Armazenando comida: Dicas sobre o que estocar

Saber como guardar comida para sobrevivência de longo termo é uma habilidade essencial que poucos têm. Como dito no post anterior, nossos ancestrais tinham esta necessidade, porém como as cidades cresceram e mercados tornaram-se presentes em todos locais, essa prática foi abandonada. Agora, em tempos incertos e com grande potencial para crises, falta de alimentos e conflitos políticos, muitos estão aprendendo como guardar comida e outras necessidades novamente para tempos de emergência. Aqui vão algumas dicas de como guardar comida para sobreviver.

Então vamos às pequenas dicas:

1-

Crie uma lista de estoque detalhando que alimentos você deve incluir, o que você já tem e o que mais você precisa. Consulte os passos abaixo para recomendações básicas, apesar de que mais leitura é recomendada.

2 –

Faça uma lista de compras detalhando o que você precisa comprar (consultando o passo anterior). Depois de pesquisar preços e disponibilidade, liste  as melhores fontes perto de cada item. Quando você aprender a estocar comida, esta função será mais fácil e feita naturalmente.

3 –

Compre e prepare locais para armazenar sua comida. Para guardar grãos e afins use potes de 3 ou 4 litros, que podem ser encontrados em lojas online ou em lojas de utensílios domésticos. Potes menores são úteis para açúcar, sal, farinha e outros. Alguns alimentos já virão devidamente armazenados, como os enlatados. Lembre-se de sempre utilizar recipientes feitos para armazenar comida, que não soltem substâncias no alimento.

4 –

Compare os preços e fontes enquanto você compra, anotando todas as mudanças na sua lista de compras para futuramente saber onde comprar itens mais baratos.

5 –

Compre uma variedade de itens enquanto você constrói seu estoque de comida para emergências. Por exemplo, se você destina 50 reais por mês à isso, separe este valor em diferentes categorias em vez de comprar sal em um mês e açúcar no outro. Se você precisar destes suprimentos antes do que esperava, você terá ao menos um pouco de cada.

6 –

Guarde água, pelo menos o bastante pra duas semanas (4 litros diários). Rotacione este estoque de água, visto que armazenada ela tem validade de 6 à 12 meses. Se você possui um posso com bomba manual, você não precisa guardar água, mas se não tiver este é um requisito crítico para alguém dependente do sistema de distribuição de água da cidade. Em todos os casos, certifique-se de ter um bom filtro de água com filtros extras guardados.

7 –

Escolha grãos, farinha e feijões para o seu estoque doméstico. A boa coisa dos grãos é que quando bem armazenados em recipientes selados eles podem durar até por uma década.

8 –

Adicione cereais, calculando o seu consumo diário.

9 –

Adquira os suprimentos necessários para usar seus itens armazenados. Se você comprou grãos de café, você tem que comprar e aprender a usar um moedor. Para preparação de emergência, eu recomendo um moedor manual em caso de falta de energia. Um filtro de água, um iniciador de fogo, kit médico, lanternas e cobertores quentes também são essenciais.
10 –
Compre feijões na variedade que você mais gostar, armazenando da mesma forma que os outros grãos.
11 –

Se você possui um freezer, adicione bifes, galinhas e peixes congelados. Carnes desidratadas (como charque) e carne enlatada também são recomendadas.

12 –

Lembre-se de adicionar leite em pó, manteiga e queijo desidratados ao seu estoque.

13 –

Armazene um litro de adoçantes (mel, melaços, cana de açúcar, açúcar bruto) por pessoa na casa.

14 –

Não se esqueça de adicionar ao estoque óleos e gorduras vegetais, que são catalisadores no processo de cozinhar.

15 –

Inclua pequenos luxos como frutas secas, nozes, chocolate, café, chá e outros itens em quantidade para sua família aproveitar. Se as coisas estiverem tão duras que você está baseando sua alimentação somente no seu estoque, uma barra de chocolate ou um copo de chá pode trazer conforto.

Você deve lembrar que cada um possui gostos diferentes e come quantidades diferentes, este é só um guia primário para você saber por onde começar. No próximo post, falarei sobre os erros comuns cometidos por iniciantes em estocagem de alimentos.

Conteúdo traduzido e modificado do site eHow.

Até.

Anúncios

22 Comentários

  • Tamiris Santos

    Gerador de energia não entra na lista? Acho muito válido

  • ANA ZUZARTE

    GOSTEI,VOU FAZER.A BIBLIA NOS FALA SOBRE ESTOCAR,CHEGARAO TEMPOS TERRIVEIS.

  • Douglas Medeiros

    Ola Julio, eu sempre acompanho as suas publicacoes e estou montando o meu estoque de alimentos. Ja possuo uma boa quantidade de alimentos estocado. A minha dúvida é referente adicionar a farinha de milho (fubá) as preparacoes.
    Penso em usar para fazer polentas principalmente, pois trata-se se um prato barato para ser produzido.

    Qual a sua opniao sobre armazenar fubá? E quanto tempo ela duraria armazenada? Eu procurei na internet mas nao achei niguem falando sobre isso.

    Obrigado

    • Oi, bom dia! O fubá, acredito que pode ser considerado como pertencente ao grupo de grãos, que se bem estocados e selados, podem durar até uma década. Estou usando uma seladora à vácuo para guardar esse tipo de alimentos.

  • Ótimo artigo! Sobre os “pequenos luxos”, eu diria que não são exatamente luxos, são quase básicos. Frutas secas são ótimas fontes de energia e as nozes podem servir de alimento exclusivo, caso vc não tenha nenhum outro alimento à mão, já que contém muitas vitaminas e proteínas indispensáveis ao organismo. O café e o chocolate são estimulantes, e se forem de qualidade, são também nutracêuticos, isto é promovem alimentação a nível celular. Além disso ele são excelentes “mantenedores do otimismo” em situações extremas. Se eu tivesse pouco espaço ou impossibilidade para carregar alimentos, estes seriam os componentes de minha alimentação básica por até uma semana, sem nenhum prejuízo para a saúde de modo geral, talvez incluindo aí alguns brotamentos para refrescar o sangue. Inté!

  • Olha, em 2013 fiquei desempregada e foi a primeira vez que senti na pele o desespero de não estar preparada. Foram 3 meses praticamente sem nada em casa, com ajuda de parentes para comer e pagar energia e agua. Depois disso, passei a planejar minha vida para os próximos 12 meses. Sempre tenho a poupança, estoque de alimentos primários em casa, adianto pagamentos de mensalidades como a faculdade e também uso o cartão de crédito exclusivamente em casos extremos mesmo, e em poucas vezes. Planejamento é tudo, e o caos pode chegar de um dia para o outro. Hoje minha família pode passar por restrições, mas não por desespero. Abraços.

  • Muito Bom!

  • Marcus Vinicius

    Achei esse link sobre conservação de alimentos, super completo e tudo bem explicado:
    http://www.ebah.com.br/content/ABAAAA8BkAC/armazenamento-alimentos
    🙂

    • Completo e bastante suscito!

  • Gostaria de enaltecer um produto importantíssimo para se estocar, o qual deve ser estocado em abundância pois não estraga.
    Ótimo para a saúde (Usado com moderação), para o paladar, para conservar carnes, e que pode ser facilmente usado como moeda de troca.
    Esse produto é o SAL. (Barato e insubstituível).
    Lembrando que o termo salário, vem do sal. Do pagamento em sal que era feito nos primórdios da civilização.
    🙂

    • Marcus Vinicius

      Nao vi que tinha um usuario com o mesmo nome que o meu.
      Mudei para Marcus Vinicius
      Desculpa xará…rs

    • Concordo plenamente! De nada adianta estocar anos de comida e esquecer-se do básico!

  • Lasie Martins

    Eu e meus pais usamos essa técnica quando residimos no interior do estado de Goiás, em 1986/87, em uma fazenda que não tinha energia elétrica. Lembro-me bem disso, segue abaixo um pequeno tutorial:

    1- Escolher a carne, sem nervuras e sem ossos;

    2-Fritar a carne, em banha de porco, até dourar;

    3-Muito IMPORTANTE -> NÃO COLOCAR SAL ;

    (o Sal atrai água do ambiente, a água estraga a banha)

    4-O recipiente para o acondicionamento da carne deve estar
    esterilizado e seco;

    5-Retirar a carne que está fritando direto no recipiente, e cobrir
    com a gordura fervente, pelo menos três centímetros;

    6-Normalmente usa-se latas de 20 litros, mas eu prefiro vidros de
    conserva, aprendi a fazer em um curso, mas uso essa técnica para guardar comida pronta, também: ex.: feijão, molho de tomate, cebola, temperos com ou sem carnes, alguns tipos de doces, as próprias conservas de vegetais. São técnicas bem simples e fáceis de fazer, e os vidros de conserva são mais fáceis de achar e de manusear.

    • Olá Lasie,

      Ótimo tutorial, fez uma boa adição ao conteúdo do post.

      Obrigado!

  • Maravilha! Estou aguardando…
    Abraço!

  • Pingback: Quatro erros que sobrevivencialistas podem cometer |

  • Prezados,
    Lendo o item 11, lembrei-me das histórias que minha mãe contava sobre a infância dela nos idos anos 50 onde a sua familia moravam em fazendas de café. Ela dizia que para conservar as carnes de caça que meu avô trazia, cozinhavam as carnes em um tacho e deixavam por longos periodos as carnes dentro da própria gordura por longos periodos. A medida que precisavam consumir, a carne era retirada do tacho e aquecida no fogão à lenha. Penso que esta técnica pode ser usada em caso de colapso, quando não houver mais energia elétrica para sustentar os freezeres/refrigeradores.
    Att, CivilSob.

    • Olá Amigo,
      Essa técnica é muito importante visto que não podemos contar com energia elétrica para geladeiras em caso de crises prolongadas. Uma das outras opções é defumar a carne, mas o processo que você citou é muito mais simples!

      Abraços!

    • Olá!
      Gostaria de saber mais sobre essa técnica. Meus avós também a utilizavam porém, não sei exatamente como é o processo. Por exemplo, em que tipo de recipiente eu posso guardar a carne? Quanto tempo ela dura?

      • Olá Eron,

        Geralmente a carne é guardada em recipientes com banha, assim ela pode durar até três meses. Mais para frente farei um post explicando a técnica corretamente ok?

        Abraços.

  • Pingback: Centésimo Post! |

  • Bruno Freire

    Ótimo post, a estocagem de alimentos é uma prática comun em alguns lugares do mundo, você pode fazer a sua desde que tenha uma noção de armazenagem, pois um com um erro, seu estoque não dura nem 1 semana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s