Podcast 13: Como se preparar gastando pouco?

PODCAST 013 CAPA

Hoje é muito fácil ficar almejando equipamentos ultra sofisticados e de alto valor, mas fato é que quase ninguém pode se dar ao luxo de estourar o cartão de crédito com suas preparações. Como gastar pouco e se preparar bem? Vamos conversar sobre isso hoje.

Quais são as formas que você julga mais eficientes para gastar pouco em suas preparações? Adoraríamos saber a sua opinião.

Até.

Anúncios

7 comentários

  • Sobre a noticia do robo da Google: http://www.culturanerdegeek.com.br/noticias/intelig-nciaartificialrob-dogooglecausamedoempesquisadores/ Um pouco atrasado, mas é que escutei agora! hehe Muito bom o Cast

  • Como bem se diz a necessidade cria as soluções.
    A vários anos atrás em São Paulo aconteceu um desabastecimento de gás de cozinha, lembro bem a situação de que simplesmente não havia gás para comprar.
    Meu pai resolveu o problema fazendo um ‘fogão” a lenha feito de uma pia velha e uma grade de ralo também velha. Isso foi o que possibilitou continuarmos a fazer comida sem muitos problemas.
    Quanto a recursos, meu pai novamente por causa desse problema de falta de água em são paulo, esta querendo comprar uma lavadora Wap para reutilizar a água que é esgotada da máquina de lavar que na verdade ele já tem usado como descarga nos banheiros.

  • Bom dia, certa vez vi um video onde vcs colavam dua pontas de garrafa pet para poder lacrar algodão e outro produtos, ontem com minha mulher arrumando os itens para a festa de aniversario do meu filho eu descobri um item chamado Tubete, da uma olhadinha é bem barato e é ótimo para guardar itens na mochila! Não sei que alguém já havia falado sobre esse ideia, mas esta ai! Vlw galera.

  • nao terminei de ouvir, mas muito bom o tema escolhido!
    outra coisa, feira de usados… esse fim de semana adquiri em uma feira que acontece debaixo do Masp um canivete Victorinox que custa em torno de 150 Dilmas por 20 zerado. em uma outra comprei um zippo zerado tbm por 35.

  • Fala ai galera massa!
    Antes de tudo, ficar atento no ambiente, como foi dito as pessoas jogão muita coisa fora, pallets de madeira, são um lego do sobrevivencialista, além do que o retalhos servem de lenha.
    Em relação ao saber, sempre, e aplicar, nada adianta ser o pika das galáxias, se você é um inábil social, não sabe nem conversar com outra pessoa, esses pontos, que eu achei importantes no vídeo, e com essa coisa de internet as pessoas estão “sonhando” ou “idealizando muito as coisas” sem se atentar aos detalhes a serem vividos.

  • Júlio, Diego e Sobrevivente Urbano,
    Além do que vocês comentaram, foco em aprendizado de técnicas de reaproveitamento (de lixo, mesmo- reciclagem).
    Não tendo recursos para adquirir ou preparar profissionalmente minha casa e equipamento individual, parto para adaptações e usos variados para um mesmo item.
    Alguns exemplos:
    Cantil custa entre R$ 30,00 e 50,00. Uma PET ocupa espaço na mochila, mas com um cordão dá para fixa´- la do lado de fora ou prendê- la no cinto. Sem água não fico. E sem custo.
    Sistema hidropônico deve ser caro, principalmente os nutrientes e correção de Ph da água, bombeamento, etc.
    Tenho alguns vasos que aprendi a fazer – (de novo o PET) num post indicado por este canal- que só precisam ser molhados a cada duas ou três semanas. Já colhi cebolinhas deles…
    Estou selecionando material usado para montar minha bomba carneiro hidráulico. Uma feita em PVC custa R$ 250,00 na Internet e mais de 600,00 em ferro fundido. A minha vai sair de graça e poderei reparar com qualquer pedaço de cano…
    Gosto muito de equipamentos, mas não conto com eles numa eventual SHTF. Se eles estiverem comigo, melhor. Senão, já estou acostumado a usar uma faca de mesa para trabalhar PET, mangueiras, tomadas, etc…
    O melhor do reaproveitamento, além da pesquisa, é que treinamos habilidades manuais e solucionamos problemas básicos, o que exercita a mente.
    Quanto às situações de descontrole, tenham uma CERTEZA: a turba vai, mesmo, perder o controle e pilhar e saquear. Matar no processo será apenas consequência. Duas gerações de classe média já foram criadas em verdadeira desobediência civil.
    Nas ruas, estamos na quinta ou sexta gerações NASCIDAS NA RUA. Pensem tais seres humanos com fome…
    Digo isto baseado em minhas experiências de 25 anos de trabalho policial operacional e observador social.

    PS: Diego: nem Gambiarra nem Recurso Técnico- é “Adequação Técnica”, como dizemos no Quartel.

    PS 2: Ainda não consigo “curtir”: continua dando “zica” com E.mail e senha. Perdi a paciência… considerem- se “curtidos”.

    PS 3: Júlio, pequena “pilhada” 2- ‘Mind Set’ não combina com “a nível de”…

    PS: 4: minha esposa quase me bateu por comprar uma mochila de 580,00. Obrigado pela Força.
    FORÇA e HONRA !
    CAVEIRA !!

    • Como sempre um comentário muito coerente e rico de conteúdo! Agradeço o apoio e não poderia concordar mais com sua visão, o sobrevivencialista não pode querer ser “engomadinho”, deve ter uma visão de reaproveitador para reformar ou transformar itens (ou lixo) em recursos valiosos.

      Agradeço a correção e espero que os hematomas das porradas já estejam menos visíveis…hahaha.

      Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s