O quanto de terra você precisa para viver do que planta?

Um dos melhores caminhos para se preparar para uma crise de longo período é ir para uma propriedade onde você consiga viver da terra e ser o mais autossuficiente possível. Se você já é um sobrevivencialista ou preparador por algum tempo, você já percebeu que esse é o caminho mais interessante e quem sabe até já planeja em fazer essa transição. Contudo, um dos problemas primários que as pessoas enfrentam ao escolher uma propriedade com esse foco é determinar qual o tamanho ideal de terreno para conseguir viver do que você planta com sucesso.

O tamanho ideal

climate-change-effect-global-warming-farming-land-965021

Quando você começa a pensar sobre comprar uma terra onde você pode viver de maneira sustentável existem muitas coisas para se considerar. A recomendação básica para uma família de 4 pessoas que objetiva cultivar a maior parte da comida que precisam é adquirir um terreno entre 1 e 4 hectares. A Organização de Agricultura e Alimento dos EUA estimam um número maior, chegando a 7 hectares por pessoa para atingir a completa autossuficiência.

Entre todas estas estimativas, no final quanta terra é realmente necessária para você conseguir sobreviver? Então, desculpe decepcioná-lo mas não há uma resposta ideal. Geralmente a regra é que quanto maior a terra, mais opções você terá. Contudo é possível viver parcialmente autossuficiente de pedaços de terra bem menores se você modificar o seu estilo de vida. Tudo dependerá das necessidades da sua família, os métodos que você escolhe produzir comida e como vai ganhar dinheiro com tudo isso.

Como um guia bruto, vamos definir uma família de quatro pessoas que consome em média 2.300 calorias por membro e tem preferência por uma dieta mais baseada em plantas, assim conseguimos pensar em parâmetros mais calculáveis.

Para atingir esse total de 9.200 calorias diárias uma horta tradicional precisaria ter 0,70 hectares de tamanho. Em uma dieta que inclua carne e ovos você precisará de um espaço muito mais amplo dedicado à criação e cuidados com os animais, a não ser que estes vivam em regime confinado, o que torna o manejo e cuidado mais fácil.

Para descobrir quanto de terra você precisa para viver sem estipulações como as usadas acima você vai precisar analisar uma série de fatores adicionais:

  • Necessidades nutricionais e dieta
  • Temporadas de plantio
  • Clima
  • Nível de habilidade
  • Qualidade do solo
  • Suprimento de energia alternativa
  • Tamanho da casa e prédios anexos necessários
  • Recursos próximos disponíveis

Comece calculando o número de calorias que você precisa por dia/pessoa. Determine quais tipos de comida você prefere e os requerimentos de caloria de cada uma delas. Faça seu próprio estudo sobre os cuidados necessários com animais e também sobre o uso inteligente do espaço no caso de plantações. Mais que tudo isso, crie uma meta de qual é o seu ideal de sustentabilidade a ser alcançado.

Quanta terra você precisa dedicada a produção de comida?

soyfields

Uma das atividades primárias associadas ao viver autossustentável na sua terra é ter fontes confiáveis de comida. Para muitas pessoas, a fonte óbvia é uma horta. Todos nós conhecemos já o sistema tradicional de horta, feito em linhas, mas existem muitas outras maneiras de aproveitar seu terreno. O tamanho da horta que você precisa baseada no tamanho de sua família somado a técnica de plantio escolhida vai gerar um grande impacto no tamanho de terra para cultivo que você precisará.

Métodos de plantio que valem ser pesquisados:

  • Sistema tradicional de coluna;
  • Plantio Lasanha;
  • Compostagem;
  • Permacultura;
  • Plantio companheiro (Companion Planting);
  • Aquaponia;
  • Hidroponia
  • Plantio em recipientes móveis;
  • Plantio vertical;
  • Paisagismo comestível;
  • Plantio em canteiro elevado;
  • Plantio de trincheira;
  • Plantio em micro fazenda (Micro Farm Gardening).

Muitas pessoas têm conseguido sucesso plantando em pedaços de terra muito menores do que o recomendado usando estes métodos alternativos. Para os falantes em inglês, vale conferir o vídeo abaixo que mostra uma família que mora na cidade em um lote de tamanho convencional e não só conseguem produzir tudo o que comem como também vendem o excedente, pagando suas contas somente com o que produzem. Pasme… Eles geram 2.7 toneladas de comida ao ano:

Outras maneiras de conseguir comida

Existem muitas outras maneiras de conseguir comida para sua família, incluindo a criação de animais como galinhas, cabras, coelhos e gado.

Se você escolher a criação de cabras para a carne ou leite, você vai precisar de mais terra do que se escolher animais menores como galinhas ou coelhos. Tenha certeza de calcular o espaço que cada animal precisa para que você possa criá-los de maneira eficiente.

Lembre-se, existe muito mais a se pensar do que comida. Mantenha em mente que você também precisa pensar no consumo de água tanto para sua família como para suas plantas e animais. Além disso, se você mora em local frio deve lembrar que lenha pode vir a calhar também, o que exige ainda mais espaço.

Fontes de renda e troca

108113521-f-56a82eda5f9b58b7d0f15d65

Para maioria das pessoas se tornar autossuficiente significa viver da terra, mas não se esqueça que você ainda precisará pagar contas e comprar itens que não produz. Isso significa que parte do seu planejamento deve considerar gerar renda a partir da sua propriedade! Seguem alguns métodos interessantes para ganhar algum trocado:

  • Reprodução e venda de animais;
  • Venda de couro de animais;
  • Venda de ovos e galinhas;
  • Criação e venda de minhocas;
  • Trabalho com madeira, marcenaria;
  • Venda de hortaliças;
  • Venda de leite;
  • Venda de frutos;
  • Confecção de geleias e produtos coloniais

Essa lista pode ter centenas de linhas. Tudo dependerá da sua criatividade e principalmente, habilidade. Muitas pessoas descobrem na prática que viver de maneira autossuficiente é algo que se conquista de maneira gradual, é um processo que possui vários estágios diferentes. Se você está recém começando sua jornada é importante procurar por um local que lhe dê capacidade de expandir e se aprofundar na área que for se identificando conforme você vai para a prática e aí, ganhar dinheiro com isso.

Dicas de quem já errou

Não importa o quanto você leia e ache que saiba, quando aplicar os conhecimentos na prática naturalmente vai perceber que errou em vários pontos. Muitos já erraram, e aqui vão alguns pontos de atenção:

  • Terra barata? Desconfie. Se o terreno parece bom demais para ser verdade é porque talvez seja furada. Não se prenda a paisagem! Se estiver enfiado de cabeça na ideia de autossuficiência analise tudo: Disponibilidade de água, composição do solo, clima, documentação do local e todo o resto;
  • Lembre-se do acesso! Pois é, você e eventuais visitas precisam chegar com facilidade até a terra. Os terrenos mais baratos geralmente possuem acesso ruim, leve isso em consideração, especialmente em temporada de chuva. Uma terra com acesso muito complicado pode exigir o aluguel de tratores para manutenção da via;
  • Respeite a temporada de plantio! Se você plantar na época errada, não vai colher nada. Tenha paciência e estude bastante antes de pegar a enxada;
  • Escolha apenas um tipo de animal no começo e depois vá adicionando gradualmente outras espécies e tipos de cultura para evitar ficar sobrecarregado. É importantíssimo conhecer todos os detalhes de criação de uma espécie antes de começar a criar outra, caso contrário problemas vão acontecer por você não dar conta ou desconhecer do manejo necessário nas diversas situações.
  • Vá devagar. Não aposte todas suas fichas na terra que você recém comprou, vale manter dinheiro entrando de suas outras fontes até você se sentir experiente o suficiente para focar só na propriedade.

Conclusões

Em resumo, não há um tamanho “certo” de terra para você comprar. O espaço vai variar de família para família de acordo com inúmeras escolhas e estilos de vida. Lembre-se então dos pontos principais que determinam o tamanho da sua terra ideal:

  • Clima e temporada de colheira
  • Qualidade do solo
  • Tamanho da família
  • Nível de habilidade dos residentes
  • Métodos de armazenamento de comida
  • Orçamento disponível
  • Pretensão de lucratividade com produções
  • Nível de autossuficiência desejado

Sente-se com seus entes queridos e passe por todos esses pontos, analisando-os de maneira bastante profunda e realista. Depois, nos conte… Qual o tamanho de terra que você julga ser ideal para seu projeto?

Até.

Anúncios

9 Comentários

  • Os EUA recomendam uma área maior pois o clima deles não permite safras multiplas como o nosso, além de que as técnicas de platio deles são péssimas para nós, como por exemplo, o revolvimento profundo do solo. Eles fazem isso principalmente por causa da camada de gelo que se formam no frio, o que não acontece aqui. Infelizmente, importamos os modelos dos EUA e da Europa, que são basicamente nocivos quando usados em terras brasileiras. Causam erosão, degradação, empobrecimento do solo, etc., requerendo cuidados e insumos cada vez mais intensivos e com perda de produção.
    Não esqueçam que se forem usar esses sistemas citados no post, é necessário fazer pousio (exceto talvez no caso da permacultura, dependendo de como for feito). Portanto, uma parte da área sempre estará “sem uso” se recuperando e não deve entrar no cálculo total de área disponível. Leve em consideração somente a área “produtiva”.
    O assunto é extenso e poderia ser mais aprofundado em outros posts.

  • o ideal seria uma ecovila .. ou um kuibutz como em Israel .. algoo com pessoas dedicadas a cada funcao .. creio que a logistica acaba se tornando bem barata com um determinado numero de pessoas terras///espacoe maquinas apropriadas .. …

  • Ótimo conteúdo!

  • Célio Freitas

    Ótimo texto, assunto muito pertinente!
    Esse é um de meus assuntos prediletos, sou engenheiro agrônomo, quase 40 anos de formado, e já ajudei algumas pessoas a responder essa pergunta. (hoje não trabalho mais na área)
    As variáveis citadas no texto são muito bem colocadas!
    Há algumas pesquisas sobre isso, no Brasil, IBAMA, INCRA, alguns órgãos de pesquisa e assistência técnica estaduais…
    De maneira geral, precisa de 1,5 hectares para uma pessoa, (no Brasil), mas há economia de escala, 3 ha., por exemplo podem ser suficientes para 4 pessoas, na maioria da região Sul, Sudeste e Centro Oeste do Brasil.

    É preciso incluir nesse cálculo:

    Frutas para 12 meses (maior ocupação da terra) pode ser feito um calendário de colheita para ter frutas o ano todo, depende e varia com a região.
    Arroz, milho e feijão.
    Hortaliças em geral
    Proteína Animal (Galinhas – frangos, ovos e esterco, coelhos carne, esterco e couro, cabras ou vaca – depende de alguns fatores – carne, leite, couro e esterco, Abelhas, polinização dos vegetais, cera, mel e própolis, peixes) a escolher entre os citados dependendo da característica da propriedade.
    Lenha: precisa de um pedaço com eucalipto ou pinus para suprir essa necessidade para não usar madeira nativa e ter mourão de cerca e madeira para outros usos.
    Uma área de preservação permanente, principalmente onde tiver água.

    E sem dúvida, muito trabalho a ser feito!

    Mas garante segurança alimentar, tanto pela disponibilidade e qualidade, certeza de que você e sua família não consumirão plantas transgênicas.
    Gratificante e melhor que academia para manter a forma…

  • Alexandre André Stefanini

    Excelente artigo! O vídeo foi bastante esclarecedor. Eles plantam em, aproximadamente, 400 metros quadrados. E foi bastante esclarecedor pois conseguiram os resultados atuais somente 10 anos depois. Bastante realista.

  • Victor Matheus

    Sempre me perguntei a respeito, ótima matéria, bem esclarecedora! Parabéns!

  • Eu estive pensando bastante sobre isso, sobre Homestead e tal. E eu tentei desenvolver alguns designs teóricos em terrenos. Tem algumas calculadoras por exemplo no site Morning Chores que indica quanto você tem que plantar de cada planta de acordo com o número de pessoas que você tem que sustentar, sugiro que deem uma olhada, enfim… Eu cheguei a conclusão que um terreno de 4 hectares é uma média boa pra uma família de 4 pessoas.
    MAS, vale lembrar, que você pode tentar aprender tudo que existe de função numa fazenda, mas é praticamente impossível e inviável que você vai conseguir transformar toda a sua colheita num produto final decente pra poder consumir ou vendê-lo sozinho. Então o ideal é juntar umas 3-4 famílias de confiança que já tenha uma certa afinidade com você, comprar um terreno de tamanho respectivo e dividí-lo em cartório, assim você montar a sua própria vizinhança e podem realizar trocas de comida e mantimentos.
    Assim também, aumentando a segurança do local, já que a área rural não é esse paraíso todo que as pessoas imaginam.
    Seria uma espécie de condomínio fechado para sítios, creio que já exista isso por aí, mas não é muito colocado em prática, na minha concepção é o melhor método atualmente para quem quer ir para a área rural.
    As vezes as pessoas pensam em se retirar para o mato e voltar pra idade média no seu sítio, usar enxada o dia todo, mas eu me pergunto se essa deveria ser realmente a ideia boa? Tem tantos estudo de permacultura, desenvolvimento sustentável etc. A humanidade não sobrevive sozinha, é mais válido montar uma espécie de comunidade, e ao mesmo tempo trazer inovações para o local que estão trabalhando e morando.
    Novas fontes de energia, formas mais tecnológicas de se trabalhar a terra e plantações, de forma que seja natural sem o uso de agrotóxicos e que diminua o esforço diário. A tecnologia deve ser utilizada! Para quem foi criado em cidades grandes e quer mudar para uma área rural não vai ser o paraíso como elas imaginam, é necessário estar sempre evoluindo mas em acordo com a natureza.
    Enfim, só um relato de uma opinião minha. Precisamos nos integrar a natureza e não dominá-la ou ser dominado por ela.
    Valeu, comam suas verduras.

    • Célio Freitas

      “Então o ideal é juntar umas 3-4 famílias de confiança que já tenha uma certa afinidade com você, comprar um terreno de tamanho respectivo e dividí-lo em cartório, assim você montar a sua própria vizinhança e podem realizar trocas de comida e mantimentos.”
      Excelente ideia Caique!
      Já tentei fazer isso anos atrás, mas não consegui…

      • exatamente caique … eu tambem percebi isso … tentei produzir kefir bulgaricos e iogurte caspian sea … pensei poxa produxo comida barato para familia toda dodo mundo gostya de iogurte conssigo leite barato dum produtor aquii sao alimentos probioticos rico valor nutricional ….. mas na pratica [e complicado trabalhoso fazer e manter todoos os iogurtes juntos e nao e todo mundo que come por causa que o sabor nao e comoo o do mercado .. pode ate viraser mas da trabalho e mais custo ,maisd tempo …eu queestava querendo uma aprocimacao da alto sulficiencia vi como e importante o comercio e comoo sao dificil de encontrar esse tipo de alimento … queria que tivece alguem para me vender pronto heheh ..mas e muito interessante e acho muito importante tambem ter essas nocoes e essa busca.. digamos .. essa foi so uma das percepcoes e experiencias que tive ..

Deixe uma resposta para Caique Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s