Post do Colaborador: Introdução ao código Morse

Em cenários de crise, a primeira coisa que penso é: como vou me comunicar sem celular, telefones fixos, internet, rádio comunicador e outros. Me veio então à mente o Código Morse. Criado em 1835, foi desenvolvido por Samuel Morse que é também o criador do telégrafo (meio de comunicação a distância), que usa eletroímãs para emitir e receber sinais.

A tabela abaixo segue o alfabeto alfa numérico do código Morse e sinais mais usuais:

Uma mensagem em código Morse pode ser transmitidas de diversas formas, por exemplo: pulsos elétricos transmitidos por cabo, perturbações sonoras, sinais visuais (luzes acendendo e apagando), ondas eletromagnéticas (sinais de rádio);

Uma mensagem codificada em Morse pode ser transmitida de várias maneiras em pulsos (ou tons) curtos e longos. Claro que as limitações são enormes, a questão do alcance e principalmente o receptor da mensagem, que é quem vai “ler” o sinal.

Na falta de equipamentos necessários (telegrafo e rádio amador) vou exemplificar somente com o sinal visual usando uma lanterna (mas também poder ser usado o sinal de fumaça) e sinal sonoro, usando um apito. Vou emitir o sinal mais famoso, o S.O.S que foi associada a diversas frases como:  “Save Our Seamen”  (“Salve  nossos  marinheiros”),  “Save Our Ship”  (“Salve  nosso  Navio”),  “Survivors On Shore” (“Sobreviventes na costa”) ou “Save Our Souls” (“Salve nossas almas”). Além das definições, é o sinal mais fácil de ser emitido e de ser lembrado.

O equivalente em Morse para a letra “S” são  três  pontos  ou  três  sinais  curtos  (.  .  .)  e  para  a  letra  “O”  três  sinais  longos  (-  –  -)  ficando  da seguinte forma …—… / …—…

Lembrando do espaço entre os sinais. Segue o vídeo como exemplo:

E para finalizar, vale ressaltar que a pessoa que receberá sua mensagem deve estar preparada para transcrevê-la, caso contrário você estará emitindo um sinal sem sentido nenhum.

Então pratiquem sempre e estejam preparados.

– Matéria escrita e enviado pelo colaborador e amigo do blog, Diego Parreira –

Anúncios

11 Comentários

  • Comunicação codificada é uma peça chave pra sobrevivência em grupo, tanto pra defesa quanto pra o ataque, por fatores óbvios. Em uma situação onde os meios de comunicação modernos sejam inoperantes (Em caso de PEM liberado por Erupções Solares), o uso de código morse pra transmitir uma mensagem, nem que seja usando um espelho pra refletir a luz solar já é de grande valia.

  • O complicado do Morse (cw) não é transmitir, mas receber. É comum novatos transmitirem em uma velocidade alta, e ao receberem a resposta na mesma velocidade, não conseguirem acompanhar. O macete é que se você é novato, transmita devagar. No rádio, lhe responderão na mesma velocidade.

  • Luis do Rancho

    Sem querer ser saudosista digo que é uma pena que as novas tecnologias estão nos fazendo esquecer algumas ferramentas de comunicação mais básicas. Mas ainda hoje é possível ouvir comunicações em morse nas ondas longas.
    Quero contribuir informando também que o código “Q” (QSL< QTH, etc) hoje muito utilizado em rádio comunicação de voz e consagrado pela faixa do cidadão, foi desenvolviido exatamente para "encurtar" as mensagens em morse., reduzindo a 3 letras palavras e expressões.

    • Diego Parreira de Queiroz

      O codigo Q sera meu proximo post
      aguardem…

  • Gustavo Lanes

    Esses não são muito usuais, mas servem pra enfatizar…
    ? = ..–..
    . = .-.-.-
    , = –..–
    + = .-.-.
    – = -….-

  • Parabéns Diego, excelente post, bem explicativo e prático.

    Parabéns também pela dedicação para com os companheiros do blog, você é bem vindo sempre.

    • Diego Parreira de Queiroz

      Não da só pra retirar, tem de encher o pote também

  • Parabéns muito legal gostei mesmo !

  • LuciloPCJr.

    Por isso que acompanho o Blog.
    Taí uma coisa simples e que eu nunca tinha pensado em usar.

  • Parabéns Diego, muito bom o seu post!

    • Diego Parreira de Queiroz

      Obrigado, se precisar estamos ai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s