Pós-análise: Faca Tática West – Nautika

Se você não ouviu falar deste modelo ainda, sugiro que entre aqui e veja o post que fiz assim que retirei esta faca da caixa! Para os que já reconheceram o nome do modelo, lhes trago a pós análise da faca Tática West, da marca Nautika. Lembram-se dela?

Bom, após mais de um ano de uso chegou a hora de expor minhas considerações sobre este modelo.

Devo lembrá-los que utilizei somente esta faca desde que a adquiri, sempre que ia acampar (5 dias por mês) e também durante atividades em casa ou no sítio. Não posso dizer que a usei intensamente, mas não tomei cuidados especiais para poupá-la durante seu uso. Se quiserem ver a imagem detalhadamente, basta clicar nela para ver seu tamanho original.

Vou iniciar pela bainha, a parte mais frágil do conjunto:

Estado atual da bainha

Apesar de aparentemente frágil ela durou muito bem, minha única dificuldade durante seu uso era de fechar o botão apenas com uma mão, visto que com o tempo este foi ficando mais “duro”. Nos últimos meses infelizmente ela cedeu, ocorrendo este dano:

A costura simplesmente desfiou após o uso contínuo.

Apesar de ser algo simples de ser reparado, demonstra que é um ponto a ser observado se você quer comprar o item. Eu reparei a minha com uma linha de costura e agulha em cinco minutos, mas sei que existem pessoas que não toleram estes acontecimentos em seus equipamentos.

Agora vamos à faca propriamente dita:

Deixei ela do jeito que estava após o último acampamento…

Como podem ver, ela está com sua integridade estrutural intacta, sem quebras de lâmina ou danos ao cabo. Fiquei impressionado com a qualidade do cabo dela, que além de ser muito confortável, não cedeu em momento algum de uso e até hoje não possui nenhum “jogo”, a lâmina continua muito rígida. Veja o estado da base do cabo:

Apenas algumas marcas de uso, mas sem danos que comprometam sua funcionalidade

Agora, vemos o estado atual da guarda e o início da lâmina:

Novamente, simples riscos, mas sem danos estruturais… agora vamos à lâmina!
Apesar de diversos riscos ocasionados pelo uso, a lâmina não apresentou quebras, trincados ou desgastes excessivos. O maior desgaste ocorrido foi pela afiação, visto que apesar de segurar bem o fio, tive de afiá-la diversas vezes. Reparem nos riscos na marca do vazado dela perto da base… estes eu fiz ao cortar lenha grossa! Aqui uma foto mais detalhada da ponta:

Apesar de bastante desgastada, ainda completamente operacional!

Uma das atividades que mais fiz com a faca foi rachar lenha, e para isso utilizei várias vezes lenhas mais grossas para bater no dorso dela… em momentos também frequentes, não tive dó de usar pedras para fazer o trabalho! Veja só como o dorso da faca está:

Pequenos amassados, mas nada absurdo. O material é bastante resistente!

Durante todo o tempo de uso com ela, nunca fui deixado na mão. Sei que temos preconceitos contra marcas nacionais (eu mesmo tenho em vários momentos) e principalmente as que importam seus produtos da China, mas posso lhes dizer que o investimento que fiz nesta singela faquinha pagou-se muito bem…. 62 reais que vão durar ao menos mais alguns anos!
No final das contas, se você souber utilizar a ferramenta dentro dos limites que ela oferece, você terá um instrumento que vai durar o quanto você precisar. Espero que tenham gostado desta pós análise e se tiverem dúvidas, basta perguntar!

Até.