Proibição do porte de armas brancas?

Nesta quarta-feira, dia 10 de junho a Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou o projeto de lei que torna ilegal o porte de armas brancas no estado do Rio de Janeiro. Apesar de ainda não ter sido aprovado pelo Governador, não poderia deixar de pontuar minha reflexão sobrevivencialista sobre o tema. 

Antes de continuar, é importante colocar aqui o projeto para entendermos melhor toda a história:

“Art. 1°. É proibido em todo território do Estado do Rio de Janeiro o porte das seguintes armas brancas, além daquelas previstas em outras legislações:

I – armas brancas destinadas usualmente à ação ofensiva, como faca, punhal, ou similares, cuja lâmina tenha mais de 10 (dez) centímetros de comprimento, salvo quando as circunstâncias justifiquem o fabrico, comércio ou uso desses objetos como instrumento de trabalho ou utensílios.

Art. 2º . O porte das armas de que trata esta lei sujeitam o infrator a multa no valor de 20 (vinte) a 200 (duzentas) UFERJ, a critério da autoridade policial, sem prejuízo da pena pelo crime ou contravenção correlato.

Parágrafo único – Caberá à Polícia Civil a autuação pela infração acima, devendo os valores decorrentes da arrecadação com as multas serem recolhidos ao Fundo Especial da Polícia Civil.

Art. 3º.  Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.”

Segundo textos encontrados no site G1 e R7 existem alguns critérios para embasar tal punição. O indivíduo só será punido se a lâmina estiver ao alcance de sua mão e sem uma utilidade para venda ou trabalho comprovada.

Isso quer dizer que você pode carregar uma faca de churrasco dentro de sua mochila se dizer que está indo para o trabalho onde você é cozinheiro, mas não poderá carregar facas ou canivetes no bolso da calça que extrapolem os 10 centímetros de lâmina.

Se você for pego carregando o seu canivete (no RJ) e não tiver uma boa justificativa para isso, terá o item confiscado pela Polícia e poderá pagar uma multa que varia de 2.400 à 24 mil reais. Uma bela pancada na poupança.

Você uma faca no EDC? Cuidado, você pode se tornar um criminoso.

Você uma faca no EDC? Cuidado, você pode ser visto como criminoso.

Tal lei já está em tramitação há 11 anos e havia sido engavetada, porém com os recentes casos de pessoas que foram esfaqueadas em tentativas de assaltos a lei ganhou força novamente na voz popular e na mídia.

Pois bem, fatos apresentados, hora de debater.

Antes de tudo preciso dizer que o Brasil tem um costume estúpido de assumir que os bandidos seguem as leis. Desarmamos a população para “diminuir” a violência – afinal, todos bandidos iam ficar sem armas – e agora vamos retirar também o direito do cidadão de bem de carregar um simples canivete para ser usado em diversas tarefas do dia a dia.

Sabe da novidade? Bandidos são bandidos por que não obedecem as regras e leis impostas pela sociedade.

Claro que há um ponto positivo, não vou ser injusto aqui. Hoje quando a polícia para um “mano” e o vê com uma faca, não tem meios jurídicos para puni-lo, e sim, neste ponto, é um projeto interessante. Contudo, precisa ser aprimorado para não gerar restrições para as pessoas de bem e dar margem para interpretações erradas.

Digo isso pois o projeto dá grande margem para interpretações duvidosas, afinal, será o policial que irá julgar se a sua justificativa faz sentido. Isso basicamente significa que você pode ter a sorte de pegar um bom policial que compreende seus argumentos ou um mal policial que achou sua faca da Spyderco de 450 reais muito bonita.

Vejamos as palavras do Presidente da OAB-RJ, Felipe Cruz:

Captura de Tela 2015-06-17 às 23.43.37

Há uma abertura para a arbitrariedade muito grande, afinal, o que são os motivos profissionais ou pessoais? Usar a faca para abrir uma encomenda que chegará no escritório é um motivo profissional? Carregar a faca para sentir maior segurança é um motivo pessoal? Leis baseadas em reflexões cinzentas levam à decisões duvidosas.

Mas o show não para por aí. Se você carregar o seu canivete utilitário poderá ser revistado, ter o equipamento confiscado e pagar uma multa absurda, mas você acha que o “mano” vai ficar com medo desta lei? Acho que não.

Provavelmente ele continuará carregando a faca enferrujada dele e se for pego não se importará com as consequências. Provavelmente ele mandará a multa para a $!#% e continuará procurando por uma próxima vítima.

Entenda que não estou defendendo ou estimulando que você carregue uma faca para sua defesa pessoal, afinal, para ser bem sucedido em um combate tão brutal quanto o de facas muito treinamento é necessário e ainda assim os riscos são altíssimos. Contudo, nos tirar o direito de PODER reagir ou de simplesmente carregar uma lâmina para abrir envelopes ou cortar cordames é mais um passo para o “ovelhismo”. Daqui a pouco você precisará de porte para carregar colheres e garfos.

Fique esperto, se a moda pegar a lei pode se espalhar para todo o território nacional.

Para variar estamos sempre seguindo a boa e velha cultura brasileira de beneficiar o lado errado enquanto castramos cada vez mais a liberdade e futuro dos cidadãos, que lutam diariamente para continuar ganhando as migalhas que o governo deixa escapar.

Temos políticos criando projetos de lei que são pequenos curativos no meio de uma grande hemorragia que eles mesmos causaram.

Não investimos em educação, cultura e desenvolvimento econômico, criamos e estimulamos assassinos. Agora, com o desespero de tentar controlar o pandemônio que criamos, lançamos leis descabidas e estúpidas para tampar o sol com a peneira.

Talvez esteja sendo um pouco agressivo no meu discurso, mas tem horas que não dá para usarmos meias medidas e é necessário pontuar o que se pensa. Desculpe se ofendi alguém.

Enfim, me diga, o que você acha deste projeto? Consegue encontrar uma forma de inibir os criminosos e manter os cidadãos livres para portar seus canivetes? Gostaria muito de ouvir sua opinião. Se você pensa diferente eu adoraria ver o seu ponto de vista (desde que colocado de maneira educada).

Até.

Anúncios

46 Comentários

  • Só usar um modelo com lâmina com menos de 10 cm, e está tudo resolvido, é isso?

    • Pois é. Lâmina de menos de 10, dentro da mochila.

  • Eduardo de Almeida

    Mais uma algema no cidadão de bem.
    Mais um incentivo para os bandidos nos roubarem, estuprarem e matarem.
    Tudo indica que esse é o objetivo dos legisladores.
    E ninguém por nós.

  • Não faz muito sentido desarmar os cidadões, pois bandido quebra as leis certo? Então, qual a lógica dessa lei? Cobrar para os ladrões roubarem?

    • Fala Krost,

      Acho que em breve os ladrões vão pagar “imposto deduzido sob furto”…ahahah. Temos que rir para não chorar.

      Abraços.

  • Fodam-se as armas brancas.
    Vamos imitar esse cara aqui e usar cobras pra nos defender xD

    “Ladrão é preso após usar cobra venenosa para assaltar no interior da Bahia” http://goo.gl/qSp2aP

  • Rafael dos Santos Silva

    E além de poder dizer que você é filho do zé pilintra e por isso porta uma lâmina também há a opção por armas brancas sem lâminas como martelos e lembrem-se com fdp,ladrões e mentirosos, VALE TUDO !

  • LUIZ ANTONIO

    Me parece que de uma forma velada(NÃO FORMAL) sempre foi proibido o porte de facas, agora só estão legitimando a ferração do cidadão de bem!

  • Nos brasileiros somos pacivos demais pois aceitamos tudo o que nos é imposto por aqueles a quem nos denominamos para que nos defenda,e no entanto sao as piores corjas de bandidos ja conhecidos no pais onde se tem auxilio reclusao para os familiares dos presos e deichão a familha de quem foi morto por esse cara cuja familha recebe pra se incluirem na criminalidade,enquanto quem perdeu não tem direito algun … vamos virar a mesa e espulsar este bando de bandido que elejemos e que nada faz pra população, vamos impor nossos desejos sejamos como o hino nacional diz vamos nos vestir com a bandeira e diser a estes gatos pingados que não aceitamos o que eles fazem com o nosso povo, nosso dinheiro,com nosso pais… ,

  • Daqui há alguns dias vão aprovar Leis que proíba o uso de celular, carros, enfim tudo o que os bandidos usarem, sem lógica essa lei. bandido é bandido, nunca vai deixar de ser, usam de qualquer meio ou objeto para cometer o crime, o que tem que se fazer é deixar de passar a mão e deixar de tratar esse marginais com regalias, e enquanto nos cidadãos trabalhadores e pagadores de impostos somos sujeitos a ficar a mercê das decisões desses marginais se devemos ou não viver, o Brasil precisa de punições severas para criminosos, e não para o cidadão.

  • Só uma coisa que eu até agora não entendi ao certo. Posso eu andar com meu canivete com lamina menor que 10cm dentro da mochila (transporte) sem ser por trabalho, ou não?! Já que só está escrito que é proibido laminas de mais de 10cm

    • Sim, dentro da mochila pode. É o que dizem as leis estaduais do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. Não tem proibição nos outros estados, e isso (na teoria) libera você para uso de lâminas maiores.

  • Gustavo Lanes

    Simplesmente ridículo este projeto de lei. Parece até uma piada, um país que não consegue tirar um .50 das mãos de um traficante querendo tirar uma faca de cozinha das mãos de um infeliz qualquer. Só no Brasil mesmo pra ser aceita uma pouca vergonha dessas. Nós começamos entregando impostos elevados com baixo nível de retorno, depois entregamos armas de fogo que poderiam nos defender, e hoje entregamos armas brancas… o que vai ser amanhã? Será que a legítima defesa vai ser considerada crime hediondo ou algo assim? Porque no momento em que portar armas é contra a lei, os únicos que terão acesso à armas é quem não respeita a lei. Mas é claro que um trombadinha de 15 anos vai ter 24 mil pra pagar só pra não ficar com o nome sujo, certo? Ou seja, o governo está literalmente nos jogando aos cães, retirando qualquer possibilidade de defesa em meio à um país violento sem oferecer qualquer garantia de segurança em troca.
    Afinal de contas, á quem servem os políticos? Porque à mim e ao cidadão decente certamente não é.

  • O rumo ao qual o Brasil está sendo conduzido graças a essas políticas demagogas e de pseudo direitos humanos é preocupante, nem se pode dizer que estamos caminhando para o caos social, pois já vivemos em um, cada vez mais o cidadão de bem é doutrinado a nunca reagir, a ser passivo, a ser indefeso, com essas mesmas desculpas retiraram nosso direito ao porte das armas de fogo, e agora isso, o bandido nunca entrega suas armas, está comemorando mais essa lei que garante uma população de vítimas, todos sabem que essas leis não funcionam, mas é mais bonitinho usar uma camisa branca e ir na passeata pedindo paz, depois de ter financiado a violência subindo o morro pra comprar o baseado de cada dia, já chega de hipocrisia!!!.
    Eu como cidadã de bem, trabalhadora, que pago meus imposto, me recuso a deixar de levar meus canivete em meu dia a dia……dane_se essa lei, nem vou deixar de andar com meus equipamentos, muito menos vou pagar multas….num país de corruptos, ladrões e caos social, eu não vou agir como mais uma ovelha!

  • Uma coisa extremamente importante acaba de ocorrer. Algo que será a diferença entre viver ou morrer. Foi lançado no Brasil a tradução de Way of Men (O Caminho dos Homens), de Jack Donovan. Lançado aqui com o título de O Código dos Homens. Por Homens ele quer dizer Homens mesmo e não “Seres Humanos”:

    http://www.jack-donovan.com/axis/

    http://www.livrariacultura.com.br/p/o-codigo-dos-homens-42892888

    Se você não ler este livro você vai morrer. Simples assim.

    “Eu vou morrer se não ler este livro?”

    Sim vai.

    “E vai doer?”

    Sim vai. Será uma morte horrível e muito dolorosa.

    Pouco me importa se você é bancário, caixa de farmácia, dentista, militar, esportista, gestor de pessoas, gerente de boca de fumo, chefe de facção criminosa, sela lá o que for… líder ou seguidor. Se você trabalha com homens, e se você quer saber como ser bom em ser um homem, e não apenas saber como ser um homem bom, leia este livro. Um livro para mundo do futuro, um livro para o vindouro mundo do SHTF global.

    Para sobreviver é preciso conhecer a filosofia do colapso, saber qual é, vamos dizer assim: a “linha política do mundo pós colapso”. Para assim conseguir entender a nova realidade e a realidade já em muitos casos presentes em determinadas regiões. Caso contrário você viva se guiando por idéias estúpidas iluministas e é pego de surpresa.

    Caramba, eu tava lendo o original em inglês usando o tradutor do google e finalmente há em português, só espero que não tenham modificado a linguagem nem um pouco preocupada em agradar quem quer que seja. O livro mais importante escrito até agora para o século XXI, o século do colapso. Em que o mais importante será encontrar homens violentos e se juntar a eles.

    Este é um livro voltado para o público masculino.

  • Tudo bem que essas proibições contra armamentos sempre irritam os sobrevivencialistas, mas a galera ta viajando… Proibir baladeiras? Raquete de tênis? Cortar mãos? lol xD
    Além do fato de essa lei ainda não ter sido de fato aprovada, temos que lembrar que não é pq carregar uma faca é crime que a polícia vai sair dando o baque em todo munto atrás de uma faca.

    Se você não der motivos pro policial te revistar ele não vai revistar. Não chame a atenção. Haja como se não tivesse nada de errado contigo e os caras vão te ignorar. Essa é a melhor solução que pode ter.

    • Gustavo Lanes

      Algum tempo atrás eu e um colega paramos em uma blitz e ele teve que apresentar sua carteira. Os policiais não se importaram em ver a validade do documento, mas a carteira voltou vazia. Ainda antes meu pai teve seu carro roubado e o reconheceu na rua, o estranho na história eram os policiais que o dirigiam. Quando ele tentou protestar eles o convidaram para fazer um boletim de ocorrência em uma desova de corpos ali perto. E o que ele poderia fazer? Chamar a polícia? Eu posso continuar citando casos de homicídios, ocultações de cadáveres, afiliações com traficantes, desvio de verba, recebimento de propina, implantação de provas falsas por ai vai se você realmente desconhece essa realidade gritante.
      Eu não sei você, mas o conceito da polícia pra mim não é dos melhores. E é claro que existem bons policiais, mas eles não são onipresentes. E eu não tenho a menor intenção de me colocar nas mãos da polícia. No fim das contas, a única mínima garantia de segurança que temos, ao menos na teoria, é o que consta na lei.

  • Jose Mauricio Rodrigues

    Como sempre é lamentável a atitude dos nossos representantes, a maioria eleitos com apoio de entidades inescrupulosas, porém vamos ao facto, criou-se no estado do Rio de Janeiro graças a movimentos como o Viva Rio, Igrejas Evangélicas ( que hoje perseguem os ubandistas) e partidos de esquerda com sua vanguarda (PSOL PSTU PT, etc… São tantos) um conceito do tipo , é SOU DA PAZ, e pregam a paz a qualquer custo, são contra a ação da policia e defendem os pivetes e bandidos o judiciário é omisso, o estado do Rio não produz uma arma e é o estado em que se usa mais armas isto é bandidos e polícia, os policiais são os alvos dos marginais tanto é que é no meu estado que morro mais policiais que dentro de uma guerra, e agora mais esta, ficando a critério da policia definir se o canivete é uma arma ou não a esta altura a banda podre da polícia já deve ter uma tabela para propina para liberar os canivetes eu sempre ando com o meu canivete e não vou abdicar este direito, logo serei um fora da lei, o que fazer eu não sei e não tenho soluções para esta loucura eu só posso dizer que se a vagabundagem assaltar com pedras vão proibir as atiradeiras.

  • Bastou apenas um judeu ser morto a facadas que as suas prostitutas proíbem até as facas, e até os imundos liberais da mídia repentinamente se tornam todos eles ardorosos defensores da redução da maioridade penal.

    A impressão que passa é que até o momento em que o médico judeu foi morto não havia problema algum, tava tudo bem, nada de errado ocorria e ninguém morria no Brasil; e a questão da redução da maioridade penal era “um assunto polêmico a ser debatido pela ‘tal da’ sociedade”, mais nada, de resto tudo corre muito bem por aqui.

    Mas bastou um judeu ser morto que imediatamente o consenso se produzio e até os hiper liberais da Rede Gay de Televisão estão todos de acordo em reduzir a idade penal. Um belo cenário para aqueles que não sabem ou não querem saber quem manda no mundo.

    Meu conselho é: reduzam a velocidade quando passarem na frente da sinagoga ou da maçonaria. Ou caso contrário rapidamente virá a proibição dos carros, das motos, das bicicletas e até dos tênis. Afinal o mais importante é evitar um novo holocausto.

    Quanto a atual lei do Rio, trata-se de uma medida de humilhação coletiva da classe política, basicamente um pedido de “meus pêsames” à uma comunidade hiper poderosa – ou porque alguém acha que está lei veio só agora, o assassinato do médico judeu foi o primeiro assassinato a faca do Brasil este ano? E ao mesmo tempo trata-se de uma declaração formal e oficial de incapacidade e incompetência da classe política, sendo isto algo que qualquer um percebe.

  • Ricardo Lourenço

    Olá a todos…… Sim, já há projetos de legisladores “preocupados” com a violência e com propostas de leis idênticas ou quase idênticas em São Paulo e outros Estados (veja na internet)….. engraçado..se a preocupação é tanta assim, para “ACABAR” com o número muito maior de pessoas que morrem no trânsito em consequência do alcoól, poderiam criar uma lei proibindo a fabricação, venda e comercialização de carros, ou de alcoól !!!! Já existe lei proibindo e penalizando o homicídio não existe? Para reforçar criaram a Lei Maria da Penha! Resolveu? Não? Criaram então a lei do feminicídio…e não resolveu nada!!!!!!! Não faltam leis, mas faltam outros valores…. não adianta fazer uma lei de “crianticídio”, “pobrecídio”, “idosídicio” e outras leis sem utilidade prática e ainda que servem de piada dentro e fora de nosso país!!
    Tanta coisa já é proibida e não resolve nada….. como dito no artigo, criminoso já não segue leis, o Estado é fraco e incompetente para manter os criminosos cumprindo a devida pena, as pessoas de bens são coagidas e ameaçadas se não cumprirem o determinado pelo Estado…. o que gera frustação e revolta nas pessoas comuns…..
    Eu também continuarei a portar meu canivete como faço há mais de trinta anos… se o Estado de São Paulo publicar a lei como está sendo proposta (com registro daqueles profissionais “autorizados” e “registrados” a portar facas, como açogueiros, etc,) vou fazer um curso de qualquer profissão que estiver na lei e que seja permitido portar facas, e continuarei a porta-las. Preocupo-me com os equipamentos de meu jeep, como faca, facão, machado, pé de cabra, macaco high lift e outras lâminas que são uma necessidade em trilhas….. De qualquer forma como andei pesquisando na história da humanidade toda e qualquer proibição só contribui para o agravamento do quadro que está vigente (lembram-se da Lei Seca nos EUA, ou quando Getúlio Vargas na década de 30 proibiu o porte de navalhas e outras lâminas com “quatro dedos”). Ou quando Hitler confiscou as armas dos judeus (o desarmamento da época) antes de massacra-los? A conclusão é que o mal vai prevalecer, o caos e a desordem vai reinar… e nestas horas teremos que ser sobrevivencialistas até uma nova ordem chegar, ou viver-mos como um filme Mad Max ou coisa parecida….. Abraços a todos

  • Essa lei é genial! Óbvio que o bandido vai pagar R$ 24000, ora! É claro, óbvio, que ele não quer deixar no nome sujo! Óbvio que ele vai ser preso! Óbvio que ele vai se sentir mal ou culpado! Óbvio que ele vai respeitar a lei! Nossa! O inútil que fez essa lei merecia um prêmio! Mas é claro! Claro! Não é esse deputado que se f*** dia após dia à mercê da criminalidade do Rio, Tá lá na boa com o carro blindado e escolta 24h! Óbvio que pra ele pouco importa a porra de uma faca. Já que tá tão violento o Rio, acredito que o porte de mãos deva ser proibido. Geral vai ter que amputar as mãos pra não cometer crime! Isso sim seria uma puta de uma lei!

    • Ricardo Lourenço

      Já pensou se começarem a cortar as mãos dos criminosos? Daqui a pouco serão suas cabeças!!!!! Me faz lembrar os vídeos de origem de alguns países árabes ou alguns como Indonésia onde a lei é dura e pesada… lembrem-se dos brasileiros fuzilados por tráfico de drogas….. se aqui chegar ao descontrole, em algum momento um maluco vai propror soluções radicais e vai ter apoio de todos… isto é história..pesquisem e vejam o que foi acontecendo quando estes tipos de política de controle social, levaram países a serem controlados por ditadores…… onde o controle estatal era imenso….. a diferença é que por aqui os criminosos são favorecidos ao contrário de outras regiões e em outros tempos, onde eles eram os prejudicados….

  • Meus caros este é o Brasil que se abram as cortinas para os circos dos orrores.

  • Ao meu ver matéria de tipicidade penal no caso,competente é a União,no ,esta lei do Estado do Rio de Janeiro é inconstitucional,smj, textos confirmam ao meu ver o meu pensamento!”Consoante ensinamento do professor Luiz Flávio Gomes, somente o Estado está autorizado a legislar sobre Direito Penal. Ele é o único titular do ius puniendi, logo, cabe a ele a produção material do Direito Penal Objetivo (ou seja, cabe ao Estado a criação das normas que compõem o ordenamento jurídico-penal).

    Ressalte-se que a distribuição da competência legislativa vem descrita na Carta Política , que, em seu art. 22 , I , determina competir, privativamente à União legislar sobre Direito Penal.

    Entretanto, lei complementar federal pode autorizar os Estados-membros a legislar sobre Direito Penal, porém, somente em questões específicas de interesse local (§único, do art. 22 da CRFB/88). Sublinhe-se: questões específicas; que pode ser: uma regra penal sobre trânsito em uma determinada localidade, sobre meio ambiente em uma região. Logo, nenhum Estado está autorizado a legislar sobre temas fundamentais do Direito Penal (sobre princípio da legalidade, sobre as causas de exclusão da antijuridicidade, sobre a configuração do delito…).

    (http://lfg.jusbrasil.com.br/noticias/606263/quem-esta-autorizado-a-legislar-sobre-direito-penal-luciano-vieiralves-schiappacassa)Resumo: Artigo 19 do Decreto Lei 3699/41, norma penal em branco carente de complementação. Inexistência de lei ou decreto a regulamentar a posse de arma branca em território nacional (exceto espadas e espadins Dec. 3665/00). Condenação lastreada na objetividade jurídica, sem análise do elemento integrador do tipo. Atipicidade da conduta, em se tratando de posse de faca, canivete e afins. Princípio da legalidade a ser observado (artigo 5º, XXXIX, Constituição Federal).
    Palavras-chave:porte; arma branca; atipicidade; legalidade.
    Suzane Maria Carvalho do Prado Patricio, REVISTA JURÍDICA DA FACULDADE UNIÃO – ANO 1 – Nº1 – OUTUBRO DE 2007

    Clique aquihttps://www.defesa.org/da-atipicidade-do-porte-de-arma-branca-a-luz-do-principio-da-legalidade/

  • Primeiramente, concordo com o tom de revolta com a proibição. Bandido não respeita leis e não é proibindo ou multando o cidadão que vão resolver o problema (mesmo considerando os grupos especializados em assaltar agentes de segurança para roubar as armas deles, como acontece sempre perto de onde moro).

    Mas, na minha opinião, isso não deveria afetar tanto assim um sobrevivencialista. Eu, particularmente, não carrego facas comigo. Mantenho um kit nos principais lugares que eu fico (casa, trabalho, point do rpg). Mas na rua evito andar carregando equipamentos. Tanto para manter o perfil baixo, quanto para não carregar peso desnecessário.

    Não devemos nos confiar tanto assim em equipamento mesmo. Se não soubermos nos defender/proteger usando apenas o nosso corpo, dificilmente uma faca na mão faria alguma diferença.

  • “Talvez esteja sendo um pouco agressivo no meu discurso, mas tem horas que não dá para usarmos meias medidas e é necessário pontuar o que se pensa. Desculpe se ofendi alguém.”

    Não tem que se desculpar, meu caro. Só um completo imbecil se ofenderia com um texto tão claro e pertinente. Com ou sem proibições, meu pica fumos não vai sair do meu bolso.

  • Leandro macedo

    Mais uma política absurda pra desarmar a população.

    Já não podemos ter armas de fogo, agora armas brancas?

    jajá será proibido ter armas brancas dentro de casa HAHAHA

  • Pra mim não faz diferença alguma, vou continuar andando com meu canivete e meu EDC com ou sem leis.

  • João Paulo Gouvêa

    “Antes de tudo preciso dizer que o Brasil tem um costume estúpido de assumir que os bandidos seguem as leis.”

    Só com essa frase vc resumiu tudo, Julio. Brilhante reflexão.
    Concordo com seu texto, integralmente.
    Não precisamos de mais leis. Precisamos cumprir as que já temos.
    E de pessoas que consigam cobrar por isso.
    A começar do alto, para dar o exemplo.

  • Lâmina ao alcance da mão? Bom, só levá-la presa ao tornozelo que tá tudo resolvido…
    Piadas a parte, é IMPOSSÍVEL uma lei dessas beneficiar a sociedade. As facas, mesmo que não podendo ser portadas, continuarão acessíveis a todos, e qualquer um que quiser cometer crimes com as mesmas vão portá-las e vão usá-las pra isso sem medo ou misericórdia. A solução era o simples cumprimento das leis existentes, mas como não interessa a ninguém isso, ficam criando esses teatros de “estou trabalhando por você”, criando essas leis inúteis. É deprimente.

  • SP e MG, parecem que vai embarcar nessa cilada.
    Sinceramente, não vai resolver nada.
    Bandidos não obedecem as leis e outra coisa, o desejo das pessoas está além das leis, quem quiser ter uma faca para utilidades ira ter, quem quiser ter para cometer crimes, também ira ter.
    A diferença que o cidadão ordeiro vai ficar coibido de ser multado e o bandido não.
    Leis inúteis, políticos inúteis é assim na republica das bananas e do ovelhismo.
    O que fico impressionado de ver é que cada vez mais políticos estão legislando em causas próprias, nunca dizem vamos fazer tal lei, por que é uma demanda popular… assista as reuniões dos deputados ou senado, o filho da puta, chega no palanque e tem coragem de dizer, “eu acho que devemos proibir facas” ou proibir aquilo, ou aquilo outro…
    Sinceramente muita gente discute comigo, mas isso o estado proibir as coisas, não resolve nada, é assim com armas, facas e até mesmo drogas…

  • um lei totalmente ridícula e esdrúxula, a policia sabe muito bem diferenciar um vagabundo de um cidadão de bem, portanto tem a autonomia de enquadrar o vagabundo mas o governo, para agradar a uma parcela da população ao invés de fazer bem o seu trabalho, coloca o pai de familia no mesmo balaio do vagabundo, moro no RS aonde a faca faz parte da indumentaria gaúcha e é muito usada no dia a dia, o que vai acontecer é que os marginais vão se adaptar a lei e usar tesouras, ai criam uma lei para proibi-las então usarão chaves de fenda, ai criam outra lei, quando na verdade o estado não esta fazendo a parte dele, se voltassem a liberar o porte de arma, logo os manos iam iam pensar 10 vezes antes de qualquer coisa pois é notório que quando o cidadão tem e sabe usar e usa uma postura vigilante, eles saem correndo quando veem que a pessoa esta armada e sabe usar a sua arma.

  • PIERRE DOUGLAS DAS NEVES

    Parabéns pelo texto. Gostaria de re-afirmar o que foi dito:
    “NO BRASIL, AS LEIS SÃO FEITAS COMO SE OS BANDIDOS AS OBEDECESSEM”. Estamos nos tornando vítimas de um estado falido que não investe em educação, não investe em saúde, e desenvolvimento tecnológico, e o que vemos é somente a tentativa de se remediar problemas, ou seja, fazer “gambiarras”.
    Carrego uma faca na carteira e outra tática na mochila, e vou continuar carregando..

    • Murilo Almeida

      As LEIS são muito MAL FEITAS e só servem para coagir a população, deixando, é claro, brechas para os bandidos de colarinho se livrarem… Logo-logo vão ter que proibir raquetes de frescobol e ate mesmo de tênnis… Palhaçada neste circo chamado BRASIL…

  • Mais uma vez nosso “querido” governo mostrando que definitivamente o Brasil é um país de 3º mundo…
    Não só no Rio, mas em todo país, é uma mancada atrás da outra, fica impossível para o cidadão de bem viver… enquanto isso nas favelas (desculpem, mas não concordo com o nome “comunidade”) e nas periferias segue a lei do mais forte e o estado não apita em nada, nas grandes e pequenas cidades segue descaradamente os mais diversos meios de corrupção que atinge todos os setores possíveis.
    E a garotada que é o “futuro” do país em GRANDE PARTE (ao menos em minha cidade) só quer saber de causar nas redes sociais e escutar funk… é o fim mesmo…

  • André Alves

    O artigo está muito bem escrito. E concordo com tudo o que está escrito. Já faz um bom tempo que as câmaras legislativas têm ideias como essa. Soluções como “As padarias são assaltadas diariamente? Tenho a solução! Fechem as padarias!” se tornaram bem frequentes, e isso acaba nos tolhendo ao mesmo tempo em que os bandidos – fiquei pasmo! – não obedecem as leis…

  • E a pergunta q não quer calar….a lâmina de EDC de menos de 10 cm Esta liberada, então? Mesmo se estiver no bolso? Pergunto porque a maioria dos canivetes q eu conheço tem entre 7 e 8,5 cm…

  • Demóstenes Jr.

    Saudações! Lei estapafúrdia e em desacordo com a realidade. Quem já viu o tipo e finalidade das “armas” brancas apreendidas com marginais pode perceber que muito raramente ou nunca se tratam de artefatos profissionais ou táticos, são simples facas de açougueiro, cozinha ou “peixeiras” e todas muito surradas, gastas e presas à cintura sem nenhuma precaução de segurança, sua finalidade é apenas intimidar ou agredir as vítimas. Vejam este exemplo:

    Enquadrar todos os cidadãos na mesma lei absurda é injusto e nos colocará definitivamente como ovelhas diante dos lobos, esta é uma legislação pró bandidos que nos ameaça novamente depois do desarmamento, pelo visto o Estado nos quer reféns absolutamente inermes cuja única opão é juntar as mãos e rezar, já que elas estarão completamente vazias diante do perigo ou necessidade e quem anda com guarda costas, coletes e carros blindados são os ricos que não precisam de nosso policiamento cosmético e insuficiente. Espero sinceramente que o cidadão carioca não aceite isto para que não se torne lei federal.

    • Tocou num ponto que eu comentaria! Exatamente essa questão que nós, sobrevivencialistas, está mais que óbvio pela nossa conduta, que o canivete ou faca na cintura é ou para ajudar em atividades diárias ou para defesa. Olha, eu tenho certeza que se um policial sério abordar um sobrevivencialista sério e encontrar o canivete do camarada, ele vai entender perfeitamente que o rapaz não quer ferir ninguém. Pelo contrário! Ele quer se proteger e, se for necessário ferir, que assim seja feito.

      • Murilo Almeida

        Bem, são muitas variáveis, pois, em todo lugar, existe as pessoas “corretas” e os “desviados” da conduta correta, mas concordo que se ambos forem “corretos” e educados, o policial ira saber abordar um sobrevivencialista a fim de averiguar tão somente, e isso não de forma preconceituosa, porem, entretanto, se for lei, pode haver complicações…

  • simplesmente um absurdo , mas uma vez os politicos tampando o sol com a peneira , sou do interior do rj e torso para essa lei ser vetada , ando de jipe e nele tenho um facão e um machado , ambos ja usado diversas vezes para limpar estradas de arvores , galhos e bambus , temo pela interpretação de uma autoridade mal intencionada.
    acredito que o proximo passo dos nossos deputados sera a proibição da chave de fenda,formão e do gargalo da garrafa de vidro.
    desculpem o desabafo

  • Daniel Gimemes

    Em relação a sua última pergunta Julio, consigo sim: Baixe uma lei que dobre, triplique ou quintuplique a pena para CRIMES cometidos com uma arma branca ou de fogo e não interfira no simples porte.
    Achou demais quintuplicar? Bem, eu sei que vc não pretende cometer nenhum crime com sua faca e a sua pistola, então você não te faria a menor diferença e vc não seria incomidado portando-os…já os bandidos…

  • é mto mais facil proibir o uso de alguma coisa inves de educar o uso de tal instrumento…vejo isso acontecendo ao longo dos anos com os Escoteiros…na minha epoca podia-se portar ate um facao na cintura, desde que devidamente trajado com o uniforme e lenço do grupo escoteiro, a PM via e sabia que ali ia um jovem com conhecimento e discernimento para usar tal ferramenta para o fim a qual ela foi destinada…hoje em dia nao tem mais ninguem querendo ensinar a usar o facao, ja que alguem pode fazer algo de errado ou roubar o facao e usa-lo em algum crime…é mais facil proibir o uso do que “correr o risco”.
    So nao entendem que o risco correremos com ou sem as facas…com ou sem as armas de fogo como ja acontece…infelizmente ninguem quer se dar ao trabalho de educar…proibir é mais facil e mais rapido, alem de dar mtos votos.

  • Na minha opnião há uma relação doentia entre a turminha dos direitos humanos que querem proteger o marginal com o político que quer ganhar votos dos pobres que tem maioria de voto na hora de escolher políticos. E pra temperar tudo isso temos a mídia que quer “empurrar” linguiça seara no cidadão ( que na maioria é pobre ) e por isso não pode discursar contra. Mas outras brechas existem, sei que um personagem de religião afro conhecido como malandro porta uma navalha, aqui no rj temos a lenda de um homem muito famoso que frequentava a região boêmia da lapa e não acredito que tanto a turma dos direitos humanos como os políticos e a globo vão contra tal cultura afinal de contas ela é dominante aqui no rj e muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito humana. Boa noite essas são as notícias de hoje do front. GOOD NIGHT BRASIL ! Esse é um texto de um carioca de classe média que mora muito perto da favela em um bairro pobre onde há milícia, tráfico e todo tipo de gente violenta e que semana passada completou 33 anos e afinal de contas já viveu mais que Jesus Cristo então leia com carinho se quiser sobreviver aqui.

    • Murilo Almeida

      A turminha dos direitos humanos é meio surrealista, pois, como tem datado sua criação numa época de ditadura, ainda preservam conceitos estupefatos, onde o perseguido (na época os políticos de oposição) devem ser protegidos dos carrascos (na época os militares)… Outro tempo, outra visão, outra realidade… Agora, os perseguidos são os marginais criminosos, ou seja, os direitos humanos estão protegendo os bandidos… Infelizmente esta é a realidade do Brasil de hoje… O marginal criminoso não respeita as leis, muito pelo contrario, as utiliza a seu favor…

      • Essa lei é realmente um absurdo. Outra lei absurda é a redução da maioridade penal, o povo acha que vai resolver prender um moleque de 14 anos, mas não tem intelecto nem um para saber que esse moleque vai sair da prisão muito mais perigoso do que quando entrou.

        Outra coisa absurda é o simples fato de que as penitenciarias do brasil dão muito mais despesas do que as escolas, o governo gasta mais verba pra manter um bandido preso do que um aluno estudando, e agora querem prender um moleque, só pra aumentar ainda mais as despesas das penitenciarias, enquanto as escolas ficam cada vez mais precárias…

        Desde que eu me intendo por gente carrego uma lamina, e não vou deixar esse habito, não podemos deixar esse governo nos contaminar com o “ovelhismo”. A mídia prega a nossa liberdade, a nossa qualidade de vida e blablabla, nos não somos livres, a cada dia o cidadão de bem se depara com essas leis estupidas que os deixam mais escravizados, mas a maldita mídia prega essa tal liberdade, Por que? porque “a escravidão funciona melhor quando os escravos não sabem que são escravos”.
        As nossas crianças vão pra escola apenas para crescerem mais tapadas, as escolas tem o dever de deixar a população com um nível intelectual igual a de um tomate maduro, para que esse governo possa escraviza-las sem que elas saibam que são escravos, e alguém ainda acha que a tal “Pátria educadora” faz algum sentido?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s