Greve dos caminhoneiros: Como se preparar se a situação piorar?

Com a greve dos caminhoneiros já em seu quarto dia o país tem apresentado uma série de problemas estruturais: Cidades inteiras sem combustível, mercados e farmácias com produtos em falta e dezenas de indústrias fechadas por falta de matéria prima. O que você pode fazer para se preparar se o cenário ficar cada vez pior?

Vamos tentar nos manter controlados para não trazer o “eu avisei” durante todo o texto, pois entendemos que se você caiu nesta página é porque está buscando por ajuda para se sentir mais seguro, não arrependido. Por isso, vamos ao que você pode fazer para que toda essa situação cause o menor impacto possível em sua vida!

Já é tarde para correr atrás do óbvio

gasolina

Se você já recebeu diversos avisos de postos de gasolina sem combustível em sua região, não saia como um louco tentando encher seu tanque. A chance é de que se ainda houver algum local para abastecer ele estará com uma fila enorme e muito provavelmente não sobrará combustível para quando sua vez finalmente chegar.

Se você for sortudo e morar em um local onde os postos ainda estão funcionando de maneira adequada e a “corrida pela gasolina” ainda não começou, vá encher seu tanque. Rápido.

Chegou a hora de racionar

reserva_tanque

Se você tem meio tanque ou até um quarto dele, ECONOMIZE. O que mais vemos acontecendo é pessoas mantendo hábitos de conforto durante um cenário de escassez, e essa é a fórmula para o desastre. Chega a ser desesperador ver pessoas passeando pelas ruas como se estivessem em férias! Nós não estamos em uma crise apocalíptica, mas certa cautela sempre é bem vinda.

Por isso, se você pode ir andando ou de bicicleta para o trabalho, vá! Use seu carro/moto para situações altamente essenciais, pois caso uma emergência acontecer a última coisa que você quer é ficar sem meios de transporte.

Quanta comida você tem em casa?

pantry-cans-kitchen-cabinet-today-160201-tease_9f2948cb52fd924c7fa9486795cf57f6

Com os mercados sem abastecimento a tendência é que diversos itens comecem a faltar nas prateleiras. Mais que isso, em breve (MUITO EM BREVE) poderemos encontrar uma multidão de pessoas que teve a mesma ideia de comprar comida caso a coisa fique pior. Neste momento em que estamos postando este texto você ainda está algumas horas na frente deles. Aproveite isso.

Quando você for ao mercado não foque em extras, pense no básico. Arroz, feijão, óleo e semelhantes. Você precisa considerar um estoque de pelo menos dois meses de comida básica na sua casa.

Não é só comida que pode faltar

Nós recentemente fizemos um vídeo sobre alguns outros itens domésticos que podem fazer falta se a greve se estender. Dê uma olhada aqui:

Fique atento para todos os itens apresentados no conteúdo acima, eles com certeza podem prejudicar a sua segurança e saúde caso comecem a faltar nos seus armários.

Atenção redobrada para crimes

xsaques-mercado-pagespeed-ic-rlaxptu8jf

Por sorte a situação irá se resolver e não chegaremos a este ponto, mas como sempre, vale a pena prevenir do que remediar. Com a escassez de produtos, vêm o aumento da violência. Aqueles que não tiverem os recursos que precisam poderão tomar o caminho mais fácil e começar a saquear mercados e efetuar os mais diversos crimes.

Vale lembrar que se tudo se intensificar em breve a polícia fica sem combustível em suas viaturas e diminui ainda mais sua eficiência…. Ou seja, é cada um por si.

Por isso, evite entrar em ambientes onde está havendo confusão entre muitas pessoas (mercados cheios, filas apertadas e semelhantes), fique atento com as movimentações na sua região e se comprar comida ou abastecer seu carro não comente ou mostre isso para ninguém. Se relatos violentos começarem a surgir, é hora de trancar as portas e preparar a munição (Ah… você não tem uma arma? Sinto muito, os bandidos têm).

Tenha algum dinheiro em mãos

674074-970x600-1

Não, não o seu cartão. Dinheiro. Impresso. Geralmente em situações de crise a primeira tendência é que os poucos mercados com recursos restantes comecem a aceitar somente dinheiro a vista, então vale se precaver e ter alguma coisa em mãos para caso isso realmente aconteça.

Não somente isso, mas o dinheiro é muito mais versátil até durante eventuais negociações entre vizinhos! Nunca se sabe quando você vai precisar oferecer 50 reais para o vizinho te dar 1 kg de arroz. Prevenção, lembre-se disso.

Conclusão

Se você chegou até aqui, faça a sua lista de afazeres e parta para ação, NÃO ESPERE PARA VER SE VAI PIORAR. Na pior das hipóteses você tem um pouco mais de comida em casa e economiza para o mês que vem! O seu ímpeto de se proteger já está aí, caso contrário não teria lido este texto…. Então vá, prepare-se!

Ontem conversamos por uma hora falando sobre como você pode ficar mais preparado e como essa crise pode evoluir. Se quiser conferir, aqui vai:

É importante salientar que nós não queremos que a sociedade entre em colapso e nem torcemos para coisas ruins acontecerem. Muito pelo contrário, admiramos a postura dos caminhoneiros que estão exigindo seus direitos por meio das armas que eles possuem, e acredito que eles sejam o exemplo do que precisamos fazer para este país ter um futuro mais brilhante.

Mas independente de política, lembre-se que você precisa comer e alimentar seus familiares. Nós sobrevivencialistas temos um estilo de vida que é focado em manter as nossas vidas e de nossas famílias em segurança por meio da preparação, estocagem de alimentos e defesa armada. Talvez seja a hora de você entrar para o time.

Até.