Você sabe o que é uma “Bebida”?

Hoje vamos falar sobre um tema muito interessante, principalmente para aqueles que pretendem se aventurar pelas matas do nordeste, por mais que eu ache que esse tipo de formação é possível em toodo o território nacional, enfim, hoje falaremos sobre as “bebidas” e a sua importância.

Como podem ver na foto acima, as bebidas são formações naturais, isso mesmo, uma árvore começa a crescer em diversas direções e na sua base se forma uma espécie de copo, também  podem ocorrer em buracos no caule de uma árvore de tronco único, que para ser sincero não sei como eles se formam, mas, vamos retomar o raciocínio.

Bebidas são formações no caule de árvores onde a água fica acumulada, então tudo bem, temos água presa em um caule de árvore, e agora, porque isso me interessaria? Bem, a resposta é mais simples do que você imagina, além de ser uma fonte onde em um estado de necessidade você pode coletar água (que deve ser tratada antes de ser ingerida por humanos) elas são também locais onde os animais vão para beber.

Nessa bebida da foto, nós inclusive encontramos veados com uma certa frequência, ou seja, além de servir como um reservatório de água de emergência, também vai servir como “Ceva” caso você esteja em estado de necessidade, poderá ficar de espera e ou preparar uma armadilha.

Durante a noite podemos encontrar alguns pequenos animais que se aproveitam da água para se refrescarem, assim como podem ver na foto que segue.

Nessa foto, tentei mostrar como é a bebida por dentro e com isso tentar ilustrar melhor o que podemos encontrar nela, essa rãzinha ai dentro não é um “golpe de sorte” normalmente temos 3 ou 4 dentro de cada bebida, e com sorte encontramo alguns mamíferos pequenos ou pássaros.

Como vocês já devem ter percebido, saber onde estão as bebidas dos locais onde você acampa, ou pratica o seu sobrevivencialismo/bushcraft é muito importante, pois pode ser a diferença entre arrumar algum alimento (ou água…) ou sofrer com a fome (ou sede).

Para finalizar, gostaria de relembrar a importância de se conhecer ao máximo o que é o ambiente de mata, não ache que as coisas acontecem por um acaso, não fiquem caminhando horas atrás de um rio, se um dia se encontrarem em uma situação de risco, parem, pensem, e tentem observar melhor o seu meio, a chance de sobreviver pode estar a menos de 10 passos.