7 itens que você deveria carregar todos os dias

Dentro da ideologia sobrevivencialista a ideia de carregar alguns itens específicos durante o seu dia é chamada de EDC, uma sigla que traduzida significa “Kit de porte diário”. Este seu kit precisa ser estrategicamente montado, o que pode não ser fácil no começo. Para te ajudar, hoje montamos uma pequena lista dos equipamentos que sugerimos para sua proteção.

Considerando que a maioria de nós vivemos no Brasil, tive que me ater aos itens mais simples e permitidos por lei. Sim, isso quer dizer que aqui não teremos indicações de armas de fogo – infelizmente. Outro ponto importante é que não vou recomendar produtos caros e inacessíveis, vou me basear no que é eficiente e pode ser comprado sem ameaçar sua vida financeira.

Aí vamos nós.

1) Uma boa faca

Um dos itens mais eficientes que você pode ter consigo é uma boa faca. Você não precisa estar em uma situação de sobrevivência para usar lâminas, afinal, hora ou outra sempre precisamos cortar alguma coisa – ou até mesmo tirar grampos de papel.

Ponto importante: Se você vive em região urbana, deverá optar por facas com lâminas menores que 10 centímetros, assim não terá problemas com a polícia. Lâminas maiores podem ser categorizadas como armas brancas.

Antes de comprar o primeiro modelo que aparecer na sua frente, pense em termos funcionais. Se você quer uma lâmina para lhe ajudar nas tarefas diárias a melhor saída é optar por canivetes multifuncionais que possuem também outras ferramentas inclusas.

Dentre as diversas opções de mercado, o correto é levar o seu bolso como guia. Uma opção acessível é a ferramenta Minitek, da Nautika.

Untitled-1.jpg
Clique na imagem para conferir as especificações do equipamento

Por ser pequena e leve pode ser carregada em seu bolso sem fazer grande volume ou incomodar. Além disso, conta com tudo o que você precisa para atividades diárias que não requeiram um uso mais extremo.

Caso você queira investir mais, um investimento muito legal são os canivetes da Victorinox. Além de possuírem diversas configurações também são donos de uma fama mundial por serem de alta qualidade e durabilidade. Eu fiz a resenha do que eu tenho em 2012 e até hoje ele está em ótimo estado (Clique aqui para ver o vídeo).

Se você trabalha com algo que envolva trabalho braçal é válido pensar em lâminas mais robustas, que podem servir para auxiliar no trabalho pesado. Contudo, vale lembrar que quanto maior a qualidade, maior o preço. Você deve procurar pelas seguintes características:

  • Full Tang: A lâmina se estende até o final do cabo, ou seja, é inteiriça. Isso confere à lâmina uma resistência muito maior;
  • Dorso de pelo menos 2mm: O dorso é a grossura da lâmina, que você pode conferir olhando “as costas” da lâmina. Quanto maior sua espessura, mais resistente ela será a impactos fortes;
  • Tipo de metal: Aqui entramos em uma área onde cada um tem sua preferência, mas eu particularmente sou atraído pelo aço 1030, visto que é resistente e fácil de afiar.

E por fim, se você não acha que vai usar uma faca durante suas atividades cotidianas e procura por um equipamento voltado para defesa pessoal, não poderia recomendar outro estilo de lâmina se não as Karambits. Este modelo é criado especificamente para defesa e seu formato de lâmina tem potencial altíssimo de causar danos à um agressor.

No mercado nacional a escolha mais popular é a Shark, da marca Tactical.

Untitled-1.jpg
Clique na imagem para conferir as especificações do equipamento

Vale lembrar que carregar uma lâmina para defesa pessoal não tem valor algum caso você não busque treinamento para manuseá-la da forma correta. Além disso, por mais óbvio que seja, não recomendamos que você reaja a um assalto a não ser que não tenha outra alternativa.

Quando se trata de facas, a escolha acaba sendo muito pessoal e guiada pelo gosto. Ainda assim, mantendo em mente as palavras funcionalidade e portabilidade você com certeza fará uma boa compra.

2) Um isqueiro

Ter um isqueiro é importante para lhe garantir a habilidade de fazer fogo – se você precisar.

Talvez você fique seduzido pelos isqueiros bonitos da Zippo, porém se você não for um fumante, eles não serão sua melhor escolha. Estes isqueiros além de grandes e relativamente pesados também perdem seu combustível com mais facilidade se não usados em longos períodos.

Sabe o que funciona perfeitamente para mim? Um simples e eficiente isqueiro BIC, desses que compramos em qualquer mercadinho. Eles retém o combustível por um enorme período de tempo e por serem baratos eu não preciso ficar me preocupando em mantê-lo em um lugar onde eu não os perda (especialmente em acampamentos).

Independente de modelos e escolhas, ter um isqueiro na sua mochila ou bolso é sempre importante.

3) Uma lanterna

Seja no escritório ou em uma fazenda, ter um meio de luz rápido e potente é imperativo para sua sobrevivência. No escuro estamos completamente vulneráveis, então carregar uma lanterna com você é uma maneira simples e eficiente de lhe deixar mais seguro.

Contudo, aqui entramos em outra área complicada. Com diferentes marcas e potências, escolher uma lanterna pode ser um grande desafio! Para não entrar em debates técnicos, vou explicar o que tem funcionado para mim e a partir daí você formula suas ideias. Aqui vão os critérios que uso para a escolha de lanternas:

  • Tamanho: Como vou carregá-la todos os dias na mochila ou bolso, quero algo pequeno e que não incomode;
  • Potência: Muitos são obsessivos em ter a lanterna mais potente do mercado, mas o que você realmente precisa é algo que lhe garanta visibilidade por pelo menos 5 metros na completa escuridão. Quanto maior a potência, maior o preço e maiores as baterias. Atenha-se à palavra funcionalidade;
  • Tipo de bateria: Se você não tem o hábito de recarregar suas baterias com frequência, procure por modelos que usem pilhas AA ou até mesmo AAA. Em caso de necessidade será mais fácil encontrar uma maneira de recarregá-la. Eu me acostumei com as baterias mais potentes pois comprei algumas reservas e as tenho sempre carregadas;
  • Resistência: Cuidado com as lanternas genéricas. Apesar de bonitas e parecerem resistentes, muitas precisam de apenas uma queda para nunca mais ligarem – experiência pessoal. Gaste um pouco mais e fuja dessas armadilhas.

Ganhei como presente de natal a lanterna Attack Q5, da Tactical. Já passou por vários maus bocados comigo, caiu no chão diversas vezes, ficou semanas sem ser recarregada e ainda assim está 100% funcional. Depois de perder mais de 4 lanternas por insistir em comprar as genéricas chinesas, estou me sentindo como um ganhador de loteria.

Untitled-1.jpg
Clique na imagem para conferir as especificações do produto

Não há nada mais desesperador do que estar na completa escuridão, desorientado e sem saber o que está acontecendo à sua volta. Carregar uma lanterna contigo pode salvar sua vida.

4) Uma caneta

Em diversas situações cotidianas uma caneta sempre acaba sendo útil para anotar pequenos lembretes, tarefas ou idéias. Apesar de hoje muitos terceirizarem isso para os aplicativos de celular, a vantagem da caneta é que ela nunca ficará sem bateria.

Em situações de sobrevivência elas podem ser utilizadas para deixar notas para o resgate indicando a direção para onde você foi ou até mesmo para desenhar um croqui (rascunho de mapa) da região onde você está.

Mas é claro, certifique-se de que sua caneta funciona! Eu particularmente prefiro as canetas tinteiras, mesmo sendo mais difíceis de usar para escrever sem borrar o papel. Outros, mais extremos, optam por canetas como as Fisher 400b, que escrevem em temperaturas extremas e até mesmo em gravidade zero.

5) Um bloco de notas

Não adianta muito você ter uma caneta mas não ter onde escrever. Eu sou um grande fã de blocos de notas e carrego sempre um comigo na minha mochila. Descobri que são muito úteis quando estou em campo e aprendendo técnicas diferentes ou apenas treinando rastreamento de animais.

Vale lembrar que é importante ter alguma espécie de capa para seu bloco não ficar molhado. Caso não tenha paciência para isso, pode comprar um bloco de notas à prova d’água como o Rite-in-Rain.

6) Um celular

Achou que eu não ia colocar isso aqui? Temos de ser realistas. Hoje grande parte de nossas atividades dependem do celular e precisamos adotar a tecnologia em nossas preparações para não ficarmos sempre taxados como os “antiquados” ou “primitivistas extremos”.

Eu pessoalmente tenho um Moto G. É simples, porém realiza todas as tarefas de comunicação e postagens que preciso para manter minha empresa e até mesmo este portal rodando. Além disso, você pode encontrar diversos aplicativos diferentes para aumentar a eficiência de suas atividades e monitorar seus exercícios físicos. Fiz um vídeo sobre isso, fique à vontade para conferir:

Caso o seu maior temor seja a baixa duração da bateria, saiba que você também pode recarregar seu celular das formas mais diferentes possíveis, o Diego fez um belo vídeo mostrando as técnicas:

De qualquer forma, ter um celular contigo pode salvar sua vida em desastres de pequeno porte, como acidentes de carro. Sim, celulares não vão funcionar em emergências maiores, mas eles são a melhor opção quando estão funcionando.

E se você estiver pensando agora “Mas e se um pulso eletromagnético nos atingir?” ou “Eu não quero o governo me seguindo”…. Me desculpe, mas as chances são de que se um pulso nos atingir seu celular será a menor das preocupações e provavelmente o governo não está nem aí para você. Mais vale correr “esses riscos” do que sofrer um acidente de carro na auto estrada e morrer por não ter como chamar por socorro.

7) Lista de informações e documentos importantes

Já que não podemos confiar cegamente nos nossos celulares (podem quebrar, descarregar ou serem roubados), é importante ter outro recurso.

O que eu sugiro é que você possua uma lista (em papel, laminado) com os telefones e nomes das pessoas de importância que você precisa contactar em uma situação de emergência. Caso você sofra um acidente, o resgate também pode usar esta lista para avisar seus parentes de maneira mais ágil, evitando desencontros e desespero.

Além disso é válido tirar cópias de seus documentos pessoais e autenticá-los em cartório, assim você pode manter os originais em casa. Se caso for roubado ou perder sua carteira, você não ficará desesperado tendo que pegar filas e filas para tirar a segunda via de cada documento perdido.

Conclusão

Carregar estes itens não te transformará em invencível, mas pode lhe dar mais recursos em uma situação de apuros. Acredito que quem já se encontrou em um cenário de emergência sabe o quão valoroso é poder ter opções e ferramentas adicionais para lidar com a situação à frente.

Recentemente traduzimos um belo texto do blog SHTF School onde há uma explicação detalhada da visão estratégica que você precisa ter ao montar um Kit de porte diário – vai lhe ajudar bastante.

O que você carrega no dia a dia? Concorda com as sugestões dadas neste texto? Adoraria saber sua opinião nos comentários.

Texto inspirado na postagem do blog Graywolf Survival.