Sobrecast 57: Defesa e Liberdade (Com Tony Eduardo – Clube 38)

Qual é a correlação entre liberdade e o direito de se defender? E onde entram as armas de fogo nesse negócio todo? Hoje vamos conversar com Tony Eduardo, diretor da escola de tiro .38 sobre esse tema complicado e potencialmente polêmico!

Segue a versão em áudio para você conferir e baixar:

Caso você prefira ver a versão em vídeo como alguns disseram, estamos começando a também documentar a conversa e colocá-la em outra plataforma, chamada BitChute. Aqui vai:

https://www.bitchute.com/video/STZIF9jHya89/

Adoraria ouvir sua opinião sobre este papo bastante interessante. Qual a sua visão? Existe correlação entre ser livre e poder ter armas?

Até.

Anúncios

5 Comentários

  • Excelente podcast!

    Quando o Eduardo falou sobre o bandido roubar na certeza, algum tempo atrás vivenciei exatamente isso, ou no mínimo uma situação muito suspeita.
    Estava meio escuro e parei no semáforo com o vidro abaixado somente uns 10 cm. Quando uma moto parou do meu lado pedindo informação sobre uma rua e expliquei 2x pra ele. Mas notei que ele estava chegando cada vez mais perto do carro e quando ele literalmente colou no vidro, automaticamente tentei subir o vidro e ele se apoiou no vidro.
    Por sorte minha, eu não estava com os braços e mãos apoiadas ao volante, então o suspeito não tinha visão do que estava fazendo e também não havia nenhum objeto a vista no interior do veículo. Ele até perguntou pra mim o que eu tinha nas mãos e já meio puto falei que não tinha nada. Então acredito que na dúvida, ele desistiu de me roubar, até porque ele se ligou que eu já estava atento naquela situação.
    E isso foi somente uma das várias situações que já passei, porque nesse país o que não falta é violência e bandidos. Parece que não dá pra abaixar a atenção 1 minuto sequer.
    Isso não é vida, porque literalmente não temos tranquilidade ao sair de casa. Podem me achar um louco, mas prefiro muito mais ameaça de desastres naturais (vulcão, terremoto, furacão e etc), do que todos os dias ter o risco de ser assaltado, sequestrado, no caso das mulheres correrem o risco de estupro, ter minha casa invadida e a família feita de refém ou acabar morrendo por conta de um badidinho imbecil. Hoje em dia, os ladrões estão matando por nada… as vítimas entregam os pertences e mesmo assim eles acabam matando.
    E se não tivermos controle mental, acabamos entrando em paranóia e vira uma bola de neve…

    Se existe correlação entre ser livre e poder ter armas?
    Acredito que num contexto libertário sim, afinal seríamos livres para escolher ou não o direito de ter armas. Agora num falso sistema democrático disfarçado como no Brasil, isso não acontece porque o Estado foi contra a vontade da população de manter o direito de se armar.

    Muito legal mencionarem o Brasil Paralelo, pois produzem um excelente material independente refutando aquilo que o Estado quer que acreditemos.
    Seria muito legal um dia, vocês entrevistarem o pessoal do Instituto Mises Brasil ou o Rafael do Ideias Radicais. Estou aprendendo bastante sobre esse lado libertário.

    Fico num dilema e gostaria de ouvir a opinião de vocês.
    Eu não fui criado nessa cultura armamentista, mas gosto muito sobre o tema. No post sobre Liberdade, comentei que apesar de apoiar 100% o direito do cidadão em portar arma, eu não optaria como meio de defesa.
    Acredito que se todas as defesas falharem, a arma de fogo é a única solução. Mas aí que entra o meu dilema… ter que chegar ao extremo de matar alguém mesmo que seja em legítima defesa. Fico imaginando o baita trauma psicológico que isso pode gerar e as consequências posteriores.
    Será que tudo isso é influência da contaminação do Estado, em punir cada vez mais o cidadão em legítima defesa e passar a mão na cabeça de bandido? Desencorajando a população civil a se proteger?

    PS: Um breve comentário sobre aquela pessoa que simplesmente falou ”quanta bosta” sobre o conteúdo, meus parabéns jovem. Você só mostrou o quanto o Estado lhe doutrinou muito bem.

  • Caro Lobo, mandou muito bem!
    Quase que 100% concordo com o Tony!
    Sensacional as opiniões do Tony, lúcidas e surpreendentemente lógicas em sua imensa maioria, algo sobremaneira raro em uma nação já desintegrada!
    Só discordo em detalhes pontuais.
    O maior, é a questão de defesa do fraco (o silly duck), o fraco é o suporte do estado criminal, é o covarde, é o traidor, é o IRRESPONSÁVEL, ao passo que o forte é o camarada que busca o aprimoramento, é o responsável em busca do aprimoramento. Não se defende o fraco, o fraco é o burro, e entendo que é melhor um inimigo do que um amigo burro, visto que o inimigo me obriga a me fortalecer, já o amigo burro pode me matar em uma estupidez repentina, e com o amigo estarei desarmado!
    A defesa moderada não tem sentido, afinal um inimigo vivo vai voltar e poderá nos eliminar em uma emboscada, assim no embate a execussão é fundamental. Deixar o inimigo se recuperar e se reorganizar é garantir que ele virá de forma muito mais brutal e letal na próxima vez, e pior, poderá atacar os membros frágeis de nossa familia, as crianças e mulheres, inimigo quando manifesto deve ser eliminado para a nossa garantia e de nossa família seguros!
    O comunismo é uma desgraça, só que a democracia nivela por baixo, todos são aquilatados no mesmo nível e com mesmo valor, em suma é a MESMA COISA que o comunismo, se estabelece que qualquer um é patrimônio do estado,. tanto é que assassinato é crime, ou seja, é subtração do estado de um patrimônio dele e ele ataca coibindo a subtração pois cada cidadão é um escravo em última análise!
    Com relação ao nacional socialismo, não creio que qualquer um de nós esteja aparelhado para o debate, pois quem conta a história é sempre quem ganhou e quem ganhou nem sempre é o que é o bom, embora a própria questão de bom e mau seja completamente relativa.
    Para um gentio o velho testamento é um manual de brutalidade, roubalheira, maldades e abominações, para um judeu é a essência da correção! Logo tampouco existe o certo ou errado, existe o adequado a nós e o adequado aos inimigos, o resto é retórica política de relativisação que visa o clássico: divide et impera!
    Entendo que o regime mais adequado à massa é a monarquia, governa o que se preparou para governar e não pode erar pois se errar condena a própria descendencia, uma banal questão de causa e efeito!
    Embora entenda que entre pessoas saudáveis (algo que já não existe em minha opinião, visto que só o doente entende que os outros, médicos, são responsáveis pela nossa saúde e axiomaticamente “mens sana in corpore sano”) basta a ANARQUIA!
    O socialismo;comunismo,, democracia ou plutocracia é um conceito que defende o covarde, o irresponsável, o fraco, e esses agentes são agentes da opressão estatal e também individual!
    Assim entendo que na situação atual as armas têm que ser entregues pelo estado PARA TODOS, pois o estado e seus agentes não são medidas de nada que preste e se liberam elas mas garantem a manietação do cidadão explorado não por fraqueza, mas por manobras de leis criadas por completos salafros e julgadas por juizes que se auto escolhem embora aleguem que o poder emana do povo é condenar mais uma vez os desarmados à leis dos armados!
    Entender que alguém fez errado baseado em nossos conceitos é entender que nossos conceitos são as medidas de todos, e não são, cada qual tem sua própria medida, e a medida coletiva não tem sentido, poisvalerá a da maioria e não a dos mais eficazes, dessa forma entendo que a lei mais eficaz é o código de Talião, código de Hamurabi, olho por olho, dente por dente!
    Pois dizer que algo aconteceu por “acidente” é o mesmo que dizer que um irresponsável pode desgraçar outro cidadão, isso é a pressuposto da leniencia, para os amigos tudo, para os inimigos a força da lei.
    Sociedade sadia é a sociedade onde o indivíduo é responsavel por tudo que faz desde sempre ou poderá ser eliminado por um descontente pore suas ações EGOISTAS E IRRESPONSÁVEIS!
    Ou seja, ser “punido por ter errado” não tem coerência, pois nossas medidas não são as dos outros!
    No caso do Lula, ele está sendo punido porque foi ESTÚPIDO, em vez de ensinar a saúde, a integridade e responsabilidade, ele “ensinou o alcoolismo, glamourizando seu alcoolismo, a estúpidez glamourizando seu semialfabetismo e sobretudo por nunca ter lido Sun Tzu, e sobretudo desconhecia que si vis pacem, para bellum!
    No mais o Tony matou a pau!
    É isso Lobo, mandou muito bem!

    • Olá Vapera,

      Primeiramente agradeço pelos comentários que tem deixado aqui no portal, todos muito bem embasados e interessantes – verdadeiros agregadores de conteúdo e sementes de debate. Sobre sua visão apresentada acima, confesso que vejo alguns pontos muito interessantes e outros que apesar de bonitos não sei se funcionariam na prática sem uma grande quebra dos padrões sociais vigentes (lê-se morrer muita gente).

      Mas me fez refletir, e por isso, obrigado.

      Abraço.

      • Caro Lobo, o que faço aqui é minha forma de agradecer o material que já vem proporcionando a bastante tempo (desde bem antes de sua barba “messiânica” 😀 ), aprendi muito em seus trabalhos, não só os seus, mas sobretudo os seus, pois mantem o ritmo sem esmorecer!
        Até afiar facas aprendi com sobrevivencialistas como vc, e acabei vendo que sou também da mesma “casta”!
        Entendo o que diz, também senti que a solução infelizmente passa pela “devastação” de muita gente, mas é interessante que perceba que isso não será um trabalho feito por nós sobrevivencialistas, mas sim pelos próprios “condenados à morte”!
        Veja que achar que um médico nos vai ajudar é demente, ele pode até ajudar, mas ele não perderá nada além de um paciente se nós morrermos, e até ganhará muito se fnós ficarmos dependentes deles em tudo!
        E quase todos fazem isso, deixam nas mãos dos outros suas integridades e segurança, veja o caso da segurança pública, as pessoas acham que policia salva e na verdade ela não está conosco sempre como NÓS estamos sempre! Uma mulher voltando para sua casa em uma noite qualuer precisa é de arma, é de habilidade de combate, e habilidade mortal, pois estuprador é um ser que não merece viver, e se viver, estuprará (matar em vida uma mulher, mata a honra, mata a dignidade, que é inclusve uma proposta em tese pétrea de nossa constituição) sempre que puder, e mulheres em meu entendimento são as depositárias do destino humano e dessa forma atacar uma mulher é atacar a vida, é atentar inclusive contra a pátria e sobretudo contra a humanidade (a questão pederasta é isso, ataque a mulher diuturno, é campanha de ódio contra o órgão máximo da vida, a porta de entrada da formação da vida e saída de uma vida formada), e são esses personagens que em grande parte serão eliminados. Isso é seleção natural depois de mais de 2 mil anos sem seleção natural!
        Como vê, quando um membro nosso gangrena a solução é arrancar ou então morremos no todo!
        Tem um filme onde um trekker em um deserto estadunidense fica preso pelo braço em situação irremediável, ele não teve escolha, o braço era amado, mas teve que dançar para ele se salvar. A humanidade chegou nesse ponto, estamos imersos na degeneração total, e todos acham que smartfones, drones, polícias, médicos, estado (aquele estado “protetor” que fala) farão a diferença em situação extrema, e sabemos bem que nãoi farão, mas mesmo assim todos preferem manter a proposta hedonista como a salutar, e não é!
        Já salvei inúmeros afogados e TODOS sem excessão não sabiam nadar, mas mesmo assim iam para o mar! Isso é demente, isso é até psicopata, é corrupção com o pr[oprio ser!
        Os gordos preferem achar que os outros tem que ter paciência, tolerância e tudo o mais com eles, mas não largam os maus hábitos não só alimentáres, são pessoas egoistas que preferem f…der os outros do que mudar seus comportamentos nefastos, ISSO É CORRUPÇÃO NA VEIA, é ser corrupto a tal ponto que se corrompem seus próprios corpos!
        E a sociedade é leniente com isso, pois eles geram divisas para as maiores industrias do planeta, as farmacológicas, as farmáfias!
        Percebe que nós não temos como ajudar os outros se eles não querem?
        Eles parecem o cara que se afogou mas se recusa a aprender a nadar contando com o “salva vidas”!
        Sei que não posso ir muito adiante pois acabarei pegando muito pesado embora nunca saia do tema sobrevivencialista, até porque sobreviver eé preservar uma sociedade SADIA e não degerada!
        Não se culpe pela desgraça alehia, pois somos frutos de nossas ações, faça a sua parte, fique forte e se os outros quiserem seguir seu exemplo, o farão, mas você se colocar em rico pelos outros não tem sentido!
        Assim não sinta pena de quem está entorpecido e confiante no analgésico para deixar de sentir dor.
        Nem vou adentrar a questão do alcool, drogas no geral (sobretudo as das farmáfias) e má alimentação, pois senão a galera vai ficar p da vida contigo, pois só nessa tacada já cutuquei muita ferida de muita gente!
        Obrigado você pelo seu site e pela coragem de postar textos duríssimos que eu posto!

  • muito bom esse podcast

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s