O Apocalipse chegou: Quem morre primeiro?

Este é um assunto que provavelmente vai deixar a maioria dos leitores contrariados. Se você se ofende facilmente, ligue a TV ou algo do tipo. A questão é debatida por todos interessados em sobrevivência: Se o apocalipse inciar, quem morrerá primeiro? Em outras palavras, qual grupo de pessoas não irá conseguir e vai cair mais cedo?

Geralmente, a resposta de quem é questionado (especialmente aqueles que são sobrevivencialistas) é a mesma:

– Acostumados ao sistema

– Alienados

– Peregrinos (Hippies, mendigos e outros)

– Drogados

Essas são respostas já esperadas e estereotipadas. Mas quem as responde nunca considera onde eles estão encaixados. A maioria simplesmente assume que estará super bem, sem ter fundamentos muito sólidos para essa afirmação.

Se o apocalipse realmente acontecesse, pense sobre o que realmente aconteceria e quem seria afetado:

– Sem comunicações

– Sem hospitais, clínicas ou médicos

– Sem farmácias

– Sem pensões ou benefícios sociais

– Sem governo ou agências para dar assistência

– Sem ajuda, sem comida, sem entregas à domicílio

Entende? Se você vive de qualquer forma de assistência do governo, então você está em risco. Isso inclui militares veteranos, seguros sociais, planos de saúde e todos os outros.

De repende, a discussão parece muito maior.

Imaginemos um homem de vinte e poucos anos saudável que mora em um condomínio fechado, dirigindo uma BMW a toda a velocidade em uma área urbana tentando fugir. Ele é uma ameaça real a outro de sessenta e poucos anos que dirige uma motocicleta e tem uma prateleira cheia de comida e uma picape funcional em casa. Um está saudável e o outro está tomando uma prateleira inteira de medicações. Quem ganha em uma luta?

Os acomodados ao sistema podem ser diminuídos, mas não se esqueça que eles se adaptaram ao sistema. Eles atualmente sabem como pegar medicamentos de graça, comida de graça, passes de ônibus gratuitos e descontos em lugares para dormir. Em um sistema tão inflexível, eles conseguiram manejá-lo para pegar o que eles querem e precisam.

O mesmo pensamento irá ajudá-los a sobreviverem em um apocalipse. Eles irão se adaptar e descobrir onde o sobrevivente solitário guarda comida e roubá-la porque é a forma que eles vão conseguir sobreviver. Eles podem cheirar “coisas” e tomá-las como deles. Cuidado com esse grupo, eles são mais perigosos do que você pensa.

Próximos, drogados. Drogados não se importam se estão sujos, se roubam, se outros morrem ou se ofendem alguém para conseguir a próxima dose. Mais que tudo, eles pessoalmente não se importam se eles vivem ou morrem, afinal, estão bombeando para dentro de seu corpo químicos perigosos sem considerar o perigo a sua saúde.

Com certeza, eles são os mais perigosos para todos os sobrevivencialistas. Eles irão atrás de você e das suas coisas se eles pensarem que você tem álcool, cigarros ou drogas que eles precisam. Não vão pensar duas vezes em matar ou machucar para pegar o que precisam. Os drogados também vão se adaptar às situações muito mais rápido do que os “presos na lama” que pensam que suas preparações são o bastante para lidar com a situação.

Próximos, os obesos. Eu não me importo se você tem cinco anos de comida e um rifle de alta precisão em casa se após correr meia quadra fica sem fôlego. Com o tempo que você leva para se virar e se levantar da cama, o mais jovem, mais rápido e muito mais ágil saqueador vai te desarmar, te jogar no chão e ver você se debater como uma tartaruga de barriga pra cima.

Não caia neste mundo imaginário apresentado na internet onde o “Ele pode ser lento mais tem habilidade” derrota hordas inumeráveis nas ruas da cidade. Aqueles que se adaptarem primeiro no mundo pós apocalíptico vão ganhar. E eles vão ganhar por estarem preparados agora no mundo pré apocalíptico. Este post tem o intuíto de motivar você a repensar sobre a sua segurança e rever alguns conceitos acerca do que você considera uma ameaça em situações adversas.

A maior regra que devemos ter incrustrada em  nosso pensamento é: Não somos tão bons como pensamos.

Fonte: Off Grid Survival 

Até.