Vi algo errado acontecer e não fiz nada… – No fio da navalha Ep.33

Existe um fenômeno que explica a falta de reação dos brasileiros quando colocados em uma situação de ajudar o próximo ou se engajar em projetos sociais. Vamos falar sobre isso hoje.

Você já passou por situação semelhante? Reconhece formas de lutar contra essa “apatia social”? Deixe seu relato nos comentários!

Até.

Anúncios

5 Comentários

  • isaac santos

    O brasileiro é sofre do efeito espectador em toda eleição, vota de qualquer jeito esperando que outro resolva.

  • Wladimir Castro

    Olá Júlio. Vou direto ao ponto. Não sou um expectador … sou daqueles que se envolve mesmo e se não dou conta por mim mesmo da situação ou o momento, procuro soluções para resolver. O quê me deixou preocupado é como ser um apoiador do canal … pois assisto frequentemente suas matérias curto, compartilho com meus amigos, e redes sociais … mas me senti dispensável por não apoiar mais efetivamente para com o canal …

    • Olá Wladimir,

      Antes de qualquer coisa devo dizer que fico feliz com o seu apoio! A proposta não é desvalorizar aqueles que não podem ser apoiadores financeiros, apenas explicitar a relação que temos hoje com a grande maioria do público. Eu entendo que tudo isso soa vitimismo ou até mesmo ganância, mas hora ou outra é frustrante para nós, criadores de conteúdo, termos tantas pessoas acompanhando nosso trabalho e ver as contas não saírem do vermelho no final do mês. Até hoje o Sobrevivencialismo “vampiriza” a Via de Fuga para continuar pagando por seus gastos, e isso impacta nossa empreitada de formas complicadas.

      Em um mundo cheio de guerreiros de causas virtuais é muito cansativo ver que grande parte do discurso para exatamente nisso: na fala.

      Ainda assim, agradeço a sua crítica e vou repensar sobre estes aspectos, não é nem de perto a minha intenção desvalorizar pessoas que seguem, compartilham e divulgam de várias formas nossos materiais, afinal, isso é o que nos faz crescer.

      Um grande abraço,
      Julio.

  • Verdade Júlio, o brasileiro se omite na maioria dos casos, quando se depara com uma situação em que alguém precisa de auxílio, …mas acho que essa atitude também tem muito a ver com o meio em que foi educado, à maneira como aprendeu a compartilhar, e ver a necessidade do outro(próximo).!

    • Com certeza, Janina. Quem sabe aos poucos mostramos que há “aprovação social” para os que ajudam… Em um mundo onde curtidas em fotos importam, talvez seja uma forma de recuperar esse valor de empatia perdido.

      Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s