Podcast 019 – Veículos Off Road

Todo sobrevivencialista sabe que ter um veículo preparado para andar em ambientes mais hostis é importantíssimo, afinal, para fugir de um cenário de crise ou simplesmente se divertir no final de semana é preciso ter o equipamento correto.

Para abordar este tema de forma simples e bem humorada convidamos o Samuel Serafin, parceiro de longa data do portal e que está diretamente envolvido com o mundo Off Road. Aí vai:

Espero que você goste do bate papo! Qualquer dúvida ou opinião, coloque nos comentários abaixo! Qual o seu carro Off Road “dos sonhos”?

Até.

Anúncios

40 comentários

  • Esse posto foi muito esclarecedor. Os comentários também ajudaram demais a esclarecer certos conceitos. Muito obrigado ao Julio e a todos que comentaram.

  • Olá pessoal, assunto muito interessante, tenho um jipe e adoro esse universo.

    Bom, realmente acho que a primeira coisa é definir exatamente qual será a função do veículo, se for divertimento, fazer trilha, curtir, qualquer um serve, porque até mesmo os perrengues de quebrar vai entrar na diversão, e a oportunidade de vc colocar a mão na massa e concertar o próprio carro vai ser legal, e acrescentar muito no conhecimento, quem compra um jipe provavelmente vai começar a entender bastante de mecânica. Mas preparem o bolso, mesmo fazendo a própria mão de obra, não é um esporte barato.

    Agora, se o caso for pensar em um BOV, percebo muito confusão de pessoas achando que vão estar bem servidos num jipe, provavelmente não é o veículo que esperam.

    Primeiro, no meu caso por exemplo, no Estado de São Paulo mesmo as estradas do interior, de terra batida, não é necessário um poderoso jipe pra trafegar por elas.

    Tenho um Lada Niva, viatura muito legal, espaço interno bom pra um jipe, porta malas legal, pode fechar a porta e trancar pois não é de lona, super divertido de fazer trilhas, tenho também um Renault Logan 2011 1.0, e se acontecesse uma situação de crise que eu precisasse pegar minha família, minha mochila, sair rapidamente da minha casa e me evadir, com certeza faria isso com o Logan.

    Tenho o Logan há dois anos, rodei mais de 60.000 km nesse período e nunca foi pro mecânico, só troquei oleo, filtros, pneus, etc. Econômico, anda bem na estrada (mantem 140km/h tranquilo em rodovia boa) e não da problema, se tivesse acontecido uma crise há dois anos atrás, até hoje eu não precisaria recorrer a um mecânico. Vou em cachoeiras com ele, claro que não é trilha, mas outros carros como o Honda Fit raspam o tempo todo e voltam cheio de barulhos, protetor de carter solto, o Logan vai e só volta sujo, sem ficar batendo nas pedras embaixo.

    Agora o Niva, nem sei dizer quantas vezes teve que ficar no mecânico e eu gastei fábulas com ele, autonomia baixa pois gasta mais combustível, acima dos 100km/h é tremedeira pura, a chance de quebrar é grande pois é um veículo antigo e sempre guardam surpresas, por mais conservado que seja. Jipes são carros que são feitos pra trilha, mas tudo o que vc coloca nele, pneus maiores, suspensão maior, tudo isso gera um desgaste bem maior também. São veículos feitos para terem manutenção preventiva constante.

    Então tem que pensar muito bem nessa questão, pois o conceito comum de veículos off road pode ser confuso.

    Se eu pudesse ter uma caminhonete diesel, cabine dupla 4×4 seria ótimo, espaço e força pra carregar bastante coisa, desenvolve bem no asfalto, estradas de terra tranquilo, pra mim seria a melhor escolha.

    Poderia falar muita coisa, mas vai ficar muito grande o texto.

    Abraço

    Bruno Menassi

    • Muito esclarecedor. Obrigado. Tive um Logan 10/11 1.6 também. Nunca me deixou na mão. E tem um porta-malas gigante….

    • Finalmente, outra pessoas, um jipeiro, com uma análise lógica, ponderada, objetiva… parabéns amigo… Veículo off road é uma coisa, é esporte, veículo de fuga B.O.V. é outra coisa… o pessoal tá confundindo isto demais !!!!! Quero ver numa situação de crise, um jipe quebrar, como o idolatrado TROLLER e arrumar peças para comprar….qualquer oficina mecânica, por exemplo, você acha peça para fusca, Uno, agora para um Troller amigo, as vezes até na concessionária é difícil….

      • Graças a esse bate-papo cada vez me convenço mais da conveniência do “Uno Way All-Terrain Ninja”, modelo antigo, ou da “Ecasport” 2.0.

      • Aliás, levando para esse lado então uma opção pode ser um fusca baja, pq nessa coisa nem tem o que quebrar….

      • Algo parecido com esses Pandas….

        https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSPjJwa4aPjLCzPDgyvYmozyYVLN3r0m0Q1uE52uMUI-a_uktxt

    • Murilo Almeida

      Não sou conhecedor do NIVA… Quando lançou queria ter um mas não tinha $$$ pra compra-lo “zero” e depois desistir de ter 4×4 por algum tempo… Não saberia falar com propriedade sobre eles, mas observando os fóruns e os amigos que tem, sei que realmente dá muita oficina e, pior, dá muita gambiarra pois já não fabricam mais faz um bom tempo… Mas neste Brasilzâo, existem muitas verdades e situações… Pra mim faz todo sentido ter um 4×4 como um B.O.V., pois iria me garantir a chegada no meu B.O.L. mesmo em condições de tempo desfavoráveis… Ou seja, em outras palavras, não se trata de fanatismo por 4×4, nem mesmo pelo Troller (que é uma merda de frankstein fundo de quintal), mas sim uma constatação da minha realidade…

  • Murilo Almeida

    Julio,
    Sou apaixonado pelas F75… Elas foram produzidas pela Ford do Brasil de 1961 até 1981… E, salvo engano, é a mesma mecânica da Rural… A versão militar desta Pickup chama-se F85… Vinha com tração 4X4 e 4X2, com motores a gasolina de seis cilindros em linha e cilindrada de 2.6 litros ou 161 polegadas cúbicas, com 90 CV… É linda http://quatrorodas.abril.com.br/galeria/willys-pick-up-jeep-ford-f-75-807742 … Ainda vou ter uma para poder transforma-la num monstrinho offroad…

    • Olha o que eu fiquei namorando….rs http://www.4x4brasil.com.br/classificados/76099/4081-f-85-linda-/

    • Problema das F 75 e sua versão militar (a F 85) é a lataria ruim, na minha região o pessoal normalmente troca a carroceria de lata pela de madeira, pois acaba rápido… fora o fato que andar num carro destes com motor 6 cilindros é pra dono de posto de gasolina….

      • Murilo Almeida

        O pessoal por aqui que tem jipe geralmente troca por mecânica de motor AP a Alcool ou, uns pouquíssimos, trocam pela mecânica a Diesel da F.Ranger antiga ou da Cherokee… Somente os colecionadores ( http://www.galpao51.com.br ) é que mantém o motor original… Olha só este Encontro do Willys https://youtu.be/RQeAWW8WUIk

  • Um carro 4×4 que é muito barato em bom estado é o temível Ford Ecosport 2.0. Tá…queima a embreagem…mas para trilha leve….com uma customizada e um guincho 8.000 lbs não seria uma opção?

    • Falo da versão anterior, ok? 2005, 2006, na faixa de 20 e poucos contos….

      • Murilo Almeida

        GM Tracker 2.0 ou Suzuki Granvitara ou Suzuki Vitara…

    • Murilo Almeida

      Não… Sinceramente, fuja da ECAsport se você tiver o objetivo de fazer trilha… Nem a ECAsport nem Tukson nem outros SUV pequenos aguentam o tranco… Para ter ideia, o ultimo que fez uma trilha com a gente, o motor caiu pois trincou as bases, dando um trabalho danado pra ser resgatado ate o asfalto… Porem se o objetivo for asfalto ou calçamento ou mesmo chão batido, a ECAsport é muito versátil, com um porta malas imenso e uma ótima altura do solo…

      • Obrigado! A ideia básica é um BOV….

    • Ecosport é como eu costumo chamar ‘carro de plástico’… feito para atender uma demanda específica, no caso pessoas que vivem em cidade e querem um veículo para ‘as vezes’ pegar uma estrada de terra ( não disse trilha). Fuja destes veículos com muito plástico, são feitos para atender uma demanda consumista, duram apenas 60 meses ( o tempo da maioria dos financiamentos ) e começam a ‘desmanchar’… Um ecosport em trilha leve, em pouquíssimo tempo, vai começar a cair os plásticos dele pelo caminho…. Exemplo: veja um Ecosport de 10 anos de idade… não vai encontrar fácil, sabe porque??? pois não são feitos para durar… agora pega um jipe Willys com 30 anos.. tá inteiro !!!enfrentado lama, maus cuidados, , terra, etc.

  • Acho muito complicado e caro ter um carro exclusivo para ser o “veículo de fuga”. Como um colega citou, ao meu ver o melhor carro para se rodar em tempos de crise (mesmo agora que a economia está péssima) seria o FIAT MILLE WAY, 1.0cc gasta muito pouco, manutenção fácil e barata, tem em versão 4 portas que facilita muito a entrada e saída de todos ocupantes, caso tenho que empurrar ou desatolar é bem leve…etc etc… Essa é minha opção, no mais é saber dirigir e em caso de caos generalizado pegar o primeiro veículo em bom estado que encontrar e usar. Não adianta ter um super veículo se você está longe dele e não pode acessar, isso vale para todos equipamentos…o que vale é o conhecimento que está na mente 😀

    • concordo. Um jipe é um veículo caro, de manutenção complicada e cara também…. Muita gente aqui está pensando em Trollers ou outros jipes usados, mas um carro usado, ainda mais um off road, não é confiável. Um jipe usado em bom estado é caro, os baratos são ‘bombas’, estão estourados… Conseguir um Troller bom por menos de 50 mil é muito difícil, só têm carro surado, que eles arrumam mais ou menos e depois passam para os ‘bocós’ comprarem… Muito melhor um Uno Way…

      • Murilo Almeida

        Um carro usado para offroad precisa estar com a manutenção em dia sempre… Por isso é tão caro ter um JIPE… Ir pra trilha sem estar com o carro todo revisado é o mesmo que pedir pra dar M*** e estragar o passeio dos outros… Por isso que ao ter um JIPE você vira “sócio da oficina”…

    • Murilo Almeida

      É necessário saber dirigir em situação de fuga… Talvez seja interessante procurar fazer um CURSO DE DIREÇÃO DEFENSIVA E EVASIVA para aprender como evitar colisões, como reagir nos Semáforos frente uma abordagem, ter controle sobre o carro na frenagem e no slalon, saber fazer uma reversão… Para vocês terem uma ideia, os motoristas da “BESTA” (carro presidencial americano) leva mais de 05 anos de treinamento para começar a sonhar em dirigi-lo… Também é importante ter um CURSO DE DIREÇÃO OFFROAD para aprender as manhas das trilhas…

      Não acredito que, no Brasil, pela toda conjuntura socio-politico-economica, se possa ter um veiculo exclusivo de fuga (B.O.V.)… Acredito em veículos mistos que nos atendam tanto no dia-a-dia quanto em uma fuga, até porque no meu pretensioso “esconderijo” (B.O.L.) qualquer carro, moto ou bike ira chegar…

      Mas um 4×4 teria bastante vantagens se o trajeto estiver ruim, tipo alagado ou enlameado, bem como se houver necessidade de criar rotas…

    • Um mille levantado, aro 15, pneus mud, reforço nos pontos de tração e um guincho manual não seria interessante?

      • Aro 15 num Uno Mille? Será que cabe ?

      • Vi em um rebaixado…mas vá saber as mudanças….

      • Rebaixar é muito mais fácil que levantar… basta cortar a mola…agora levantar um veículo implica em trocar molas, amortecedores, etc.

  • Suzuki Samurai tem a trágica reputação de capotar com facilidade. Os caras do Top Gear colocaram “rodas extras” na lateral do veículo para quando ele capotasse…hehe

    • Murilo Almeida

      Existe um lema que diz que “Só não atola quem não faz trilha” assim como “Só capota quem se arrisca”… Por sorte, eu nunca capotei mas já vi vários acidente deste tipo, dos quais apenas 01 foi com um SAMURAI cuja culpa foi do feixe de molas (saiu kickando), entretanto já contabilizo uns 20 ou mais capotamentos com Troller, uns 08 com caminhonetes e 5 com JW… Dê uma olhada nas “brincadeiras” no https://youtu.be/pubI2L3kFd0

  • Júlio, o MUNDO OFF ROAD é muito vasto… acho que você procurou foi ver se um veículo off road pode ser usado como um B.O.V… aí muita coisa deve ser levada em consideração, tenho estudado muito sobre isto, principalmente em sites americanos, e ainda não cheguei a uma conclusão definitiva… Jipes são veículos resistentes, sem dúvida, mas num cenário de sobrevivência, como um B.O.V., ele não atende a muitos requisitos importantes, como consumo alto, dificuldade em achar peças, necessidade de mecânica especializada e chamar muito a atenção. Sinceramente, para fuga, com autonomia alta, mecânica simplificada, baixa visibilidade e grande capacidade de adaptação, um FUSCA é muito mais interessantes como B.O.V. que um Troller !!!! E uma observação: já tive um Uno way é valente o carrinho, andei com um em trilhas na Serra da Canastra junto com jipes….

    • Murilo Almeida

      Pensando em um 4×4 de fuga (B.O.V.) seria:
      1º TROLLER;
      2º MARRUA;
      3º LANDROVER DEFENDER 90;
      4º TOYOTA BANDEIRANTES;
      5º JEEP WYLLYS ou RURAL;
      6º TOYOTA HILLUX SW4 “JAPONESA”;
      7º SUZUKI VITARA ou GM TRACKER;
      8º MIT L200 ou RANGER
      9º LADA NIVA ou SUZUKI SAMURAI…
      10º MAIINDRA

      Pensando em um 4×2 de fuga (B.O.V.) seria:
      1º VW FUSCA modelo BAJA;
      2º FIAT UNO MILE CS ou modelo ANTIGO;
      3º VW GOL;
      4º GURGEL BR;

      Pensando em um BLINDADO 4×2 ou 4×4 de fuga (B.O.V.) seria (em sonho):
      1º MERCEDES ML 320
      2º RANGERROVER;
      3º JEEP GRANCHEROKEE;
      4º HILUX SW4;
      5º PAJERO FULL;

      PS: Talvez o mais importante que ter um carro preparado é saber dirigir em um momento de fuga, conhecendo rotas alternativa e sabendo manobras de esquiva…

    • A galera está pensando em carro para OFF ROAD, carro para B.O.V. segue outra padrão gente….Carro para você fazer trilha, passar em atoleiro, passear com o jipe club é uma coisa… carro para sobrevivência é outra….Fico imaginando num cenário de crise, um cara tentando fugir em um jipe alto, com pneus agressivos, cheio de faróis e outras traquitanas… vai chamar a atenção de TODO MUNDO !!!!! Será um chamariz para policiais, militares, bandidos, gente desesperada, etc… e vamos parar de imaginar … Tem gente que sonha um BOV ser um jipe monstro acelerando e passando por cima de outros carros e atropelando pessoas, isto é cinema, não vida real !!!!! Numa situação de emergência você vai pegar o melhor caminho, o mais rápido, naõ ficar brincando de trilha….Você quer fugir, procurar lugar seguro, levando o máximo de coisas possíveis, não ficar brincando de Mad Max… quem já andou num Troller sabe o espaço interno que ele têm, não dá para carregar quase nada… se for para fugir, você quer levar o máximo de coisas e ítens de sobrevivência, e um troller têm menos espaço interno que um Uno Way…

  • Murilo Almeida

    Amigos, vou tentar organizar os conceitos pois este podcast ficou muito carente de informações precisas… Acho que ficou muito confuso e inclusive teve informações equivocadas…

    Então, do inicio, OffRoad ou Todo-terreno (portugal) ou Fora de estrada (Brasil) é um termo que quer dizer “fora de estrada”, ou seja, designa atividades variadas praticadas em locais desprovidos de estradas pavimentadas… Carros offroads são carros (ou viaturas como se prefere chama-los) são carros que são usados nestes atividades fora de estrada e temos como por exemplo os Buggys, Gurgel e Fusca Baja, que são exclusivamente 4×2 (2WD ou Two Wheel Drive) e significa que o veículo tem tração em apenas duas rodas com tração traseira, bem como veiculos 4×4 (4WD ou Four Wheel Drive) onde tem tração nas rodas traseiras e através de um comando pode ser engatada a tração no eixo dianteiro, passando o motor, a transmitir potência para as 4 rodas do veículo, sendo exemplos Troller, Jeep Willys, Niva, Rural, Caminhonetes (Ranger, Hillux, F75, S10, F250, Dodge RAM), Marruá, JPX, Bandeirantes, Landrover e etc…

    Para começar a entender sobre Offroad, procure o CLUBE OFFROAD da sua localidade… NÃO FAÇA TRILHA SOZINHO… Visite o http://www.4x4brasil.com.br

    Tem muita coisa pra falar… Mas ter um JIPE não é ter um veiculo de fuga (B.O.V.), mas o JIPE é um ótimo veiculo pra fuga se tiver preparação para tal… O melhor veiculo Offroad é o que seu bolso permite manter, pois é caro, muito caro mesmo manter um JIPE…

    • Concordo Murilo… Ficou faltando muitas informações ou imprecisas !!!! Júlio o MUNDO OFF ROAD é muito amplo, não dá para fechar isto num podcast sob o risto (como aconteceu) de ficar muita coisa de fora e simplificar demasiadamente outras…. Jipe é muito caro a manutenção, só quem tem ou teve sabe disto, não é para qualquer um ou qualquer bolso……

      • Murilo Almeida

        Falando sobre acessórios próprios da viatura… Os PNEUS usados no mundo fora de estrada geralmente são os chamados AT (50% asfalto e 50% terra) ou os MUD (30% asfalto e 70% terra) ou os MUDZILLA (20% asfalto e 80% terra) ou ainda os FRONTEIRA ou CROSS (5% asfalto e 95% terra) ou variações destes últimos… PNEUS STREET que vem equipando muitos dos carros modernos, tipo os SUZUKI, não se prestam ao uso no offroad… O tamanho dos PNEUS são importantes para dar altura maior ao JIPE fazendo-o ficar livre de enganchar nos facões (o ressalto central deixado pelas valas causadas pelos pneus) e a maior largura serve para melhorar a estabilidade principalmente no asfalto… Então, facilmente se vê viaturas offroad (cito o Troller e Willys) com pneus 33″x12,5″ R15 ou maiores… Falando de AROS, temos dois divisores de aguas que sao os aros de ferro e os aros de ligaleve que ao meu ver pouco importam… Outro ponto é a largura dos AROS, para ganhar estabilidade (15×10″) geralmente associados aos pneus 33″x12,5″ ou maiores… SUSPENSÃO tende ser trabalhada com molas maiores e/ou calços (de PU) nas molas afim de ganhar mais altura e, consequentemente, maior vão livre… AMORTECEDORES convencionais geralmente são substituídos por equipamentos de competição (mais resistentes)… PARACHOQUES são trocados por modelos de aço com reforço pois muitos irão suportar o peso (e a carga de esforço) do guincho… FARÓIS DE MILHA são carecidos aos parachoques do JIPE para poder clarear as trilhas em mato fechado e a noite… Claro que nao poderia faltar um GUINCHO elétrico ou mecânico de no mínimo 10.000 Lbs… A grande maioria dos JIPEs, para nesta configuração, porem alguns avançam para BLOQUEIO DE DIFERENCIAL, preparação de motores (trocar turbinas ou “chipar”) e por ai vai…

        Outra lista enorme de acessórios são os que eu poderia chamar de “EDC do JIPE” e são: 2 cintas de elevação tipo SLING de 08 a 10 metros por 10 a 20 toneladas ( servem pra desatolar outra viatura ); 02 manilhas de reboque ( servem como ligação ente o ponto de ancoragem do carro e a cinta pra desatolar outra viatura ); 01 transferidor de ar com mangueira de 03 a 04 metros ( serve para transferir o ar do estepe a algum pneu seco ); 01 calibrador de pneus; 01 rádio VHF (frequencia de 144 a 148 MHz) ou radio PX e/ou mesmo os TA; 01 caixa de ferramentas diversas; 01 lata de WD40 ( faz milagres ); 01 jogo de alguns “esganagatos” de plastico; 01 rolo de silvertape; 01 isqueiro ou fósforos; 01 lanterna potente ou um socorro eletrico ( aquele que liga na bateria do veiculo ); 01 macaco tipo HILIFT (que eleva a viatura ate 1m do solo); 02 prancha de desatolar; 01 corda 20 metros ( isso não serve pra puxar carros ); 01 compressor de ar; 01 pá ( tramontina tem uma pá dobravel ) pra hora de cavar no atoleiro; 01 guincho de no mínimo 10.000 lbs (o meu é de 16.000lbs); 01 correntes para ancorar no eixo do carro ( para uso com o guincho ); 02 luvas ( para uso com o guincho ); 01 cinta de ancoragem de 03 metros por 10 toneladas ( para uso com o guincho ); 01 ancora ( para uso com o guincho ); 01 isopor tipo cooler ( com agua e alimentos );

        ( nao tem fim esta lista )

        O custo da “brincadeira” vai fácil de 15 a 30 mil reais…

      • Murilo, de tudo isso posso falar de duas coisas: PX e Pás. Tenho um Uniden Bearcat 980SSB na Blazer (4×2), que coloquei em substituição a um Cobra 25LX, que era só AM. Dois bons rádios. O Bearcat tem 40 canais e banda lateral. Vai custar uns R$ 1.100,00, mais antena e instalação. Mas é muito útil e o rádio é excelente. Quanto a pá, bem, carreguei por anos uma dobrável. Na primeira vez que precisei dela de verdade a maldita pá simplesmente não para armada para serviço pesado. Joguei fora imediatamente e comprei uma tramontina, laranja e curta. Pintei de verde escuro para não chamar muita atenção no bagageiro da Blazer e não tive mais problemas. A´te tenho uma pequenina pá armavel no meu kit, mas para qualquer trabalho mais intenso nem adianta.

  • Tô querendo comprar um Niva 91…só por gosto….

    • Murilo Almeida

      Dá uma olhadinha no site jipeniva.blogspot.com/2010/01/opinioes-sobre-o-niva.html pois todo veiculo tem prós e contras…

      • Muito obrigado!

    • Conselho….Junte mais dinheiro e compre um Ford Willys ou um Toyota Bandeirante, vai te poupar muita dor de cabeça.

      • Murilo Almeida

        Se a pergunta for feita assim : “Qual a melhor relação custo-benefício para uma viatura Offroad ?” A minha escolha seria, sem pensar muito em um BOV :

        1º seria um TROLLER do ano de 2003 a 2005 com motor 2.8 a diesel e bem equipado… Porem esta é uma escolha bem cara gerando um investimento total de até 60 mil reais… A grande vantagem é ser uma viatura de uso misto que serve para te levar relativamente confortável a todos os lugares e agrega como excelente carro de trilha… É nacional, uma copia do tipo Frankenstein do famoso Jeep Wrangler, com peça de fácil aquisição pois usa a linha do VW Gol, FIAT Uno e Ford Silverado, logo com manutenção fácil e barata… Sua autonomia chega aos 600km, muito embora sua velocidade não ultrapasse os 120km/h… O maior problema que ele tem é a falta de espaço interno para além de 2 ocupantes e o ínfimo porta-malas…

        2º seria o TOYOTA BANDEIRANTES…Viatura extremamente confiável e robusta… A diesel com boa autonomia… Porem como é de lata, muitas já tem sinais de ferrugem e por isso precisam de um bom acompanhamento de manutenção preventiva… Conhecidas como “treme-treme”, fazem trepidar os corações apaixonados dos seus donos… Custo do projeto seria de 40 mil reais (sem contar com a manutenção na lataria)…

        3º seria o JEEP WYLLYS ou a sua variante, a RURAL, ou ainda a F75… Aqui tem um grande víeis… A maioria destas viatura já foi transformada tendo seus motores trocados de gasolina por álcool, bem como adaptações no cambio e suspensões… Ou seja, quem compra um veiculo destes deve ter cuidado com a documentação para não ter dor de cabeça ao ir no DETRAN…

        4º seria a CAMPER, se você conseguir achar uma, ou a LANDROVER DEFENDER tanto a 110 quanto a 90… São carros espaçosos e destinados a expedições principalmente, embora não façam feio na trilha, sendo este ultimo o único carro que sai de fabrica já pronto pra encarar uma trilha…

        5º seria a MARRUA… É o carro utilizado pelo Exercito Brasileiro, sendo extremamente robusto porem ao custo de 180 mil reais (zero)… Não tenho coragem de pagar tudo isso num 4×4, mas quem tem um destes diz não se arrepender…

        6º cairia na TOYOTA HILLUX SW4 do modelo ANTIGO… Conhecida como a “JAPONESA” esta viatura é excelente tanto por questão de espaço interno quanto pela motorização… Pelo entre eixo enorme, da trabalho nas trilhas…

        7º seria a MIT L200 ou RANGER do modelo NOVO ou a F250 ou mesmo a DODGE RAM… As caminhonetes tem um problema importante que é a exposição (fácil acesso) das bagagens guardadas na caçamba… Va vi muita gente sendo furtada até mesmo ao parar em um sinal… Outro ponto é também o entre eixo enorme, que dá trabalho nas trilhas…

        8º pensaria em um SUZUKI VITARA ou GM TRACKER ou TAC STARK…

        9º seria o SUZUKI SAMURAI ou mesmo um JIMNY… que peca, ao meu ver, pelo espaço interno reduzidíssimo…

        10º LADA NIVA ou MAIINDRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s