Supremacia branca nos EUA e Liberdade de expressão – No fio da navalha Ep.17

O evento violento que aconteceu em Charlottesville só foi uma pequena demonstração do que temos enfrentado na humanidade. Intolerância, cegueira ideológica e crescentes discursos de ódio estão deixando o que está ruim ainda pior. É hora de parar e pensar um pouco.

Adoraria saber a sua opinião sobre o que dissemos no vídeo. Nosso Brasil precisa de mais argumentos e menos posturas de “fanboy” completamente cegas.

Apesar de ser um terreno delicado, está na hora de conversarmos mais sobre política de maneira bem fundamentada e visando estimular o debate. O que acha disso?

Até.

Anúncios

11 Comentários

  • A polarização ideológica, seja de cunho racial, político ou religioso, só serve para a velha fórmula de dominação: Dividir para governar!
    Atualmente o Brasil foi dividido em “esquerda” e “direita”.
    Para derrubar um governo eleito de esquerda, que iniciou um projeto nacionalista – modernização das FAs( submarinos, helicópteros, caças e outros projetos), investimento no setor naval, investimento em empresas nacionais privadas e projeção de influência externa na América Latina e costa africana – interesses de grandes potências foram desafiadas, sobretudo os EUA e China! Nenhuma potência deseja o surgimento de mais um grande “player global”! É um clube de auto-mutilação, mas qdo uma nova potência surge, se unem para aniquilá-la.
    Ora, seria ingenuidade alguém achar que a derrubada do governo petista se deu por simples movimento doméstico! Prova disso é que não houve nenhum questionamento oficial das grandes nações! Bastava os americanos questionarem o atual governo para este cair na hora!
    Se fosse um governo de direita a começar um projeto nacionalista, forças de esquerda seriam fomentadas, inclusive com sindicatos cooptados a iniciar greves infindáveis a travar o país! Assim foi no fim do governo militar!
    O problema não ser de esquerda, nem de direita nem ser comunista ou sei lá o quê! O problema é sermos NACIONALISTAS, fortalecendo nossas empresas, desenvolvendo tecnologias próprias(principalmente militares).
    Nacionalistas sempre serão defenestrados ou lançados ao ridículo, como fora o saudoso Dr. Enéas.
    Obs.: Li que a ala evangélica pretende aumentar sua bancada em 20% no Congresso nas próximas eleições e aumentar cada vez mais. A próxima cisão social será de cunho religioso!

  • Julio, ótimo vídeo! Mas se esta faca na mão era merchan de algum patrocinador, ficou meio forçado. Argumentar botando a faca “na cara” do espectador não é boa estratégia.

  • carlossilvapb

    Júlio, é pior ainda do que você cita nesse vídeo. Porque as pessoas acham que quem está contra seus argumentos é que são a “massa de manobra”. Outra coisa: Os brasileiros são tão arrogantes que, mesmo quando descobrem que seus argumentos estão completamente equivocados, ainda assim os defendem porque “não querem dar o braço a torcer”. Um exemplo bastante comum hoje em dia é que uma pessoa que defende determinado grupo político não é capaz, ou pior ainda, não quer ver os benefícios que a administração do grupo contrário trouxe. Se limitam apenas a atacar apontar os erros, às vezes de forma tão agressiva, que até amizades de anos são desfeitas por causa de opiniões contrárias! Ou seja, além do viés de confirmação já tomar conta de nossas vidas, através das bolhas de informação criadas (não sem intenção, pode ter certeza) pelas mais diversas mídias, a razoabilidade está cada vez mais rara de se encontrar. Chegamos à um ponto tal que as pessoas não vão para as ruas protestar porque acham que os protestos irão apoiar o grupo político que elas não querem ver no poder. Os tons de cinza perderam-se (a não ser no título daquele livro softporn tão famoso que virou até filme), e tudo virou uma questão dual, uma questão de lados, uma questão de extremos. Vemos isso até nas questões relativas ao aquecimento global (há uma guerra no Youtube entre os que defendem e os que refutam o aquecimento global antropogênico, especialmente nos comentários dos vídeos. Assustador!).
    Finalizando: Não há novidade alguma neste tipo de comportamento. Desde sempre os poderosos usam o artifício de dividir para conquistar. E parece que nunca vamos aprender a lição!

    • Cara… EU deixei de protestar algumas vezes por conta exatamente disso… pra não dar moral pra Lula e companhia… e entendo que estava certíssimo em o fazer… as pessoas não são idiotas. Já percebem claramente quando um grupo político tenta manipulá-las… essa “polarização”, se é que existe, é apenas a revolta popular contra um bando de PILANTRA que ferrou o país e não vai passar tão cedo… nem adianta chorar sobre isso… vamos ver aonde isso vai dar… o pior é ver essa canalhada falando em pegar em armas pra tomar o poder à força, alegando golpe “burguês”… ou apoiando o ditador Maduro… as vezes eu rezo pra esses caras terem coragem de partir para as vias de fato só pra ver nossas forças de segurança varrerem esses caras do mapa… esses líderes estão ferrando o mundo todo… veja o que acontece hoje na Europa… o politicamente correto fez fronteiras serem abertas sem controle e hoje ocorrem estupros coletivos na Alemanha e França por parte de imigrantes islâmicos… o que você acha que vai acontecer em resposta? Cedo ou tarde isso vai revoltar a população a tão ponto que vão começar a mandar esses caras pro saco, indiscriminadamente… aí esses grupos de doidos aparecem, aproveitando a onda… TODA VEZ que o governo FORÇA o censo comum das pessoas ou permite que grupos de minorias DETERMINEM políticas públicas que são contrárias à vontade popular (o que alguns chamam de “ditadura da minoria”) esse tipo de coisa acontece… uma coisa é trabalhar no convencimento, a outra, COMPLETAMENTE DIFERENTE, é forçar a barra… cara… POLITICAMENTE CORRETO É UMA FORMA DE CENSURA!

    • “É mais fácil enganar as pessoas do que convencê-las de que elas foram enganadas” Mark Twain.

  • Não sou entusiasta e nem apoio qualquer movimento desta natureza, mas não vejo tal repercussão em relação a movimentos negros como “Black lives matter”. Ou então, quando saem às ruas com camisetas “100% Negro”. Ou então quando gritam “Poder para o povo Preto”.
    Acho que todos esses eventos e atitudes são extremistas. Sem exceção.
    Tenho a certeza de que, se eu sair à rua com uma camiseta “100% Branco”, serei considerado racista. Ou não?
    Dois pesos e duas medidas?
    Não dá…

    • Pois é… eu namorava uma garota negra quando jovem… uma vez fui expulso de uma reunião do movimento negro porque era branco… na boa? Esses caras são TODOS racistas…

  • O aumento populacional e a escassez de recursos é um convite natural ao conflito, o lado não importa , compreender o momento é mais importante, é preciso saber que as vezes pode ser necessário ate migrar antes da tensão atingir viveis criticos com o proposito de sobreviver

    • Você cita teoria neomaltusiana… não é por isso que os conflitos ocorrem… o aumento populacional é preocupante? SIM! Mas a tecnologia avança no sentido de aumentar a produção sempre que o mercado demanda… ainda falta muito para chegarmos a um limite de abastecimento, se é que esse limite existe… a questão é mais profunda… é cultural, política e ideológica..

  • Acho que tu ainda não entendeu o contexto segregacionista e fascista que está posto em nível mundial. Incorre no erro comum de achar que existe uma manipulação divisionista. A divisão é gerada por diferenças sociais e intolerância, não cabe discurso ou diálogo com a intolerância, ela é o câncer da razão e do conhecimento de deve ser combatida.

    • Só discordo no ponto em que você afirma não caber diálogo… DEPENDE! Enquanto não há violência envolvida entre os polos, cabe diálogo sim… trabalhar no convencimento é de suma importância para evitar o conflito… há de se buscar similaridades entre os membros dos dois grupos e iniciar um diálogo, ainda que estreito, a partir daí… e depois vamos expandindo… quando ocorre violência aí é PORRADA até restabelecer a ordem… ordem restabelecida? Inicia-se o diálogo novamente… encerrar o diálogo e combater só leva à barbárie, ao genocídio, à miséria, quebras de mercado, etc etc etc… e isso cria uma roda que se retroalimenta até longos períodos de tempo… veja o que ocorre no oriente médio há séculos, por exemplo… fundamentalismo é completamente estúpido. Uma coisa é ter convicção e nortear suas ações em função da construção do seu caráter… outra completamente diferente é se deixar cegar por isso. Diferenças oferecem, as vezes, pontos de vista singulares e inovadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s