Semana Zumbi: os mortos andam na Indonésia?

Com a expansão das informações através de um curto espaço de tempo, hoje em dia temos acesso a qualquer tipo de conteúdo, portando as informações que são passadas através dos sites ou redes sociais muitas vezes se tornam muito confusas, gerando várias interpretações por quem leu a informação. Esta imagem, que correu o mundo no começo de 2010, que se tratava de um zumbi na cidade de Tojara – Indonésia.

Mulher Zumbi na cidade de Tojara – Indonésia.

O ritual:

Tana Toraja é o nome de uma região que fica na ilha de Sulawesi, na Indonésia, e a milhares de anos seu moradores creem que quando um ente querido se vai, este passa por um julgamento no céu. A crença ainda diz que o morto só terá um bom julgamento se for bem sucedido na sua vida que passou pela Terra.

O êxito obtido pelo julgamento só de dá se o morto chegar ao céu levado por vários espíritos de animais, por isso em certas épocas do ano ocorrem o sacrifício de animais em cerimonia  como búfalos, vacas e porcos. Porém o custo é elevado e como na maioria das vezes a morte chega de surpresa, a família pode passar anos e anos juntando dinheiro para que o ente querido tenha uma cerimonia fúnebre digna.

Desta forma o cadáver pode esperar muito tempo até ser enterrado em seu túmulo definitivo. Diz a lenda em Tojara que quando isso acontecia, o cadáver saia caminhando pela cidade, dai vem a lenda que existem Zumbis na Indonésia vagando por ai procurando o seu túmulo, porém jamais pode ser chamado pelo seu nome, tocado ou encarado. Se isso acontecer o defunto cai e corre o risco de nunca chegar no seu lugar definitivo.

Isso realmente acontece?

Existe uma lenda dizendo que quando a família concluía a construção do túmulo permanente, o morto se levantava de sua “morada” provisória até chegar na sua definitiva tumba, porém este fato nunca foi documentado realmente, com excessão desta imagem. O que acontece neste processo ritualístico seria uma forma de purificar o cadáver para que ele tenha um descanso merecido, pois já que passou por poucas e boas na Terra.

Se este fenômeno de zumbis caminharem realmente pela cidade acontece, nunca saberemos. Mas que a imagem é esquisita, isso é.

Este é o post final da semana zumbi, esperamos que vocês tenham gostado desse momento de descontração e opinem sobre a nossa iniciativa! Você conhece mais sobre esta ou outras histórias falando a respeito deste assunto? Compartilhe com a gente…

Anúncios

4 Comentários

  • Para quem gosta do tema, sugiro ler sobre o Gollen de Praga.

    Lourenço
    (divertindo-se com seus HTs à manivela, que acabaram de chegar do Amazon.com….hehe)

  • Realmente são nesses momentos que vemos o quão vasto é o mundo, nunca saberemos o que acontece em todos os seus pequenos cantos…

    Muitas lendas, histórias e contos, porém todas essas saíram de algum lugar ou divergiram de algum fato real (minha opinião).

  • Pela imagem, parece mais uma vítima da Lepra. A postura não parece ser compatível com o caixão mostrado.
    Pelo que zei, mesmo os casos de “zumbis” no Haiti eram, na verdade, pessoas drogadas por sacerdotes locais, que acabavam dadas por mortas e enterradas. Acordavam sepultadas, e após alguns dias o sacerdote a desenterrava, para que lhe service. Evidentemente, aparentavam um estado de semi-consciência, pelo choque da situação e pelo reforço das doses de drogas.

    • Lourenço:
      Muito interessante o que vc escreveu sobre os zumbis do H
      aití!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s