Esteja preparado para um incêndio em sua casa

Não há muitas outras coisas tão assustadoras quanto um incêndio em casa, independente de você viver em uma pequena casa, um sobrado ou um apartamento de vinte andares.

  • 47% dos incêndios começam com o uso de eletrodoméstico como geladeiras, fogões, microondas e semelhantes;
  • 32% são causados por chamas como velas ou outros itens semelhantes como churrasqueiras;

Como sempre, você pode aumentar suas chances de sobrevivência se você já tem um plano de emergência bem estruturado. Você também deve manter uma mochila de fuga para 72 horas pronta para ser levada, junto com documentos importantes.

Existe muito mais em um incêndio do que apenas as chamas, apesar de que elas já são assustadoras o suficiente. Também há fumaça, gases tóxicos, falta de oxigênio e falta de luz. Por isso, vamos falar sobre algumas coisas que você pode fazer agora para se preparar para um potencial incêndio na sua residência.

  • Pratique um plano de evacuação com a sua família, usando a visão e também somente o tato. Isso é importante pois talvez a fumaça fique grossa demais para você enxergar alguma coisa. Tenha pontos de referência bem claros para que todos os membros possam se deslocar com facilidade mesmo com a visão prejudicada;
  • Se possível, decore a média de passos que você deve dar da sua cama até a saída, assim mesmo sem a visão você poderá se orientar minimamente;
  • Tenha certeza que todas as portas, janelas, telas e pontos de segurança podem ser abertos facilmente por todos da sua casa;
  • Instale alarmes de fumaça e garanta que estão com baterias. Outro item interessante – porém mais específico –  é um detector de níveis de monóxido de carbono;
  • Tenha extintores na sua casa! Grande parte das residências não possui sequer um extintor. Os melhores lugares para mantê-los são no quarto e cozinha.

Se você se encontrar em um incêndio e o extintor estiver longe do seu alcance, a melhor coisa que você pode fazer é tirar você e sua família de dentro da casa. Aqui vai um plano de quatro etapas para você personalizar para sua realidade:

  1. Dirija-se à saída mais próxima rapidamente. Você talvez tenha que se abaixar se caso houver fumaça no ar;
  2. Se você precisar abrir alguma porta, faça isso de maneira lenta. O fogo do outro lado da porta pode estar mais intenso do que onde você está e ao abri-la com violência as chamas podem se expandir de maneira muito rápida, inclusive pelo ar;
  3. Assim que você sair da sua casa, ligue para os bombeiros. Não faça isso antes de garantir que todos da sua casa estão em segurança;
  4. Não entre em um local que está em chamas, você provavelmente não sairá dele.

Agora seguem algumas dicas do que fazer depois de um incêndio:

  • Mesmo depois que o fogo foi apagado, pilastras, telhados e itens carbonizados podem cair. Não volte até receber o OK do departamento de bombeiros;
  • Entre em contato com sua seguradora (se você possuir seguro);
  • Acesse os danos sofridos e faça uma lista;
  • Se você planeja deixar sua residência por um ou mais dias, notifique a polícia. Uma casa “meio queimada” e abandonada é chamariz para saqueadores e ladrões.

Incêndios são devastadores e muitas vezes enganam quanto sua velocidade e intensidade. Uma simples refeição mal feita pode ocasionar um incêndio capaz de engolir a sua residência inteira em poucos minutos, então não esqueça de seguir estas dicas básicas – principalmente em relação à prevenção.

Até.

Texto traduzido e adaptado do blog Personal Liberty.