SHTF School: Como ajudar as crianças durante tempos difíceis

O terrível tiroteio nos EUA que causou a morte de 27 pessoas, a maioria entre seis e sete anos, me fez escrever este texto. Existe muita coisa controversa.

A mídia anda mais preocupada em falar sobre as leis relacionadas as armas do que focarem-se no que realmente importa. Acabam fazendo com que pessoas como o atirador de Aurora se tornem em uma espécie de celebridade, que inspiram outras pessoas a saírem e “serem alguém” fazendo atrocidades extremas.

Eu sei que muitos de vocês tem famílias ou são próximos de pessoas que as tem. Então hoje quero falar sobre o que acontece com as crianças que passam por tempos horríveis.

No meu tempo durante a guerra as crianças sofreram também, assim como os adultos. Talvez de forma diferente, mas eles definitivamente absorveram todos eventos pesados que aconteciam ao nosso redor. Muitas pessoas pensavam que se colocarem  seus filhos com um monte de jogos de tabuleiro dentro um quarto seguro enquanto você lutava pela sobrevivência, tudo ficaria OK com eles.

E para ser honesto, as pessoas gostavam de fazer isso. Ninguém prestava muita atenção às crianças, se você já leu outros textos sobre minha experiência vai saber o quanto nossas prioridades mudam dramaticamente em tempos de crise.

O mais importante era manter as crianças fisicamente seguras. Todo o resto era deixado para ser resolvido depois, quando a paz chegasse… quando os “tempos normais” chegassem… Mesmo que sabendo que poderíamos morrer naquele dia. Depois, quando os tempos normais chegaram, algumas pessoas perceberam que suas crianças não eram mais “crianças normais”.

A maioria das pessoas tende a esquecer do tempo quando eram crianças, começando a achar que as crianças não entendem muito então não há necessidade de explicar as coisas que estão acontecendo no ambiente à sua volta. As crianças são adultos pequenos, elas não são idiotas, elas entendem muito mais do que pensamos. 

Naquele tempo, como eu já disse, nós não perdíamos muito tempo explicando as coisas para as crianças, explicando as coisas ruins que elas possam ter visto ou ouvido. Eu acho que nós não tínhamos tempo para isso pois estávamos ocupados com coisas mais importantes como achar comida e questões de segurança… Mas nós não tínhamos ideia de como estas coisas iam influenciar elas, ou teríamos achado tempo para fazer isso.

Hoje, após qualquer evento traumático em uma sociedade normal existe todo um sistema usado para ajudar as crianças a lidarem com aquilo, mas nunca esqueça que o primeiro e melhor amigo de sua criança é alguém que eles confiem, um amigo próximo da família ou se você já for pai (ou mãe), é a pessoa certa para ver quando sua criança está com problemas.

Mais tarde, quando a criança se torna adulta é muito mais difícil e algumas vezes impossível de se corrigir algumas coisas. Alguns padrões ruins e traumas podem deixar cicatrizes profundas demais.

Os exemplos são numerosos e estão em toda parte… toda a sociedade onde moro foi criada em valores falsos e errados. Eu posso dizer isso por uma razão: A maioria das crianças foram criadas da forma errada.

Qualquer evento traumático deixará grande influência na criança ou jovem. Outra coisa é o que a pessoa aprenderá naquele evento. Eu não sou nenhum expert nesta área, mas sou um homem que sobreviveu um grande número de eventos traumáticos e conheço pessoas que também passaram por eles, então posso dizer que aqueles que conseguiram sobreviver tiveram consequências. Sempre.

Uma parente minha ficou dez anos sem conseguir sair de seu apartamento sozinha. Sempre saía com algum membro da família. Ela tinha seis anos de idade quando viu como as pessoas eram mortas ao redor dela… ninguém pensou naquele tempo em falar com ela sobre o que ela tinha visto, a prioridade era mantê-la segura. Isso tudo derrubou ela anos depois.

Ao contrário dela, meu colega que era mais jovem que eu durante o tempo de guerra não consegue ficar em elevadores ou quaisquer lugares pequenos. O pânico ataca. Ele me disse que seus pais o colocavam em um quarto seguro pequeno quando o bombardeio estava pesado.

Certa vez estava com ele no apartamento e ele quis sair, porém a chave emperrou na porta. Ele de repente sentiu-se preso, entrou em pânico e começou a bater uma cadeira contra a porta para que ela abrisse. Vinte anos atrás ele quase morreu sufocado quando sua casa pegou fogo devido ao bombardeio e ele ficou preso no “quarto seguro”. Ele tinha 14 anos na época.

Estes são apenas dois casos de exemplos simples. Em casos piores as crianças crescem com eventos traumáticos sem lidar com eles e acabam se tornando adultos sem nenhum conceito de moralidade.

Se crianças vêem que as pessoas fazem coisas erradas para conseguir algo, elas concluem que este é o jeito mais fácil. Elas seguem exemplos ruins. É por isso que a mídia que torna o atirador em celebridade cria um problema a longo prazo.

De repente você tem um adulto crescido que sabe que se tornará conhecido se fizer um grande ato de violência que merece atenção das notícias.

Então o que fazer?

Apenas interaja com suas crianças, preste atenção no que estão vendo e como eles entendem aquilo tudo. Ajude-os a entender o que é errado e ruim.

Não fale sobre o atirador com elas, fale sobre as vítimas. O atirador é um ninguém e deverá permanecer assim.

Aqueles caras que saem correndo no meio do campo de futebol não recebem atenção da mídia pois isto só faria mais pessoas quererem correr para ganhar fama, porém algumas vezes a mídia não entende (ou ganha muito dinheiro) que dar atenção e público forma heróis que não deveriam existir.

O que estou tentando dizer é: não subestime as crianças. Eles são novos na vida e não entendem nada do mundo ao redor. Você é quem deve ajudá-lo a entender o que é bom e o que é ruim, você deve ser uma espécie de filtro.

Sem ajuda, suas crianças vão passar por situações ruins mais tarde ou fazerem alguma coisa extrema.

Deixar as crianças longe do mundo real não é certo também, elas têm de aprender sobre as coisas e você deve ser a pessoa que vai ajudá-los a contextualizar tudo.

Saddam Hussein achou que seria uma boa ideia “fortalecer” suas crianças quando eram jovens, deixando-as ver atrocidades. Seus filhos Udai e Qusay se tornaram psicopatas assassinos.

A triste realidade é que há lá fora toda uma geração de pessoas novas que simplesmente não possuem o correto entendimento do certo e errado. Para eles o conceito que existe é fácil e difícil… Basta refletir um pouco e perceber o quanto este conceito é difícil e porquê quando uma crise ocorrer nós teremos problemas sérios.

Para eles é fácil ficar chapado e roubar uma conveniência, espancando até a morte a senhora que trabalhava lá durante a vida inteira. Eles não conhecem outros caminhos, ou acham que são mais difíceis e não valem a pena.

As crianças vêem tudo e estão entendendo tudo o que ocorre, mas sem sua ajuda eles podem acabar interpretando tudo da forma errada.

Fonte: SHTF School

Nota do tradutor: 

O texto do Selco reflete bem os aspectos da psique de uma criança, tenha em mente que eles verão tudo aquilo que acontece ao redor deles e se você não ajudá-los a interpretar o que estão vendo (ouvindo ou sentindo), poderão dar a interpretação errada e acabar criando traumas que gerarão consequências ruins no futuro. 

Venho recebendo e-mails pedindo que eu aborde mais as questões relacionadas à nossos familiares e como proceder com eles em caso de crise, então aos poucos falarei sobre isso. Este texto escrito pelo Selco reflete claramente a nossa realidade, onde temos jovens sem nenhuma estrutura familiar e deixados ao acaso. Infelizmente são estes jovens e adultos que tornarão um cenário de crise muito pior, ameaçando a todos nós que lutamos para sobreviver de forma honesta.

Até.

Anúncios

3 Comentários

  • OLHA PESSOAL SOU PAI DE TRES MENINAS DE 11,7 e 5 ANOS, HIPER ATIVAS E MUITO INTELIGENTES QUE PRECEBEM TUDO AO SEU REDOR, PARA PIORAR MORAMOS EM UMA CASA PEQUENA DE UM QUARTO SÓ E DORMIMOS TODOS JUNTOS. E IMPOSSIVEL CRIA-LAS SEM CONVERSA. PERCEBEM ATE O QUE NÃO DEVERIAM PERCEBER AGORA. SE CRIA-LAS FOSSE FACIL ALGUEM JA TERIA INVENTADO O MANUAL PARA EDUCAR E PREPARAR CRIANÇAS PARA CRISES E PROBLEMAS. TENHO CERTEZA QUE CONFIANÇA, RESPEITO E AMOR SÃO A BASE PARA QUE NÃO SE PERCAM NO FUTURO ENSINADO QUE DEUS E AS SUAS LEIS ESTARAM SEMPRE ACIMA DE TUDO PARA ELAS.
    “A HUMANIDADE JAZ COM O ESPIRITO VAZIO E SEM PAZ INTERIOR E O VERDADEIRO AMOR !!! “

  • eulerbrandao1969

    Amigos sempre fui criado com todas as explicações, não adianta omitir nada das crianças isso me fez um homem forte, agora queria fazer uma pergunta quanto a lugar seguro em casa. o que acham de um quarto secreto em casa para proteger sua família?

  • LuciloPCJr.

    Lidar com criança é uma coisa bastante difícil, não pense que eles são marionetes, que eles vão seguir os passos que você vai ensinar, tudo depende de cada um, cada um tem um “gênio”. Um de seus filhos pode não aceitar o que voce diz, o outro vai seguir fielmente suas palavras, enquanto o terceiro fingirá que concorda.
    Parece que tem gente que nasce para “a coisa errada” como se estivesse no seu DNA. Mas são pocos os casos, porém não raros.
    A maioria é por influencia do mundo e das pessoas ao seu redor.

    A pior resposta para uma criança é o: “Porque não!”
    _”Mãe posso fazer isso?”
    _”Não meu filho!”
    _”Porque?”
    _”Porque não!”
    Não faz sentido. Da mesma forma que eu não vou entender (tenho 22 anos), uma criança também não vai.
    Tem de ser explicado o por que. A criança tem de enxergar os motivos, e oque aquela ação pode gerar.

    Crie bem um filho, e você terá um amigo com quem contar por muitos anos.
    (e não um drogado, revoltado, pscicopata desses que até matam os pais.)

    Pense nisso.

    😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s