Anonimato e sobrevivencialismo

Sempre quando falamos de sobrevivencialismo as discussões criam um bom bate papo, o que nos faz querer conversar sobre isso com todos nossos amigos. Mas será esta uma ideia saudável?

Quando falamos especificamente de preparação é muito complicado determinar até que ponto devemos expor nossos estoques e suprimentos para terceiros que nada contribuíram para o crescimento desse. É neste momento que devemos segurar um pouco a nossa ansiedade de divulgar uma atividade tão diferente para garantir nossa própria segurança se caso nosso futuro tornar-se mais feio do que esperamos.

Claro, todos no fundo gostam de se gabar por possuir equipamentos de sobrevivência em casa, de conhecer técnicas de bushcraft e ter alimentos armazenados para X dias… porém isso pode se tornar um grande problema. Para clarear minhas colocações imagine a seguinte situação:

” Um dos pontos mais interessantes em você é o fato de ser um sobrevivencialista. Todos seus amigos acham isso meio louco mas ao mesmo tempo interessante. Você adora falar o que anda fazendo e aprendendo, bem como falar sobre o quanto seu estoque está crescendo e o quão complexo é seu plano de fuga para cada tipo de emergência.

Em um determinado dia um grande colapso social abate sua região, a polícia e o exército tentam controlar as ruas porém a multidão se aproveita do caos para saquear, vandalizar e destruir  patrimônios públicos e privados. As coisas vão ficando piores quando os sistemas básicos urbanos começam a parar de funcionar devido à danos na infra estrutura…. você vê a cidade ficar no escuro e ver os mercados serem atacados até não terem mais nada à oferecer para os desesperados cidadões.

Não há preocupação para você, visto que tem tudo corretamente calculado e pode aguentar no mínimo 3 meses dentro de sua casa com sua família. Em meio ao caos que se estabelece você ouve batidas na porta… quem será? Um velho amigo seu, que sabe que você possui suprimentos e gostaria de pedir alguma coisa para que ele possa sobreviver… tudo isso em “nome da amizade”. Você não pode negar tal coisa, não é? Por isso você vai e dá algum alimento à ele.

Após alguns dias mais pessoas que você conhece começam a chegar à sua casa para pedir suprimentos… e seu estoque não pode tolerar mais esse tipo de gratitude ou as coisas vão ficar ruins para você também. Você agora tem de mandar seus amigos famintos e nervosos embora, de mãos abanando…. automaticamente esses acabam de se declararem como seus inimigos.

Para piorar as coisas, como eles não puderam ter um pouco da sua parte começaram a escandalizar a todos que pudessem ouvir que você tinha suprimentos e não queria dar a ninguém e, aos poucos uma pequena multidão começa a se juntar na porta da sua casa e ficar cada vez mais agressiva… até o momento que decidem invadir sua residência e tomar aquilo que você “tem em abundância” e não quer compartilhar.

Resultado? Se você sair vivo já será lucro, mas todo seu esforço de preparação foi destruído e agora você está na mesma que todos os outros, vagando desesperados pelas ruas em busca de alimento.”

Eu como autor do blog tive de abrir mão do meu anonimato para tentar mostrar para todos os princípios básicos de preparação e sei que se algo muito ruim acontecer o último lugar que posso permanecer é em minha casa pois todos aqueles que me conhecem virão para “pegar um pouquinho só”.

E você? Ainda pode afirmar que é anônimo e ficará tranquilo em sua casa sem ninguém saber de seus estoques?