Anonimato e sobrevivencialismo

Sempre quando falamos de sobrevivencialismo as discussões criam um bom bate papo, o que nos faz querer conversar sobre isso com todos nossos amigos. Mas será esta uma ideia saudável?

Quando falamos especificamente de preparação é muito complicado determinar até que ponto devemos expor nossos estoques e suprimentos para terceiros que nada contribuíram para o crescimento desse. É neste momento que devemos segurar um pouco a nossa ansiedade de divulgar uma atividade tão diferente para garantir nossa própria segurança se caso nosso futuro tornar-se mais feio do que esperamos.

Claro, todos no fundo gostam de se gabar por possuir equipamentos de sobrevivência em casa, de conhecer técnicas de bushcraft e ter alimentos armazenados para X dias… porém isso pode se tornar um grande problema. Para clarear minhas colocações imagine a seguinte situação:

” Um dos pontos mais interessantes em você é o fato de ser um sobrevivencialista. Todos seus amigos acham isso meio louco mas ao mesmo tempo interessante. Você adora falar o que anda fazendo e aprendendo, bem como falar sobre o quanto seu estoque está crescendo e o quão complexo é seu plano de fuga para cada tipo de emergência.

Em um determinado dia um grande colapso social abate sua região, a polícia e o exército tentam controlar as ruas porém a multidão se aproveita do caos para saquear, vandalizar e destruir  patrimônios públicos e privados. As coisas vão ficando piores quando os sistemas básicos urbanos começam a parar de funcionar devido à danos na infra estrutura…. você vê a cidade ficar no escuro e ver os mercados serem atacados até não terem mais nada à oferecer para os desesperados cidadões.

Não há preocupação para você, visto que tem tudo corretamente calculado e pode aguentar no mínimo 3 meses dentro de sua casa com sua família. Em meio ao caos que se estabelece você ouve batidas na porta… quem será? Um velho amigo seu, que sabe que você possui suprimentos e gostaria de pedir alguma coisa para que ele possa sobreviver… tudo isso em “nome da amizade”. Você não pode negar tal coisa, não é? Por isso você vai e dá algum alimento à ele.

Após alguns dias mais pessoas que você conhece começam a chegar à sua casa para pedir suprimentos… e seu estoque não pode tolerar mais esse tipo de gratitude ou as coisas vão ficar ruins para você também. Você agora tem de mandar seus amigos famintos e nervosos embora, de mãos abanando…. automaticamente esses acabam de se declararem como seus inimigos.

Para piorar as coisas, como eles não puderam ter um pouco da sua parte começaram a escandalizar a todos que pudessem ouvir que você tinha suprimentos e não queria dar a ninguém e, aos poucos uma pequena multidão começa a se juntar na porta da sua casa e ficar cada vez mais agressiva… até o momento que decidem invadir sua residência e tomar aquilo que você “tem em abundância” e não quer compartilhar.

Resultado? Se você sair vivo já será lucro, mas todo seu esforço de preparação foi destruído e agora você está na mesma que todos os outros, vagando desesperados pelas ruas em busca de alimento.”

Eu como autor do blog tive de abrir mão do meu anonimato para tentar mostrar para todos os princípios básicos de preparação e sei que se algo muito ruim acontecer o último lugar que posso permanecer é em minha casa pois todos aqueles que me conhecem virão para “pegar um pouquinho só”.

E você? Ainda pode afirmar que é anônimo e ficará tranquilo em sua casa sem ninguém saber de seus estoques?

Anúncios

14 Comentários

  • Reinaldo Junior

    Julio, sua atitude é um exemplo de humanidade. Por encontrar hoje (29/06/2016) o site Sobrevivencialismo estou com uma certa esperança que finalmente tem pessoas que pensam como eu. Prevenção. A poucos dias conversando com alguns colegas coloquei em questão o futuro do planeta e citei construir um esconderijo para o caso de um dia algo de muito ruim acontecer. Resultado? Fui taxado de louco. Riram da minha cara. Lendo essa matéria e lembrando do acontecimento com os “colegas” reforço a ideia que o Anonimato é o melhor caminho para não haver surpresas em casoso de algum colapso global. Abraço!

  • Na religião que participo, recomenda-se preparar-se espiritualmente para as catástrofes, crises econômicas e guerras. E também prepararmos formando comunidades rurais e auto-sustentáveis. Temos várias comunidades no Brasil. Infelizmente na minha cidade ainda não temos comunidade por motivos financeiros, já que o valor da terra em nossa região é muito alto. Mas espero que em breve consigamos adquirir uma terra. O objetivo destas comunidades é que as pessoas morem lá, criem animais diversos, tenham horta, pomar, além de ter a igreja dentro desta comunidade. Acho que é uma boa solução para enfrentar estas crises.

    Enquanto eu não puder morar em comunidade, estou me preparando espiritualmente e também de acordo com o que é ensinado aqui no site, com relação a guardar alimentos, preparando kits de sobrevivência, etc. Só sabe disto a minha mãe e meus filhos, já que moram em casa. E pedi para eles não espalharem para ninguém, nem para a família que é grandinha. Ainda mais que infelizmente eu não tenho condições financeiras para guardar alimentos para todos…. Além disto, se eles ficarem sabendo, vão falar que sou louca! Então melhor ficar de bico calado!

  • Anderson Mendes

    Já ouvi muita gente aconselhando a não andar sem dinheiro na carteira, para que o ladrão não ficasse com raiva ao ver que vc não tem nada e te dar um tiro!
    Nunca passei por um assalto, mas levo dinheiro para que um ladrão em busca de trocados para consumir crack, não me dê um tiro!
    Seguindo esse racioínio, não será prudente ter uma reserva exposta pro bandido, e o grosso escondido em algum lugar ou enterrado?!
    Uma vez assaltado deixe sua casa e refugiesse em algum local ermo, e não espere uma segunda investida!
    O ideal seria ter de ante mão um lugar preparado para a fuga, não muito longe de onde vc mora. Provisões escondidas em lugares estratégicos, em caso do lugar ser longe ou estiver inalcansável!
    Até!

  • Ola amigos é realmente complicado o tema!
    A exposição de ideias e de bens mesmo em rodas de amigos ou na web é algo complicado, vou dar um exemplo que aconteceu comigo a alguns dias.
    Eu tinha uma boa quantidade de equipamentos estocado, coisas que voce vai comprando e as vezes nem precisam, ou gosta e compra coisas que geralmente acontece com todos nos que gostamos do tema. Enfim anuncie a venda destes itens na web no meu blog e no mercadolivre e para milha surpresa não vendi nada por la mas recebi uma ligação de um extranho que dizia para eu ter cuidado e não expor estes itens assim pois pessoas mal intencionadas poderiam quer tomalos de mim por algum motivo obscuro ou mesmo se aproveitar da situação para ter os equipamentos segundo ele alguns piratas, assim eu resolvi vender entre os amigos e ate dei alguma coisa.
    Porem é fato que tem muita gente agindo como a cigarra e não como formiga desta forma o tema deve mesmo ficar restrito entre os de mesma linha de pensamento pois eu prefiro ficar preparado doque ser pego de surpresa, como disse uma personagem uma certa vez “é como uma camisinha, é bom ter e não precisar doque precisar e não ter”, assim conservem a segurança acima de tudo. estejam preparados. – Selva

  • Cassio

    Pilhas podem ser armazenadas até 05 anos ( segundo o fabricante ), longe do fogo e principalmante da humidade.O problema é na consensação de ar no armário que ocorre com o tempo.Compre aqueles potinhos de DRY que vende em supermercado e coloque no armário que já serve para desumficar o armário,e de tempos em tempos tire elas e coloque fora para “respirar” na sombra num dia quente .Existem desumificadores elétricos específicos para munições e armas de fogo , mas não recomendo…( são caros ..rss).

    Fraterno Abraço

    • Comprar pilhas comuns ou alcalinas é jogar dinheiro no lixo, se houver outra opção. As de lítio são perfeitas, conformes com a tecnologia atual. Nunca observei uma “vazar”. As com durabilidade mais “curta” que eu vi são para 2 023. Garantia da fábrica, impressa na embalagem. Custariam cerca de 1,00 USD, despesas postais incluídas. E não podem ser deixadas de lado as opções dos acessórios com dínamo (lanternas de mão, de cabeça, rádios…) ou do forninho a lenha que carrega baterias de celular ou dos carregadores solares ou o celular alimentado por uma pilha AA…

  • Muito bem colocado este post. Uns vão achar intresante seu plano de fuga admirir seu estoque de alimentos e vão até pensar “nossa como nunca pensei nisso”. Porém nada farão e se você tiver pena de uma pessoa apenas e lhe doar alimentos no dia seguinte já terão cinco pessoas ou mais em sua porta pedindo alimentos e se você negar ai sim você será vítima de um saque. Frequentei uma igreja que há muito tempo vem aconselhando seus membros a manter armazenamento de alimentos, reserva básica, reserva de emergencia e reserva expandida. ensinando a fazer horas e serem auto suficientes.parecem que há muito tempo eles sabem dos assuntos que tratamos aqui. Tenho esse material comigo porém nao o tenho de no formato digital, que farei nos proximos dias.

  • mahuffenbaecher

    De fato, uma situação de sobrevivência tornaria a população em geral primitiva, voltaríamos ao tempo de caçar, pescar e cada um vivendo isolado com sua família, até que um grupo perceberia que uma sociedade pode vir a ser vantajosa e toda a história à partir da época das cavernas se repetirá.

  • com certeza ficar ¨na moita¨e a melhor atitude,uns dias atras minha esposa me viu lavando umas garrafas pet e falou que eu tava ficando maluco…ate hoje ela ri de min…
    mudando um pouco o assunto alguem sabe por quanto tempo pode-se armazenar pilhas sem que elas ¨vazem¨?

  • Tomei este cuidado desde o inicio, apartir do momento que estamos na “rede”, teoricamente não estamos mais 100% seguros, mas ainda tentar se preservar faz parte., não só no sobrevivencialismo creio.

    Vou além, é como ter a única casa da cidade com energia, um farol na escuridão, ou fazer aquela fritada fumacenta e perfumada de bacon e alho pra por no feijão enquanto o mundo vive a mingua a sua volta… há de dissimular até isso para evitar possiveis problemas, ou vc acha que o barulho do motor do gerador não vai denunciar que vc tem um pouco de diesel pelo menos?

    Além de ter, esconder temos de pensar em dissimular e usar com cuidado. O nariz do faminto não vai deixar de funcionar, pior, todos os sentidos primais vão se aguçar pra ajudar o corpo a se prover, é fato.

  • ótimo post….bom gostaria de parabenizar o autor por abrir mão do anonimato, sendo assim colocando em risco sua sobrevivência numa eventual necessidade.Acho interessante e sempre acompanho esse blog porque la no fundo acredito q as coisas vão ficar feias por aqui, e essa crença vem da minha religião essa coisa de apocalipse e etc mas não e sobre isso q quero comentar. Preocupado com isso pois só a pouco tempo venho me despertando em relação a sobrevivência, busco o conhecimento necessário para proteger minha família (esposa e filho) quando a coisa for ficar feia de verdade, baixei um manual de sobrevivência das forças armadas do EUA, mas muito técnico e extenso dificultado o entendimento gostaria de informações claras e objetivas de sobrevivência em determinados tipos de situações tipo: tsunami, guerra, crise econômica mundial, terremotos enfim a vários tipos de crise q creio eu vai vir sobre todos nos vlw

  • Anderson Silva Mendes

    Devemos ser cautelosos na divulgação de informações até porque esta é uma das mais importantes armas em caso de crise ou guerra! Como as consequências que uma arma depende do caráter/preparo de quem a porta devemos ter precauções para não armar um possível inimigo. Entendo que devemos ter um circulo de segurança ou confiança já que ninguém sabe tudo ou pode dizer em sã consciência que não depende de alguém! Dependência psicossocial e emocional inclusive!
    Tendo isso em perspectiva é prudente estabelecer essa aliança com parentes próximos, aqueles com os quais temos laços de sangue!
    É vantajoso contar com alguém em situação de sobrevivência! Contar com os fortes laços de família e a cooperação dos clãs foi a principal razão de sucesso de nossa espécie.
    Sabe… aquele seu cunhado, que entende de elétrica ou a sua irmã que é casada com um policial podem ser aliados fantásticos em tempos de crise! Será que não pode ser vantajoso contar com efeito de grupo ao enfrentar uma situação de agressão, mesmo que seus aliados não sejam muito preparados!
    É aí que as qualidades de um líder se destacam! É o que são todos os sobrevivencialistas, queiram ou não! Saber lidar com pessoas em situação de risco é a principal qualidade do líder! Sua capacidade de agregar, coordenar e dar o exemplo será fundamental!
    Ao contrário do que pensa a maioria, ser o líder é sacrificar-se pelo grupo! “Sacrificar” uma parte de nossas provisões, e ter uma quantia dela reservada para esse propósito, é uma medidas estratégias mais interessantes!
    Convido a todos a verem o filme chamado A Estrada. Ambienta-se num cenário pós grande catástrofe na América do Norte em cujo pai e filho percorrem seu caminho rumo ao oceano, cercados por grupos de canibais e pessoas normais tentando sobreviver!
    Sem contar o final do filme creio que os motivos que levaram aos personagens a passarem por tão largo período de sofrimento são: 1-Não manter provisão suficiente para o que estavam dispostos a fazer; 2- Deixarem para fazer o percusso já muito depois de acabado os suprimentos e quando já definhavam física e emocionalmente; 3- Deixarem de fazer alianças com os vizinhos para questão de auto defesa.
    Os maus são impulsivos e audaciosos e os bons são tímidos e excessivamente cautelosos! Quando os bons se unirem verdadeiramente, transformarão o mundo num paraíso!
    Saudações a todos!

  • Acredito que em determinadas funções que exerce, na vida profissional e pessoal você deve possuir o timimg para discernir até que ponto devemos ser claros ou discretos a respeito de nossa própria vida.Acredito que na dúvida, devemos ser mais reservados e “não aparecer muito” isso para garantir a nossa e a sobrevivencia da nossa família sem colocá-los em risco.Infelizmente não podemos salvar o planeta , mas vivemos num mundo que até quem têm recursos para fazê-lo não fazem, mas podemos salvar ums poucos metros daquilo que está a nossa volta , ou seja a nossaFAMILIA.

    Fraterno Abraços a todos.

  • De fato, gabar-se por qualquer coisa já é um problema por si. E algo do tipo “Se der uma zebra, eu tenho suprimentos e vocês não têm.” não deve ser feito. Em lugar qualquer, então, é péssima ideia.
    Mas você fez a escolha difícil. Guardar o conhecimento para si, “ficar na moita” ou expor-se e compartilhar informações com desconhecidos, muitas vezes grosseiros, arrogantes e mal-agradecidos? Eu aprecio sua opção. E, pelo menos aqui, seu endereço não é divulgado. Boa sorte com a “família” e os “amigos”. Vai precisar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s