Review: Ração de emergência Datrex 2.400 Calorias

Depois de discutirmos alguns aspectos sobre a comida de longa duração, adquirimos uma unidade da ração para emergências da marca Datrex para testarmos o produto de forma eficaz e demonstrar como funciona o processo de viver à base de suprimentos de emergência.

O produto adquirido tem a capacidade de alimentar um indivíduo adulto por até três dias, segundo o fabricante. Seguem as especificações declaradas pelo mesmo:

  • 2400 calorias por pacote;
  • Alto nível de energia / pronto para consumo;
  • Não provoca sede;
  • Pequeno e leve;
  • Ingredientes naturais, sem conservantes;
  • Sabor de côco;
  • Pacote individual de 500 gramas.
Para testar a eficiência dessa ração de emergência, eu, Julio Lobo, fui acampar com a proposta de me alimentar somente desta ração. A duração do acampamento foi de cerca de um dia e meio, onde consumi apenas a ração e testei o seu poder nutritivo e sabor. Apesar de ser um pequeno período, pude compreender como é depender apenas de um recurso de emergência para me alimentar e compartilho essa experiência com vocês nesse post.
Segue o vídeo:
__________________________________________________________________________________
Para aqueles que preferem a versão em texto, segue abaixo (com algumas adições e subtrações de conteúdo):
Primeiramente devo dizer que impressionei-me com a validade do produto, que foi fabricado em 2011 e sua validade estava datada para 2016. Após aberto tem a validade reduzida para apenas um ano, porém ainda considero um tempo muito satisfatório.
Iniciei minha jornada ao local de acampamento na Sexta-feira à noite (11/11/11), onde após 3,5 quilômetros de caminhada encontrei o Bruno César e o Alexandre, que já tinham se estabelecido no local mais cedo. Montei meu abrigo e então voltei minha atenção à ração. Uma das primeiras coisas que percebi foi a facilidade de abrir o pacote, pois não necessitei de faca ou instrumento algum, somente as mãos.
Ao abrir o produto me deparei com diversas barras de cor marrom, embaladas por um plástico protetor que dificultou um pouco o acesso à comida. A barra mostrou-se bastante crocante, com um gosto semelhante com biscoitos de nata, sendo bastante quebradiça também (o que requer que haja cuidado para que pedaços não caiam ao chão).
Em minha terceira refeição, observei que a alegada qualidade de não causar sede era um pouco equivocada, pois em cada refeição tinha de tomar ao menos 150ml de água para poder engolir o produto todo, caso contrário o mesmo ficava “atolado” na boca.
__________________________________________________________________________________
Conforme as refeições iam sendo consumidas comecei a formular minhas opiniões sobre o produto, que são as seguintes:
Pontos positivos
Peso e espaço quase nulo: Se compararmos com uma alimentação normal, o peso e tamanho da ração torna-se quase ridículo. Três dias de comida em apenas 500 gramas nos dá uma grande vantagem em relação ao peso se caso precisarmos colocar o item em nossas mochilas de fuga, e seu espaço mínimo e compacto nos dá mais espaço para outros itens adicionais.
Validade extendida: Ter um suprimento válido até 2016 é ter a certeza de estar preparado para uma crise a médio prazo. Compre barras o suficiente para 1 mês de alimentação e você poderá ficar tranquilo durante certo tempo em relação à alimentação.
Preço na média: Cada unidade sai em média R$40,00. Se pararmos para pensar no valor que gastamos para ter três dias de comida que tenham os mesmos valores nutritivos da barra, ela está muito mais em conta. Você vai pagar por um produto que poderá salvar a sua vida.
Pontos negativos
Não espere ficar satisfeito: O produto nos oferece o necessário para nos manter supridos e alimentados, sem nos deixar com o sentimento de “barriga cheia”,  o que de certa forma fez com que eu me disciplinasse para não consumir duas ou até três barras de uma vez para me sentir satisfeito.
O sabor pode ser enjoativo devido ao nosso modo de vida: Observo que a falta de um sabor variado no produto dificulta o processo de alimentar-se, pois como estamos acostumados a comer diversos alimentos com os mais variados gostos até nos darmos por satisfeitos, comer uma pequena barrinha com sabor de biscoito a cada seis horas não contribui nada com a motivação para continuar comendo.
Você ficará no limiar entre estar alimentado e estar com fome: Um fato interessante e também desconfortável (devido aos fatos citados acima) é que me sentia no limiar entre alimentado e estar com fome, parecendo que a qualquer momento começaria a ter uma fome descomunal.
__________________________________________________________________________________
Bom, creio que essa experiência pode variar de pessoa para pessoa, porém dentro de minha concepção o fato de viver com apenas rações de emergência é um grande desafio aos nossos corpos acostumados à fartura dos dias atuais.
Se vocês tiverem interesse em adquirir este produto e não possuírem acesso a um cartão de crédito internacional (parar comprar no ebay), nos diga nos comentários abaixo porque se muitos estiverem interessados podemos pedir um lote grande e então revender para vocês. Para aqueles que têm como comprar diretamente pelo Ebay, recomendo a loja Red Flare Emergency Supplies.
Até.
Anúncios

62 Comentários

  • Julio eu queria um pacote !! Sou desbravador e as vezes acabo sem comida ai eu queria mas não tenho cartao de credito ai queria q vc vendese na sua loja oficial

  • Pessoal achei essa de fabricação nacional, alguém já provou?

  • Oi amigos ,gosto muito dos assuntos e go staria de colaborar e deixo um link sobre a tsampa ,comida dos monges ,facil de fazer , longa durabilidade e boa de comer ,

    http://www.curaeascensao.com.br/alimentacao_saude/segredos_curam/segredoscuram41.html

    Abraços Celso
    email celsopaivaleitao@gmail.com

    • Celso você já testou? Penso que se a conservação funcionar mesmo, é a melhor opção.

  • Compra na Naval Shop – http://www.navalshop.com.br – Ração SOS Food (primeiro fabricante da america do norte e sul do segmento), qualidade e preços imbativeis!

  • Comprei na Eurosul, http://www.eurosul.com/index.php?pag=conteudo&id_conteudo=324&idmenu=70&racao-solida-datrex-branca-2400-kcal, por R$ 9,50 o pacote de ração sólida, e R$ 5,00 4 embalagens de ração líquida (água) de 125ML cada. O atendimento foi muito bom. Recomendo.

    • Lourenço, por favor entre contato por email ou facebook caso veja essa postagem.

      hcitalian@gmail.com

  • Comprei essa ração em salvador em uma loja de náutica, a Dumar, (71) 32425697/ 3243-8807, R$ 24,00. Parece que é fácil de encontrar em loja de material náutico por ser item obrigatório em algumas embarcações. Comprei para fazer trilha e acampar. O blog serviu muito como guia de orientação. Muito obrigado.

  • Olà, gostaria de compartilhar com vcs uma raçao solida e liquida produzida no Brasil que eu precisei usar em situaçoes de emergencia e nao tive calo de energia e nem de resistencia muscular pela otima combinaçao de carboidratos, proteìnas, vitaminas e minerais. Essa marca se chama Davimar, e jà esiste a 18 anos e o site é: http://www.davimarltda.com.br
    e-mail: davimarltda@uol.com.br

  • Mauro Henrique Neves

    Informações importantes, eu trabalho com balsas salva vidas a mais de 15 anos, as rações nacionais só tem com validade de 03 anos, e as empresas remarcam as embalagens, isso é, fabricam e deixam fora da embalagem, o cliente comprando eles embalam e datam como se tivesse sido fabricado dentro daquele mês. Isso a Eurosul também faz! Se forem comprar peçam a copia da DI (declaração de importação) e certificado de conformidade emitido pelo fabricante aonde consta a data de fabricação, validade e principalmente o numero do lote!
    O que fazem com queijos, pesunto, etc em mercados por ai também fazem com as rações, infelizmente!

    • Olá Mauro,

      Informações importantíssimas estas que você compartilha. Ótimo conselho também, não imaginava que até para isso existe “mutreta”.

      Abraços.

  • Tentei trazer de fora as rações via mail e parou na receita federal, pois como é alimento não pode entrar no pais sem a anuencia da anvisa. resumindo, perdi U$D150 + 80 de frete! Para eu tirar, eu precisava de um despachante aduaneiro, R$500,00, Anuencia da anvisa LI R$200, Multa por ter enviado as rações antes do deferimento da LI R$500,00. Abandonei a compra na receita!

    • Olá Otavio,

      Que pena! Realmente passando dos 50$ eles podem parar na receita, aí complica. O ideal é ver com as empresas que vendem equipamentos para navios. Se não me engano a Eurosul vende as rações.

      Abraços.

  • Pingback: Alguns posts que você pode não ter visto |

  • Caros, se quiserem rações solidas e liquidas de sobrevivencia, visitem http://www.navalshop.com.br, ou mandem um email para vendas@navalshop.com.br, diversas marcas com validade de 3 e 5 anos.

    • Obrigado pela dica Diogo! Você poderia nos informar os preços? Pois o site não demonstra valores até onde busquei.

      Abraços!

      • Ração Solida 500g – SOS Food – 05 Anos de Validade – SOLAS – USCG, TC- Lloyd – R$9,45
        Ração Liquida 500ml – SOS Food – 05 Anos de Validade – SOLAS – USCG, TC – Lloyd – R$4,45
        Frete por conta do cliente, preço para qualquer quantidade.

  • paulo ricardo

    se alguém for adquirir em maior quantidade, tenho interesse, bem como em aquisição de outros ítens para compor kits de sobrevivência…
    obrigado

  • Olá amigos do Sobrevivencialismo, quero dizer que o site é realmente muito interessante! Quero compartilhar alguns links de onde encntrei a Ração Datrex vendendo aqui no Brasil:

    http://www.eurosul.com/index.php?pag=conteudo&id_conteudo=324&idmenu=70&racao-solida-datrex-branca-2400-kcal
    Email:
    vendas@eurosul.com (empresa do Paraná)

    e Também outras, como a ração S.O.S Vita:
    http://www.sosvitta.com.br/p211.php?l=br

    • Que ótimo!

      Bom saber que alguns produtos estão ficando mais “alcançáveis” para nós, brasileiros.

      Abraços!

      • Fernando Kiehn

        Consultei a empresa Eurosul. O preço de cada unidade de 500 gramas é R$ 9,50, com um pedido mínimo de 10 (dez) unidades.

  • queria muito comprar mais nao consigo

    • Olá Jose!

      Você está com quais dificuldades? Olhe nosso último post sobre compras internacionais para tentar sanar suas dúvidas! Abraços!

  • Que ótimo encontrar mais pessoas que se preocupam com as situações de emergência e sobrevivência. A impressão que tenho é de que a posição do brasileiro é a mesma de sempre, deixa pra ver na hora… Tenho amigos que me chamam de louco, mas estou sempre procurando melhorar minha mochila de última hora, assim como meu equipamento de camping e trekking. Ótimo blog!

  • Eu fiz o meu primeiro investimento em laminas, e comprei um canivete da Fengli, ja comprovei que é relativamente resistente, mas queria ter mais informação dessa marca, e de outras para investimentos futuros. Vocês poderiam me ajudar.

    • Olá Danilo,

      Eu (Julio) não conheço esta marca ainda, é nacional? Onde você comprou? Podemos tentar adquirir uma unidade para mostrar a todos os leitores.

      Abraços!

    • Olá Amigo, não tenho informações sobre essa marca, mas posso recomendar CRKT Leatherman, gerber, sog, Ka-bar, victorinox, são marcas algumas das marcas de laminas que uso, dentre canivetes, multifunções e laminas fixas. Quaisquer dúvidas estou a disposição.

  • E pra quem pensa que sobrevivencialismo não tem nada haver com bushcraft e sobrevivência como já vi alguns comentários lamentáveis, o sobrevivencialismo seria estar preparado para tomar a responsabilidade da sua vida pra você mesmo sem depender de nenhum tipo de sistema ou política pública/privada, e isso pode incluir ir pra selva a procura de alimento, abrigo e água por tempo indeterminado e permanente, e com ctz você exercendo esse tipo de sobrevivencialismo , termo criado pelo Kurt Saxon, você vai necessitar tanto de técnicas de bushcraft como de sobrevivência, então isso acho que acaba um pouco com a graça de quem gosta de dividir tanto as coisas.

  • Bom, vi alguns comentários bem inteligêntes, porém como em tudo, existem coisas que podem ser substituidas, pra quem tem dinheiro e acesso a esse tipo de alimentação, que ótimo, mas nesse caso, diferente de rações de campanha usadas pelos soldados da CIgs por exemplo, esse tipo de alimentação é algo pra lhe manter com suas funções físicas pelo menos a 50 %, mas nesses casos o que mais vai contar são os carboidratos, a grosso modo falando, a musculatura do corpo humano precisa de glicogênio e o cerebro de glicose entre muita outras coisas, as proteínas exercem várias funções no corpo humano incluindo a reconstituição muscular, e a melhor proteína na minha opinião é carne, então mesmo que tiver um suplemento desse, é fundamental ter conhecimentos de caça e pesca para suprir as proteínas diárias, uma pessoa comum pode estar ingerindo ai 0,5 gramas por kilo de peso corporal, e dificilmente um suplemento desse vai te dar essa quantidade, mas valeu a idéia, sinceramente, eu não utilizaria esse tipo de alimento, existem opções nacionais bem mais baratas e funcionais, existem várias situações possíveis, um simples acampamento de bushcraft onde vc pode levar ração de campanha ou outro alimento pra estar consumindo normalmente, caso nesse acampamento você por N motivos entre em uma situação de ter que sobreviver e procurar resgate ou aguardar resgate, ai é onde entraria a ração de emergência, e outro caso é uma catastrofe, uma guerra, sabe deus lá o que onde você entraria em modo de sobrevivencialismo permanente e nesse caso, ração nenhuma vai durar pra sempre ou muito menos te manter em pé para enfrentar a ” buxa” nesses casos entrariam o estoque de comida, água, suplementos, sementes, ferramentas, etc, etc,etc, são coisas diferentes porém fazem parte do mesmo plano, mas vai um recado pra esse pessoal que gosta de esculachar vídeo dos outros por acharem que a pessoa não usou o termo correto, vai se danar cara!, em situações reais conceitos não servem pra nada, apenas pra você falar bonito no youtube, conceito é uma introdução a prática, nada mais que isso, abraços acompanho sempre o blog de vocês, t+

    • Muito bom, eu quase concordo com vc em tudo. Os guerreiros de selva do Brasil, os efetivos, não são humanos. Bem como o 72º Caatinga, estes caras não são gente. A tv mostra o treinamento para civil, até aeromoças fazem, os militares que não servem na região, embora com treinos e simulações diferenciadas e fortes, alcançam 30 % de conclusão de curso. Mas o efetivo de lá, que cumprem as missões, estes meu chapa estão além do entendimento dos civís. Aeromoça não vai pro meio do nada correndo risco de morte na mão de garimpeiro, guerrilheiro, traficante, contrabandista, doença, bicho e o escambau, isso a centenas de Km da civilização mais rudimentar, com racionamento, nivel alto de QAP, esforço e tensão, fazem isso anos a fio, semana após semana ns fronteiras mais insanas… estes caras… não são humanos normais e não é a toa a fama, acreditem. Não há como traçarmos parametros com eles. Entretanto, o planejamento de guerra da unidade, forte no conflito assimétrico, há de ser estudado e pensado, mas para o civil é muito dificil conhecer esta estratégia na prática.

      • Meu Avô é Ex Militar das forças armadas espanholas, ele era especialista em incursões em ambientes hostis, ele atuava mais na área de selva e montanhas, e pelo que ouço ele dizer, muitos soldados são induzidos a passar dias e até semanas sem alimentação e continuar exercendo suas funções o mais próximo do normal possível, pois ele precisa conhecer a sensação de fome e cansaço antes de provar em uma situação real onde não se tem comida por qualquer motivo que seja, é o mesmo caso do treinamento de policiais com gás de pimenta, após várias exposições o seu corpo cria um certa resistência ao mesmo, no caso da fome é a mesma coisa, então alimentação é uma coisa complicada e ao mesmo tempo simples, lógico que o treinamento de civis nunca, jamais vai chegar perto do treinamento de uma militar, pois o militar está no ambiente e não pretende sair, diferente do civil que esta lá mas procura o resgate em situações de sobrevivênvia, mas sempre da para adaptar várias coisas para o uso de civis, sempre é util estar adquirindo informações, abraços t+.

  • Atolado em trabalho e um TCC, tive pouco tempo de acessar o Blog. Fui surpreendido com essa dicussão toda. Que bom, boas dicas, e muita participação. Parabéns!

  • Diego Ferreira da Silva

    Como disse logo no começo, acho que quem quiser usar esta ração deve usá-la como/com um complemento, se não for em emergências. Tendo em vista que um homem adulto em condições normais (entendesse vida sedentária ou de pouco esforço) consome cerca de 2000 calorias/dia, se for administrada sozinha, a ração só servirá para emergências.
    Julio, somente depois que eu postei minha resposta anterior que o vídeo foi postado, e cara, desculpe mas dá pra ver no seu rosto que ela não passa de um ítem emergencial. No seu 1º depoimento, após comer a primeira vez, você está animado, corado, nos seus dois últimos depoimentos, parece que você não via a hora de chegar em casa pra comer um miojo que fosse. Como comentado também pelos companheiros, é interessante ter essas “sopas individuais” por um motivo: em casos extremos, não sabemos que água conseguiremos, e muitas vezes, mesmo fervendo (e se contarmos que no momento não temos clorin, água sanitária, etc…) a água pode ter gosto ou cheiro ruim, e se ao tomar você mandar esta água pra fora só vai piorar a desidratação. Ao misturar uma sopa destas, além de melhorar ou dissipar um possível gosto ou cheiro, ainda te dá uma meia dúzia de calorias. Isso vale para um chá, café, etc… Por vezes a necessidade é a mãe da invenção. Proteína texturizada de soja (também conhecida como carne de soja) também é uma alternativa para se ter no estoque. Psicologia nas horas de aperto é tudo.

    • Concordo contigo Diego, sem um complemento fica difícil. Depois que você disse fui ao vídeo e comparei minha aparência no primeiro e depois no último dia, e realmente o abatimento era óbvio, rs.

      Obrigado pela participação, aposto que quem ler este post terá muito mais informações nos comentários graças aos leitores que estão se manifestando!

      Abraços.

  • Não podemos confundir rações de emergência que são feitas para o cidadão não morrer de inanição enquanto espera socorro; com as rações alternativas de combate (RAF) que são um cardápio completo para soldados em situações em que cozinhar não é viável.

    As RAF’s podem ser poucas para um homem muito grande, mas é comida suficiente para um homem médio.

    Atualmente, as tropas do morro do Alemão estão se alimentando disso. Vejam o vídeo: http://regimesedietas.com/comida-de-soldados-do-exercito/

    • Muito bacana Nathalia!

      Ví o vídeo e realmente fiquei impressionado pela variedade do cardápio! Seria muito legal termos um meio de adquirir estes produtos aqui no Brasil.

      • quem fabrica esse kit no Brasil é a http://www.cellier.com.br/

      • Legal! Visitei o site e a única coisa que observei como ponto negativo no produto é seu tempo de validade de apenas seis meses… creio que de acordo com o preço compensaria mais armazenar grãos e suprimentos naturais que podem durar o mesmo tempo se bem armazenados…

      • Julio,

        Desculpa intervir no último comentário, mas o armazenamento básico de grãos comuns, em garrafas pet tem validade minima de 5 anos – 10 anos se bem feito. Logo envio o link do video que fiz, usando 10% de um salario mínimo para esta preparação, gerou um estoque de 30k de arroz tipo 1, na minha casa corresponde ao consumo de 6 meses deste grão e outra coisas mais, como caldo de carne em tabletes, leite condensado e etc.

      • Olá Andrade,

        Não se preocupe quando à intervenções, creio que não me expressei direito no comentário abaixo. Disse que os grãos poderiam durar o mesmo que as rações fabricadas pela Celliar, porém não disse que esse também era o limite de validade dos mesmos, desculpe pela falta de clareza.

        Seria muito bacana se você enviasse o link do vídeo para nosso e-mail (sobrevivencialismo@gmail.com) pois poderíamos postar ele para todos terem acesso mais fácil a essa informação.

        Abraços.

      • Enviei um email veja lá depois.
        Só pra finalizar achei a lista de complementos da ração e seu valores em peso e calorias:
        macadãmia 1 un ( 8g) 111 cal
        cast do pará 1 un (16 g) 160 cal
        Leite em pó integral 1 colher de sopa (20g) 99cal
        Caldo de galinha 1 tablete (12g) 35 cal
        Goma média 1 unidade (6g) 18 cal
        paçoca 1 porção (30g) 382 cal
        Granola com castanhas 1 barra peq, (40g) 370 cal!
        Sopinha liofilizada 1 pct (22g) 530 cals!!!!

        Este é o complemento usado, todos itens com duração similar de 6 anos ou + á vácuo, é um pacotinho de nada com quase 1500 calorias extras.

        Pra montar em casa aconselho manter as castanhas na casca, e escolher bem as sopas, algumas são armadilhas hehe, sem gorduras e etc feitas pra pessoas em regimes alimentares com baixas calorias….queremos é energia!

        isso aí galera, até mais.

  • Olá galera,
    Conheço a ração dos EUA e acompanhei seu uso em um curso.
    No 2º dia, na marcha ou no trabalho duro, só com ela vc começa a vacilar, com os sintomas básicos que a pouca comida acarreta, incluindo desgaste gastro-intestinal. O kit militar vem com jujubas, nozes, castanhas, leite em pó, tem um troço muito melado parecido com uma paçoca e 1 barra de cereais (salgadas ou doce). São pequenos saquinhos de acompanhamento pra cada barra, isso acaba virando um… um… sei lá… mingau? guizado? Estava frio e eles misturavam as barras no fogareiro, esfarelam a barra em sopas individuais, moem e jogam em pães rudimentares. Pura, dura e seca substituem no maximo 1 ou 2 refeições, no mais faltaria força pra lutar, correr, trabalhar etc…

    • Primeiramente, bem vindo mr_andrade!

      Realmente esta observação foi algo que pude notar, no segundo dia estava com um sentimento de fraqueza, apesar de não estar com fome. Realmente acredito que na situação em que estava não conseguiria lutar ou fazer esforços durante muito tempo.

      Obrigado pela grande contribuição e continue sempre por aqui!

      Abraços.

      • Obriigado pelas boas vindas!

        De forma alguma rações devem ser despresadas ou tomadas por ineficientes, elas mantém sim um homem vivo, porém parado, é ideal pra uma vigia por ex. onde o fogo denunciaria posição, sustenta até a tempestade passar etc. 2400 cal é para se manter em pé, mas não soma-se o gasto energetico do trabalho e aí aperta. Agora, some todas as vantagens desta ração com alguma outra preparção, uma horta doméstica, uma conserva qquer, caça, ou o complemento que os soldados lá usam e o item terá potencialidde plena!

  • Anderson Cavalcanti

    Muito bom o review. Importante lembrar que as rações de emergência não foram pensadas para serem saborosas. Ao contrário, a ideia é que sejam suportáveis, para que o possuidor de tal ração em um kit de emergência não sinta-se tentado a comê-la antes de outro alimento comum. Imaginem um soldado em campanha que resolvesse lanchar a ração por ser saborosa e depois sofresse por falta de comida…

    • Acabei não vendo suas resposta ao Julio Cheda e postei o mesmo conteúdo logo abaixo, foi mal.
      Sobre o sabor é exatamente isso que você falo, uma coisa que descobri também e achei muito interessante no caso dessa ração da vitta é que ela faz o efeito esperado em uma situação de emergência que você necessite somente da espera do resgate o consumo dela pode ser feito a cada 24 horas. Agora caso você necessite da atividade física não sei qual seria a indicação.

      • Anderson e Bruno,

        Obrigado pelas sugestão. Já entrei em contato com a empresa e estamos aguardando o retorno da mesma para que verificar se será possível receber uma amostra dos itens deles para testarmos e mostrarmos para vocês.
        Quanto à questão do sabor da ração, achei realmente muito inteligente a percepção do Anderson, pois realmente não seria fácil conter militares esfomeados de comer seus pacotes racionados de suprimentos… para mim já foi difícil não comer duas barras de uma vez, imagine se fossem saborosas!

        Vale lembrar que estamos muito felizes e satisfeitos com a participação de vocês leitores no blog, sentimos cada vez mais ânimo para escrever mais e mais!

  • Obrigada por compartilhar as informações. Na vdd tem duas empresas brasileiras que vendem esse tipo de alimento, inclusive líquido. Eles fabricam para navios em caso de naufrágio.
    Estou em contato para saber os valores, quem sabe fica mais em conta!?

    Grande abraço.

    • Olá Nathalia!

      Primeiramente bem vinda ao blog! Seria muito legal se você pudesse disponibilizar os valores e locais de compra para esse produto, pois poderíamos adquirir uma unidade e testar para que vocês possam ter uma opinião prévia!

      Abraços!

      • Anderson Cavalcanti

        Uma dessas empresas: http://www.sosvitta.com.br/p211.php?l=br
        E a ração líquida deles para naufrágio é água…

      • Venho acompanhando desde o começo esse Review, interessante a ideia de se ter na mochila uma ração de emergência, lendo o que a Nathalia posto, que existem duas marcas brasileiras resolvi pesquisa um pouco, encontrei uma empresa a SOSVITTA http://www.sosvitta.com.br. acredito que você devam consegui uma amostra com eles.

      • Eh o seguinte galera: o pessoal da SOS Vitta tem a ração líquida e a sólida. A Ração sólida custa R$20,00, ela tem outros 6 pacotinhos individuais dentro, acho que é um farelo tipo paçoca.

        A líquida custa R$6,00 e dentro tem 4 sachês de 125ml, totalizando 500ml.

        Ambas tem a validade de 40 meses.

        Para adquirir entre em contato com comercial@sosvitta.com.br

        Eles vendem qualquer quantidade.

  • Tenho interesse. Sei como comprar no ebay, mas se pegarmos em quantidades maiores, o frete será menor, principalmente se por EMS, que é uma transpotadora mais barata do que a UPS ou DHL.

    Eu gostaria de saber se esse produto pode entrar no Brasil sem problemas ocm a Anvisa? já que a Receita Federal está muito rigida com as novas leis da Associação de Vigilância Sanitária para produtos inibidores de apetite ou suplementos alimentares.

    É a minha primeira vez que entro nesse site, estava procurando sobre REDES DE DORMIR e achei sem querer e gostei muito.

    Parabéns pelo trabalho soldado. 😉

    • Olá Willy!

      Bem vindo ao blog, espero que você aprenda e contribua muito conosco! Uma das grandes vantagens é que conversei com o pessoal da Red Flare Emergency Supplies e eles concordaram em enviar o quanto for necessário para nós, até mesmo sugeriram declarar a compra com um valor abaixo de R$50,00 para não pagarmos taxas. Não sei lhe responder acerca das questões com a ANVISA, o item que comprei chegou sem grandes complicações porém não sei se o mesmo chegou a ser fiscalizado.

      Abraços.

  • Olá, Julio, obrigado pelo review. Valeu pelo sacrifício.

    Parece um bom produto, mas esse negócio de ter a consistência de biscoito de nata pesou para mim. Detesto essas coisas farinhentas….hehe

    Mas como funciona, é o caso de pensar em comprar umas embalagens….

    • Penso como você, mas se imaginarmos a situação onde estamos em uma crise é melhor ter biscoito de nata farelento do que não ter nada para comer, rs.
      Logo postaremos uma review sobre produtos Liofilizados, estamos apenas com dificuldades de arranjar tempo para elaborar o post!

  • Olavo Borges

    Gostaria de comprar algumas embalagens, se forem adquirir mais contem comigo, grato.

  • Julio me avisa se der certo que tenho interesse em provar, abraços

  • Diego Ferreira da Silva

    Uma dica seria associar a ração com outro produto de longa duração, caso por exemplo das frutas em passa (banana, uva, etc.) que também contem pequena quantidade água (uma vez que se desidrata cerca de 75% da água da fruta). Ainda, como foi citado, utilizar outros tipos de produtos emergenciais. Claro que sairia um pouco mais caro, mas associar pelo menos 3 tipos de produtos, além de ser mais fácil de digerir, pode lhe render mais dias de alimentação (Ex: café da manhã – ração + banana passa; Almoço – alimento liofilizado/ ração militar como strogonofe ou outros; jantar – ração e fruta passa ou somente um dos ítens). Apesar de levemente pesados e ocupar certo espaço, preparados para bebes (as famosas papinhas da nestle) também servem de opção, e tem boa duração. Claro que não chega a ser um banquete, mas um ditado diz que “em tempos de guerra não se limpam as armas”.
    Se estamos nos preparando, devemos conhecer também nossos limites. Comer só uma coisa, com um único sabor, é ruim. E perder a força psicológica é a pior coisa numa situação de crise.

    Até mais…

    • Olá Diego!

      Concordo plenamente com suas colocações. No momento estou tentando negociar um preço mais acessível com a Mountain Foods para que eles nos mandem um exemplar da comida deles. É um produto Liofilizado com duração de 25 anos e o cardápio é muito variado, desde lasanha à peixe frito!

      Porém, como nem tudo são rosas, eles querem cobrar cerca de $300 dólares para nos enviar um suprimento que dure uma semana.

      Se essa negociação der certo, logo vocês terão saberão pelo Twitter!

      Abraços!

  • deixa eu ver se entendi:cada pacote custa $40.00 e da para uma pessoa por 3 dias certo?
    o ruin e so comprar do ebay,tinhaamos que comprar uma boa quantidade para aproveitar o frete…tenho interesse…

    • Exatamente Cássio, são R$40.00 por uma ração Datrex 2.400 calorias que duram 3 dias para uma pessoa. Porém devemos lembrar que esse valor já tem o frete incluso, sem ele creio que o preço caia para cerca R$20,00.

      Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s