poderia precisar para uma eventual sobrevivencia na selva ou urbana ? Ou no caso de epidemias e virus que precauções tomar?
    A resposta a este comentario é realmente de grane importancia pra mim
    desde ja obrigado

  • Boa tarde, Júlio
    O risco de enfrentarmos o caos social decorrente de uma guerra ou de uma insurreição é o mesmo de uma epidemia, pandemia ou endemia tão fatal quanto o Ebola.
    Muitas vezes nos achamos bem informados sobre uma doença, mas aí descobrimos que não somos – hoje fiquei sabendo que o vírus da hepatite C pode se manter vivo dentro de um frasco de esmaltes por 15 dias!
    Os epidemiologistas também se enganam e divulgam informações incorretas sobre meios de transmissão ou os vírus\bactérias “evoluem”, alterando as formas de contágio.
    Nos anos 80 e meados de 90, erroneamente se falava em “grupos de risco” quando alertava-se sobre AIDS. Homossexuais, usuários de drogas injetáveis, hemofílicos ou quem tivesse recebido transfusão de sangue eram o público alvo; quem não fosse se sentia imune. Resultado: na década de 80 era 1 mulher para 50 homens infectados e hoje está praticamente 1\1.
    Quanto ao vídeo, uma questão: como isolar a família? Pois entendo por família não apenas as pessoas que moram na casa, mas extensivo a irmãos, pais, sogros, etc. E se tratando de uma enfermidade, é quase inevitável que os familiares acabem indo cuidar dos parentes enfermos…

    • Para isolar a família não há jeito, lamento dizer mas a realidade é que o requisito básico para fazer isto é um só: endurecer o coração.

      Não há jeito, como tudo na vida que envolve sobrevivência, e é bom informar logo que tudo na vida envolve sobrevivência – já que para se fazer qualquer coisa é preciso antes de tudo existir – você tem que fazer um corte, uma hora você terá que decidir quem faz parte e quem não faz e fechar o grupo. Mesmo em relação a família isto tem que ser feito, não dá para salvar a todos, mal da para salvar a si mesmo.

      Decida dentro de sua família quem mais importa, filhos são sempre a prioridade principal. Os descendentes vem sempre em primeiro lugar, isole estes até de si mesmo se for o caso, mas neste caso, em benefício deles.

      Não há sentido em sobreviver por sobreviver, só faz sentido se isto for para que seu sangue sobreviva.

  • É interessante que este caso realmente parece fazer com que a sobrevivência urbana seja melhor do que a rural.

    Me parece que para este tipo de situação a melhor opção é ter um bunker sobre sua casa.

    Penso que talvez, não é certeza mas apenas uma possibilidade, que em razão das pessoas ficarem debilitadas pela doença, talvez não venha a ocorrer um grande problema de gangs neste caso, o que pode acabar permitindo a sobrevivência urbana em bunker ou entrincheirado em casa.

    Com todo mundo sem poder nem levantar a cabeça por conta de desinteria, talvez haja poucos casos de ataques de gangs, ou talvez elas não se tornem o problema principal como nos casos de guerra civil.

    Certamente por humanos serem estúpidos haverá sim casos de saques e violência de gangs que aproveitaram a ocasião. Deverá haver até mesmo passeata contra o vírus pedindo paz, principalmente em um país estúpido como o Brasil, eu não me surpreenderia. Mas deverá ser passageiro, o envolvimento em tumultos deverá aumentar ainda mais a propagação a tal ponto que chegue uma hora em que não haja mais pessoas que consigam ficar de pé na rua. E aí então, o risco de ataque diminui muito, e se simplesmente você tiver uma arma e um bom estoque de suprimentos em casa, você está no melhor cenário para sobreviver.

    • Antonio Dias

      Com um risco de pandemia, haverá uma crise que paralisará todos os serviços públicos e isso, sem dúvida nenhuma, nos levará a uma era de barbárie. As pessoas ficarão sem alimentos, pois todo ciclo produtivo poderá ser seriamente afetado. Neste cenário, não haverá autoridade que se legitime que não seja pelo poder da força e da violência. Nem todos morrerão, nem todos adoecerão, mas aos poucos que restarem, haverá um mundo bem diferente daquele que hoje conhecemos.

  • carlossilvapb

    Ótimo vídeo!

    Gostaria só de fazer algumas considerações:

    Não está comprovado que o vírus possa ser transmitido por aerossóis, ou seja, gotículas de saliva, como as que jogamos no ar quando espirramos. Pelo menos não achei nenhum material relativo à isso. Pessoas só podem disseminar o Ebola se estiverem já num estágio avançado da doença, o que as deixa tão debilitadas, ou depois de mortas, desde que haja contato com fluidos corporais destas. Embora seja um vírus devastador, ele, até agora, pode ser contido usando medidas simples. Ele só se espalhou dessa maneira, causando mais de 1500 mortes, porque nos países atingidos, um conjunto de falta de estrutura e hábitos culturais impede que estas medidas sejam tomadas adequadamente. Acredito que a grande preocupação das organizações de saúde do mundo seja a imprevisibilidade do comportamento dos vírus. Na verdade, se sabe muito pouco sobre o Ebola e seu poder de mutação. A verdade é que os outros surtos foram contidos de forma relativamente rápida. O atual já tem mais casos do que todos os outros juntos. Isso seria por causa das características desse surto, que pela primeira vez atingiu áreas urbanas? Ou seria causado por uma evolução do vírus? Difícil saber.
    No mais é seguir as orientações do vídeo e rezar para que essa praga seja contida rapidamente…

  • http://portuguese.ruvr.ru/news/2014_08_25/japao-desenvolve-comprimidos-contra-ebola-6900/

    Acho que a esperança está na posse de um remédio eficaz. É urgente que este medicamento passe a ser vendido. Se preciso contrabandeado para o Brasil.

  • boa , bom alerta .

  • Encontrei no site e-Farsas http://www.e-farsas.com/primeiro-caso-de-ebola-foi-confirmado-maranhao.html um desmentido. Se fato, desculpem, apesar do delay. Abraços

  • Segue o site da mídia que publicou o fato. Estranho, não conheço esse site, a redação é sumária, requer confirmação em outras fontes. Abraços
    http://panambinews.com/publicacao-1038-SAUDE-Primeiro_caso_de_Ebola_confirmado_no_Brasil.fire#.U_nZmlARbQU.facebook

  • Julio, notícias de hoje (no Facebook) falam de um caso constatado em São Luis do Maranhão. MA, Brasil. E outros 5 casos, que a Saúde pediu para manter em segredo. Abraços

  • Robson Colares

    Já assisti e compartilhei 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s